Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

via Android

O movimento na ponte é muito grande, os horários entre as 6hs as 18hs são os horários com maior circulação de pessoas.
A travessia para quem opta por carro é demasiada lenta, a pé em média se gasta 5 a 10min.
O jeito mais rápido, sem dúvidas é de moto-taxi. Costuma-se cobrar R$ 10,00.
Até hoje não presenciei nada assustador, perigoso sobre a ponte, digo a respeito de assaltos ou qualquer outra coisa fora da normalodade.
Outra coisa que vale a pena ressaltar, é que após a recente reforma a ponte ficou com um aspecto melhor!
avaliações recomendadas
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

via Android

O movimento na ponte é muito grande, os horários entre as 6hs as 18hs são os horários com maior circulação de pessoas.
A travessia para quem opta por carro é demasiada lenta, a pé em média se gasta 5 a 10min.
O jeito mais rápido, sem dúvidas é de moto-taxi. Costuma-se cobrar R$ 10,00.
Até hoje não presenciei nada assustador, perigoso sobre a ponte, digo a respeito de assaltos ou qualquer outra coisa fora da normalodade.
Outra coisa que vale a pena ressaltar, é que após a recente reforma a ponte ficou com um aspecto melhor!

Essa ponte é muito interessante pois você pode andar tanto de carro como atravessar a pé. não tem nada demais além de ser uma conta exterior Paraguai No Brasil onde você encontra muito movimento de carros de pessoas que estão fazendo compras afim de comprar um produto mais barato do outro lado da divisa.

Por se tratar de um elo importante entre Brasil e Argentina, poderia ser melhor cuidada. A travessia a pé é bem interessante, pode-se ir observando de forma até romântica o rio, as embarcações ao longe, a ilha. No entanto a realidade não passa despercebida quando se nota o lixo acumulado, falta de manutenção e a insegurança sobre ela. A quem cabe a responsabilidade?

Acesso bastante frequentado por brasileiro em busca de muitos produtos com preços acessíveis (leia como "sem impostos abusivos do Brasil").
Poderia ser um local mais... turístico, para se apreciar também, mas não chega a isso. É bem agitado, há muitos carros/vans que fazem a travessia e muitas pessoas atravessando a pé.
Pode até ser perigoso atravessar a pé, mas foi o que eu acabei fazendo. E na ida, presenciei uma cena diferenciada: duas pessoas vinham na contramão com um carrinho de mão, chegaram em um ponto, tiraram os pneus do carrinho e desceram o produto com o auxílio de uma corda (isso do lado brasileiro). O receptor pegou o produto e saiu mocado no mato hehehe.

Estranho.... poderia ser um lugar belíssimo, mas é só... estranho. A Ponte da Amizade faz fronteira entre o Brasil e o Paraguai, sobre o Rio Paraná. Teria tudo para ser um ponto turístico, mas é desorganizado, perigoso e sujo.... Eu já passei, algumas vezes, andando, mas não recomendo. É perigoso, sim! Melhor passar com um bom transporte. Mas, sempre vai ter um trânsito caótico e demorado. São notórias as estórias de assaltos sobre a ponte. Melhor não arriscar.
Você conhece o Ponte da amizade? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)