Mais na região Como chegar

Endereço: Av. Sete de Setembro, s/n - esquina com a Av. República Argentina, Batel - Curitiba , PR - Brasil - 80240-000

Telefone: (41) 3264-5474 / (41) 3232-8032

Preço: Grátis

Sou dono deste estabelecimento

Avaliar
Salvar
Compartilhar


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

A praça é uma homenagem aos imigrantes japoneses que chegaram a Curitiba em 1910. A capital paranaense possui a segunda maior comunidade japonesa do Brasil, atrás somente de São Paulo, e hoje abriga mais de 32 mil descendentes de japoneses

Em uma área arborizada de 14 mil metros quadrados, existem espalhadas pela praça 30 cerejeiras enviadas do Japão pelo império nipônico e 6 lagos artificiais nos moldes japoneses.

O Buda no centro do lago marca a irmandade entre Curitiba e Himeji e transmite toda a paciência e arte dos japoneses, no Brasil desde 1908.

A lanterna esculpida em pedra, foi doada pela assembléia legislativa de Hyogo, estado japonês co-irmão do Paraná, em 1979. A lanterna é um símbolo tradicional nos jardins japoneses.
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota

via iPhone

O lugar é bonito, mas não é tudo isso que estão dizendo aqui. Tem praças bem mais bonitas em Curitiba, fora que foi o único lugar em Curitiba que eu fui e eu vi sujeira, muito sujeira. Eu não sei se foi o dia que eu fui, mas todos os outros lugares eu não encontrei sujeita. Vale a pena dar uma passada para tirar as fotos, principalmente na casa, mas é apenas isso.
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

Praça muito bem construída em área central de Curitiba, porém é um local tranquilo e de paz. Espaço com belo jardim em volta e com bancos de madeira para descansar. Recomendo visitar em dias de sol, com a família ou mesmo para namorar. Também é muito utilizada para fotografias de noivos em dia de casamento.

Se você quer ver um pequeno riacho de água calmas, e muito verde no centro da cidade, não deixe de passar por lá. Visite o memorial japonês que conta um pouco da história dos imigrantes japoneses, e veja inclusive, alguns deles praticando sua arte com tambores, artes marciais, e até meditando. Observe o contraste de prédio e tranquilidade.

Curitiba foi formada por milhares de imigrantes, vindos do próprio país e muitos vindos de vários países, dessa forma há alguns monumentos em homenagem a esses povos na cidade, sejam os poloneses, ucranianos e nesse caso os japoneses, que em curitiba nem são tão numerosos, mas no Paraná se destacam.

Temática e ornamentada no final da 7 de Setembro. Com centro cultural e tudo. Mas que carece de espaço de Eventos (diferente do da Espanha) para realizar shows e festas da colônia. Não pode ser considerado um ponto turístico. É apenas uma praça comum, sem nenhuma atração específica. É um ótimo ponto de referência para os taxistas.
É uma praça que fica bem localizada , bem perto de centro e próxima a muitos restaurantes bons e com muitas opções.
Ela é muito bonita e um ambiente bom para se ir conhecer e quem sabe passar uma tarde ou noite.
Além de todos esses pontos positivos ela ainda é muito bonito , só esperava que fosse maior.

A praça do Japão é um oásis em meio aos prédios da região. A grama sempre verde, o lago cheio de peixes e a tranquilidade do lugar convidam pra relaxar, ler um livro embaixo de uma arvore ou só admirar o movimento.
Vale tirar umas horas para aproveitar, tirar umas fotos e descansar. A noite a praça fica muito bem iluminada, mas é um pouco perigosa.

A praça do Japão é um ponto legal pra se conhecer e passear, porém não tem nada demais, não deve ser prioridade. É um ótimo local pra brincar com cachorros, e também pra quem quer comprar lembrancinhas japonesas. O bairro o qual é localizado é bem bonito mesmo, dá até gosto de voltar pra casa andando. Recomendo!

Não é uma praça típica, você encontra muitos orientais por ali, inclusive conforme o calendário é realizada a festa Matsuri nesta praça. Possui uma linda casa jponesa, muita arborização e algumas fontes, em dia de muito calor, é o lugar mais gostos para ficar, devido a arborização e as fontes de água, a temperatura torna-se agradável.

A praça é uma homenagem aos imigrantes japoneses que chegaram a Curitiba em 1910. A capital paranaense possui a segunda maior comunidade japonesa do Brasil, atrás somente de São Paulo, e hoje abriga mais de 32 mil descendentes de japoneses

Em uma área arborizada de 14 mil metros quadrados, existem espalhadas pela praça 30 cerejeiras enviadas do Japão pelo império nipônico e 6 lagos artificiais nos moldes japoneses.

O Buda no centro do lago marca a irmandade entre Curitiba e Himeji e transmite toda a paciência e arte dos japoneses, no Brasil desde 1908.

A lanterna esculpida em pedra, foi doada pela assembléia legislativa de Hyogo, estado japonês co-irmão do Paraná, em 1979. A lanterna é um símbolo tradicional nos jardins japoneses.

Essa Praça é linda !!! É uma homenagem aos imigrantes japoneses . Na primavera fica sempre florida , sempre limpa e está localizados próximo ao centro retrata um pedacinho do Japão em Curitiba . Vale a pena conhece-la.

Muito linda - contrasta com prédios altos - é limpa. Ideal para pequenas caminhadas com as crianças. O terreno não é plano e fica bem próximo a vias de grande fluxo de automóveis, por isso requer atenção com as crianças.
Exibindo 14 opiniões | Total de 249 opiniões
36 opiniões não são recomendadas
Você conhece o Praça do Japão? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)