escreveu sobre Restaurante Roma

Crs 511 Bloco B

Quem passa pela W3 Sul e vê a fachada do Roma não tem ideia de como é o ambiente do restaurante. Eu mesmo imaginava um lugar decadente e mal frequentado. Mas após ler resenhas aqui e acolá, decidimos conhecê-lo. Trata-se de um local reservado, com uma fonte nos fundos do salão. A iluminação me parece ser propositadamente meia luz. Nas paredes, quadros temáticos romanos. A música de fundo fica num volume que não incomoda e dá um clima mais aconchegante. Apesar desse conjunto todo, é um restaurante relativamente simples e frequentado majoritariamente por famílias.
Inaugurado em 1960 - e a casa faz questão de destacar isso no letreiro e na louça - o Roma é o mais antigo restaurante em funcionamento no Plano Piloto. Serve comida italiana, mas não só. Para quem esperaria apenas por massas e pizzas, o tradicional cardápio surpreende pela variedade de opções de carnes (entrecôte) e peixes, entre outros.
Por ter sido nossa estreia, investimos no carro-chefe da casa: o filé à parmigiana acompanhado de massa (pode ser espaguete, talharim ou nhoque) - optamos pelo talharim com molho de tomate. O prato, que custa R$ 86,90 e serve duas pessoas, veio rápido - não sei até que ponto o fato de o restaurante ainda estar com pouco movimento naquela hora contribuiu para isso. O filé estava macio, e junto com o bom talharim constituiu um farto almoço, mas sem sobras. De sobremesa, pedi o mousse de maracujá com calda, muito bom.
Gostei do atendimento. Rápido, prestativo e objetivo. Mal esvaziávamos os pratos e os garçons vinham nos servir. Aliás, a casa tem um bom número deles, que pelo jeitão e cabelos grisalhos, parecem ser antigos na casa.
Só me estranhou o fato de o Roma ter vencido na categoria Bom e Barato no "Comer & Beber" da revista Veja Brasília. Os pratos podem ser (e são) realmente bons, mas não os considero baratos. Os preços são medianos, eu diria.
Aline C. e Amanda K. gostaram