Data da viagem: Ver tarifas
Em parceria com: Booking

O Maksoud Plaza está localizado em uma área ideal no centro de São Paulo, a 260 m da famosa Avenida Paulista. A propriedade fica a apenas 15 minutos de carro do Aeroporto Doméstico de São Paulo - Congonhas.

Os quartos têm decoração moderna, móveis de madeira, TV a cabo, ar-condicionado e frigobar.

O Restaurante Brasserie Belavista oferece um cardápio com pratos da cozinha internacional e também dispõe de café da manhã, buffet de almoço e opções à la carte.

O Frank Bar do Maksoud Plaza tem uma lista de 33 bebidas, criada pelo premiado Spencer Jr., bartender famoso por seus coquetéis inovadores. Spencer Jr. assina todas as 33 opções de bebidas. Você também pode desfrutar do happy hour às quartas e quintas-feiras.

A piscina coberta da propriedade é ideal para dar um mergulho. Por um custo adicional, você também pode aproveitar a sauna, o serviço de massagens e a academia moderna. (Veja mais no Booking)

Avaliar
Salvar
Compartilhar
Divulgue seu estabelecimento aqui
Saiba como
Dicas rápidas Ver todas as dicas
avaliações recomendadas
Nosso sistema de inteligência artificial recomenda automaticamente as opiniões com maior probabilidade de serem relevantes a você. Ele leva em conta diversos fatores como, por exemplo, a qualidade de texto e fotos, e o histórico de publicações do autor. Apenas as avaliações recomendadas são levadas em conta na avaliação geral do estabelecimento.
   
Selecione uma nota
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

Adoramos nos hospedar nesse tradicional hotel. Super bem localizado, próximo à Avenida Paulista e toda a sua boemia e facilidades para ir a outros lugares. Atendimento profissional, rápido e muito cordial. Ficamos em quarto sem varanda, mas bem aconchegante, limpo. Banheiro pequeno, mas com uma ducha maravilhosa! Café da manhã delicioso!

Fiquei hospedada nesse hotel por 2 dias e foi uma experiencia maravilhosa!
Por fora você não dá muito ao hotel, mas do lado de dentro ele é incrivel!!
O atendimento é impecável, funcionários bem preparados, educados, solicitos, não tenho um pingo para reclamar.
O quarto era bem confortável, achei a cama um pouco dura, mas eu gosto! A vista para cidade do quarto é maravilhosa, vc se perde olhando aquelaa selvaa de pedra!
O café da manhã ao que me parece dependendo do quarto você tem que pagar 50 R$ a parte, no meu caso estava incluso! É um café da manhã bem completo mas sem nada muito muito!
A localização não poderia ser melhor, metro perto, diversa linhas de onibus, muita opções de restaurantes..
Ótima escolha para desfrutar de São Paulo.
Nunca me hospedei aí, mas conheço pelos restaurantes e o café. E utilizo muito pra aguardar pela van da Diners. Pelo lobby, dá pra notar que tem um certo luxo, o bar e algumas salas de espera. Está bem localizada, na região da Paulista e bem perto do metrô Trianon.

Não posarei de chic ou culto. E por favor, não riam de mim. A primeira vez que ouvi falar sobre o Maksoud eu era adolescente lá no interior do Rio Grande do Sul. E foi por causa de uma importante cena nos capítulos finais de uma telenovela chamada "Torre de Babel" em janeiro de 1999. Nas dependências deste hotel, a vilã Ângela Vidal (Cláudia Raia) se atira de um andar alto do átrio do hotel e se estrebucha no chão. Assim, temos o segundo suicídio de uma vilã do Sílvio de Abreu na região do Bela Vista (o primeiro da história da televisão no Brasil foi Laurinha Figueiroa - Glória Menezes - em Rainha da Sucata que se jogou do topo de um prédio na Paulista em 1991).

Tudo isso relatei para mostrar quais foram as minhas primeiras lembranças quando entrei pela primeira vez no Maksoud Hotel. Mas desde aquele cada vez mais distante 1999, tenho lido notícias não muito luxuosas desde hotel que em outubro de 2012 foi anunciada a classificação "cinco estrelas" no Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem (SB Class). Foi falência, leilão, confusão quanto quem seria proprietário do empreendimento... uma "novela" (no mau sentido da palavra) meio triste para quem já hospedou personalidades importantes do cenário artístico, político e econômico mundial.

Quem enxerga o prédio da Avenida Paulista, pensa que por dentro é mais um hotel com uma infinidade de quartos. São "apenas" 416 quartos, número que poderia ser maior se a proposta arquitetônica fosse diferente. Mas ainda bem que não foi assim. O teto solar e o átrio do hotel são características que ficam na memória de quem conhece aqui. Não sei nem como descrever. Dá até vontade de se jogar do alto com uma asa delta só para ver como é que é. Os quartos, bem, fiquei em um padrão standard que estão localizados entre os andares 3 e 7 e, honestamente, não vi nada demais nos mesmos.

Usando o elevador panorâmico, é possível acessar os quartos por meio de chaves eletrônicas, duas camas de casal king size, cadeiras confortáveis, TV's LCD de 26 polegadas, climatização OK, iluminação por controle remoto, cofre eletrônico... eu sou o primeiro a espirrar de acordo com as condições do piso e cobertas. Não espirrei. Ótimo sinal! Mas tem nessas acomodações uma mistura de je ne sais quois que tá faltando misturado com algo que está tentando se modernizar, mas não está acompanhando os novos tempos. Já vi e estive em hotéis bem mais simples, mais em conta e uniformes nas propostas de suas acomodações mesmo as de padrões standard como um do Intercontinental na Alameda Santos.

É possível fazer sua reserva em um site (medonho) com versões em português, inglês e mandarim. A diária mais em conta de um quarto standard em 10 de janeiro de 2013 é de R$527,10. O valor do quarto mais caro, o Penthouse Duplex Torre Premium, se vai para R$2.049,60 a tarifa. O staff do Hotel é rápido e eficiente em situações bizarras em que hóspedes precisam ser socorridos. Há serviço de van em horários regulares para quem precisa ir para aeroportos de São Paulo. É aqui também o ponto final do Airport Bus Service que faz a rota dos Hoteis partindo de Guarulhos.

Já foi o ponto máximo da fina hospedagem em São Paulo. Hoje, nesta cidade que não pára de crescer, somou-se outros belos conglomerados arquitetônicos de descanso, bom gourmet e lazer. Mas o bom Maksoud Plaza Hotel continua vigorando entre os mais mais. Acho ótimo para grandes eventos corporativos. Bem localizado e de fácil acesso por diferentes meios de transporte, o Maksoud é o hotel com a cara típica de Sampa: cidade para turismo de negócios. O Maksoud é repleto de executivos.
O hotel já fora referência primeira na capital e apesar da estrutura antiga, ainda chama a atenção para gringos e artistas internacionais para se hospedarem no local.
Com vários pisos, o hotel conta com grande número de quartos com vista para São Paulo, além de piscina, academia, restaurantes, área para eventos e um aconchegante e vistoso hall social!
Já foi considerado o hotel mais "chic" na decada dos 70-80. Aliás este empreendimento serviu por muito tempo como cartão de visita para o Grupo Hidroservice em busca de obras no exterior. É bastante suntuoso seu atrio central com altura elevadíssima. Hospedei uma vez e achei tudo espectacular, sobretudo o atendimento e seu pátreo de alimentação, com diversos restaurantes de tipos e culinárias distintas. Valeu a experiencia pela memorável hospedagem.
Exibindo 14 opiniões | Total de 16 opiniões
1 opiniões não são recomendadas
Você conhece o Maksoud Plaza Hotel? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma:

Consulte o preço e reserve o Maksoud Plaza Hotel

Data da viagem: Ver tarifas