Orquestra de Panelas

nota 4.6 de 5 em 3 opiniões
| Rank: 316º de 1145 | Restaurantes


Opinião em destaque
Primeira opinião do lugar

Você certamente já passou pela frente desse restaurante, mas nem todo mundo entra. Pois ele fica ali, bem no meio da Padre Chagas, escondido no meio do verde. E vou dizer, vale muito perder o medo e subir as escadas até o Orquestra de Panelas.

Um degrau após o outro, a curiosidade sobre o lugar só aumenta. Você toca a campainha e, normalmente, um dos simpáticos proprietários abre a porta e ajudam a escolher a mesa.
O salão de estilo clássico tem um ar europeu muito forte. Talvez pelo estilo da casa dos anos 20, bem arejado e com iluminação natural vinda dos janelões e com um público sofisticado.

Reuniões de negócios rolam sem parar por ali. E o bar no centro do ambiente, convida a um vinho ou um drink.

Convidei minha mãe e minha irmã para um almoço no meio da semana no Orquestra. De cara, um couvert daqueles tradicionais pra abrir o apetite.Minha mãe gostou do Menu do Maestro, uma sugestão do chef com entrada, prato principal e sobremesa por R$ 29,50, que faz muito restaurante de bom custo-benefício da região ficar devendo. Começava com um mix de saladas verdes com molho de iogurte.

O mais impressionante foi o prato principal do Menu do Maestro, um cherne com molho de mel e mostarda acompanhado de batata suíça. Não escondi que queria um pedaço. Imagina se a minha mãe iria recusar né. Delicioso.Já a minha irmã não quis arriscar muito. Foi num prato que adora desde que se conhece por gente: penne com molho de queijos.Eu demorei um pouco mais pra decidir mas no fim das contas acho que fiz bem.

Escolhi o lombo grelhado de cordeiro com purê de mandioquinha e ervilhas tortas. Combinação perfeita entre os elementos do prato.Lembra que eu falei que no Menu do Maestro tinha direito a uma sobremesa? E veio logo uma que a minha mãe adora: doce de abóbora.

E quando uma doceira de mão cheia como ela gosta do que prova é porque dá pra confiar.Eu nem ia no doce mas…Aff…Deu vontade de creme brulèe. Com o açúcar queimadinho ali na hora e tal, tudo a ver.E quanto sairia um almoço de alto nível desses, num ambiente pra lá de europeu e bem atendido? 50 reais por pessoa foi o que deu o nosso. O meu pedido é que fez essa média ir pra cima pois podia ter sido menos. Anyway, foi um grande almoço e valeu cada real investido. Agora fiquei na vontade de voltar lá pra ver o ambiente na noite. Dizem que é ainda mais bonito…
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota

via Android

Achei um lugar muito aconchegante é tranquilo, com um som ambiente agradável para apreciar uma ótima refeição. Aconselhável para encontros ou jantares para casais. Os pratos são a la cartes e não demoraram para serem servidos, além de muito saborosos. A decoração do ambiente é bem clássica, e trouxe uma sensação de estar em outra cidade.
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.
Primeira opinião do lugar

Você certamente já passou pela frente desse restaurante, mas nem todo mundo entra. Pois ele fica ali, bem no meio da Padre Chagas, escondido no meio do verde. E vou dizer, vale muito perder o medo e subir as escadas até o Orquestra de Panelas.

Um degrau após o outro, a curiosidade sobre o lugar só aumenta. Você toca a campainha e, normalmente, um dos simpáticos proprietários abre a porta e ajudam a escolher a mesa.
O salão de estilo clássico tem um ar europeu muito forte. Talvez pelo estilo da casa dos anos 20, bem arejado e com iluminação natural vinda dos janelões e com um público sofisticado.

Reuniões de negócios rolam sem parar por ali. E o bar no centro do ambiente, convida a um vinho ou um drink.

Convidei minha mãe e minha irmã para um almoço no meio da semana no Orquestra. De cara, um couvert daqueles tradicionais pra abrir o apetite.Minha mãe gostou do Menu do Maestro, uma sugestão do chef com entrada, prato principal e sobremesa por R$ 29,50, que faz muito restaurante de bom custo-benefício da região ficar devendo. Começava com um mix de saladas verdes com molho de iogurte.

O mais impressionante foi o prato principal do Menu do Maestro, um cherne com molho de mel e mostarda acompanhado de batata suíça. Não escondi que queria um pedaço. Imagina se a minha mãe iria recusar né. Delicioso.Já a minha irmã não quis arriscar muito. Foi num prato que adora desde que se conhece por gente: penne com molho de queijos.Eu demorei um pouco mais pra decidir mas no fim das contas acho que fiz bem.

Escolhi o lombo grelhado de cordeiro com purê de mandioquinha e ervilhas tortas. Combinação perfeita entre os elementos do prato.Lembra que eu falei que no Menu do Maestro tinha direito a uma sobremesa? E veio logo uma que a minha mãe adora: doce de abóbora.

E quando uma doceira de mão cheia como ela gosta do que prova é porque dá pra confiar.Eu nem ia no doce mas…Aff…Deu vontade de creme brulèe. Com o açúcar queimadinho ali na hora e tal, tudo a ver.E quanto sairia um almoço de alto nível desses, num ambiente pra lá de europeu e bem atendido? 50 reais por pessoa foi o que deu o nosso. O meu pedido é que fez essa média ir pra cima pois podia ter sido menos. Anyway, foi um grande almoço e valeu cada real investido. Agora fiquei na vontade de voltar lá pra ver o ambiente na noite. Dizem que é ainda mais bonito…
Foto opinião do Diego Fabris sobre Orquestra de Panelas
Você conhece o Orquestra de Panelas? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: