Museu da Imigração do Estado de São Paulo  

nota 4.2 de 5 em 35 opiniões
| Rank: 16º de 83 | Museus
Mais na região Como chegar

Reaberto em 2014, o Museu da Imigração possui uma grande quantidade de documentações sobre a imigração para o Brasil. Os visitantes podem conhecer melhor alguns fatos históricos, como a 2ª Guerra Mundial, ou passear de Maria Fumaça para terem noção de como era o transporte público na época. O museu ainda possui uma pequena lojinha, café e biblioteca.

Avaliar
Salvar
Compartilhar


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

via iPhone

Descobrir o Museu da Imigração é uma experiência e tanto. Primeiro por sua localização, afinal ele ocupa parte da antiga hospedaria de imigrantes de São Paulo, bem na divisa entre os bairros Moóca e Brás - áreas industriais de extrema importância para a cidade no século XX. Segundo, pelo rico conteúdo que ele oferece: é possível conhecer um panorama histórico e social da imigração no Brasil através de experiências multimidiáticas e visuais (em destaque os depoimentos de estrangeiros que vieram ao país no último século e a exposição de objetos da época).
Sendo o principal atrativo uma exposição permanente, nada mais justo que incorporar um conhecimento amplo sobre imigração, com foco no nosso país. Para isto, o resultado é apresentado apresentado em divisões grupais e temporais: em uma das salas, a história de índios e negros divide espaço para contar a situação da imigração forçada na época do Brasil colonial e imperial. Nas outras, o grande foco de tudo, são os estrangeiros que se mudaram para cá em busca de trabalho ganham o destaque. Para contar a história deste último grupo, o museu trabalha a questão entre o período pré-republicano, o século XX e a situação atual.
O uso de multimídia no trabalho merece reconhecimento. Afinal, é muito mais interessante ouvir de quem viveu esses períodos os detalhes de como era, o que acontecia, como acontecia, etc, do que simplesmente ler na parede dois ou três parágrafos com tudo isso escrito. A melhor parte desse projeto é na sala que tematiza o refeitório: nas mesas, projetores colocam fotografias das refeições realizadas na hospedaria. Passar no meio de duas delas, olhando para os dois lados e descobrindo fotos diferentes, co personagens distintas e que, de alguma maneira, se completam é simplesmente sensacional.
Foi uma surpresa e tanto descobrir este museu e, melhor ainda, poder conhecer mais da historia da imigração no Brasil, que marca um capítulo importante do país.
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota

Melhor ir metrô descer metrô bresser/ mooca só seguir trilho do bonde chega ate museu do imigrante fica no final da linha do bonde nao existe mais ou escutar apito da maria fumaça.

tem passeio de maria fumaça
festa do imigrante

tem arsenal da esperança
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

via Android

Sou uma pessoa que aprecia muitos esses locais.... é quando fui nesse museu simplesmente achei incrvel, Muito bem conservado esse museu, sem dizer que tem uma historia incrivel, lugar úniico, muito historico, organizado, um local bastante conservado........ Vale a pena visitar e conhecer um pouco mais da historia brasileira...... para quem gosta de cultura ❤

Em algumas épocas do ano, há festas no lado de fora.
No lado de dentro é possível visitar diversos ambientes, e ver máquinas e equipamentos antigos, bem como os livros de registro dos imigrantes de outras épocas.
É possível tirar fotos com roupas da época (é pago).
Há uma Maria-Fumaça que em algumas épocas do ano também funciona (quando fui estava desativada) e ela se encontra em uma estação ferroviária do outro lado do Museu, onde realmente funcionava em outra época.
No site é possível ver a programação.
Vale o passeio com a família.

Está moderno, bonito, mas as memórias de verdade se foram (agora está todo clean e estilizado). Até a fonte ficou sem graça sem as tartarugas - agora é um local para jogar moedas! (imitação de outras fontes), a querida Maria fumaça com os passeios aos domingos se foi para sempre - falta de investimento na ferrovia, na manutenção da máquina - o maquinista e equipe eram todos voluntários.

via Android

Fiquei surpresa com a instalação. Agora nas férias tem programa para crianças, mas vale a pena ir sem elas e se dedicar aos relatos simples e tocantes de imigrantes e das histórias da migração dos povos. Não vi Maria Fumaça...

Conhecer uma parte de São Paulo onde você sabe que um parente muito querido esteve, não tem preço. Estive no museu que nos faz sentir como imigrantes. Todos os imigrantes vindo da Europa, passaram aqui, pois chegaram em seus navios no Porto de Santos, pegaram o trem e desceram na Mooca para serem vacinados e levados para respectivas fazendas de cultivo de café. Meu avô estava entre eles. Obrigada Museu da Imigração por não nos abandonar. Obrigada.

Ir ao memorial do imigrante é, principalmente para os descendentes de italianos, uma verdadeira surpresa em se descobrir a origem de sua família no Brasil.
Lá pode-se ver a antiga hospedaria dos imigrantes, diversos objetos de época, documentos que comprovam a chegada dos mesmos em navios como listas de assinaturas,e, se der sorte, a pessoa consegue até encontrar registros de seus antepassados que chegaram ao Brasil.
É um passeio muito interessante e rico em detalhes. Vale muito a pena conhecer

Gente, que museu incrível é esse! Para mim, é o melhor de São Paulo. Pena que é pouco conhecido e o acesso através da estação Brás da CPTM é zoadinho (uma pontezinha meio caída aos pedaços, que faz parte da história da imigração em São Paulo, é acesso do trem ao museu).

Lá dentro, funciona também uma casa de acolhimento para homens moradores de rua, em risco social. Em alguns momentos o ambiente do museu e da casa se cofundem, até porque o lindo e jardim é espaço para todas as pessoas. Aliás, o Museu da Imigração está localizado aí justamente porque foi aí que funcionou por décadas a instituição que acolhia e direcionava os imigrantes que chegaram de mais de 50 países em busca de melhores oportunidades em São Paulo.

O Museu é gigante, e dividido em dois grandes ambientes. Em um, você vê várias salas com exposições multimídas e interativas, contato de forma criativa e história da imigração no mundo, no Brasil e em São Paulo. Com vídeos super produzidos e animações de alta qualidade, há diversas TVs que exibem diferentes contextos das imigrações.

Outro grande ambiente é aquele que recria os dormitórios, refeitórios e outros espaços de convivência da antiga casa. Há vários móveis e objetos daquela época, mas o que me chamou a atenção foram as originais das cartas trocadas entre os que estavam aqui e seus familiares, principalmente de além-mar. Há também várias salas que mostram entrevistas de imigrantes de vários países, com diversos pontos de vista: desde a primeira impressão com a comida, o trabalho, as bagagens que traziam etc. Muitos emocionantes, outros engraçados.

Mas, chega! Não contarei mais detalhes do Museu para não perder a surpresa! Somente sei que é um dos museus com melhor curadoria que já conheci em minha vida. É impressionante e "irretocável no Kekanto, com louvor".

A primeira vez que eu visitei esse museu foi em 2010 por causa de um trabalho de escola. Acabei indo com pouca vontade e tudo mais por achar que seria um passeio "chato" e nunca estive tão feliz de ter quebrado a minha cara! hahaha
O museu é bem legal e em cada lugarzinho dele tem algo bacana pra ler e aprender. E a infraestrutura conta não só como peças antigas como também de ferramentas multimídias. Acaba sendo um ótimo lugar para fugir daquela aula chata de história que não acaba nunca.
Além disso o espaço conta com um cenário bem bonito para fotos! E ainda rola um passeio de Maria Fumaça que é bem bacana e ajuda (também) a aprender sobre a história da imigração aqui. E se você ainda quer mais, dá pra tirar umas fotos com roupas antigas para guardar de recordação. (e até dar umas risadas)
Uma pena ele não ser tão conhecido como deveria, mas com certeza está entre meus museus favoritos de SP.
O museu fica próximo a estação Bresser do metrô e se eu não me engano, o ingresso é R$ 4,00.
Exibindo 14 opiniões | Total de 34 opiniões
2 opiniões não são recomendadas
Você conhece o Museu da Imigração do Estado de São Paulo  ? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: