Em um espaço de mais de 3200 metros quadrados, o The Week é uma famosa balada LGBT de São Paulo. O som predominante da casa é o house, mas podemos ouvir batidas de tribal e progressive. O local traz moderna decoração e diversos ambientes (bares, lounges, pistas de dança e até deck com piscina e jardim). A festa mais famosa é a Babylon, com a presença de DJs internacionais. Foi eleita a 2ª melhor em Baladas GLS de São Paulo, pelo Guia Kekanto.

Avaliar
Salvar
Compartilhar
Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

via iPhone

Sou suspeita para falar dessa balada, na minha opinião é a melhor balada GLS da cidade. bato cartão (white) lá!

Tanto o espaço físico, quanto ao público que frequenta são bem bacanas.

Pra entrar você certamente irá pegar uma filinha para cadastrar ou passar a digital. Ponha o nome na lista antes e caso não tenha, adquira o cartão white, só fazer no site, ele te dá descontos e torna sua vida mais prática... Rs... Mulheres, nesta balada pagamos mais caro, não adianta nem chorar, e normalmente é 70 reais seco.. Das ultimas vezes consegui pegar 100 reais consuma, o que já foi um beeeeelo avanço, sinto que já é um embarreiramento para as mulheres irem.. Mas eu não desisto e vou mesmo assim.

A casa possui 3 pistas, a principal que é a maior e costuma ficar mais cheia, as vezes bem abarrotada e dificil de respirar, suor e roça-roça all night long, a do meio que tinha uma gaiola, que eu adorava, mas tiraram e fica meio as moscas e a do fundo, mais alternativa, e menos abarrotada.

A parte ótima dessa balada é que diferente da Bubu, ela tem um espaço aberto, vc não fica enclausurado e dá pra dançar do lado de fora das pistas e ainda curtir.

Antes havia uma piscina que deixava a balada bem estilosa, contudo depois de algumas pessoas colocadissimas se jogarem e darem bafão, ela foi reduzida a praticamente um tanquinho, um chafariz, mesmo assim.. NÃO entre na piscina, ok?!.

O fumódromo é ótimo, todo de madeira, com banquinhos, cuidado para não passar a balada inteira lá.

Banheiros unissex e as vezes com uma fila bem grande, tenha paciencia. Cuidado (ou não) pois na frente do banheiro tem um dark room ou bosque a céu aberto.. Coisas estranhas acontecem lá.. Rss.. Se vc errar a entrada do banheiro pode se assustar.

As bebidas de lá são um pouco caras, mas fazer o que, e o bar está sempre cheio, tenha paciência também.

As pessoas que freqüentam lá são bem bonitas, e como dizem os meus amigos, bombadas de academia que gostam de tirar a camiseta, então caso não seja esse tipo de vibe que vc curte, lá não é uma boa pedida... Pois os caras, em sua maioria, andam sem camiseta e de óculos escuros.
No começo é muito carão e strike a pose, mas Depois das 3 hrs da manhã a galera fica bem "animada", sensualizando cheia de amor pra dar.. Essa é a hora de investir na magya e sedução!

De domingo rola a pool party que é bem legal tbm, e vip pra quem tem o cartão white.

Meninas, lá tem homens heteros também.. E as vezes bem bonitos.. É o tipo de balada gay que a amiga ht não fica chupando dedo... Mas cuidado, alguns são "heteros" -> sqn!

A música de lá é sensacional, alias, nos dias normais, em dia de gambiarra a musica é mais trashy e a galera que frequenta é mais baby. Na faixa etária dos 18 aos 23 anos.

Nos dias normais a faixa etária é de 23 a 33 anos.

Chapelaria no local. Estacionamento próprio dentro da balada ( 30 reais).
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

Fui uma vez para conhecer a festa "Gambiarra" acompanhado de uma amigo. A casa conta com duas opções de pistas. Os djs da festa sabem como animar, tocando os melhores hits, que vão de nacionais até eletrônicas. O lugar possui estacionamento, o que facilita muito para quem vem de carro. Conta ainda com uma boa segurança, gente bonita e muita diversão. Pretendo voltar, para conhecer outras festas. Recomendo!

Apesar de ser voltada ao Público GLS, não se deixe enganar, até mesmo para os héteros o lugar vale a pena. A mais famosa festa do lugar, conhecida como "Gambiarra", atrai todo tipo de pessoa afim de escutar um bom eletrônico. O lugar é imenso e lindo e diversas vezes acolhe festas de faculdades ou festas para todos os gêneros, o que é uma boa pedida para aqueles menos sociáveis com os homossexuais. Apenas uma dica: a área de fumante fica em cima de um tablado, que pode ser meio arriscado ficar andando nele em um salto fino.

via iPhone

Sou suspeita para falar dessa balada, na minha opinião é a melhor balada GLS da cidade. bato cartão (white) lá!

Tanto o espaço físico, quanto ao público que frequenta são bem bacanas.

Pra entrar você certamente irá pegar uma filinha para cadastrar ou passar a digital. Ponha o nome na lista antes e caso não tenha, adquira o cartão white, só fazer no site, ele te dá descontos e torna sua vida mais prática... Rs... Mulheres, nesta balada pagamos mais caro, não adianta nem chorar, e normalmente é 70 reais seco.. Das ultimas vezes consegui pegar 100 reais consuma, o que já foi um beeeeelo avanço, sinto que já é um embarreiramento para as mulheres irem.. Mas eu não desisto e vou mesmo assim.

A casa possui 3 pistas, a principal que é a maior e costuma ficar mais cheia, as vezes bem abarrotada e dificil de respirar, suor e roça-roça all night long, a do meio que tinha uma gaiola, que eu adorava, mas tiraram e fica meio as moscas e a do fundo, mais alternativa, e menos abarrotada.

A parte ótima dessa balada é que diferente da Bubu, ela tem um espaço aberto, vc não fica enclausurado e dá pra dançar do lado de fora das pistas e ainda curtir.

Antes havia uma piscina que deixava a balada bem estilosa, contudo depois de algumas pessoas colocadissimas se jogarem e darem bafão, ela foi reduzida a praticamente um tanquinho, um chafariz, mesmo assim.. NÃO entre na piscina, ok?!.

O fumódromo é ótimo, todo de madeira, com banquinhos, cuidado para não passar a balada inteira lá.

Banheiros unissex e as vezes com uma fila bem grande, tenha paciencia. Cuidado (ou não) pois na frente do banheiro tem um dark room ou bosque a céu aberto.. Coisas estranhas acontecem lá.. Rss.. Se vc errar a entrada do banheiro pode se assustar.

As bebidas de lá são um pouco caras, mas fazer o que, e o bar está sempre cheio, tenha paciência também.

As pessoas que freqüentam lá são bem bonitas, e como dizem os meus amigos, bombadas de academia que gostam de tirar a camiseta, então caso não seja esse tipo de vibe que vc curte, lá não é uma boa pedida... Pois os caras, em sua maioria, andam sem camiseta e de óculos escuros.
No começo é muito carão e strike a pose, mas Depois das 3 hrs da manhã a galera fica bem "animada", sensualizando cheia de amor pra dar.. Essa é a hora de investir na magya e sedução!

De domingo rola a pool party que é bem legal tbm, e vip pra quem tem o cartão white.

Meninas, lá tem homens heteros também.. E as vezes bem bonitos.. É o tipo de balada gay que a amiga ht não fica chupando dedo... Mas cuidado, alguns são "heteros" -> sqn!

A música de lá é sensacional, alias, nos dias normais, em dia de gambiarra a musica é mais trashy e a galera que frequenta é mais baby. Na faixa etária dos 18 aos 23 anos.

Nos dias normais a faixa etária é de 23 a 33 anos.

Chapelaria no local. Estacionamento próprio dentro da balada ( 30 reais).
Foto opinião do Laila Saboya sobre The Week

Dentre as melhores baladas de São Paulo, é considerada uma balada GLS, mas é muito frequentada pelo público hetero, , a casa é enorme, tem uma área descoberta disputada pelos fumantes, tem uma piscina, rolam ótimas festas, se vc ainda não teve a oportunidade de conhecer, recomendo pois não tem como não gostar.

A The Week é um lugar sensacional, simplesmente não existem criticas ruins. O local possui ótimos DJs, uma bela infraestrutura e não recebe somente o publico GLS, mas atende a todos os gostos. Recomendada para quem gosta de ter seus finais de semana bem badalados!

Balada LGBT com espaço fantastico incluindo pista de dança, bar, piscina e deck externo. Musica boa e pessoas bonitas. Na festa em que fui havia um touro mecanico para as pessoas brincarem sobre um colchão inflável enorme. Era seguro e divertido!
Alem disso havia uma parede de escalada!
Diversificado e interessante!
Exibindo 28 opiniões | Total de 92 opiniões
7 opiniões não são recomendadas
Você conhece o The Week ? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: