Museu de História Natural Capão da Imbuia

nota 4.2 de 5 em 17 opiniões
| 4º melhor em Museus de Curitiba   4º melhor em Museus de Curitiba
Mais na região Como chegar

Endereço: Rua Benedito Conceição, 407 - esquina com Rua Nivaldo Braga, Capão da Imbuia - Curitiba , PR - Brasil - 82810-080

Telefone: (41) 3267-2176 / 41 3313-5481 / 41 3313-

Preço: Grátis

Sou dono deste estabelecimento

Avaliar
Salvar
Compartilhar


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

Na minha estadia em curitiba, tomei como obrigação conhecer o máximo de lugares que conseguisse.
E este pequeno museu foi uma surpresa para mim, pois estava a poucas quadras de onde fiquei hospedado.
O Museu não é algo extremamente grandioso, e nem se encontra no itinerário turístico da cidade, porém traz muito a respeito da história desta região do pais, além de possuir uma reserva muito particular da vegetação local.
No dia em que fui ao museu, estava tendo uma excursão escolar no mesmo, notei no entanto que falta um pouco de cuidado com o museu, em minha opinião, ele necessitava de uma reforma para continuar sendo utilizado como fonte de conhecimento para futuras gerações.
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota

Na minha estadia em curitiba, tomei como obrigação conhecer o máximo de lugares que conseguisse.
E este pequeno museu foi uma surpresa para mim, pois estava a poucas quadras de onde fiquei hospedado.
O Museu não é algo extremamente grandioso, e nem se encontra no itinerário turístico da cidade, porém traz muito a respeito da história desta região do pais, além de possuir uma reserva muito particular da vegetação local.
No dia em que fui ao museu, estava tendo uma excursão escolar no mesmo, notei no entanto que falta um pouco de cuidado com o museu, em minha opinião, ele necessitava de uma reforma para continuar sendo utilizado como fonte de conhecimento para futuras gerações.
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

O Museu está localizado num espaço de 36 mil metros de Bosque, com uma "pracinha" na entrada, onde aposentados lêem jornal sentado nos bancos, crianças brincam ao ar livre e convivem com mais de 134 espécies de aves. Moradores locais aproveitam os 400 metros de passarela dentro da mata para correr e caminhar. Estes frequentadores mostram-se atento ao que se passa no bosque e no museu, questionado quando uma árvore aparece caída ou se percebem algum tipo de mudança.

O lugar é Sensacional. É um museu diferente de muitos, é algo que vale muito a pena ir, conhecer, passear e a criançada simplesmente fica admirada com vários animais empalhados e o passeio pela trilha. Além de ficar conhecendo um pouco mais sobre a fauna e folha da nossa região. Ah, importante saber que nos domingos o museu fecha as 17h.

É particularmente mais agradável pelas manhãs, quando o sol está surgindo e a luzes penetram por entre as árvores. Os raios solares revelam paisagens fascinantes no interior da mata e surgem os pássaros se entrelaçando aos galhos e folhas. É como se estivéssemos no meio da selva, mas ao lado de casa.

O Museu de História Natural Capão da Imbui integra e se confunde com o bosque de mesmo nome a sua volta. Em uma área de 39.000 metros quadrados, onde imbuias, canelas e pinheiros centenários são preservados, bosque e museu despontam como ótima opção de lazer e importante referência científica sobre o meio ambiente.

Na área interna do museu, exposições enfocam o ecossistema brasileiro e mostram exemplares empalhados de animais como a onça, a ema e o tamanduá.

O museu também desenvolve pesquisas em zoologia, voltadas principalmente para espécies em extinção.

O local fica em uma floresta de araucárias, onde vivem cutias e pequenos roedores, com 42 mil m² de área. Conta com praça, bosque e um prédio destinado a pesquisas. O visitante encontra duas exposições permanentes, uma externa e outra interna. A exposição externa é feita no bosque de araucárias. A interna fica no prédio de pesquisa, onde estão representados quatro ecossistemas brasileiros: floresta com araucária, floresta atlântica, cerrado e banhado. As exposições ficam em salas climatizadas. No mesmo setor ainda estão expostos fósseis, aves, moluscos e peixes da bacia do rio Iguaçu

O museu fica em um bairro bem próximo da minha casa. Ele contém um bosque lindo, além de animais pequenos que vivem por ali como cutias e outros roedores.
E fora a exposição de animais empalhados, onde podemos conhecer um pouco mais de alguns animais que estão em extinção e são de nossa fauna.
Tem exposição de araucárias, floresta atlântica, cerrado e banhado. Além de fósseis de alguns animais como aves, peixes e moluscos.
E para fechar ainda tem um centro de pesquisas dentro do parque. É muito bacana conhecer. É gratuito e funciona de de terça à domingo das 9h às 17h. Não há estacionamento, por isso tem que chegar cedo e achar uma vaga na rua que seja próxima.

O Museu de História Natural Capão da Imbuia é uma ótima opção de lazer para crianças, jovens e adultos. O local fica em uma floresta de araucárias, onde vivem cutias e pequenos roedores.
Tem uma pracinha, o bosque e um prédio que é destinado a pesquisas. O visitante encontra duas exposições permanentes, uma externa e outra interna. A exposição externa é feita na trilha de deck feita do bosque de Araucárias. A interna fica no prédio de pesquisa. Ainda você poderá ver fósseis, aves, moluscos e peixes da bacia do rio Iguaçu (empalhados ou em fotos, é claro).
Muitas pessoas fazem caminhadas lá dentro, nas trilhas, pois o cheiro e frescor são maravilhosos!
A entrada é gratuita!!!

Quando se fala em historia è uma verdadeira fonti de conhecimento que precisa ser apreciado por todos desde o estudanti até que não quer nada-com-nada por que cada um de nos fasemos parte da historia --exemplo a palavra TATUQUARA significa tatu no buraco que o local com esse nome tem aver com os cassadores que maioria das veses se tornaram predadores

Vale a pena conhecer o museu conta com animais empalhados em vários ambientes criados como Floresta Tropical e Vida Urbana, além disso, cranios e esqueletos de vários animais, inclusive uma orca.

Do lado externo uma especie de calçada da fama dos animais com estrela, nome e as patinhas marcadas de alguns, um encanto.

Um passeio pelo bosque atravez da estrutrura de metal é obrigatária e refrescante nos dia quentes de Curitiba.

Um local pouco divulgado de funcionalidade turística, pois nos meios de ensino sempre ocorrem visitações.
O Centro de Taxidemirmia lá possui um dos maiores acervos de animais do Paraná
Antigamente lembro que existia até uma ossada de orca, que ficava visível já na entrada do Bosque, porém foi retirada devido aos vandalismos que o local estava sofrendo.
Poderia ser melhor aproveitado para Turistas estrangeiros que praticam o BirdWatching, não que lá exista aves para serem vistos, porém existe uma gama muito grande de aves empalhadas para que os mesmo possam ter melhor conhecimento.
É um local estratégico que deveria ter uma atenção de Instituições de Conservação como a SPVS ou do próprio órgão público, para que seja um ponto de partida para visitantes que utilizam as reservas florestais do litoral paranaense para praticar o Bird Watching ... que é uma atividade MUITO praticada por estrangeiros e que poderia se tornar uma atividade lucrativa para pequenas comunidades do litoral paranaense.
Fachada
"Fachada"
Exibindo 14 opiniões | Total de 17 opiniões
Você conhece o Museu de História Natural Capão da Imbuia? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Conteúdo relacionado O que fazer em Curitiba?
Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: