Mais na região Como chegar

Lounge com decoração retrô. Toca soul e dubstep às quintas (DJ Andy) e house e disco às sextas e sábados (DJs como Spavieri e Marcio Vermelho)

Avaliar
Salvar
Compartilhar


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

Fui pela primeira vez no sábado no Mono Club. Como era véspera do dias das mães, a casa não encheu, então foi uma festa bem tranquila.
Antes de entrar, consegui o welcome drink fazendo o check-in no Kekanto, aeee!
Ao passar pela porta e pegar a minha comanda, me deparo com uma decoração numa pegada retrô! Com isso, o Mono Club já ganhou minha simpatia logo de cara. haha As caixas de som da Mesa do DJ são frigobares na cor vermelha, sensacional!
Havia um outro ambiente também, creio que era a pista principal, mas não abriu devido ao baixo público. O fumódromo é na calçada e bem apertado, parte chata.
O banheiro fica num cômodo ao lado da pista, com 04 cabines individuais. Os adesivos na porta separam o masculino do feminino.
Gostei bastante do som do Dj. Tocou Indie, hip hop e um pouco de pop.
No geral, valeu a pena o custo x benefício!

via Android

Conheci a casa nesse final de semana. Gostei muito da decoração e divisão dos espaços. O local é pequeno, mas dá para ficar no lounge bebendo e conversando ou se jogar na pista nos fundos. O banheiro é unissex e as cabines são sinalizadas (duas para cada gênero). Acho que deve formar uma boa fila quando a balada está cheia. O staff é bem educado e atencioso (outro ponto positivo).
Os drink são bem feitos. Provei o "sex on the augusta" e estava ótimo!
Só fiquei decepcionado porque a festa não "aconteceu" rsrsrs. Cheguei cedo e somente o lounge estava aberto tocando indie, hip hop e rock. Aprovetei o open bar de cerveja (Heineken) enquanto esperava abrirem a pista. E aí veio a decepção. Já passava das duas da manhã e nada de abrirem. Acho que por falta de público, porque nem o lounge estava cheio.
Valores de entrada:
c/ lista: 20 | s/ lista: 30
Opção de consuma (não precisa de nome na lista)
M 50 e H: 60

Foto opinião do Rodrigo Lopes sobre Mono Club
Conheci a mono quando fui prestigiar um amigo querido que iria tocar aquela noite.

A entrada não promete grandes coisas mas curti muito o visual do lugar. A decoração com muitas garrafas sob efeito de projeções dão um ar high-tech e as cores vermelhas e as geladeiras que foram transformadas em caixas de som dão ainda mais charme ao local.

As bebidas não são muito baratas mas são gostosinhas.

Curti muito o som e o fato de ter duas pistas pequenas me agrada. Não é um lugar pra fazer pose ou pra ir a caça.

O banheiro é uni-sex, ui!

Tem vale drink ao dar um check-in então enjoy it!

Conheci a Balado Mono muito rapidamente (de passagem), no dia do Bus Party com a galera do Kekanto.
Preciso dizer que a balada me decepcionou um pouco, pois além de estar vazia em uma quinta feira à meia noite, o cheiro de mofo lá dentro era quase insuportável, principalmente no segundo ambiente, onde as paredes pareciam ser revestidas de algum tipo de material para melhorar a acústica e que dava uma impressão ruim, tendo em vista o acidente na Kissa, em Santa Maria.
De uma forma geral, não gostei do lugar e não voltaria.

Lugar ótimo para descontrair, ambiente pequeno, porém muito bem distribuído, com um ar meio retrô devido à decoração.
Baladinha localizada na parte baixa da Rua Augusta, de frente para a balada Inferno, público diverso, cada um de uma tribo diferente, rssss. Resumindo, uma mistura de gêneros, estilos e idades.

Ao entrar você se depara com o lounge com umas mesas e sofás, um ambiente mais tranquilo, para de fato curtir uma boa conversa com os amigos e beber o seu drink, ao atravessar 2 portas, você chegará na pista, um lugar pequeno, mas com uma boa acústica e um barzinho para não precisar ficar indo e vindo dentro da balada, além de 2 camarotes VIP, com capacidade para 8 pessoas cada.

O lugar de fato é pequeno, mas muito bem distribuído, uma boa higiene também, os banheiros são limpos, não sei se pelo fato de ter chego cedo também, rssss ... não fiquei até altas horas, mas a preocupação em deixar arrumado é visível.

Conheci o lugar através do evento do Kekanto (Bus Party), esta foi nossa parada final do evento, onde fomos bem recebidos e com um excelente Welcome Drink também.

via iPhone

É uma das muitas baladas da Rua Augusta, fica no miolinho perto da Outs, Inferno e bares adjacentes, mais sentido centro.
Gostei bastante da decoração tanto por dentro quanto por fora, tem uma foto do Jack Nicholson gigante que eu amei e o espaço do bar da entrada.
Rolam duas discotecagens uma de entrada que é mais variada e toca uma variedade grande de músicas bacanas, e a de dentro que toca basicamente eletrônico. Cada pista tem um bar.
Eu gostei da discotecagem, mas a de eletrônico ficou meio repetitiva ao longo da noite.
Adicionalmente, a balada não é muito grande, era uma quinta e não tinha muita gente, tem dois espaços"VIPinhos" na pista de eletrônico. Achei a dose de Absolut cara - R$ 35,00.
No dia havia a promoção do welcome drink que tem um gosto bem diferente, começa fraquinho e termina forte! O atendimento é bom e os banheiros são unissex e limpos.

Ponto final do Bus Party...
Na porta a Hostess já chamava atenção pelo visual excêntrico.
Na entrada tem um lounge, de um lado um balcão grande do bar e do outro mesas, ambiente mais tranquilo para conversar.
No fundo do lounge, passando por uma porta, um corredor que dá acesso à pequena pista.
Tem uma pequena área VIP e um pequeno bar onde peguei meu drink free (suco de lichia com um licor), estava muito bom.
Estava tocando música eletrônica. Poucas pessoas, maioria kekanteiros..rss.. Então foi bem sossegado.
Como fiquei pouco não posso fazer uma avaliação mais completa.

via iPhone

Não posso falar muito por ter ficado muito poucos após o evento kekanto.

Pelo pouco tempo curti a decoração e a proposta da casa. Na frente um lounge mais intimista e ao fundo a balada, sonzeira!!

O que também pelo pouco tempo percebi é o quanto a casa é pequena. Não se se atrapalha por não ter ficado muito por la

É um clube não muito grande, para o público descolado que circula na Augusta.

O sistema de som é excelente, sempre com bons DJs discotecando e conta com dois ambientes - o lounge e a pista. No lounge há um bar grande e rola um som mais tranquilo, para o povo curtir e conversar; há três mesas ao longo da parede. Na pista não tem mesa, é um espaço maior e quadrado para o povo dançar, com dois camarotes e um mini-bar, para servir bebidas mais simples. A decoração é simples, a iluminação também; na pista, há projeção de animações gráficas ao longo da parte superior de três paredes, o que achei uma sacada legal para decorar o ambiente com pouca decoração.

Se você quiser ir a um lugar para ouvir música boa, com qualidade de som superior, e não se importar com "carão", esse é o lugar.

As bebidas são caras (os drinks são ok), portanto vá prevenido.

O que tem de genial no Mono é que além de ter o espaço pista, bem balada, com luz baixa, dj, bar, umas projeções muito malucas e psicodélicas, um cantinho vip, enfim, tudo o que uma balada precisa, tem o outro ambiente, que é com música mais calma, uma luz avermelhada, um espaço de bar maior e mesinhas.

Tipo assim, você entra, faz check in, ganha welcome drink, e vai lá pro fundo. Aí você baladeia até não poder mais, conhece alguém interessante e propõe: "bora ir pro outro ambiente conversar melhor?" hahah e aí já rola cantinho da paquera com mais uns drinks e sem precisar ficar gritando o seu nome quinze vezes pra pessoa entender (sério, quando seu nome é tipo o meu, fica difícil se fazer entender no tunts tunts haha)

Fora que é uma das únicas baladas que já fui em que o banheiro é confortável e limpo!! Meninas entenderão a diferença que isso faz.. quando fomos com a galera kekanteira o banheiro até virou cantinho da fofoca ;) e adoro o fato dele ser unissex, sou contra labels ;D

Na noite que fomos (quinta-feira) não estava muito cheio e não tinha fila, mas uma amiga minha já falou que pegou o lugar fervilhando em uma quinta, então não dou garantias.

Aaah, ressaltando o atendimento dos meninos em ambos os bares da casa: muito simpáticos!!! E ficaram zoando da minha maquiagem de halloween hahaha XD galera muito gente boa!! :)

A terceira e última parte da Bus Party, foi a chegada no Mono Club no baixo Augusta, onde fomos recebidos pelo Hostess que per si já era impactante, com um visual impressionante, praticamente uma tradução da noite paulistana, uma noite impressionante e surpreendente, pois bem logo de cara, gentilmente fomos recebidos com um drink free, a casa é bonita, tem um espaço interno aconchegante de tamanho médio, uma pista de dança pequena, uma casa para receber um número médio de público, os funcionários eram prestativos e tudo indicava que a noite ali rola muito animada, eu tive de ir-me tão logo terminei meu drink, pois ainda tinha uma sexta-feira inteira pela frente e que começaria cedo...mas não saí sem lamentar não poder esticar essa noite com os meus amigos kekanteiros que ficaram!!!
Exibindo 14 opiniões | Total de 25 opiniões
Você conhece o Mono Club? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: