Matita Perê

nota 4.4 de 5 em 15 opiniões
| Rank: 23º de 163 | Bares e Botecos


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

Em uma casa antiga da João Alfredo, com uma porta pequena e uma fachada discreta eis que surge o Matita Perê!
O lugar realmente é diferente! Ambiente pequeno, mas todo decorado nos minimos detalhes. Uma luz baixa que deixa o ambiente mais aconchegante e perfeito para sair com amigos e até para um encontro a dois!
O cardápio é a cara do lugar, na primeira página tem a história do bar bem legal. As comidas são bem tipicas como escondidinhos, petiscos, pratos com carnes variadas e etc. O interessante é o cardápio com cachaças, são vááários tipos e ainda tem o clube da cachaça, boa pedida para quem curte!
Eu experimentei o escondidinho de charque com molho de moranga e queijo, estava excelente e para acompanhar uma caipira de cachaça com mel e canela, deliciosa!
Para finalizar, ainda teve um show com MPB e Samba, música super agradável e gostosa de ouvir!

O Matita surpreendeu, devo admitir. Que lugar bacana. O bar em si é pequeno, mas a estrutura da casa antiga, o pé direito absurdamente alto, as paredes cheias de quadros e outros detalhes cuidadosamente organizados fazem do Matita o bar ideal para ir com amigos e relaxar.
No menu, muitas delícias nos comes e bebes. O destaque vai para a caipirinha de cachaça - deliciosa. São mutas opções de petiscos e pratos quentes também. Eu pedi um escondidinho de entrecot com queijo que estava uma delícia - apesar de achar que a carne não tinha uma das melhores qualidades.
Mais à noite, uma dupla de viola tocando mpb encheu o ambiente de alegria. O repertório da dupla era de matar. Foi o auge da noite, sem dúvidas. O que não gostei é que tivemos que pagar couvert e não fomos avisadas, e, como chegamos cedo, acabamos indo embora logo no início do show.
O preço dos produtos não é dos mais caros, mas é um pouquinho acima do que eu consideraria o adequado. Mas, apesar dos pesares, é um lugar muito bacana e com música excelente!

Eu adoro o Matita! é um bar cheio de mesas, com decoração rústica alegre e que faz referência a grandes nomes da música, como Tom Jobin, Chico.... e já que estamos falando de música boa, é isso que o Matita proporciona pra gente. Música ao vivo e das boas. Sempre tem alguém tocando uma viola, uma flauta, um piano do mais belo da música brasileira. E o bacana, é que dá pra apreciar a música e conversar tranquilo com seu amigo do lado.

Falando em apreciar, o Matita tem uma cardápio cheio de delícias, bebidas geladas e preços honestos. Mas a especialidade da casa é a CACHAÇA. Quer aprender tudo sobre cachaça é lá. Tem cachaça pra todos os gostos e bolsos. Vale muito a pena um início de noite por lá!

Simplesmente perfeito!!
Conhecemos (eu e minha irmã) por acaso, entramos e ali ficamos.. ambiente aconchegante, agradável, quadros lindos pendurados na parede (inclusive do meu ídolo eterno Chico Buarque), comida diferenciada e deliciosa, tudo caracterizando o perfeito clima da MPB
O toque especial foi a dupla cantando clássicos da mpb, músicas do Chico, Elis, Tom Jobim.. com apenas um violão e uma flauta...
acho que para melhor sentir tudo o que foi descrito por mim e pela galera acima, só indo e conferindo!

Na última sexta-feira, depois do show do Acústicos e Valvulados, resolvemos (minha irmã e eu) visitarmos algum lugar que não conhecíamos ainda, estávamos na João Alfredo, rua clássica do samba em Porto Alegre, e foi assim que finalmente conheci o Matita Perê.

Estava muito frio nesse dia, por isso tratamos logo de entrar, sem pensar muito. Quando entrei foi mais um daqueles casos de amor à primeira vista sabe? Todos que me conhecem por aqui sabem que sou louca por decoração temática, e o Matita Perê leva isso muito à sério, a decoração é linda. Fiquei babando nos quadros, com fotos com maiores artistas desse país, como Tom Jobim, Chico Buarque, Paulinho da Viola, todos em "ação". As luminárias, as mesas, o balcão, tudo me levou à loucura.

Depois desse longo período de apreciação, fomos ao cardápio. Como sou indecisa de nascença (sou geminiana), pedi uma Porção de Fritas com Molho de Queijo (fritas bem sequinhas e molho de lamber os dedos, fiquei encantada), um Picadinho de Carne de Porco com Beringela com Pão Integral, Queijo Provolone derretido e Geleia de Pimenta (maravilhoso até não poder mais, praticamente comi sozinha, pois minha irmã se encarregou de outro prato), e por fim uma porção de Bolinhos, com uma prova de CADA UM dos bolinhos que a casa serve (esse foi o prato que minha irmã assumiu) com destaque para o clássico bolinho de Bacalhau.

Por fim, para encerrar a noite, enquanto nos deliciávamos com os pratos, uma dupla começou a tocar algumas músicas que amo, como O Bêbado e o Equilibrista, vale lembrar que um deles só tocava flauta (meu instrumento preferido), e o outro cantava lindamente e tocava violão. Quase não fomos embora, de tão maravilhoso que estava. Recomendo!

Na onda de sempre conhecer novos bares para o happy hour, uma das grandes descobertas da Cidade Baixa foi o Matita Perê, que de tão agradável nem parece que estamos na João Alfredo!

Como pude ler no cardápio, o boteco é o resultado de três importantes manifestações brasileiras: música, gastronomia e boemia (e não deixaram a desejar nestes quesitos). Muitos – e bons - petiscos que não vemos em qualquer boteco por aí, acompanhados de cachaça, cerveja e vinho no embalo da boa e velha música brasileira num lugar suuuper aconchegante e charmosinho.

Para petiscar, o que me chamou mais atenção foi a variedade de sabores de bolinhos e escondidinhos, saindo do tradicional charque e camarão. Uma das boas escolhas do Matita é o escondidinho de filé ao molho de cerveja escura. Super bem apresentado, temperado e saboroso! Ah, os bolinhos são tantos que nunca consegui provar todos - até porque gostei muito dos já provados e acabo repetindo... Espinafre, feijoada e calabresa do bola, batata com carne de panela com pimenta, valem muito!! (Outro ponto do cardápio - e da comanda - que me agrada, é o logo das cervejas em vez de todas opção escritas na mesma fonte na parte de bebidas - próxima vez tiro foto pra postar!).

Todas as noites que passei por lá, a cerveja tava gelada e a música boa (qualidade e altura, porque bar com música ao vivo que tu não consegue comunicação com a pessoa do lado, é triste!). Fica a dica para quem gosta da Cidade Baixa, mas não simpatiza muito com o trânsito, pessoas no meio da rua e ambulantes!!
Exibindo 14 opiniões | Total de 15 opiniões
Você conhece o Matita Perê? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: