Q Bistrô Brasileiro

nota 4.0 de 5 em 22 opiniões
|

Restaurantes Brasileiro

Este local está fechado
Mais na região Como chegar

Endereço: Rua Dias Ferreira, 617, Rio de Janeiro, Leblon - Rio de Janeiro , RJ - Brasil - 22431-050

Preço: $$$$  (De R$51 até R$100)

Em um ambiente descontraído, com visual moderno e elegante, a casa tem como ponto alto o cardápio contemporâneo assinado pela chef Sara Lubliner, com opções como tartares, saladas, massas, risotos, carnes e sobremesas e drinques criativos.

Avaliar
Salvar
Compartilhar


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

Atendimento muito bom e comida maravilhosa! Aconselho a ir também durante os dias úteis e pedir o cardápio executivo e experimentar por um preço mais em conta pratos deliciosos! Prove todos, pois todos são bons.
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota

Atendimento muito bom e comida maravilhosa! Aconselho a ir também durante os dias úteis e pedir o cardápio executivo e experimentar por um preço mais em conta pratos deliciosos! Prove todos, pois todos são bons.
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

O Q bar, da Dias Ferreira, Leblon, já conquistou meu coração. O local oferece deliciosos coquetéis, e o meu preferido é o de absolut com melancia e lima. As diversas opções de petiscos garantem o happy hour do público. Há ainda pratos que são bem servidos e também deliciosos. O meu preferido é o cuscuz de quinoa com camarões. Para sobremesa fique com o abacaxi, baba-de-moça e creme de baunilha.

O "Q BAR" fica na maravilhosa Rua Dias Ferreira... O conceito é o Gastro Bar, une gastronomia e drinks elaborados, muitos feitos da Vodka Absolut. Gosto muito da sakeroska de frutas vermelhas e da Framboise (espumante, lâminas de morangos, licos de blackberry, Chambord e soda limão) que é servida em jarra, similar a sangria.
O cardápio é dividido entre tartares, mix de boteco, cocotes (aquelas panelinhas fancesas) e refeições.
No mix de boteco (muito bom !!): tem coxinha de pato confit, o ovo de codorna com molho de maionese trufada e os dadinhos de provolone feitos de massa de provolone com tapioca., oTartar de atum com abacate, o Mini hamburguer com creme de cogumelos trufado, Roll de salmão com ovas de wasabi.
Mas na minha opnião gostei muito do Nhoque ao fungui gratinado com grana padano ao perfume de trufa. Sabor impressionante...
Vale a pena ir e voltar para experimentar o restante dos pratos e drinks... Parabéns !!!

O evento foi incriveeel!!! Os shots de bebida estavam deliciosos, com sabores muito exentricos!!!! Adorei!!!
O mini hambuerguer com certeza estava muito bom, mas também amei os camarões, um dos melhores que já comi!
O Q Bar é um dos poucos lugares que achei realmente irretocáveis. Conheci no evento e tudo foi maravilhoso.
Ao chegar a primeira impressão já é linda, bom porque é a que fica, né? A iluminação externa é muito bonita e dá muita vontade de entrar para ver o que dá. E é ótimo, o ambiente interno é moderno, mas completamente aconchegante. O atendimento é do tipo que eu adoro, do tipo que chamamos o garçom pelo nome e ele capricha!!!
Vou começar pelos "comes"; tudo do nosso cardápio estava divino, com atenção para o mini hambúrguer que com certeza foi a estrela da noite e, segundo o sócio, estrela do cardápio mesmo!! Delícia, dá vontade de comer a porção toda e é um ótimo petisco para conversa entre amigos. Dando uma espiada no cardápio, fiquei com vontade de experimentar muita coisa que não estava no evento, e ainda estou devendo voltar!
Chegamos a melhor parte, as bebidas. Eu tive que cumprimentar o barman quando estava indo embora e ele foi suuper simpático. Fez jus aos seus dotes alcoolicos hehe! Para mim o drinque de vinho com pedacinhos de uva japonesa (segundo o artista) foi a melhor coisa que já bebi na vida! Leve e delicioso! Perfeito para qualquer ocasião. Porém, eles queriam testar nossa resistência, haha, já que passaram outros drinques maravilhosos e muitos "shots" digamos diferentes, como o de rúcula, que fez muito sucesso!
Enfim, nossa noite foi maravilhosa pelo lugar e pela companhia, e é um lugar aonde voltarei muitas vezes!!

Na véspera do meu aniversário estive por lá em família e off evento do Kekanto (tivemos um edição de nossos eventos por lá) dá para ter uma visão diferenciada do estabelecimento.

O atendimento da casa é classe A, todos os garçons são preparados e sabem dar boas dicas.

As damas da mesa ficaram na caipirinha básica de Lichia ou frutas vermelhas mas sei que a casa conta com uma carta de Drinks muito diferenciada e saborosa.

Os Homens tomaram wisky, Red Label , e claro estava muito bom.

A proposta do Q é ser um bar sofisticado portanto é bacana ficar biritando e experimentando os pratinhos ,todos em pequenas porções e dão um ar de comida de buteco.

Entre essas comidinhas um tartar delicioso, queijo de cabra com geléia, mix de buteco e os mini hamburguinhos sensacionais!

Todos gostaram muito da comemoração e do local escolhido!

Ah, o preço é alto mas vale a pena por conta do ambiente e qualidade oferecida!

Já na entrada podemos notar uma linda obra de arte exposta na parede.Impossível não reparar. Toda feita em madeira com desenhos de garrafas Absolut que combinam bem com a ideia da casa, que serve drinks deliciosos com a bebida. Muito aconchegante e requintado. Provei deliciosos mini-hamburgeres e um tartare de salmão que estava divino. O atendimento também é de primeira, os garçons estão sempre atentos. Vale muito a pena conhecer e se divertir.

Estive lá ontem à noite e não poderia deixar de dar meu recadinho. Achei sensacional!!!! Lugar de uma decoração espetacular, cheio de gente jovem (não só de idade, mas de espírito), bonita e alegre. Ambiente descontraído. Ficamos em uma mesa na varanda o que foi ótimo para meu marido que ainda tem o péssimo hábito de fumar. Não que pudesse fazê-lo à mesa, mas era só levantar, dar tres passos e já estava na calçada. A confraternização foi regada a whisky, caipirinha e eu tomei um dink delicioso de frutas. As comidinhas? Maravilhosas! Tartar de atum, camarão, queijo de cabra, frutos do mar, etc,ec. Me desculpem se não consigo especificar melhor os pratos, mas tenham a certeza que o sabor eu vou lembrar por muito tempo. Como a casa estava lotada, achei que os pedidos demoravam um pouco, mas nada que tirasse o brilho da noite.

O Q Bar, nova casa do Quadrucci, surpreende pela excelente localização, ambiente finamente decorado e cardápio inovador. Falando primeiro do ambiente, há um belíssimo quadro da Absolut, que chama a atenção logo na entrada. Todo o bar foi decorado num estilo jovial, com muito vidro e jogo de luzes, tornando agradabilíssimo para se passar horas sem se cansar.

A casa apresenta um cardápio muito bem elaborado, com as típicas comidas de boteco em versões finamente modificadas. Os mini hamburgues com creme de cogumelo trufado foram meus favoritos, de lamber os dedos, mas possuem comidas para todos os gostos: risotos, salgados, roll de samão (incrível), etc. Enfim, um lugar que não tem erro, pode ir com um grupo bem variado de amigos que todos ficarão satisfeitos e bem servidos! Adorei!

Q Bar é a mais nova casa da rua Dias Ferreira, reduto de baladas do eixo baixo Leblon, recém descoberto por convite para participar do 3º evento Kekanto Elite no Rio de Janeiro, ao qual tive o prazer de também participar.
Um excelente restaurante que se enquadra no perfil jovem. Possui uma extensa carta de drinks diferenciados que me recordou o antigo Mostarda. Não conheço outro parecido, com ótimas combinações de espumantes, absoluts (sabores), vinhos, martinis, frutas e (acreditem) verduras! O barman está de parabéns, surpreendeu! O bar fica à mostra, qq pessoa pode chegar e ver como seu drink está sendo feito, o que, além de ser politicamente correto nos dias de hoje, também se torna um show a parte.
Não sei se a escolha dos pratos do menu foi da casa ou do Kekanto, mas estava muito boa e a única nota se faz com relação à ordem dos pratos, mas td bem. Cheguei e fui prontamente servida com o drink que mais gostei da noite, o Q Up (Absolut Vanilla, sour mix e canela), apesar de ter sido servido quente. Os convivas já haviam apreciado outros, em jarra. Serviram os deliciosos mini hambúrguer de carne, molho de cogumelos e pão ciabata. O pão surpreende, pelo que logo perguntei se era feito na casa, ao que o atencioso garçon Bernard informou que eram assados no Quadrucci (casa-mãe).
Seguidamente, serviram o Framboise (espumante, lâminas de morangos, licos de blackberry, Chambord e soda limão), que foi degustado com as Mini robatas de camarão grelhado, com molho beurre blanc, (camarões VG), lindos e desenhados na grelha.
Logo após, a casa oferece uma surpresa: Rocket Collins - Gin, rúcula, uva, limão siciliano, maçã-verde e soda limão, numa perfeita seleção de produtos e sabores. A rúcula deu o tom colorido em verde do coquetel, marcante, mas não é tão saboroso e o gin passou suave pelas frutas. Fez par com o Roll de salmão recheado com ovas e delicado molho wasabi. Adorei! Meu paladar nipônico ficou feliz com a escolha, ovas envoltas em um fino sashimi de salmão, excelente porção.
Nessa altura já precisei pedir uma H2O gelada, que restou combinada com o Jungle - Absolut Pears, suco de melancia, limão, xarope de banana e soda com lâminas de pepino, do qual não fez minha cabeça ou estômago, diferentemente do delicioso Tartar de Mignon com mostarda Dijon, alcaparras e ervas frescas com torradas e batatas fritas bem sequinhas, que em generosa porção, foi uma das estrelas da noite. Diga-se, logo: não é o tartar tradicional, mas é muito bom.
Não pude me aventurar nos outros drinks por motivos óbvios, mas todos foram muito bem apresentados e, ainda, provei o mix de boteco (Coxinha de pato confit, dadinhos de tapioca com provolone e ovo de codorna com maionese trufada), foi a maior porção da casa, mas deixou a desejar ao paladar, pelo menos ao meu que não é afeto às frituras e, confessadamente, não gosto de coxinhas, nem as de pato, mas a apresentação do prato é interessante.
Por fim, chegou o Tartar de atum com abacate, nas mãos da animada e novata garçonete que se policiava em saber os ingredientes do prato, difíceis ao seu ver. Macio, suave e com a fina camada de molho guacamole, foi para mim o melhor, adorei!
Não posso deixar de comentar a decoração escolhida para o Q Bar, moderna e com ares retrô das suas luminárias em penúmbra do salão, tudo foi pensado com muito bom gosto e atenção ao cliente que se sente muito à vontade na casa.
O toilette minimalista e extremamente limpo é outro ponto alto da casa e para mim, super positivo e que muitas das vezes seus donos não se preocupam, com assento descartável automático ao toque de sensor manual, super moderno. Só não gostei da programação do timer, que me impediu de retocar o batom...K Bar, hein?
Importantíssimo: tem wi-fi, que, para mim hj é fundamental!
Parabéns e obrigada pelo excelente atendimento!
Menu Week
"Menu Week"
Sem dúvida, o Q Bar impressiona - se não é pelo ambiente descolado, é pelos preços altos. Posso dizer, no entanto, que sem sombra de dúvida é um lugar muito confortável e agradável. Apesar do espaço físico restrito, a decoração e a utilização do espaço foram muito bem planejadas, e se tem uma sensação de amplitude com os muitos espelhos e os ambientes criados. Isso tudo observado de sofás confortáveis, onde nem se vê o tempo passar.

O que eu mais gostei do lugar foi o banheiro, que são dois, ambos unissex para não ter problema de fila (tão comum nos banheiros femininos!). Achei incrível também que o conceito da decoração se estende para o banheiro: ambiente espelhado, com as cores do bar, uma luz tênue... Isso tudo coroado por um inteligente sistema de plástico protetor móvel no assento que se renova a cada pessoa, on demand. Muito higiênico, muito legal.

Provamos vários drinks, mas para mim a estrela da noite foi o Rocket Collins, com sua mistura exótica de rúcula com gin. Eu sei que falando assim, "rúcula e gin" , parece detestável, mas é agradabilíssimo ao paladar. O gin é bem neutro, junto com a soda, e combina com o docinho suave das frutas do drink (uva, pera), que ganham um "twist" mais ácido com um toque de limão e um fundo de ervas que a rúcula evoca. Ele é verdinho e tem um cheirinho engraçado de rúcula, mas no primeiro gole você já percebe a harmonia da mistura.

Outro drink legal é o Framboise, servido em jarra, elegante e feminino, com base de espumante, gostinho suave de blackberry e profusão de morangos laminados ao fundo - normalmente nesse tipo de bebida eu fico torcendo para as frutas visitarem meu copo e depois fico lutando para conseguir tirá-las de lá, os morangos "acoolizados" ficam uma delícia.O La vie en rose também foi um drink interessante, mas desconfio que qualquer drink que comece com Absolut Pears já tende a começar bem. Ficou ótima com o suco de cranberry.

Agora vamos aos comes. Democrático, o cardápio oferece opções vegetarianas e saladinhas. Já os preços são caros, principalmente considerando-se a quantidade de comida que é servida. Em grupo, é preciso pedir várias porções, mesmo que seja só para beliscar.

Como sou vegetariana, solicitei para provar algumas das opções da casa, enquanto observava a reação do resto do grupo sobre os outros pratos. Uma salada em especial me chamou muito a atenção, uma salada verde com minitomates cereja e queijo de cabra empanado. Os queijos chegam com cara de nugget, dourados por fora e cremosos por dentro, uma delícia. Definitivamente pediria de novo (e de novo, e de novo).

Estava com muita expectativa de provar os Portobellos, e não achei que eles corresponderam à altura. Eu amo cogumelos, mas esses foram insossos apesar dos ingredientes de primeira linha (cogumelos e caprino romano).

O pessoal da minha mesa adorou os mini-hambúrgeres com creme de cogumelos trufado. O tipo de prato que a pessoa já começa a comer feliz, e depois leva aquela surpresa gostosa "Nossa, o molho! Hummm..."Outro que fez sucesso foi o mix de boteco, com coxinhas e queijinhos quentinhos, com seus devidos molhos, e uma maionese trufada que, de novo, fazia toda a diferença no ovo de codorna.

As mini-robatas de camarão chegaram causando um baita impacto visual, como se fossem pirulitos exagerados de camarões superdesenvolvidos. Comi com os olhos. Aliás o visual dos pratos é muito bem pensado, como o polvo com creme de alho e páprica que chega artístico numa bela placa de ardósia, com os molhos desenhando o contraste.

Provei também um risoto de tomate com queijo de cabra, que me impressionou pela quantidade enorme de queijo. Felizmente o queijo era muito gostoso, pois foi realmente exagerado. Mas na minha opinião queijo nunca é demais, então ficamos conversados.

Vi as pessoas se empolgarem mais com os acompanhamentos do tartar de mignon do que com o tartar em si. Não provei o tartar, mas as batatinhas estavam de fato sublimes - muito sequinhas e quentinhas, junto com as torradinhas finíssimas e crocantes, e o grissini de alecrim delicioso. Tudo no capricho.

Dificilmente o Q-Bar seria um lugar que eu voltaria pois achei demasiadamente caro (cada drink na casa dos R$20, cada mini-prato na casa dos R$30), mas pra quem pode se dar ao luxo vale a pena conhecer e pedir o drink de rúcula, claro. É um lugar confortável com um banheiro incrível.

Quarta (26.10) fomos conferir mais um evento do Kekanto, que desta vez aconteceu no sofisticado e charmoso Q Bar, localizado na Dias Ferreira, reduto de excelentes bares e restaurantes. O lugar é bacana, com decoração descolada e confortável. Os petiscos são bem gostosos, além de serem muito bem apresentados. Mas o forte da casa é sua lista de coquetéis, que são de uma variedade e criatividade absurda. O preço dos drinks é bem puxado, mas vale cada centavo.

O grande barato do Q - Gastrobar é o ambiente, muito bem sacado e um prato cheio para os amantes de lugares descolados. Tem um visual um pouco retro, anos 50, com a roupagem moderninha. Tenho de dizer, o que mais eu gostei mesmo foi do banheiro, realmente uma beleza. Bar com banheiro bacana já ganha uns pontinhos para mim. Porém, não fui lá para ficar no banheiro. Na verdade, o que me levou a casa foi o evento mensal do Kekanto, o qual eu tive a honra de mais uma vez ser convidado a participar.

Foi uma boa oportunidade de retornar ao Leblon, bairro que alguns cariocas acham nobre e que eu particularmente não tenho muito costume de frequentar. O Q - Gastrobar é justo no buchicho da área, na Rua Dias Ferreira. O espaço da casa é pequeno, poucas mesas na parte interna e mais algumas numa varanda larga. Dentro, a música eletrônica rola solta nas caixas de som, até num volume um pouco mais alto do que eu considero confortável para uma conversa – ao menos quando se quer entender o que o outro fala.

É um bar para fofocar nas pré-noites ou se esticar a altos decibéis com amigos enquanto se enche a cara de drinques e se paga uma fortuna por isso. Há que curta. E há quem goste também de coquetéis doces, como os servidos na casa. Eu já sou mais chegado aos clássicos e aos shots menos açucarados. Aquela noite eu dei um azar danado, pois realmente não curti nenhum dos drinques que me ofertaram para provar.

Fiquei no conforto da cerveja Heineken, servida impecavelmente gelada. O papo animado disfarçou um pouco a fome. Aos poucos foram chegando uns quitutes. De cara adorei o polvo, mas achei a porção tão pequena que cada um presente na mesa teve de se contentar com apenas um meio tentáculo. Estava delicioso e eu pediria mais, só não sei se pagaria por tão pouca quantidade.

Outra porção que me agradou foi a de roll de salmão com ovas e wasabi, que eu diria ideal para um casal, pois a quantidade é bem pequena. O que me levou mais uma vez a coçar a cabeça: será que eu pagaria R$ 27,00? Estava gostoso, mas...

Pouco depois nos foi servido uma porção de mini hambúrgueres (cinco por R$ 29,00) que já não me agradou tanto. Eu não curto muito este negócio de mini hambúrgueres como petisco. É mais uma coisa minha mesmo, pois acho que se é para comer hambúrguer, então ele tem de ser O Hambúrguer, seja como prato principal de uma noite, ou de madrugada, depois da cana brava, para forrar maravilhosamente a pança antes de dormir. Porção de mini hambúrguer não é para mim, mas tem gente que gosta. Ademais, aqueles mini sanduíches não estavam lá assim apetitosos, a carne um pouco seca. Passei para frente. Alguém quer?

Decepcionou-me, também, as mini robatas de camarão. Os seis camarões (dois espetados juntos) servidos na opção estavam mais bonitos do que saborosos. Não valem mesmo os R$ 29,00. Eu tenho uma teoria estranha em relação a camarão, sempre acho que quanto maior, mais sem graça o bicho é. Para mim, por exemplo, os pequeninos camarões da Lagoa de Araruama, até hoje, são insuperáveis em relação a sabor. De qualquer modo, aquele camarão do Q - Gastrobar, estava mais sem graça do que outros pares de outros lugares. Como disse minha amiga Laura, há sempre um molho para salvar um camarão sem graça. Naquele caso, nem o molho salvou.

A seção de decepções poderia ter terminado aí, mas a verdade é que ainda houve um penúltimo parágrafo de críticas aos petiscos, tapas (seja lá como preferirem chamar) antes de eu concluir aquele texto. Sobre o steak tartare: Bom, eu sou um apaixonado por steak tartare e um colecionador de casas onde a iguaria é servida. Há ótimos tartares no Rio de Janeiro hoje em dia, mas não incluo na lista o do Q - Gastrobar. Este aí nem entra para a minha eliminatória. O gosto não me apeteceu. Na verdade, o melhor do prato eram as torradas (crocantes) e as batatas fritas, estas sim, muito boas - sequinhas.

No todo, com os altos e baixos, fiquei sem saber se gostei do Q - Gastrobar, muito menos se pagaria para ir lá outra noite. No entanto, acho que a casa tem o seu público e se você catar daqui e de acolá, poderá encontrar alguns méritos, mas não é para mim, nem para o meu bolso.
Exibindo 14 opiniões | Total de 21 opiniões
2 opiniões não são recomendadas
Você conhece o Q Bistrô Brasileiro? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: