Praça Alexandre de Gusmão

nota 3.0 de 5 em 4 opiniões
| Rank: 39º de 94 | Praças


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

Uma praça simples, muitas pessoas levam seus animais para passear lá, muitos pessoas levam seus cães para caminhar.
Essa praça fica perto do parque Tenente Siqueira Campos, de frente para o MASP na Avenida paulista.
Os jardins da praça estão bem conservados, porém o monumento precisa de mais cuidados, pois, esta muito pichado, mas la é bom para se descansar durante o almoço.
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota

Uma praça simples, muitas pessoas levam seus animais para passear lá, muitos pessoas levam seus cães para caminhar.
Essa praça fica perto do parque Tenente Siqueira Campos, de frente para o MASP na Avenida paulista.
Os jardins da praça estão bem conservados, porém o monumento precisa de mais cuidados, pois, esta muito pichado, mas la é bom para se descansar durante o almoço.
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

Pracinha simples, destas que no interior estão em qualquer parte. Contudo esta não está numa cidadezinha, está na cidedezona: em pleno coração de São Paulo.

A Alexandre de Gusmão fica colada, quase se confundindo com o Parque Trianon, famoso em SP. Para se ter outra referência, esta praça está numa avenida paralela à Av. Paulista, no rumo do MASP.

Se você é de SP ou redondezas e vai de metrô é super fácil: só descer na estação MASP-Trianon e descer uma rua 'para trás' do Trianon. Agora, se você vai de fora de SP - como eu e seu GPS for uma maria, a louca, como o meu - cuidado: é fácil se perder nas ruas paulistanas com impedimento de virar pra cá ou pra lá. Um pouco de paciência e a gente chega lá.

Outro impedimento para muita gente seria "onde parar?". Fácil: embaixo da praça há um estacionamento público-pago, por 12$ o período e ainda tem o sistema 'sem parar'. Mais açúcar no mamão, impossível! Ah, é possível sim: ainda tem elevador pra te levar pra cima e avante. Para voltar a ele, há uma rampa, mas para a passagem pela porta é necessário o tíquete de entrada no estacionamento (usuários do 'sem parar' têm que usar o elevador).

A praça em si é pequena, com poucos bancos, um jardim imenso e toda gramada. Ótima para receber gente e seus cachorros. Aliás põe cachorro nisso! Todo mundo que mora nas redondezas dela leva os amigos de quatro patas para brincar e se exercitar. A criançada também se diverte, pois há muito espaço para correr e brincar.

E nada melhor que uma praça que homenageia um diplomata estrangeiro (português) para receber um encontro entre gaúchos e infiltrados - tipo, eu! Conheci através da "terceira roda de chimarrão", organizada por amigos gaúchos que moram na capital paulista.

Na saída da praça, além das 19hs, já havia alguns moradores de rua cativando lugares para passar a noite. Alguns postes de luz clareiam a praça, mas ela não vira dia. Eu tomaria cuidado maior se não estivesse com um grupo grande de pessoas.

Conheci a praça Alexandre de Gusmão no evento "Roda de Chimarrão" promovido pelo KK. Nesta praça há muitas pessoas passeando e cachorros e humanos convivem pacificamente! rs
Você pode se sentar na grama com uma turma e bater um bom papo. Fica pertinho da Av. Paulista e embaixo desta praça há um estacionamento subterrâneo.
Primeira opinião do lugar

Adorável praça pequenininha nos Jardins que margeia a Alameda Casa Branca, entre as Alamedas Santos e Jaú, bem do ladinho do Parque Trianon. Geralmente limpa, é frequentada pelas mesmas pessoas que moram na região, que se tratam pelo nome e dão uma vibe de cidade pequena a apenas uma quadra da cosmopolita Avenida Paulista. Aqui você encontra amigos que se reúnem para conversar, casais para namorar e pessoas que levam seus cachorros para passear. Aliás, estes são os maiores, digamos, "destaques" da praça porque eles andam livremente e em nenhum momento tropecei ou pisei em sujeiras desses animais. Há um canto perto da Jaú em que é o ponto de encontro entre cachorros e donos. O único conflito que vejo são entre os que utilizam o passeio comum tanto para caminhar quanto para uso de skate, que reconheço que é muito bom para tal fim. Por causa disso é que eu não digo que seu filho (humano ou cachorro) pode brincar tranquilamente porque pode haver algum skatista inexperiente na área e causar algum indesejável acidente. É bom salientar que apesar desse aspecto caseiro e familiar da praça, é bom tomar alguns cuidados como grupos de pessoas "suspeitas" que por vezes aparecem até mesmo sob efeitos de entorpecentes. Existe, mas em comparação com outros parques de São Paulo, em número reduzidíssimo. Tomei chimarrão com amigos esses dias até pela noite tranquilamente e os mendigos apareceram, vejam só, apenas para dormir e não para pedir qualquer coisa. Muito cuidado também ao andar na área pela madrugada por ser um perímetro onde atuam os, digamos, "profissionais liberais masculinos de entretenimento adulto". Fora isso, sussa.
Foto opinião do Lucas Nobre sobre Praça Alexandre de Gusmão
Você conhece o Praça Alexandre de Gusmão? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)