Pateo do Collegio

nota 4.1 de 5 em 82 opiniões
| Rank: 9º de 81 | Museus

Bem no centro da metrópole, o Pateo do Collegio sobrevive em meio aos arranhacéus, bancos e indústrias que abrigam a capital. Abriga o museu, a cripta de José de Anchieta, a igreja no local onde foi realizada a primeira missa da cidade e uma biblioteca.

Avaliar
Salvar
Compartilhar
Oferta

Quer receber ofertas do(a) Pateo do Collegio?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos para todos os seus consumidores.

Baixe grátis nosso aplicativo e confira as ofertas:

Escolha seu celular:      
Divulgue seu estabelecimento aqui
Saiba como
Dicas rápidas Ver todas as dicas
avaliações recomendadas
Nosso sistema de inteligência artificial recomenda automaticamente as opiniões com maior probabilidade de serem relevantes a você. Ele leva em conta diversos fatores como, por exemplo, a qualidade de texto e fotos, e o histórico de publicações do autor. Apenas as avaliações recomendadas são levadas em conta na avaliação geral do estabelecimento.
   
Selecione uma nota

via iPhone

Visitar o local onde se iniciou a megalópole cidade de São Paulo é de uma grande emoção. Amo esse lugar e sempre quando venho para o centro, eu vou até ele. É uma casa simples, toda pintada de branco e azul, mas para qualquer paulistano, tem grande significado histórico e orgulho do lugar. Casa onde morou José de Anchieta. Lindo passeio, linda visita. Recomendo.
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.
Um lugar icônico do centro histórico da cidade de São Paulo, rodeado por edifícios históricos, em um lugar rico em história, preservado e guardando as riquezas de são paulo, no patio também tem um museu para se conhecer.
O Patio do Colégio pode se passar após conhecer o solar da marquesa de santos e acasa da imagem.

Além de ser o marco inicial no nascimento da cidade de São Paulo, o Pátio do Colégio relembra o local escolhido para iniciar a catequização dos indígenas, entre os rios Tamanduateí e Anhangabaú. Construído no dia 25 de janeiro de 1554, foi palco da a missa que oficializou o nascimento do colégio jesuíta pelo então noviço Anchieta e pelo padre Manoel da Nóbrega. Em 1556, o padre Afonso Brás, removeu a antiga cabana feita de palmas para construir, em taipa de pilão, o colégio e igreja anexa, a terceira edificação foi erigida em taipa de pilão e pedra na segunda metade do século XVII, sendo gradativamente descaracterizado por reformas sucessivas, principalmente as realizadas no final do século XIX, pois o Pátio serviu também de sede ao governo paulista entre os anos de 1765 e 1912 além de palácio dos Governadores, após a expulsão dos jesuítas.
Demolida a construção, em 1953, o conjunto atual é parte de uma reformulação baseada na ereção do colégio segundo os moldes originas do século XVI e atualmente abriga o Museu Anchieta, além da Biblioteca Padre Antônio vieira e o café do Páteo. A nova construção é sede de casamentos, missas e cursos livres com temática religiosa, é um ótimo lugar para se refletir sobre a construção da cidade de São Paulo, e, mesmo que não abrigue as paredes de taipa e não seja a construção original, remete ao estilo colonial português e é um marco essencial à memória da presença dos jesuítas nas terras paulistanas.
Se você não conhece o Pátio, não conhece a cidade. Que tal começar do Zero?

Muito interessante! São Paulo, é incrível! Cidade rica em cultura, beleza, história e natureza! Recomendo a visita ao Páteo do Colégio. Quem adora conhecer fatos históricos, este é mais um dos lugares muito atrativos da grande cidade de São Paulo, para se conhecer! Vale a pena a visita, super indico.

O Pateo do Collegio fica localizado no centro da cidade de São Paulo, próximo a estação da Sé. Lá foi sepultado José de Anchieta. Foi onde tudo começou, vale a pena quando estiver em São Paulo ir até lá para conhecer um pouco da história, é bem interessante. Para entrar na parte em que está o museu tem que pagar.

O pátio do colégio é um lugar tradicional da cidade de São Paulo, localizado bem no centro da cidade no bairro da sé, é essencial um passeio para que desejar conhecer a cidade. Construção histórica e muito antiga. Um ponto negativo é a conservação do local que muitas encontra-se bem mal cuidado com muita sujeira.

via iPhone

O lugar traz um mix de memórias. Estar no Pateo do Collegio é estar no berço da cidade, onde os jesuítas começaram a catequizar os índios que viviam por aqui. Não vá ao lugar sem antes estudar um pouco sobre a história da cidade e do Pateo pra não ficar perdido. Infelizmente, hoje em dia o lugar não é muito seguro, é necessário estar sempre atento ao redor porque a região tem muitos "trombadinhas" e mendigos mal intencionados, de um modo geral, com cuidado, é possível ter uma excelente experiência histórica.

O Pateo do Colégio foi o "embrião" da principal cidade da América Latina. Com certeza seus fundadores, em especial os Jesuítas Padres José de Anchieta (Beato Anchieta) e Manoel da Nóbrega não imaginavam em que se transformaria este vilarejo inicial (tampouco a catastrófica decisão de fundar uma cidade aqui, não se conhecendo o futuro da cidade que sofreria constantes inundações por suas características geográficas e hidrográficas).

Do original prédio do século XVI resta apenas uma parede edificada em taipa de pilão preservada por entre uma vitrine. A vista do páteo nos mostra o vale do Anhangabaú, o Palácio das Indústrias, de um ponto alto e privilegiado.

A igreja anexa é demasiada simples, tal qual o estilo de vida jesuítica, miserável (um contraste com o que se observa do Vaticano - rico e imponente [sinal de hipocrisia, certamente, usando a religião como poder de dominação e regência]). Dentro da igreja há uma pequena capela dedicada ao Pe. Anchieta com exposição de sua túnica original, um fêmur que acredita-se ser do Beato e um altar esculpido e com pintura em tinta de ouro.

Vale a pena conhecer.
Foto opinião do Chef Danilo Bueno sobre Pateo do Collegio

Amo esta cidade. Como ela é, não como ela está. Pode melhorar muito. Mas, ir ao Pátio do Colégio, seu primeiro endereço oficial, olhar em volta, ver aquele resto de edificação de época, sentar, tomar um café olhando aquele jardim.... propicia um delicioso mergulho nas várias épocas que esta cidade viveu. Tudo pode ser visto em 10, 15 minutos. Aconselho conceder mais tempo a esta experiência.

Esse lugar é o Marco Zero da nossa querida cidade de São Paulo, foi neste lugar que foi levantada a primeira construção quando o Padre Manuel da Nóbrega e José de Anchieta, à época ainda noviço decidiram se estabelecer na cidade a fim de catequizar os indígenas ali residentes.No início a geografia do local era completamente diferente da atual: ali se tinha uma colina que separava, naturalmente, os Rios Tamanduateí e Anhangabaú e cercada de aldeias.

Ali fora construída a cabana onde em 25 de janeiro de 1554 foi realizada a primeira missa, e somente em 1556 o padre Afonso Brás, percursor da arquitetura no Brasil começa a construir o colégio e a igreja.
O Pateo do Colégio foi sede do governo paulista entre 1765 e 1912, e mais tarde voltou a sediar órgãos governamentais, e atualmente abriga a Biblioteca Padre Antonio Vieira, onde há muitos livros escritos no português arcaico e algumas esculturas feitas por indígenas e pelos padres e noviços,peças e objetos usados pelo Padre Anchieta em suas missas além de poder visitar a igreja, que vos confesso é bem bonita e um tanto sinistra. É incrível como uma construção que data do século XVI ainda sobreviva em meio a arranha-céus e o corre-corre que vivencia a maior cidade da América Latina, além do problema atual de degradação do Centro que trouxe violência e drogas a este local, o que faz com que muitos cidadãos paulistanos e paulistas não vão visitar este pedaço de nossa história.

via iPhone

O pateo por si só é rico em história. Abriga o Museu Padre Anchieta e o bonito edifício histórico do Tribunal da Justiça, bem próximo da estação de metrô Sé.

Foi ali que a cidade começou a surgir e poucos metros adiante fica o famoso Impostômetro. Quem visita o jardim do Museu Padre Anchieta consegue ver grande parte da cidade, pois o local fica em um ponto alto.

Tem obelisco no centro do pateo e a polícia costuma de juntar por ali durante o dia, assim como os skatistas.

Bom... é o berço dos Paulistanos, foi praticamente ali que a cidade começou, por isso é considerado o marco zero , bem na região central ali tem um museu onde conta a história da conquista jesuíta (objetos da época) e a catequização dos índios.
Tem tbem a igreja anexo ao Museu Padre Anchieta, onde são selebradas missas (não sei horários).
Realmente é uma parada obrigatória para quem quer saber um pouco mais sobre a história de Sampa.
Primeira opinião do lugar

É um lugar super interessante, pra quem mora em São Paulo e não conhece. Tem um museu lindo com oratórios e santos do século dezoito, obras de artes...E uma igreja fundada pelos jesuitas. Além disso tem a cripta do padre Josè de Anchieta, que também e muito interessante,e para descansar tem um belissimo
jardim e uma cafeteria na entrada. Vale apena conhecer, pois é um patrimonio nosso e é maravilhoso o
lugar.
Exibindo 14 opiniões | Total de 82 opiniões
3 opiniões não são recomendadas
Você conhece o Pateo do Collegio? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: