Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

O Tom Jazz foi uma experiência um tanto quanto estranha para mim. Nunca fui em um bar no estilo dele. Ele parece aqueles bares de séries teen americanas. As mesas têm lugares para quatro pessoas. O ideal é que o número de pessoas dentro da casa não passe o número de cadeiras para todos poderem sentar. Ela tem dois andares, onde o térreo tem um palco. No segundo andar as mesas são distribuídas de forma que quem estiver sentada nelas possa ver o palco. Ainda no segundo andar tem umas elevações onde também tem mesas.

Eu fui ao local para ver um show gratuito. Só pagava o que consumia. Quem sentou embaixo ficou muito perto de outras mesas. Quase do lado de desconhecidos. Isso me deixou um pouco incomodado. Fora que não tinha espaço para quem quisesse dançar. Sentei com meus amigos no andar de cima. Éramos seis, então puxamos mais duas cadeiras. O pessoal da casa não reclamou por termos adicionados mais cadeiras na nossa mesa. A única coisa chata foi que tentamos sentar em um dos andares mais acima, que tem mesas em uma posição mais alta, mas o garçom não deixou. Na sequência outras pessoas sentaram. O garçom não justificou se aquele lugar estava reservado.

Achei o lugar caro. Pedimos uma porção de mini pastéis e na verdade eram micro pastéis. R$ 29,00 reais em uma porção que vem doze e eles eram bem pequenos mesmo. Não achei que valeu tanto. Concluí que o ambiente deve ser agradável apenas para quem vai com o objetivo de conversar e tomar alguma bebida. Vale conhecer, mas não tenho certeza se iria novamente. Talvez eu não tenha mesmo me identificado com o perfil da casa.
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

O Tom Jazz foi uma experiência um tanto quanto estranha para mim. Nunca fui em um bar no estilo dele. Ele parece aqueles bares de séries teen americanas. As mesas têm lugares para quatro pessoas. O ideal é que o número de pessoas dentro da casa não passe o número de cadeiras para todos poderem sentar. Ela tem dois andares, onde o térreo tem um palco. No segundo andar as mesas são distribuídas de forma que quem estiver sentada nelas possa ver o palco. Ainda no segundo andar tem umas elevações onde também tem mesas.

Eu fui ao local para ver um show gratuito. Só pagava o que consumia. Quem sentou embaixo ficou muito perto de outras mesas. Quase do lado de desconhecidos. Isso me deixou um pouco incomodado. Fora que não tinha espaço para quem quisesse dançar. Sentei com meus amigos no andar de cima. Éramos seis, então puxamos mais duas cadeiras. O pessoal da casa não reclamou por termos adicionados mais cadeiras na nossa mesa. A única coisa chata foi que tentamos sentar em um dos andares mais acima, que tem mesas em uma posição mais alta, mas o garçom não deixou. Na sequência outras pessoas sentaram. O garçom não justificou se aquele lugar estava reservado.

Achei o lugar caro. Pedimos uma porção de mini pastéis e na verdade eram micro pastéis. R$ 29,00 reais em uma porção que vem doze e eles eram bem pequenos mesmo. Não achei que valeu tanto. Concluí que o ambiente deve ser agradável apenas para quem vai com o objetivo de conversar e tomar alguma bebida. Vale conhecer, mas não tenho certeza se iria novamente. Talvez eu não tenha mesmo me identificado com o perfil da casa.

A casa é pequena e por isso cria um clima intimista. Todavia, as mesas são muito pequenas e por isso as 3 pessoas ficam bastante desconfortáveis e batendo nas pernas uns dos outros. Já os ocupantes das mesas da lateral esquerda de quem olha de frente para o palco, costumam colocar suas cadeiras no corredor o que impede o acesso dos garçons, a passagem das pessoas que vão aos banheiros e também os usuários da segunda fileira. A acústica e iluminação são boas. O atendimento e os preços estão adequados. Não acho correta e cobrança de couvert nos ingressos pois nada é servido para fazer jus à cobrança.
A casa é pequena, proporcionando shows intimistas e cheio de boas surpresas devido a interação músico x público.

Comidinhas gostosas, boa localização e muita gente bonita!
Uma acústica bem legal!
Estive no Tom jazz no ultimo dia 06/09/2013 no show da cantora Nila branco. Até então não conhecia a casa,comprei um par de ingresso um dia antes do evento.O que posso lhes dizer sobre minha experiencia...a casa tem uma excelente acustica,a proximidade com o artista é muito boa,apesar das mesas apertadas vale muito a pena.Temperatura agradavel,cardapio variado,porem a unica coisa que consumi foi uma capirinha de saque com preço bem salgado (24,00) e estava pessima. De resto,o atendimento muito bom. Porem algo me desagradou foi o valor do estacionamento (30,00) achei absurdo e um tremendo desrespeito a minha inteligencia. Se eu voltar a casa um dia,vou chegar antes do evento e procurar estacionamentos mais proximos com preços mais justos.

Achei a casa pequena e as mesas muito grudadas. A disposição das mesas no mezanino também não é boa, deveriam avisar antes da compra que a visão das primeiras mesas ficam ao lado do palco, com fios e holofotes na frente, prejudicando a nossa visão de parte dos músicos.
Outro ponto é que cobram o ingresso como couvert, provavelmente para não serem "obrigados" a aceitar meia entrada. Mas couvert é quando se vai em um bar e tem uma banda tocando e não no caso que foi vendido como show mesmo.
O cardápio (que divulgam ser restaurante também) muito restrito, até para bar.
O show no geral foi bom, banda cover dos Beatles, mas acho que faltou um pouco de empatia. Já assisti outra banda cover dos Beatles e o show foi muito mais animado e completo. Focaram muito nas obras da 1ª fase e faltou músicas importantes da 2ª fase.
2 horas de show e não tocaram músicas famosas como "Love me do", "Hey Jude" e "Get Back".

Confesso, eu não me sinto partidária da proposta da casa. Imagino que a intenção de ser minúscula e mesmo assim entuchar gente nas mesas coladas umas às outras seja dar um clima intimista, mas comigo não cola.

Numa das vezes em que estive na casa, comprei um ingresso na lateral, paralela ao palco. Eu veria a artista de lado, mas tudo bem, estaria perto dela e sem tomar cotoveladas do outro espremido na mesa ao lado. Acontece que o planejamento da casa é péssimo, e na ocasião a artista em questão iria gravar um DVD. Eles não bloquearam aqueles lugares, eu comprei, e a equipe de filmagem se instalou onde? Na minha frente!

Reclamei com a gerente do local, que demorou a providenciar um novo lugar para mim (claro que não seria muito fácil, já que superlotam a caixinha de fósforo...), e isso porque um convidado da artista se ofereceu pra ceder o lugar. Uma vergonha. Sentei lá no fundo, e num lugar tão ruim quanto o outro, já que fiquei literalmente embaixo de outra câmera. O que tomei de cutucão do cinegrafista não foi brinquedo, viu!

Então é isso. Custa caro demais o "couvert" (porque eles não falam em preço do "ingresso" provavelmente pra não ter de vender meia) pro programa de índio que é visitar um lugar de tão alto padrão como parece que querem firmar a casa.

via Android

Muito aconchegante, bons artistas e eleita a melhor casa de shows intimistas de são paulo. Após o show é bem provável que o artista atenda ao público e você consiga uma foto. É bem intimista e de qualquer lugar você fica bem próximo.
Primeira opinião do lugar

A casa é bem pequena, por isso mesmo os shows que vi lá foram sensacionais.
Qualquer lugar que você se sente estará muito perto do palco.
Cardápio adequado, carta de vinhos muito boa.
Se o seu artista favorito fizer show lá, vá. Dificilmente você estará tão perto dele como nesta casa.
Você conhece o Tom Jazz? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: