Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota

A-DO-RO o clima chique e sofisticado que este cinema tem! Com uma disponibilidade maior de filmes estrangeiros ao invés dos que são oferecidos no circuito comercial (os famosos blockbusters norte-americanos), ele é bem frequentado por um povo bem alternativo, que curte filmes espanhóis, franceses, italianos, árabes... eu, que sou chegada, sempre estou por lá!

As salas são pequenas, mas dão conta das pessoas que vão lá para assistir toda essa gama que citei acima.

Sendo assim, quer fugir daquele povinho cretino e chato que só causa dentro do cinema e quer ver aquele filme fora do circuito das grandes redes? Esse é o lugar!
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

Meu bem, eu amo esse lugar. Sempre digo que se estudasse na Cásper, eu ficaria o dia inteiro na Reserva Cultural. Por que? Porque lá é ótimo para os amantes de cinema, principalmente aqueles que querem fugir dos blockbusters que passam nos UCIs e CInemarks da vida (que não deixam de ser divertidos também). Os filmes que passam são mais alternativos, muitas vezes europeus e latinos.
Por se localizar na avenida mais famosa de São Paulo, a Av. Paulista, é muito fácil chegar nesse cinema. Além disso, enquanto você espera a sua sessão começar, pode dar uma olhada na livraria ou tomar um café, que ficam dentro da Reserva mesmo.

Cinema na Paulista em que passa filmes um pouco menos mainstream. Achei a qualidade de imagem e som ok e o conforto da sala também ok. Não gostei muito do custo-benefício, pois pelo mesmo preço, ou um pouco menos até, é possível achar cinemas melhores em São Paulo. Recomendo para aqueles que estão querendo ver um filme mais alternativo que é mais difícil de encontrar em outros cinemas.

Um interessante e inovador local situado entre as estações de metrô Trianon-Masp e Brigadeiro, que abriga:
- cinema (excelente pedida para os cinéfilos que curtem assistir filmes nacionais e estrangeiros de qualidade; possui um sistema de poltronas numeradas na venda dos ingressos);
- café (que oferece rápidas opções de salgados, como croissants, quiches e sanduíches);
- bistrô (onde é oferecida uma série de opções de pratos, que vão desde saladas até massas, carnes e risotos, enquanto o cliente acompanha o ir e vir das pessoas na Avenida Paulista);
- livraria (com boas opções da literatura nacional e estrangeira, além de CDs e DVDs); e
- espaço para exposições diversas.

Vale a pena conhecer!

Passei duas vezes nessa semana nesse mesmo cinema. Na primeira oportunidade, conheci o Reserva Cultural pelo Ciné-Club, evento realizado em parceria com a Aliança Francesa que inclui uma sessão de filme francófono e um café da manhã simples, no estilo francês. Tudo isso graças ao Leonard Ang que me informou e a minha namorada (linda e maravilhosa) que se dispôs a comprar o ingresso antecipado na quinta e ficou quase uma hora na fila. E saiu pela bagatela de 6$!

O lugar estava bem lotado para um domingo de manhã e duas das salas foram disponibilizadas para exibir o filme "Propriedade Privada" (Nue propriété), com a Isabelle Huppert. O filme é bem legal ("um tanto parado" nas palavras da Yasmim), os lugares são marcados e pra quem estuda e fala francês, uma boa oportunidade para treinar o idioma. Só que o Reserva deixou a desejar com a parte técnica: qualidade de imagem regular, com rabiscos e um barulho frequente da máquina e som satisfatório. Esperava mais nesse aspecto.

Apesar disso, gostei dos filmes em cartaz e das informações que estão disponíveis aqui: várias resenhas, filmes não comerciais, de grandes festivais e que você dificilmente encontra num cinema de shopping. Conhecer a história do Cine Gazeta, entre outras coisas, foi um ponto que me fez voltar aqui ontem.

Numa ótica toda diferente, paguei 13$ no ingresso (uma meia, bem cara por sinal) e tive que esperar até o horário exato do bilhete para entrar na sala, pois ela não tinha sido liberada até o momento. O atendente foi um tanto grosso em mandar todos os que tinham ido até a sala 3 retornar, pois não tinha dado o horário e ele não podia deixar ninguém entrar na sala. Dessa vez, assisti "Amour", um drama bem legal e em francês! Foram duas horas divertidas, numa sala um tanto pequena e apertada, mas numa qualidade de áudio e som melhor.

No fim, a conclusão que tive é a de que o Reserva Cultural apresenta vários pontos positivos, como a localização, o acervo de filmes em cartaz e o ambiente, mas deixa a desejar na qualidade da imagem e em atendimento. Voltarei mais vezes para o Ciné-Club.




Apesar de já ter escrito uma resenha sobre a Reserva Cultural, decidi escrever uma outra para falar do Ciné Club! Já ouvia falar há tempos e só fui hoje conhecer esse projeto, que faz parte de uma parceria entre a Reserva Cultural e a Aliança Francesa. Por 5 reais, é possível assistir a um filme francês e tomar um café da manhã na Reserva. A programação é organizada em ciclos temáticos e, a cada mês, é exibido um filme.

O horário é só para os fortes: domingo de manhã! O café começa às 9h30 e o filme, às 10h30. Como o espaço da Reserva lota, quem quiser disputar uma mesa para tomar o café confortavelmente deve chegar cedo. Cheguei 9h40 e não havia mais espaço para sentar.

Cada pessoa tem direito a retirar uma embalagem com um pain au chocolat, croissant, um suco de caixinha e café.

Os ingressos devem ser comprados no dia de início das vendas (última quinta antes do filme). Eu fui na própria quinta, no fim da tarde, e já estavam quase esgotados!

Eu e meu esposo fomos lá ontem. Chegamos em cima da hora do filme que queríamos assistir devido ao movimento na avenida Paulista. O lugar é muito legal! As poltronas são bem confortáveis. Eu gostei bastante! O filme que assistimos também era bom (a parte dos anjos).
Não ficamos muito na parte do café e do bistrô pois tínhamos outras coisas para fazer, mas com certeza queremos voltar lá para provar.
O preço é caro, mas de vez em quando vale a pena ir sim.
Voltaremos com certeza.

Já falaram tudo.
O cinema é muito bom.
Programação diversa e de excelente qualidade.
Preços caros.
Se puder, evite a sala 4 que é muito comprida e tem uma tela pequena.
Lembre de levar para casa o pão da boulangerie de lá. São deliciosos.
Vá de metrô, andando, pedalando. Se for de carro, prepare-se para gastar com o estacionamento que não sairá por menos de R$ 25.

Localizado em um dos prédios mais famosos da Avenida Paulista, no prédio que pertence a Fundação Casper Líbero, ou prédio da TV Gazeta como é popularmente conhecido. O local é incrível, é uma espécie de cinema de rua, o que anda em extinção na cidade e galeria de artes, mas há também um
bar-restaurante com uma imensa prateleira abarrotada de garrafas das mais variadas bebidas com as quais o garçom faz piruetas na hora de montar um drinque, sem contar a vista que você tem para a Avenida: espetacular. Para os amantes de doces há uma bomboniere, e aos amantes de literatura faça uma visita na minilivraria que funciona no local, visite também o café e peça o Pain au Chocolat, é realmente incrível. Quando estive lá, na véspera de feriado estava rolando a exposição fotográfica "Extremos do Chile" do fotógrafo Johnny Mazzilli em parceria com o Tierra Hotels, que vai até dia 30/09. Um ótimo local para quem busca entretenimento com cultura.
No último domingo do mês, em parceria com a Aliança Francesa, rola sessão de cinema francês com um delicoso café da manhã e no final da sessão bate-papo com produtores ou atores dos filmes, tudo isso por apenas $5,00.

via Android

Adoro! Melhor lugar para assistir cinema europeu. So espero q este lugar sobreviva, porque esta e a unica opcao para os orfaos do Cine Belas artes. A torta de pera com amendoas e imperdivel q tem no cafe do cinema e imperdivel. Ainda nao sei se gosto mais desta torta ou do croissant de amendoas!

Reviver os bons tempos dos cinemas de rua é uma missão difícil, ainda mais se essa rua for a monumental avenida paulista, certo?
Pois os decks do reserva cultural dão conta do recado e para além oferecem um bistrô gostosinho e um café parisiense muito aconchegante (e quase sempre lotado) com diversas coisas boas a serem provadas (bom motivo para um outro futuro Kekanto).
A programação dos filmes é das melhores da cidade, quase impecável mescla muito bem as expectativas de ver os novos filmes dos consagrados com o burburinho das novidades, entretanto nem tudo são rosas en la vie. E o Reserva conta com uma falha que a mim incomoda muito, tanto ao ponto de o local ser sempre minha última opção na hora de escolher um cineminha, esse problema é a quase onipresente projeção digital que o cinema faz nas salas.
Isso é péssimo, ainda mais para o tipo de filmes exibidos no local, lembro de ter ficado muito triste de ver filmes magnificamente fotografados como o estupendo "A fita branca" todo feito num preto e branco cheio de granulações, camadas, luzes etc ficar completamente chapado na tela do cinema por conta do uso do digital e não da versão em película, um verdadeiro disparate do local! Como oferecer filmes de qualidade sem qualidade de exibição?
Além disso a frequência do local é muito tradicional e costuma ser marcado pelo pessoas de maior idade, não que isso seja uma regra mas em muitas sessões que presenciei , vários senhores e senhoras agiam com muita má educação falando alto e conversando durante o filme, não que isso seja característica de um público mais velho, mas pelo que notei diversas vezes é característico do publico mais velho que frequenta o reserva, uma vez que nunca presenciei tal desrespeito em outros cinemas pelo pessoal da mesma faixa etária.
Agora uma coisa muito legal é a relação e os serviços que o cinema oferece aos clientes: enviam newsletters informando a programação, oferecem descontos em filmes que já estão saindo de cartaz e/ou em sessões de meio da tarde, organizam eventos cinéfilos em finais de semana que contam com café da manhã incluso no bilhete de entrada etc. Tudo isso serve para tornar diferente a experiência com os filmes e deixar a visita mais agradável.
Para ir com cautela.

Adoro o reserva. Vou sozinha, vou com amigos e vou com parentes. Excelente em todos os casos. Para mim, pelo conjunto das qualidades que mtos já descreveram aqui, é o melhor espaço de cinema de são paulo!!! Ah... Se vc gosta de ir ao cinema sozinho ou se não tem companhia, vá ao reserva! Mtas pessoas vão sós e é agradabilíssimo! Experimente!
Exibindo 70 opiniões | Total de 84 opiniões
3 opiniões não são recomendadas
Você conhece o Cinema Reserva Cultural São Paulo? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: