O Press Café é um local de ambiente requintado que oferece no seu menu mais de 20 tipos de café, além de suas reconhecidas baguetes e da sobremesa que virou marca registrada: mil folhas de doce de leite. Seu ambiente é inspirado na cidade uruguaia de Punta del Este.

Avaliar
Salvar
Compartilhar


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

via Android

Ótimo atendimento, funcionários educados e simpáticos. Tomei um chai e comi uma tortinha. Pode parecer pequena a porção à primeira vista, mas depois vê-se que é suficiente. Estava muito bom! Lugar bacana e bem localizado, próximo à Padre Chagas. Gostei bastante.

O ambiente, clima, decoração, arquitetura é muito bom, bem sofisticado e chique, com grande diferencial.
De comida, provei somente doces, e eram muito bons.
O preço é bem elevado, mas pela estrutura do lugar já se pode imaginar que não poderia ser muito barato.
Tem um bom atendimento e é localizado em uma área muito boa e calma, ideal para um happy hour e um encontro a dois.

Ambiente aconchegante, agradável, ideal para conversar com amigos, fazer reuniões de negócios acompanhado de excelentes cafés, dos mais variados tipos e sabores com diversos "blends" disponíveis. O Press Café consegue fazer com que tomar um café seja uma experiência única, basta a pessoa se propor a isso.
Simplesmente AMO o Press da Hilário! Sempre sou muito bem atendido, bem servido e tudo mais! E já fui até mesmo com o Martin (que é um yorkshire) para tomarmos café da manhã! haha
Para tomar café os sanduíches Piccolo e Petit são ótimos. O Piccolo é um sanduíche com pão italiano, presunto parma e queijo (que não recordo qual é...), e o petit um sanduíche bem pequeninho de pão francês com muito muito queijo e presunto. Agora no verão recomendo tomar o Press Gelado, que é um café bem docinho e bem gelado, servido na taça.
Já de noite, eu sempre começo saboreando um Cardeta L'Armida, vinho de sobremesa italiano. As opções de pratos são enormes, eu sou apaixonado pela pizza xadrez!
E quando chega a hora da sobremesa... hmmm... o manjar de morango é dos deuses! Suave, delicado, romântico! E como eu sou apaixonado por doces, acabo pecando com um Petit Gateau também, porque é muito bem feito!
Fica a dica então, sozinho, com namorado(a), família, amigos, ou até mesmo com seu Pet, o Press é uma ótima opção!

O lugar é lindo! O atendimento é adequado ao ambiente. Mas precisava escrever sobre esse lugar, porque, em minha opinião, eles servem meu prato favorito em Porto Alegre, Penne Oriental. A combinação sublime da massa penne com os temperos exóticos da culinária oriental, shoyu, shitake, vegetais crocantes e gengibre (e eu nem gosto de gengibre!). Acho que eu comeria esse prato toda a semana! Apesar de ser um dos pratos mais baratos da casa é o melhor! Não deixem de provar! Lembrando que o ideal é pedir uma taça de vinho branco pra acompanhar.

via iPhone

Domingão no almoço resolvemos dar uma volta pelo bairro e escolhemos este local pela boa aparência. Pulamos o couvert e pedi um Filé com parma ao sugo (R$45) coberto por queijo gruyère e acompanhado de purê de batatas.

O prato chegou em 15 minutos e achei um conjunto um pouco sem graça. A carne estava macia, mas quase sem gosto. Acho que a idéia era usar os outros dois ingredientes fortes para temperar a carne, mas não harmonizou.

O ambiente é super bonito e moderno e o atendimento bom, acho que merece uma segunda chance.

Especialista em Cafés com 18 opiniões na categoria

O Press é um café super charmoso localizado em um dos bairros mais charmosos da cidade: o Moinhos, claro. Se você está a procura de um lugar que ofereça muito mais do que um simples café, o Press é a pedida certa.
A sofisticação do lugar chega a ser quase que intimidadora. A iluminação, que muda dependendo do horário do dia, fornece ao ambiente um ar sedutor irresistível e, unido à decoração clean em cores pastéis, complementa perfeitamente cada detalhe da arquitetura muito bem pensada do lugar.
O Press da Hilário Ribeiro é dividido, basicamente, em dois ambiente: o interno, constituído por um espaço amplo com mesas e poltronas dispostas ao redor de um balcão central (onde são preparados os cafés e quitutes); e o espaço externo, onde ficam algumas mesas com sofás ao ar livre de frete para a rua, em cima de um deque que é um luxo!
Mas, com certeza, o diferencial do café é o menu muito bem bolado e mais do que requintado. Os maravilhosos doces e sanduiches têm como influência as cozinhas europeias, e o menu de pratos quentes nas cozinhas francesa, italiana e asiática.
Eu adoro os doces do Press – quem não, right!? O meu preferido é o mil folhas de doce de leite. Mas as opções são diversas! São tortas, quitutes, doces e salgados... Não é à toa que o lugar adquiriu, inclusive, um selo próprio: “presstisserie”!
O café também possui uma carta de vinhos e espumante bem variada, além de bebidas quentes super deliciosas, claro. E, além de deliciosos, todos os cafés são cremosíssimos e ainda vêm decorados! Não dá pra pedir mais, neh?
O único ‘porém’ do lugar é o valor. Apesar de ser um lugar maravilhoso e sofisticado, ainda acho que o valor não compensa. Mas vale experimentar.

Estive aqui em um sábado por volta das 23:30 e tive uma boa experiência. O café/restaurante tem um cardápio bem variado, contendo sanduiches (servidos em horários específicos somente - não estavam disponíveis quando estive aqui), doces, e partos de massa e carne. Provamos o penne limone com frango grelhado e o filet com penne ao pesto (veja fotos); ambos bons. O ambiente também é bacana: bem decorado em estilo mais moderno (tem meio que uma cara de lounge) e é frequentado mais pelo público "paty" (havia tb algumas mesas gay). Um lugar legal para ir a dois ou com amigos para iniciar a noite. A conta ficou em R$50/pessoa (prato principal e bebidas não alcoolicas).

Atualmente, a única maneira de juntar a família (ou pelo menos uma parte dela) é convidando pra almoçar ou jantar. Sacumé filho né?! Então, como hoje em dia todos temos rotinas com horários bem diferentes, mesmo morando na mesma casa que meus pais, as vezes passo dias sem vê-los. Daí num finde desses rolou um ultimato: “vamos almoçar, eu, tua mãe, a Rê e tu?”, disse meu pai. Vamos, ora bolas! Aproveitei e escolhi o Press da Hilário, que é um lugar que sempre vou durante a tarde, e por isso, raramente almoço ali.

O Press consegue contemplar vários life-styles num mesmo lugar. Mas essas pessoas sabem direitinho o horário exato de ir. De manhã e de tarde, é mais família e casais. Ao meio-dia, um público mais de executivos e galera que trabalha aqui na volta. Já de noite, rola um público bem mais alternativo.A decoração é bem bacana, e além do deck da entrada, ainda dispõe de um salão enorme, bem clean e com iluminação indireta. Apesar de implicar um pouco com as mesas, que são baixas demais e parece que atraem meus joelhos, de tanta porrada que dou nelas, adoro as cadeiras.

Acho super confortáveis. As de dentro, porque as do deck são pra ficar jogadão, e não pra comer. Ah, tenho outra reclamação: o atendimento. É bem meia-boca. Galera meio pretensiosa e as vezes parece que tão trabalhando de má-vontade. Não quero generalizar, tem gente muito legal lá. Mas enfim…

O almoço começou com esse couvertzinho fantástico. Se prestarmos atenção nele, vamos perceber que não tem nada de mais, é bem simplório. Mas é delicioso. Essas torradinhas são tão crocantes e salgadinhas que eu comeria uma fornada inteira, e o pão vem quentinho. Chega até a derreter a manteiga.Gostei da escolha dos principales porque os três pratos que eu tava em dúvida foram pedidos. Pude ver direitinho como era cada um deles.

E vi também, que a minha escolha (e da mãe também) foi disparado a mais atraente. Pelo menos visualmente, essa paleta de cordeiro braseada, com couscouz marroquino e açafrão, mata a pau né?!A Rê, como sempre, foi no conservadorismo e pediu um dos carros-chefe da casa, o mother’s house, um filé à milanesa crocante com purê de batatas e alho-poró.

O pai pediu um penne al salmone, que evidentemente dispensa maiores detalhamentos. Mandou bem, muito bem. Esses dadinhos de salmão defumado realmente tavam com uma cara apetitosa.De sobremesa, dividimos dois doces sensacionais. O casal de mais idade (!) foi de mil-folhas de baunilha. Uma das poucas vezes que eu vi alguém cortar uma dessas sem esparramar o recheio. Sinal de qualidade, e de que estava realmente bem sequinho, como deve ser.

E o casal de menos idade aqui dividiu uma tortinha holandesa, com chocolate meio-amargo e bolacha. Priceless!No Press, nenhuma experiência fica completa sem um bom espresso. Pô, os caras empilham prêmios e mais prêmios, justamente por causa dos baristas e seus cafés. Eu não faria essa indelicadeza de passar batido por esse detalhe.Em seguida, pedimos a conta e me lembrei de como são positivos esses almoços em família.

Além de ter passado uma tranquilidade pros meus pais, mostrando à eles que continuo sem aceitar balas de estranhos, que olho pros dois lados antes de atravessar, que não converso com desconhecidos nem tomo no copo de quem não conheço, poupei uma graninha, já que esse programa custou 58 reais por pessoa.
Foto opinião do diogo c. sobre Press Café
Exibindo 14 opiniões | Total de 15 opiniões
1 opiniões não são recomendadas
Você conhece o Press Café? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: