escreveu sobre La Sagrada Família

Rua do Rosário, 98

Quando a pessoa pensa em almoçar no centro de alguma cidade a primeira coisa que vem na mente é um self service ou um PF. Certo? Errado. Pelo menos no Rio de Janeiro. No centro da Cidade Maravilhosa é possível comer bem - e muito bem. Tem opções para todos os bolsos.

Convidada para almoçar com uma amiga de Natal que mora na capital fluminense ela sugeriu irmos ao La Sagrada Família. "Tenho certeza que você irá adorar", ela falou. Hora marcada e mesa reservada, fomos lá.À princípio, não tinha entendido porque se precisava reservar mesa para almoçar em um restaurante no centro da cidade. Entretanto, logo que cheguei percebi sua preocupação.

A casa é um sobrado situado na Rua do Rosário, que passa despercebido aos olhos apressados da multidão. O cliente sobe e tem o primeiro salão, com no máximo dez mesas, e logo mais no segundo andar, outro pequeno salão. Poucas mesas. Às 12h30 o restaurante já se encontra completamente lotado e a fila de espera começa a se formar.

Você quer saber se um estabelecimento é bom pela sua fila de espera! Isso não significa que você tem que esperar. Volte outro dia. Mais cedo. Pois bem, fui ansiosa ao cardápio. Fiquei em dúvida em vários pratos. O restaurante também é participante do 'Prato da Boa Lembrança' e especializado em massas, como também saladas e comida com tempero nordestino.

De tantas opções boas não sabia o que escolher, mas optei pelo que o 'chef indica': Roast-beef de filet mignon, em crosta de pimenta, fatiado, ao molho de gorgonzola, cebolas carameladas e batatinhas salteadas em ervas (R$ 35,90).Minha amiga, também depois de tanta indecisão, pediu Frango ao funghi porcini: filet de peito de frango ao molho de funghi porcini, batata gratin e ervilhas frescas em fava (R$ 31,60).

Uma explosão de sabor, mas o que mais gostei foi a cebola caramelizada. Merecia uma porção maior! Minha amiga também adorou o escolhido por ela, mas achou que as ervilhas não combinaram com a harmonização do prato. Ao fim, não tínhamos muito tempo para a sobremesa. Pedimos um café e saimos satisfeitíssimas. Pretendendo voltar um dia, quem sabe.
Vânia M. gostou