escreveu sobre Jacaré Grill

R. Harmonia, 305

Fui duas vezes ao Jacaré em menos de três dias. Adorei a localização, o ambiente, o clima do lugar em si. Mas aprendi que toda vez que me convidarem para ir lá, algo vai ter que ir forrado: ou meu bolso ou meu estômago.

Uma panelinha muito (repito: MUITO!) pequena de carne louca (carne desfiada com azeitonas, milho, tempero verde, etc..) com um valor - se não me falha a memória porque esqueci de anotar - entre R$25 e R$30 me deu a sensação de estar sendo assaltado sem uma arma na minha direção.

Já a batata rústica é algo bem diferente do convencional e está dentro da média de preço e quantidade (se estivesse fora, eu iria lembrar). Peçam com tranquilidade!

No domingo, passei horas agradabilíssimas ao me juntar com uma galera e pedimos duas picanhas grelhadas enquanto fiquei invejando um outro cara que estava na mesma mesa que eu e optou por um salmão grelhado com batata sauteé que tinha um visual saboroso. Ah, se inveja matasse...

Minha maior dica é comer a picanha o mais rápido possível, pois a mesma não vem servida em pequenas chapas como costumo ver em outros restaurantes, mas sim em uma travessa mesmo. Isso faz com que os primeiros pedaços da carne sejam deliciosas e quentinhas e os demais, tão gelados que nem as bebidas servidas no estabelecimento.

Falando em bebidas, todos elogiaram as temperaturas das mesmas. O meu suco natural de melancia e de polpa de caju que pedi estavam a contento. Vi algumas caipiroscas sendo degustadas, mas confesso que não simpatizo com esse tipo de bebida servida em copos long drinks. Cada um com o seu gosto, né?

Mas imbatível mesmo foi a saborosa mistura de torta de nozes com sorvete de creme. ES-PE-TA-CU-LAR! Onde eu consigo a receita? Não que eu vá fazer, né, mas se minha mãe ver esta resenha e olhar a foto, com certeza ela vai querer saber.

Minha única sugestão é dos garços se organizarem melhor quanto ao atendimento, principalmente nos horários de pico. Não apenas eu, mas muitos dos meus amigos tiveram que perguntar mais de uma vez para garçons coisas do tipo "se foram plantar o limão da caipirinha que pedi há tempos". Foi o meu caso com o suco de caju, bem como na sobremesa que levou uma eternidade para ser entregue.

Sou uma pessoa extremamente calma e que não gosta de se estressar, mas juro que foi complicado três garços seguidos chegarem na minha mesa e me perguntarem se eu já tinha feito o meu pedido. Acredito que uma tática seria fazer com que determinado grupo de garços atendam determinadas áreas do Jacaré Grill. Se já fazem isso, garanto com o meu testemunho que isso não anda sendo executado de forma que isso funcione harmonicamente.

Há estacionamento ao redor com o preço único de R$20,00 se você não tiver paciência em procurar uma vaga nas proximidades. Fácil fácil você encontra táxi nas imediações caso você exceda na dose de álcool e não esteja afim de ter carteira de motorista apreendida por uma blitz da Lei Seca ou arriscar sua própria vida e a de outros ao desobedecer o "se beber, não dirija".

Ah, se ainda estiver rolando o COMIDA DI BUTECO, não deixem de provar e de avaliar bem o quitute preparado pela equipe do estabelecimento: de comer ajoelhado por míseros R$15,00.
Tayla P. gostou