Inaugurado em 2001, o Ó do Borogodó é um bar que tem em seu repertório o samba raiz, o choro, batuques, MPB e outras bossas. O lugar é simples, fica situado em um casarão na Vila Madalena, mas conta com músicos de altíssima qualidade. Frequentado por um público diferenciado, a casa recebe gringos e turistas de outras partes do Brasil. O cardápio oferece comidas de boteco, cervejas e destilados. Entrada entre R$ 20 a R$ 25.

Avaliar
Salvar
Compartilhar


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

via iPhone

O dogao de frente nota dez.
Quanto à casa . Péssima impressão.
Suja , mau iludida, péssima decoração.
Banda atrasou e não tocou na hora combinada
Faltou respeito ao samba de raiz
Perdi minha noite

Quando cheguei em São Paulo, no começo de 2012, as pessoas me falavam das baladas, festas e tudo mais. Nunca fui o maior fã de samba, choro, MPB, confesso, mas todo mundo me indicava o Ó do Borogodó para o caso de um dia querer curtir esse som. Só fui no Ó em 2014, quando uma amiga minha estava aqui de férias e num dia que o pessoal do trabalho animou para irem todos.

Cheguei no local meio tarde. Pelo que recordo cheguei com minha amiga lá umas 00h30 - 1h. Tinha uma fila grande e boatos de que não conseguiríamos entrar porque a casa já estava cheia. O problema do Ó é ser pequeno. Conseguimos entrar e eu adorei o lugar e o som. Tocava um ótimo samba. Apesar de meio quente, o Ó é tudo que se espera de um lugar para esse tipo de música. E as pessoas estavam super animadas. Como falei, para mim, o problema do Ó é ser pequeno. Se tivesse mais espaço e mais um bar para atender o público seria perfeito.

O espaço fica no ótimo bairro de Vila Madalena e oferece para moradores da cidade e turistas, uma boa opção para sair para quem gosta de MPB e samba. Os preços são relativamente baratos e a chance de você encontrar gringos lá dentro é alta, sendo que o público geralmente é bem animado. Recomendo!

Outro lugar que adoro ir é o Ó.
Mas é melhor chegar cedo senão a entrada fica difícil...
Sempre com boas bandas ao Vivo e Música de boa qualidade.
O ambiente é pequeno, bem "roots" mas a cerveja é gelada e a Caipirinha é uma delícia!

via Android

Quando estive aqui cheguei bem cedo, acho que fui a primeira cliente(rs). A primeira impressão era de que tinha algo errado, pois o lugar é bem feio, fiquei com vontade de ir embora, mas esperei e pedi um escondidinho de carne seca que estava divino. O lugar lotou de uma vez, quando a banda começou eu não queria mais ir embora, adorei o lugar.

Bendita hora que pedi uma indicação a um amigo para conhecer alguma "balada" em São Paulo em plena segunda-feira. Como segunda não é um dia tão comum para baladas, meu amigo indicou o Uó do Borogodó. Segundo ele era um lugar simples, num casarão, com cerveja gelada e sambinha de raíz. Só nessa descrição ele já me ganhou.
Saí de um evento que tinha em SP e fui pra lá. Cheguei perto das 23h o lugar ainda estava abrindo. Tinha lido aqui nas resenhas que vão bastante gringos lá, e realmente, logo na nossa frente pra entrar tinha uma comitiva de gringos. Entramos e pedimos uma cerveja, meu amigo pediu um sanduiche de calabresa que estava ótimo também.
Logo começou a tocar a bandinha tocando aquele sambão de raiz que confesso nunca ter visto um tão bom aqui em Curitiba.
Logo a casa lotou, as pessoas disputavam lugar e as mesas eram até divididas para colocar a cerveja. Mesmo lotada, dava pra curtir de boa. Quanto à galera tinha de tudo, os gringos, os arrumadinhos, os de chinelão, os de gravata, os de fora (meu caso). Bem divertido mesmo.
Quero voltar lá! Espero que em breve!

O Ó do Borogodó é um dos lugares onde eu mais vou pra curtir a noite. Não gosto tanto de balada quanto gosto de bar, mas o Ó é tão charmoso que merece.

ELe fica ali na boca do cemitério com a Cardeal e é daquele esquema: lotado, samba, cerveja barata. Padrão Vila Madalena que me agrada.

É 25 mangos pra entrar e tudo é meio sujo e desconfortável, mas o samba é realmente muito bem tocado. A banda fica a direita de quem entra, o que acaba deixando um certo cafofo na entrada. O bar fica ao fundo, onde tem outro cafofo.

É comanda individual.

via Android

Ambiente simples e pequeno, sambinha bom ao vivo até de quarta (R$20 pra entrar) , pessoal dançando de par no fundo ou só curtindo a música no meio, gringos tentando sambar (hehe), bem bacana, animado e sem frescura!

Há lugares meio "atirados" de propósito soando até meio fakes. Já outros estão nessa condição de verdade. O "Ó do Borogodó" fica em um meio termo disso, não dando para saber para qual dos dois lados ele realmente se inclica. Mas tudo bem, fui apenas uma vez e se me convidarem de novo, irei. E vou sambando! :P

Porém, chegarei cedo para, ao menos, pegar um lugar para ter ao menos uma mesa e um banquinho. Deixe o violão - quando usado - para os músicos. A cerveja é de garrafa, barata e gelada. Por ser pequeno, você pisca o olho e logo o lugar lota. O samba de raiz realmente toma conta do lugar e a proximidade com os artistas do grupo é total.

Não é um lugar legal para bater papo, pois a acústica do Ó do Borogodó é mais favorável para você cantar, beber e se divertir (muito). Desde que você esteja na vibe, claro. Na ocasião em que fui, os 20 contos eram pagos na entrada. Em dinheiro. Você recebe uma comanda e pode pagar cartão lá dentro somente o que for consumir.

Durante o samba e com lugar lotado, não vale a pena fazer pedido para o garçom. É um tanto que demorado porque o garçom precisa fazer um certo malabarismo para atender o seu pedido. Prefira pedir no balcão se estiver preparado para um acotovelamento costumeiro, nada assustador para quem está acostumado com balada e vuco-vuco.

Recomendo que você e seus amigos vão já com estômago cheio. Os pratos que pedi - entre eles um caldinho de feijão (sou chato para avaliar esse item, sempre peço em todo o lugar que eu vou) - não valem a pena na relação custo-benefício. Gostei também do público que estava por lá.

Mas no geral, repito: não é uma unanimidade. No meu caso, gostei e iria novamente. Como diria o grande "poeteiro" Sidney Magal: "Me chama que eu vou!".
Foto opinião do Lucas Nobre sobre Ó do Borogodó
Exibindo 14 opiniões | Total de 26 opiniões
3 opiniões não são recomendadas
Você conhece o Ó do Borogodó? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: