Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

via iPhone

Fui em 05/03/2017
Nem sei por onde começar, nada agradou. Me falaram tão bem do lugar, que resolvi matar a saudade de minha terra, a Bahia e me arrependi. Levei mamãe Para fazer uma surpresa e virou uma tristeza! Preço caríssimo, R$ 119,90 para 2 acarajés, 2 abarás e 2 cocas em lata! Atendimento péssimo! Repetimos o pedido 3 vezes, até que o garçom resolveu anotar. O vatapá veio aguado e sem sal, a pimenta não ardia, o abará tinha gosto de remédio. O caruru estava aguado também ! Não volto mais e nem recomendo.
avaliações recomendadas

via iPhone

Fui em 05/03/2017
Nem sei por onde começar, nada agradou. Me falaram tão bem do lugar, que resolvi matar a saudade de minha terra, a Bahia e me arrependi. Levei mamãe Para fazer uma surpresa e virou uma tristeza! Preço caríssimo, R$ 119,90 para 2 acarajés, 2 abarás e 2 cocas em lata! Atendimento péssimo! Repetimos o pedido 3 vezes, até que o garçom resolveu anotar. O vatapá veio aguado e sem sal, a pimenta não ardia, o abará tinha gosto de remédio. O caruru estava aguado também ! Não volto mais e nem recomendo.
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

Acarajé muito ruim , fui em 2008 , crú por dentro , por fora , murcho !
acarajé deles é feito com a farinha de acarajé ,não é mesmo feito com feijão fradinho , sou natural de salvador , sei fazer acarajé bem feito , amo acarajé !
eu até chamei o chefe lá e , uma D.na para falar que estava , mal feito ,falei que ensinava para eles fazer o verdadeiro acarajé , isso é Ruim , para a tradição da Culinaria de qualquer lugar do brasil e do mundo !
os paulistanos que não sabem , não conhecem o verdadeiro acarajé , está sendo enganado , estam sendo enganados , acho isso usar de má fé, parabens a moça que reclamou

Acarajé muito ruim , fui em 2008 , crú por dentro , por fora , murcho !
acarajé deles é feito com a farinha de acarajé ,não é mesmo feito com feijão fradinho , sou natural de salvador , sei fazer acarajé bem feito , amo acarajé !
eu até chamei o chefe lá e , uma D.na para falar que estava , mal feito ,falei que ensinava para eles fazer o verdadeiro acarajé , isso é Ruim , para a tradição da Culinaria de qualquer lugar do brasil e do mundo !
os paulistanos que não sabem , não conhecem o verdadeiro acarajé , está sendo enganado , estam sendo enganados , acho isso usar de má fé, parabens a moça que reclamou

Chegamos no boteco com muita expectativa para conferir melhor todas as gostosuras da Rota do Acarajé no Comida Di Buteco SP 2012.

O Bar que está localizado em dois endereços, sendo um em frente ao outro, estava cheio e praticamente todas as mesas lotadas, mas o garçom nos apontou uma totalmente livre no espaço interno do bar principal ( é cheio de mesinhas na calçada) e logo sentamos. As mesas ficam grudadinhas uma das outras e a garçonete que se aproximou foi logo falando do evento gastronômico Comida Di Buteco. Obaaaa!

Não tínhamos dúvidas quanto ao que pedir, então fomos de ACARAJÉ. O nome do Petisco não poderia ser mais criativo: BOLA DE FOGO, afinal de contas, comida baiana tem que ter pimenta.

O Boteco tem muitos detalhes na decoração e observando um pouquinho mais as coisas, nós começamos a reparar nas cervejas especiais que são muitas e principalmente num anúncio que dizia OPA 600ml - R$ 5,75 para quem pedisse o tira gosto do Comida di Buteco. Meu Deusss ...é essa!!! Servida na temperatura ideal, ela estava de arrancar elogios!

O cardápio é impagável. Há textos mirabolantes, praticamente poemas sobre cerveja e Bahia... E é no cardápio que vimos que na Rota do Acarajé há mais de 600 rótulos de Cachaça. Pelo jeito só perde para o Gogó da Ema no Morumbi e o Nação Nordestina na Vila Maria.

Os acarajés chegaram quentinhos ( há comentários no cardápio de que não se pode ter pressa ali, pois tudo é feito na hora!) e com uma bonita apresentação. Não tinha muito camarão, mas entendemos que por serem "mini", não tem como ser diferente. Eram 4 unidades de Mini Acarajés, podendo escolher o de 5 unidades por um acréscimo de R$ 4,00) com Vatapá e Camarão. O tira gosto estava MUITO SABOROSO!!!!

Infelizmente notamos alguns deslizes com relação ao Comdia Di Buteco, pois no Rota do Acarajé não tinha o jogo americano e a propaganda do tira gosto participante não tinha preço, o que era terrível - houve confusão em saber qual era o preço do Doritos, o que atrapalhou um pouquinho o atendimento da garçonete que até então era bom... mas no fim tudo deu certo!

As bandeirinhas estavam lá, combinando com o mês de festa junina e os garçons caracterizados com o avental do Comida Di Buteco. As cédulas de votação vieram quase juntas com o petisco, o que pra gente é ótimo.

Outra coisa que estranhamos é o fato do petisco vir servido com garfo e faca, isso acaba fugindo das tradições botequeiras...só que entendemos perfeitamente a boa intenção em trazer conforto para o cliente!

Após comer o acarajé, já estávamos satisfeitos e resolvemos arriscar no Petisco concorrente do Desafio Doritos e pedimos o Doritos de Boteco. Vinha um saquinho de 55 gramas de Doritos Sweet Chili e Maionese Hellmann's,

Na verdade muita Maionese para pouco Doritos e a porção sumiu rapidinho... Hummm

Nesse momento deveríamos ter provado uma das mais de 600 cachaças, mas acabamos não arriscando, afinal de contas estávamos trabalhando... :) rs Fica para uma próxima com certeza. Esse vai ser o pretexto para voltar.

Na hora de pagar a conta no caixa (opção nossa, pois eles levam a maquinha na mesa) estava rolando uma super bronca da dona do bar (Luísa) em uma garçonete por conta de valores de cerveja...

No quesito higiente - tudo certo, os garçons todos certinhos e o banheiro embora seja pequeno, estava de acordo - cheio de folhas no chão, para dar um charme!

Quando estávamos de saída, o simpático Sr. Gil, também proprietário do Bar pediu para que enviássemos as fotos para o e-mail dele :) E ainda encontramos também amigos do BARES SP...

Data da Visita: 02/06/2012

Simulação de gastos para 2 Pessoas: R$ 11,50 (2 Garrafas de OPA 600ml) + R$ 20,00 (1 Porção de Doritos de Boteco) + R$ 20,00 (1 Porção de Acarajé Boca Bola de Fogo com 4 unidades) + R$ 5,15 (10%) = TOTAL: R$ 56,65
Foto opinião do Luís Gustavo Botelho Verdelone sobre Rota do Acarajé

O atendimento de lá é horroroso. Garçons que te olham com cara feia o tempo todo, e com alto grau de irritabilidade. Fica perto de casa e gosto de ir porque tem uma vasta carta de cervejas artesanais, mas parece que eu e meus amigos nunca somos bem-vindos no local. O pouco que já comi, nem desce gostoso.

via iPhone

A Rota do Acarajé é um lugar extremamente autêntico, desde a sua decoração que é totalmente rústica, e ao mesmo tempo original. O atendimento é ótima, sempre dispostos a sugerir um bom prato ou petisco. A comida é divina, pra que gostasse peixes e a escolha ideal além de ter outros pratos, mas o que me conquistou realmente é que somente lá vende o peixe porquinho que normalmente só achamos na praia. Então não deixe de visitar!!!!
Foto opinião do Rosangela Luque sobre Rota do Acarajé

O local é muito bonito e agradável e ótimo para bebericar com os amigos. Mas foi uma decepção com os pratos pois de comida baiana, não tem nada. A comida servida nesse restaurante é nordestina. Aquele mini acarajé que servem de entrada é bom mas é pequeno e não tem o recheio típico. Será que as pessoas não distinguem mais as diferentes culturas?

via iPhone

Fui conhecer esse local de comida nordestina gourmet. Pedi um prato chamado " mesa baiana" ( arroz, feijão de corda, carne seca, 4 mini acaraje e salada e farofa de dende) muito bem servida para 3 pessoas. Pedi também um acarajé no prato que acabou ficando para a viagem, pois estavamos muito satisfeitos! De bebida apenas um H2O. Recomendo muito se voce gosta de comida nordestina. No fim gastamos R$ 105,00.

O restaurante \'Rota do Acarajé\' fica no bairro de Santa Cecília, mas também está bem perto da Av. Higienópolis. Na verdade não é assim ‘um restaurante’, mas um ‘barzinho’ (‘meio’ boteco) que tem por especialidade a comida baiana e brasileira. O cardápio é super extenso, com mais de 60 opções para degustar e também conta com uma longuíssima carta de cachaças. Para quem gosta é um prato cheio! No entanto, para o meu gosto, achei o lugar meio ‘derrubadinho’. Não consegui enquadrá-lo como um lugar de decoração rústica (como, por exemplo, o restaurante Santa Gula), mas sim um estabelecimento meio ‘mal cuidado’. Há decorações que remetem a Bahia? Há!... mas uma coisinha aqui outra ali (uma namoradeira de cerâmica, lustres em formato de berimbau, velas), mas nada demais!!!

O restante é um pouco mal planejado e executado: por exemplo, nas paredes foram colocados (pra não dizer jogados) alguns tecidos (juta) de maneira displicente que mais atrapalhou do que decorou o local... as pareces são meio turvas... na minha opinião deveriam ser mais claras (ou brancas) e o restaurante como um todo é meio bagunçado... um freezer com porta transparente exibia um cuscuz grande colocado meio torto e desajeitado na prateleira e já estava pela metade... quando eu vi aquilo pensei: ‘eca: ainda bem que não pedi a fatia de cuscuz de camarão que estava no cardápio!’. Tive mesmo uma impressão não muito boa do lugar.
       
SABORES:    
Entrada e bebidas: Para mim: Água mineral (R$2,30) e para o André: coca-cola (R$3,70) e Água com gás (R$2,70)... todos vieram com bastante gelo no copo, como pedimos. Para mim: Casquinha de Siri (R$13,00): massuda, nada cremosa, com muito gosto de queijo ralado... não gostei! Para o André: Palito de queijo coalho: estaria ótimo se não estivesse frio por dentro. Ninguém merece!

Prato Principal: Para nós dois, pedimos o prato que foi sugerido pelo Dudu Bertholini na entrevista: 10 mini acarajés com acompanhamentos á parte (vatapá, caruru, camarão seco e saladinha de tomate, cebola e coentro picadinhos) - (R$45,50). Os mini acarajés estavam realmente muito bons: crocantes, quentinhos e saborosos: um primor... e foram feitos na hora! Os acompanhamentos estavam absolutamente normais... vieram pouquíssimos camarões secos (apenas eu comi os camarões, pois o André não gosta muito, mas se os dois fossem comê-los normalmente, não daria!!!)... achei até mesmo todos os acompanhamentos um pouquinho sem tempero e sem sal... Eu coloquei sal no acarajé... mas isso é gosto! Posso dar certeza absoluta que já comi melhores acarajés pela cidade. E eu adoro acarajé!!!!  Uma coisa que gostei foram as pimentas: muito gostosas!

Sobremesas: Para mim: Cocada escura mole: Horrível! Parecia que tinha farinha para engrossar... fiquei meio receosa de comer, pois estava com uma cor horrível: meio ‘cinzolenta’. Dei duas colheradas e larguei. Definitivamente não gostei... e olha que adoro sobremesa!!!!

DISSABORES:Local displicente na aparência e em outros detalhes;
Coisas a desejar na comida;
Sobremesa com aspectos e gosto ruins;
Preços meio salgados...

GRAN FINALE:         
Convido vocês a assistirem o programa ‘Cozinha Fashion – episódio do Restaurante Rota do Acaraje’ na ChefTV, que está disponível no site deles e no YouTube. Ao assistir, achei muito bacana, mas quando fui conhecer ‘ao vivo’, achei bem fraquinho. Uma pena.         

Em geral não gostei muito e pretendo ir a outros restaurantes baianos para fazer as devidas comparações. Quem sabe, talvez, eu não esteja sendo muito crítica! À primeira vista, acho que não!         

É isso ai ‘meu rei’!!!!!!

O acarajé no prato é muito bom, vem o bolinho no centro e em volta os itens separados. Vale experimentar o abará também, que é a mesma massa do acarajé só que cozida em vez de frita. Tem enorme variedade de cachaças. O ambiente é bem gostoso.
Exibindo 14 opiniões | Total de 85 opiniões
4 opiniões não são recomendadas
Você conhece o Rota do Acarajé? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)