Estabelecimentos neste local

Filtrar: Todos A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z 0-9
Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

Era para ser um passeio bacana e um almoço agradável mas foi a experiência mais decepcionante que já tive. Sempre ouvi falar tanto do lugar e estava curiosa, mas foi uma péssima escolha.
Esperava uma comida caseira, bem preparada mas era tudo muito gorduroso. Aspecto feio, sem qualquer capricho no tempero e preparo. Poucas opções de carnes no buffet e o churrasco era a parte. Meu marido que adora feijoada disse que não estava nem um pouco saborosa.

Ficamos próximo à entrada da cachaçaria e o rapaz que estava atendendo aquela área realmente não estava em um bom dia. Ele sequer pedia licença para retirar os pratos e copos utilizados, enfiando os braços no meio da mesa e na frente do nosso rosto.
A “banda” tocando pelo amor de Deus, tornou o almoço ainda mais horripilante e desagradável. Música alta e nada a ver com o lugar. Ainda bem que sentamos distante, senão não conseguiríamos sequer conversar.
Espaço mínimo entre as mesas o que tornava tudo um incômodo pois tínhamos que levantar e afastar a cadeira para as pessoas da mesa ao lado passarem quando precisavam levantar.
Uma pessoa com mobilidade reduzida ou de mais idade teria muita dificuldade pois o local tem várias escadas, piso bem desigual em algumas partes e o banheiro é extremamente apertado e escuro.

Fomos informados na entrada que o sistema de cartões poderia estar fora do ar, mas que poderíamos fazer transferência, pagar com cheque ou dinheiro, até aí ok. Na hora de pagar a conta meu marido perguntou se a máquina estava funcionando e a senhora do caixa foi extremamente grosseira.
Falei que o sinal de telefonia estava bem fraco e perguntei se poderia utilizar o Wifi do restaurante. A mesma senhora do caixa respondeu ironicamente “Sim, o sinal é fraco por isso a máquina de cartão não funciona.”
Ela não sabia nem a senha do Wi-fi, saiu gritando alguém para perguntar a senha e aí milagrosamente a máquina de cartão voltou a funcionar. Pedi que ela não colocasse o % do serviço pois eu não iria pagar.

Pagamos um valet de R$ 18,00 que é péssimo pois eles dão preferência para os carros que estão chegando e deixam você esperando mais de 20 minutos para pegar o seu carro. Uma bagunça total.
Começou a chover e tivemos que nos abrigar em uma das lojas abertas pois não há nenhum local de espera apropriado.

RESUMO: NÃO VALE A PENA POR UM VALOR DE R$ 46,00, PROCUREM OUTRO LUGAR.

PARA O(S) DONO(S) DO LUGAR: TIREM ESSA SENHORA DO CAIXA PELO AMOR DE DEUS.
avaliações recomendadas

Sem dúvida este é um lugar que todos deveriam conhecer... Dá a impressão que você voltou no tempo... É uma viagem deliciosa ao passado e não dá vontade de sair de lá. O lugar é maravilhoso, lindo, muito aconchegante, misterioso, com muitos detalhes incríveis e a comida é sensacional, muito bem elaborada... Ainda tem música italiana ao vivo... Você faz uma higiene mental, come bem, paga um preço justo e tem a oportunidade de passar um dia super agradável...
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

O local é bem antigo, legal para relembrar dos tempos de antigamente, principalmente para levar crianças que nunca viram coisas antigas como ferro de passar roupa movido a carvão, entre outras coisas como fogão a lenha. Fora isso, a comida é muito boa, bem saborosa.
Foto opinião do Denis Santos sobre O Velhão

Um lugar mega diferente que para se conhecer em são paulo. O velhão fica super longe e afastado do centro, mas vale uma visita por ter nesse distanciamento a cara que o deixa tão em destaque.
Ficando no meio da serra, o Velhão é um complexo e não somente um restaurante.Na parte de comidas existem pelo menos umas três casas que servem comidas diferentes, a casa principal expõem num fogão à lenha, comida mineira de primeiríssima, com carnes, feijão, farofa e tudo o mais que se tem direito. Uma outra casa serve só massas e saladas, um dos anexos tem somente pingas em alambiques expostos para degustação. Existe ainda uma choperia, uma fonte e diversos ambientes internos e externos como lojinhas, estradinhas, pracinhas que fazem o encantamento de quem visita o lugar.
Tudo isso seria mero detalhe de ambiente e visita se a comida da casa também não fosse incrível, tudo descrito acima está incluso no preço do buffet, da última vez paguei entre 50/60$, bom consultar ligando antes, sobremesa inclusa, importante levar dinheiro, pois o sistema de cartões nunca está funciona. O serviço é muito bom e costuma acomodar adequadamente as pessoas que costumam esperar em filas enormes para o almoço, ou seja vá cedo ou chegue para o lanche da tarde.
Existe também um jantar à luz de velas, confira antes de ir.

Lindo, vale muito a pena conhecer. É como uma vila gastronômica e de entretenimento.

Cercado de muito verde, o Velhão tem um café logo na entrada, muito charmoso.
Além disso, há também o Conspiração do Jogo, bar bem interessante que oferece jogos com bebidas.
Há também o restaurante As Véia, muito bonito, com música ao vivo aos sábados a noite; uma pizzaria e um bar chamado Cervejaria das Nova. A música é ótima!!!

O lugar é cercado de verde e as construções são todas em material de demolição reciclado, com um que de decoração rustica e bucólica.O restaurante conta com 8 ambiente diferentes. Comida variada feita no fogão a lenha, simplesmente divino! O café da manhã é espetacular, também no sistema self service, servido aos sábados, domingos e feriados R$ 26,00 com tudo incluso, vale muito a pena!

Há muito tempo, queria conhecer o tradicional espaço de entretenimento "O Velhão" em Mairiporã. Mas como é longe, sempre ficava com preguiça. Então, lá vai a minha primeira dica: não faça o mesmo que eu, vá correndo visitar esse impressionante complexo.
A história do Velhão é longa e resumidamente é o seguinte: em 1960, o fundador Sr. Moacyr iniciou seu trabalho de restauração em peças de demolição. Transformava tudo em uma arquitetura rústica, imponente e genuína. Desde que faleceu, sua mulher Dona Iracema toma conta do complexo e o aumentou consideravelmente. Hoje, o local conta com o renomado restaurante As Véia, diversas lojas, antiquário, bares, café, pizzaria e capela.
A partir do momento que se entra, começa a real incursão no tempo onde a beleza está nos pequenos detalhes históricos, ou em bom português, na "velharia". Iniciando o bucólico passeio, o Café do Véio com seu chão ladrilhado é uma graça e cativa logo à primeira vista.
Andando mais um pouquinho, encontra-se um Sebo recheado de raridades de artistas consagrados, gibis vintages e lindos produtos antigos. Adorei essa retrospectiva, talvez porque voltei no meu passado. Os discos do Elvis e dos Beatles variam de 50 à 150 reais.
A Conspiração do Jogo é outro estabelecimento interessante. Como o nome diz, o bar é ideal para os jogos. O que mais chamou minha atenção foram os inusitados elementos da decoração como a enorme aranha subindo por um barril.
Caminhando para a parte "chique" do complexo, há o Antiquário. Repleto de movéis da antiguidade, réplicas e obras de arte vindas da Indonésias, o lugar engloba exóticos e caros artigos. Por exemplo, existe uma mesa (feita da madeira demolida do tamarindo) que custa 14.000,00. Outra curiosidade é o abajur composto de mariscos pela bagatela de 890,00.
Ainda existem anexos pitorescos para serem explorados, porém vamos ao que realmente interessa: comida. O restaurante As Véia funciona em um casarão dividido em 8 ambientes decorados de maneira rudimentar e campestre. Bicicletas no teto, banheira de cervejas, flores e componentes rurais se entrelaçam caracterizando uma atmosfera aconchegante.
Com uma cozinha tipicamente brasileira preparada no fogão à lenha, a variedade é grande e "enche o bucho" dignamente. O salão é separado em: massas e peixes, saladas e doces, entradas e antepastos, pratos principais brasileiros e churrasco. Os valores do self-service são R$36/pessoa (aos domingos), R$34 (sábados), R$22 (sextas) e R$20/pessoa (segunda à quinta). As bebidas são servidas à parte e as sobremesas inclusas apenas durante a semana. O preço do buffet da sobremesa (podendo se servir uma única vez) é de R$8. O almoço é servido das 12hs às 16hs. Aos sábados, oferecem jantar (R$32). E nos finais de semana e feriados, possuem café da manhã por R$26 (servido das 9hs às 12hs). Portanto, paguei somente 36 reais e experimentei clássicos pratos como Frango Atropelado, Tutu Mineiro, Leitão à Pururuca.
O atendimento é ótimo, até nos momentos turbulentos. E olha que não são excessões, uma vez que o restaurante está sempre lotado. Cabe aqui, minha segunda dica: chegue cedo (e será fácil de conseguir vagas no estacionamento gratuito). Com estes cuidados, a visitação será prazerosa e dá para conhecer até a cozinha.
Por último, mas não menos importante: os bebes. Pedimos a cerveja uruguaia Norteña e as Caipirinhas de Lima da Pérsia e Banana com Pimenta. Todos alcóolicos apresentaram-se perfeitos, especialmente a Caipirinha de Banana. De sabor equilibrado, o doce da banana contrapunha harmoniozamente com o ácido da pimenta. Para os não adeptos de bebidas alcóolicas, a Limonada Suiça também é boa.
Como nem tudo é tão aprazível assim, houveram aborrecimentos. Uma fotógrafa chegou na mesa e começou a despejar sua cantada nada simpática para nos fotografarmos. Estávamos animados e deixamos. Ela aproveitou para puxar uma conversa sobre times de futebol e acabou irritando meu primo corinthiano. Por fim, compramos os chaveiros com as fotos para ela sair de nossos pés. Já o cantor Michelli Gravina que ecoava canções italianas (apesar de não entender até agora o porquê deste tipo de música em um ambiente sertanejo) foi agradável e adquirimos seu CD de bom grado.
Enfim, usufruimos de um domingo abençoado. O caminho é longo e um tanto turtuoso, só que o esforço é recompensado. Concluindo, segue minha terceira e última dica: acorde em um dia ensolarado, vista uma roupa confortável, rume para o Velhão e faça essa verdadeira odisséia!
Fachada da demolição
"Fachada da demolição"

O velhão pode se dizer que é uma cidade gastronomica em meio a mata da serra da cantareira.Comida tipicamente caseira nos faz lembrar de tempos atrás quando iamos almoçar na casa da vovó!Com seus doces de dar água na boca,fica dificil escolher o qual comer,mas enquanto voce decide pode ir até o salão de jogos ou até a destilaria(adega) ou então visitar a feirinha de artesanatos,resumindo atrações para passar o seu dia comendo,bebendo e se divertindo tá aí uma boa dica para seu weekend.
Exibindo 42 opiniões | Total de 46 opiniões
2 opiniões não são recomendadas
Você conhece o O Velhão? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)