Mais na região Como chegar

Inaugurado em setembro de 2004, o Peppo Cucina mescla sofisticação e informalidade. Criado e comandado pelo casal Andréa Martins e Pedro Hoffmann, o restaurante tornou-se ponto de encontro dos apreciadores da boa gastronomia em Porto Alegre, reunindo comensais modernos e tradicionais com seu cardápio variado. As receitas são criadas por Pedro Hoffmann e o serviço requintado é comandado pelo maitre Sid Tarallo.

Avaliar
Salvar
Compartilhar


Opinião em destaque
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.
Adoro esse restaurante. A localização é ótima, o ambiente é super aconchegante. A comida é sensacional, sempre fico horas lendo o cardápio para tomar uma decisão do que pedir, pois tudo dá água na boca. A carta de vinhos é bacana e o atendimento é excelente. Perfeito para ir com a família, levar turistas e/ou fazer reuniões de trabalho.

Estávamos a passeio na cidade, e fomos jantar nesse restaurante que lembra uma cantina mais sofisticada, lugar aconchegante atendimento ótimo, garçom muito solícito. Quanto aos pratos, estes são bem servidos e deliciosos. Este local não trabalha com translado. Quanto ao valor estava eu e minha filha o preço condiz com o oferecido.

é um lugar simples aconchegante,muito bem frequentado. E o mais importante as pessoas que frequentam se sentem em casa,em família,isto é muito bom porque hoje esta muito difícil encontrar uma lugar legal para ficarmos algumas horas conversando e degustando petiscos deliciosos.

O restaurante Peppo, com culinária italiana diversificada é uma execelente proposta para quem gosta de vitelo, pato, coelho. Tem opções de pratos com filé bovino, inclusive para quem vive de dieta como eu, tem frango acompanhado de salada. O valor da conta é salgado, mas totalmente compatível com a qualidade dos pratos. O ambiente é muito aconchegante, vale a pena conferir!

Meus pais muito já foram no Peppo. E me diziam há horas pra registrar uma food experience lá. Não sei por que diabos eu os ignorava. Até que, semana passada, o Ângelo e a Pri vieram pra cá e queriam ir num lugar diferente, que ainda não estava aqui entre os nossos selecionados. Matamos dois coelhos com uma “caixa d’água” só: experimentei e ainda registrei, caspita!


Lógico que eu tinha noção que a culinária ítalo-contemporânea (existe esse termo?) do Peppo era super aplaudida e tal, mas sempre que indico e coordeno um grupo para jantar num restaurante selecionado por mim, bate aquele friozinho na barriga.Mas quando percebi a Pri, que é uma tremenda arquiteta, babando na decoração desse casarão dos anos 50, e com essa adega dentro de um closet, vi que estava no caminho certo.


O Ângelo falou uma coisa muito certa: o cardápio tem um problema muito sério, pois tudo ali é muito bom, e todas as massas dão água na boca. E olha que quem disse foi um caxiense dos mais caxienses, que se criou amassando uva na várzea, praticamente. Definimos que faríamos pedidos distintos pra provar de tudo. E a Pri foi na minha preferida: Tagliatele alla Bufala, com muzzarella de búfala (dã), tomates secos, manjericão e molho de tomate. Eu comeria agora essa massa. Inteira. E repetia.
O Ângelo foi na minha preferida também: o Medaglioni ai Formaggi, um fettuccini ao molho de queijos com medalhões de filé. “Affffmaria”…

E eu, que segundo o Diego costumo pedir sempre o prato mais exótico, fui no meu preferido: Rigatoni alla Pernice, com trufas, perdiz, bacon e creme de leite. “Deusulaive”!! E notaram que eu deixei a caravana de Caxias botar (ou não) queijo ralado na massa né? E como eles permitiram, quem sou eu pra contrariá-los…Mas só um pouco, então eu tive três pratos preferidos? Sim, exatamente! E o Ângelo e a Pri também. No quesito “massas”, esses três foram pra final. De sobremesa, só um Gelato del Peppo mesmo pra contra-balançar. Deixei o casal morrendo de ciúmes.

Tudo isso, e mais duas garrafas de Casa Silva Colección Carmenére 2006, custou-nos 270 reais, ou seja, 90 reais por pessoa.
Foto opinião do diogo c. sobre Peppo Cucina
Primeira opinião do lugar

O Peppo fica em uma casa antiga bem bacana. Internamente, destacam-se os tijolos à vista.

Estivemos no Peppo para o almoço em um sábado chuvoso. Por conta do evento, a casa estava bem cheia. Esperamos junto ao balcão até vagar a nossa mesa, aproveitando para bebericar uma caipirinha de limão (R$ 11,90).

Para começar os trabalhos, rolou um couvert cortesia: pãezinhos quentinhos com manteiga.

Leve e na medida, a entrada foi a ‘Mini Insalata Caprese com rúcola’ (tomates, mussarela de búfala, rúcula, manjericão, orégano e azeite de oliva).

Na hora do prato principal, eu e o Alexandre fomos na mesma escolha e pedimos o ‘Rigatoni com Pollo e Funghi Secchi’ (iscas de frango, funghi seco, requeijão, conhaque e creme de leite). Adoramos o molho! No cardápio tradicional, o prato é feito com massa garganelli e custa R$ 43,40.

A sobremesa também estava muito gostosa: ‘Gelato Di Formaggi’ (sorvete de queijo com calda quente de goiabada). Delícia!
Foto opinião do Giovanna Berti Previdi sobre Peppo Cucina
Exibindo 12 opiniões | Total de 12 opiniões
2 opiniões não são recomendadas
Você conhece o Peppo Cucina? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: