Museu da Casa Brasileira

nota 4.2 de 5 em 73 opiniões
| Rank: 10º de 81 | Museus
Oferta

Quer receber ofertas do(a) Museu da Casa Brasileira?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos para todos os seus consumidores.

Baixe grátis nosso aplicativo e confira as ofertas:

Escolha seu celular:      
Divulgue seu estabelecimento aqui
Saiba como
Dicas rápidas Ver todas as dicas
avaliações recomendadas
Nosso sistema de inteligência artificial recomenda automaticamente as opiniões com maior probabilidade de serem relevantes a você. Ele leva em conta diversos fatores como, por exemplo, a qualidade de texto e fotos, e o histórico de publicações do autor. Apenas as avaliações recomendadas são levadas em conta na avaliação geral do estabelecimento.
   
Selecione uma nota
Esse museu localizado na Faria Lima, é possível ir de metro na estação Faria Lima e depois pegar um ônibus.
É uma casa grande e antiga bem bonita e conservada, nesse museu acontece diversas exposições e também conta com um acervo de artefatos antigos, como por exemplo talheres que usado pela Marquesa de Santos, entre outros moveis antigos.
Vale muito apena conhecer.
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

O Museu é bem localizado, estive lá para um evento de premiação de design e achei super legal um prédio mais histórico abrigar um evento mais atual . As estruturas montadas no jardim eram bem aconchegantes e permitiam que o pessoal conversasse e interagisse bem . As oficinas e exposições do local são bem diferentes , há também móveis antigos expostos na lateral e você pode entrar na sala de banho que foi mantida desde a época da construção.

Pois é, sinto um vazio até ao escrever este review. Mas realmente saí do Museu da Casa Brasileira sentindo um "vazio" enorme, porque nada me tocou, como acontece com praticamente todos os outros museus de SP. Explico...

A casa é linda, com um jardim de 6 mil metros quadrados que é praticamente um oásis na Faria Lima. Lá existe um restaurante contemporâneo, requintado e mega-gourmet. Não almocei por lá, mas dizem ser ótimo.

Mas, não é só de um bom jardim e uma casa imponente que se faz um museu. É principalmente de sua curadoria. Eu fui em uma exposição de Op-Art e, de quebra, havia uma sobre o Carandiru, inspirada no livro do Dr. Drauzio Varella. Se não fossem estas duas exposições, que estavam ok, eu sairia mais decepcionada ainda.

Achei que o espaço ia me ajudar a ter mais referências sobre as casas brasileiras, arquitetura, etc. Sabe aquele programa da GNT? Aprendo mais em 20min de programa que numa visita a este museu. No acervo permanente, havia somente móveis e objetos decorativos da família Silva Prado, proprietária da casa. E só.

O museu parecia mais um "ode à família Silva Prado" que uma homenagem aos vários estilos que formam a "casa brasileira".
Foto opinião do Sheila A. sobre Museu da Casa Brasileira

via iPhone

Muito bonito e com comida variada, muito bom para um almoço de negócios ou com crianças no final de semana - gramado enorme para a criançada correr, diversas árvores para conhecer e muita cultura! Alguns dias possuem apresentações ou eventos gratuitos, nestes dias é bom fazer reserva, pois lota bem cedo.

Eu não cheguei a entrar, mas passei um tempão fotografando a parte externa. Estava numa saída fotográfica, e o professor conversou e conseguiu permissão. A galera foi gente boa, nenhum estresse.

A programação é bastante interessante, mas moro muito longe, então não voltei mais. Percebi que é uma casa bem bonita, com um belo jardim. Pra quem curte tranquilidade no meio da selva urbana, é uma boa escolha.

Nas exposições e eventos em que la fui, sempre sai maravilhado, pois alem do belo local, espaço enorme, bem cuidado, nos fundos tem um terreno enorme, e um restaurante muito bom e preços acessiveis, alem de que o estacionamento ate o ano passado era gratuito, ainda acho que é, e com manobrista. Também é um ótimo local pra quem gosta de fotografar, la tambem tem uma exposição fixa de moveis antigos, com a mobilia da casa aonde é explicado e contada toda historia da familia Silva Prado, uma importante familia do ciclo do café paulista, e a região é muito bonita com belas praças e monumentos. \pra quem gosta ainda pode tomar um café da Alta Mogiana ali no Otavio, que é da familia do ex-gov. Orestes Quercia.

Concilia história, modernidade e espaço para relaxamento. Em seu acervo fixo, fica-se conhecendo muito sobre a fase em que a cidade se desenvolveu. Os cômodos originais do casarão possuem paineis fotográficos e amostras do mobiliário da família de alta classe que o habitou no início do século passado. Suas mostras temporárias são focadas no design de objetos do nosso dia-a-dia. Frequentemente há boas mostras fotográficas e eventos de lançamentos de livros. O jardim da propriedade é um convite ao relaxamento, com seu belo paisagismo. Por um instante nos esquecemos da movimentada avenida Faria Lima, logo em frente.

via Android

Quando fui conhecer o museu da casa brasileira, esperava que fosse somente uma exposição parada com peças e fotos que contam a história da arquitetura brasileira.

Mas quando cheguei lá descobri que este lugar é muito mais que isso! Além de contar história, o museu da casa brasileira também tem um ótimo lugar pra eventos e um ótimo restaurante. Tudo em um ambiente muito agradável e relaxante.

É um ótimo lugar pra quem procura relaxar em um sábado à tarde

Aproveitei para conferir a exposição "Giugiaro: 45 anos de design italiano" no Museu da Casa Brasileira, que terminou em 31/04/13. Foi fácil estacionar na Rua Escócia, bem ao lado. Existe um estacionamento dentro do museu. A primeira meia hora é grátis, depois é cobrado R$ 15,00 na primeira hora.

A entrada: R$ 4,00. Meia entrada: R$ 2,00. Acesso a pessoas com deficiência. Bicicletário com 20 vagas. Aos domingos e feriados grátis.

Embora passe com frequência nesse endereço nunca tinha visitado esse museu. O prédio possui dois pavimentos para exposição: a maior parte do térreo, onde estava a exposição de Giorgetto Giugiaro em 5 salas. E o segundo andar e parte do térreo onde está a exposição da Coleção Crespi-Prado, que relembra o estilo de vida dos antigos moradores desse edifício (foi a mansão do ex-prefeito de São Paulo Fábio Prado e sua esposa Renata Crespi, o museu foi inaugurado em 1972).

A mostra de Giorgetto e Fabrizio Giugiaro (pai e filho comandam a Italdesign Giugiaro, associada à Volkswagen desde 2012) é composta de originais dos projetos em escala reduzida e alguns protótipos em escala natural de diversos produtos desenvolvidos nos últimos 45 anos do estúdio de design: máquina de café expresso, câmeras fotográficas Nikon, estádios de futebol, móveis, luminárias, artigos esportivos, eletrodomésticos, etc.
O melhor do design italiano. Até massa para macarronada.

O que mais chamou a atenção foram os protótipos para automóveis Volkswagen, Audi, Alfa Romeo, Lamborguini, Maseratti, Lotus, Bugatti; entre outros. O principal é o Golf, projeto solicitato pela WV alemã em 1969 para substituir o Fusca que, apesar do enorme sucesso, já dava sinais de declínio.

Um exemplar impecável do primeiro modelo estava exposto no ambiente interno. O VW Passat foi outro grande projeto do estúdio. No ambiente externo, numa área protegida do estacionamento, estavam outros protótipos.

Diversas fotos, vídeos e uma mesa com revistas, livros e outras publicações também faziam parte da mostra. É muito interessante verificar todo o processo da concepção do design industrial.

No segundo andar, na exposição Crespi-Prado estão algumas fotos curiosas das Avenidas Faria Lima e Europa no início dos anos 70. E depois as mesmas fotos nos dias atuais. Onde era o edifício Dacon (aquele redondo) era um enorme galpão da mesma concessionária VW. A Av. Faria Lima, que havia sido construída no prolongamento da Rua Iguatemi até o Largo da Batata, era praticamente composta de casas nas adjacências, com poucos edifícios.
Exibindo 14 opiniões | Total de 73 opiniões
3 opiniões não são recomendadas
Você conhece o Museu da Casa Brasileira? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: