Le Jardin Parque De Lavanda

nota 3.7 de 5 em 7 opiniões
|

Parques



Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

via iPhone

Local lindo e sem custo de entrada na Rodovia que liga Três Coroas e Gramado. Um local que não é tão badalado quando o assunto é Serra Gaúcha ou a própria cidade de Gramado, porém, recomendo muito uma passadinha por aqui. Além da beleza, existe uma infinidade de plantas para comercialização, além de uma loja conceito e café, para quem quer levar uma lembrança.
avaliações recomendadas

via iPhone

Local lindo e sem custo de entrada na Rodovia que liga Três Coroas e Gramado. Um local que não é tão badalado quando o assunto é Serra Gaúcha ou a própria cidade de Gramado, porém, recomendo muito uma passadinha por aqui. Além da beleza, existe uma infinidade de plantas para comercialização, além de uma loja conceito e café, para quem quer levar uma lembrança.
Foto opinião do Rafael de Albuquerque sobre Le Jardin Parque De Lavanda
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

O parque é lindo, mas não é tão acessível para quem está conhecendo a cidade à pé. O parque fica em frente a uma rodovia, onde pode-se chegar de ônibus. Dentro do parque há uma loja com os produtos feitos de flores e alguns artesanatos, os preço não sao caros, porém, se você não pretende gastar muito, acaba achando um pouco caro. Há uma subida até as estufas, que se você estiver cansado, irá pensar 2 vezes antes de subir. O local é bom para aproveitar um por do sol em meio a natureza.

Parque simples mas bonitinho, com entrada gratuita, para conhecer a lavanda, florzinha rocha cheirosa de origem européia, e os produtos cosmeticos derivados da mesma, que estão à venda. O strudel e o chá de maçã da lojinha também são famosos e bem gostosos.
Possui um grande jardim com lavandas plantadas, além de estufas abertas a visitação, com vários tipos de plantas a venda, e é claro, dois cachorros presos em um cercadinho, os quais merecem um carinho.
A lavanda florece entre setembro a novembro, então esta é a melhor época para visitar o parque.

É a primeira fazenda de cultivo da flor lavanda no Brasil. O clima ameno ajuda a floração dessa cheirosa flor. O cheiro desse lugar é demais! E na própria fazenda tem uma loja com vários produtos que podem ser extraídos da florzinha.
Primeira opinião do lugar

Trata-se de uma casa de chás e de cultivo de flores exóticas. O impacto visual da chegada é marcante, e já prepara para muitas outras belezas que vem a seguir. Entramos na casa, demos uma volta e resolvemos ignorar as mesinhas espalhadas pelo salão principal.Ignoramos pelo simplesmente porque encontramos um sofá bem de frente para a janela do jardim que era bem mais aconchegante.Antes do passeio para conhecer as flores, um pit stop gastronômico.

Primeiro com um sanduba de cogumelos frescos, queijo, tomate e alface num pão baguete. Muito bom. Leve e na medida para a gula da tarde dos quatro.Impossível não provar os chás da bem selecionada carta. Provamos os alemães Minze (de menta) e Vanille (chá verde com aroma de baunilha), além do inglês Four Red Fruits (um chá preto com frutas vermelhas). Eu sou um zero a esquerda (bem a esquerda mesmo) em termos de chá.

Mas do pouco que já provei, gostei bastante desses.Pra que ficar só no light né. Um apfelstrudel fez o favor de aparecer na nossa frente pra adoçar a tarde. Isso que a gente se segurou para não provar o strudel de abacaxi, os bolos quentinhos que estavam saindo e os waffles com mel e manteiga. Foi difícil.Tá, pronto! Vambora conhecer o resto do lugar que o povo tava ficando impaciente. O Jorgito, proprietário e apaixonado por flores, nos conduziu por todo o parque. De simpatia ímpar, teve bom humor e paciência para nos explicar tudinho sobre cada flor do lugar.Entramos floresta adentro e fomos presenteando nossos olhos com lindas imagens a cada minuto.

No meio do morro, tem um cadeira para ficar babando por esse vista ai debaixo. Sente só!O colorido do lugar encanta qualquer um.E dá pra aprender bastante também num passeio desses. Por exemplo, Jorgito nos explicou que estes desenhos em linhas da flor abaixo servem como luzes de um aeroporto para os insetos atrás do pólen.Dentre todas as que eu vi, a minha preferida foi esta que imita uma borboleta azul.Cada época do ano, presenteia o lugar com um novo visual, o que já é motivo de sobra para ir lá no mínimo uma vez por estação.Subimos até o final e encontramos as estufas com as outras flores.A Lela de cara pirou com os cactus e seus parentes.

A arquiteta Lúcia preferiu esta criação deles com uma loja de cristais local, oferecendo um objeto lindo para lavabos e banheiros, no qual as pessoas podem secar as mãos com as plantas.A Rê ficou besta com as folhas pretas contrastando o vermelho do frutos deste grupo abaixo.

Enfim, tem flores para todos os gostos. E com a ajuda do Jorgito, fica ainda mais fácil encontrar o que você quer para levar pra casa. O único problema é que você vai sair de lá querendo comprar uma casa com jardim, se ainda não tem. De volta a casa, ainda descobri uma adega subterrânea usada para os variados eventos feitos por lá.E por falar em evento, quando vi essa árvore, logo lembrei daqueles casamentos ao ar livre de filmes, com mesas por todo o jardim. Pros noivos de plantão, fica a dica.Pagamos os 20 e poucos reais que nos cabiam e com muito pesar tomamos o rumo de casa.

Mas com uma certeza: estação que vem, voltamos lá!
Foto opinião do Diego Fabris sobre Le Jardin Parque De Lavanda
Exibindo 7 opiniões | Total de 7 opiniões
1 opiniões não são recomendadas
Você conhece o Le Jardin Parque De Lavanda? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Conteúdo relacionado O que fazer em Três Coroas?