Pavilhão Japonês - Parque do Ibirapuera

nota 4.6 de 5 em 10 opiniões
| Rank: 22º de 82 | Museus


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

via iPhone

Para entrar no Pavilhão Japonês do parque do Ibirapuera, é preciso pagar R$ 10,00 ou R$ 5,00 para os beneficiários, mas vale a pena! Tudo bem limpo e organizado. Lugar lindo e cheio de paz e tranquilidade. Não é permitido piquenique no local. Respeite o silêncio. Respire, se concentre e veja. Recomendo.
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

É pago um valor simbólico por entrada. Tem-se a inolvidável oportunidade de ver a detalhada e minuciosa cultura japonesa. Muito bem cuidado, mas faltam informações sobre a história do lugar, a recente restauração e as técnicas construtivas tradicionais adotadas.
Um lugar, no meio de São Paulo, para se sentir no Japão! Ótima opção de passeio!

via iPhone

Fui recentemente a este local que é sensacional, lembra muito um local no Japão em menor escala. Vi vários lugares assim em cidades como Kyoto e Himeji, e este pavilhão no Ibirapuera é muito próximo da arquitetura original de lá, na medida que foi possível. As peças foram criadas e importadas do Japão e montadas por funcionários especializados de lá também, pois é feito sem nenhum prego sequer. Eu só achei que poderiam ter limpado o lodo da água do tanque das carpas, está muito verde, mas mesmo assim é um local imperdível.
O Pavilhão Japonês é uma antiga casa de samurais, toda feita em madeira e em sua construção não utilizam parafusos ou outras formas de sustentação, a não ser encaixes na madeira. Toda decorada como uma típica moradia do Japão, encanta pela simplicidade e costumes da cultura. No inicio do Pavilhão há um museu, com várias peças de samurais e objetos interessantes de séculos atrás. Conforme você vai entrando na casa percebe a diferença entre nossas culturas. No fundo tem um lindo jardim japonês com direito a ponte e carpas no lago. Encantador. Também é um ótimo passeio para levar os filhos e netos pra conhecer outras formas de viver, de morar, e porque não dizer: outras formas de sentir o mundo! Preços simbólicos. Vá um pouco antes e aproveite o passeio pelo Parque do Ibirapuera.

A aula de conhecimentos sobre o pavilhão eu deixo para vocês lerem na opinião do Martin que está bem detalhada e bem feita. Vou falar mais do que eu vi mesmo.

Há um pequeno museu na entrada do pavilhão, com peças artesanais bem antigas, uma armadura de samurai e um kimono. Para quem nunca viu esses apetrechos, é um show poder ver os detalhes de perto.

A casa é muito bonita, possui um quarto no andar de cima de onde você pode ver o lago com muitas grandes e belas carpas. Você pode dar comida para elas (R$1,00 o saquinho) e ver elas se debatendo pela comida.

O jardim de pedras (karesansui em japonês) também é muito bonito, é pequeno, mas é bem reproduzido. Os principais elementos de um karesansui são pedras e areia, com o mar simbolizado não por água, mas por areia revolvida em desenhos que sugerem ondulações na água.

O acesso ao Pavilhão Japonês é feito pelos portões 3 e 10, seu ingresso custa R$7, meia R$3,50 e gratuito para maiores de 65 anos e crianças até 5 anos.

Aberto à quartas, sábados e domingos, a partir das 10:00.
Foto opinião do Nobu Tateoka sobre Pavilhão Japonês - Parque do Ibirapuera
Primeira opinião do lugar
Inaugurado em 1954, durante as comemorações do 4º centenário da fundação da cidade de São Paulo. É uma réplica do Castelo de Katsura em Quioto, originário da era Edo, do clã Tokugawa, era a casa de Verão do imperador do Japão. A estrutura baseia-se no estilo Shoin, casas de samurais, em sua construção não se utilizam parafusos ou outras formas de sustentação, a não ser encaixes na madeira, e foi reformada recentemente por causa da presença de cupins em seus pilares e para tanto, foram trazidos profissionais e madeira do Japão para sua restauração.
O pavilhão possui salão nobre, copa para preparo da cerimônia do chá e salão de chá. Apresenta exposição permanente de cultura japonesa, com peças a partir do século 11. Seu entorno é enfeitado com lago com carpas e jardins (com cerejeiras plantadas), ocupando área de 7.500 m².
Sua preservação é de responsabilidade do Bunkyo em parceria com a prefeitura. O sr. Seigi Ito, que tem 74 anos de idade, trata as carpas do lago, voluntariamente há 50 anos. A carpa é o símbolo da longevidade por viverem em média 70 anos, sendo no Japão as escuras destinadas ao consumo humano e as coloridas para contemplação. No Japão as carpas coloridas são usadas para limpar e filtrar as águas dos rios, mantendo boa qualidade e assim evitar a poluição.
O acesso ao Pavilhão Japonês é feito pelos portões 3 e 10, seu ingresso custa R$6, meia R$3 e gratuito para maiores de 65 anos e crianças até 5 anos.
Você conhece o Pavilhão Japonês - Parque do Ibirapuera? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: