Tchê Espetinhos

nota 3.4 de 5 em 4 opiniões
| Rank: 11º de 19 | Churrascarias


Opinião em destaque
avaliações recomendadas
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

Quem vê o local, a primeira vista pode torcer o nariz (eu torci!), mas me arrisco a dizer que no Tchê são servidos uns dos melhores espetos que já comi.
Não é a toa que o lugar é bem disputado! É um ambiente simples, parece uma choupana, com algumas mesas, que a noite, vão para a calçada e inclusive acabam ocupando a frente de alguns estabelecimentos vizinhos, que já estejam fechados. Você vai comendo e colocando os palitos dos espetos num bambuzinho no centro da mesa. Há música sertaneja tocando e é bem animado. Nada refinado, mas espeto de boa qualidade, com atendimento simpático e preço justo.
Primeira opinião do lugar

A história deste local remonta há muitos anos, quando a área onde a casa está hoje em dia nem tinha construções, era apenas mais um terreno baldio no Paraventi... isso por volta de uns 15 / 18 anos atrás.

O Gaúcho começou vendendo espetinhos como aqueles ambulantes que a gente vê por aí, com um quadrado de ferro que comportava o carvão e por cima uma grelha de tela moeda, bem próximo à padaria Chego-lá. Inicialmente só os boêmios dos bares no entorno experimentavam o churrasquinho dele, mas com o tempo logo os espetinhos dele foram ficando famosos, a ponto dele ter que expandir a quantidade de churrasqueiras, chamar toda a sua família para ajudá-lo (esposa e filhos) e ainda contratar ajudantes.

O negócio se expandiu tanto que ele acabou alugando uma das lojas comerciais construídas ali na Rua Pequizeiro, e está lá há muitos anos... o local sempre está muito cheio, e sábado à noite a galera mais jovem vai lá curtir uma cerveja gelada e os já famosos espetos. Há muitos anos tem um moço que leva o seu violão e sempre está cantando música sertaneja de raíz, com várias toadas e guarânias antigas: Tonico & Tinoco (Chico Mineiro), Milionário & José Rico (Estrada da vida), João Mineiro & Marciano (Ainda ontem chorei de saudade), Trio Parada Dura (As andorinhas) são parte do repertório, e que também remete muito à minha infância... adoro!

Não dou nota máxima porque faz alguns anos que não passo por lá, e da última vez que fui comprar espetinhos a embalagem para viagem ainda era alumínio: dependendo do espeto o "suco" da carne sempre acaba vazando, melecando a sacola e pingando na roupa (muitas sacolinhas tem aquele famoso defeito de vir com a emenda mal feita ou com um furo no fundo)... e não há a opção de levar a farofa à parte: ou passa o espeto na farofa na hora ou não... acho que eles poderiam modernizar-se nesse sentido. Espero que de fato tenha melhorado, porque o churrasquinho do Gaúcho é demais!

Ah, um esclarecimento: a princípio os dizeres "Gatos Grelhados" impressionam, assim como a imagem do Gato de Botas com um espeto na mão (toldo da porta), mas a procedência da carne dele é boa... rsrs... antigamente era "Miaus Grill"... mas é só pela famosa brincadeira de quem começa informalmente vendendo churrasquinho... Não é porque o "Sujinho" de São Paulo tem esse nome que ele deixa de ser muito frequentado, não é mesmo?
Você conhece o Tchê Espetinhos? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)