Largo da Batata

nota 2.4 de 5 em 23 opiniões
| Rank: 28º de 94 | Praças


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque
No mês passado, um grupo de empresários resolveram arborizar o Largo da Batata, mesmo sem autorização da prefeitura, que não deixam podar árvores e nem mesmo plantar. Eu gostaria de manda-los plantar batatas, porque mesmo sob grande riscos numa árvore tomado de cupins eles não fazem nada, e quando a arvore cai, o prejuízo é do contribuinte.

O grupo gastou R$5.440 plantando 32 mudas, mas anteriormente, haviam plantado 302 mudas, que bela desobediência civil.

Essa prefeitura só sabe fazer ciclovias que pouquíssimas pessoas utilizam, e a toque de caixa a custo elevadíssimo, sem que toda a população consiga usufruir.
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

Aos fins de semana rolam shows independentes durante o dia. Atenção para as intervenções artísticas que acontecem: vale parar pelo menos uns 5 minutinhos. A Prefeitura tem investido em eventos por lá (ex.: virada cultural, virada sustentável, aniversário de SP, etc), que são uma boa pedida de rolê baratinho. Nos dias normais, a segurança ainda deixa a desejar.
No mês passado, um grupo de empresários resolveram arborizar o Largo da Batata, mesmo sem autorização da prefeitura, que não deixam podar árvores e nem mesmo plantar. Eu gostaria de manda-los plantar batatas, porque mesmo sob grande riscos numa árvore tomado de cupins eles não fazem nada, e quando a arvore cai, o prejuízo é do contribuinte.

O grupo gastou R$5.440 plantando 32 mudas, mas anteriormente, haviam plantado 302 mudas, que bela desobediência civil.

Essa prefeitura só sabe fazer ciclovias que pouquíssimas pessoas utilizam, e a toque de caixa a custo elevadíssimo, sem que toda a população consiga usufruir.

Quem usa o metrô Faria Lima, com certeza já passou pelo Largo da Batata e sentiu o vazio. Sim, o vazio desse lugar é gritante. Algumas árvores tristes estão plantadas lá e o vento é cortante nesses dias de inverno.
Em algum lugar do passado, o local abrigava um estacionamento, agora, ao redor do Largo se encontram algumas casas, onde abrigam as moças com a profissão mais antiga do mundo.
Apesar disso, gostei de passar por lá e me deparar com uma tenda enorme, com uma feira de livros com preços super acessíveis. Vale a visita.

Para mim, Largo do Concreto. Feio e nada atrativo, mesmo após reforma, chega a ser perigoso depois de certa hora da noite

Até tem algumas iniciativas para promover cultura no local, mas precisa de muita coisa para poder chamar de razoável. Arborização nem se fala.

via iPhone

Grande área aberta, mas sem um trabalho idealizado, apenas um grande calçadão que comporta filas de pessoas esperando ônibus.
Os pontos atendem vários sentidos, principalmente centro e zonas sul e oeste.

Espaço aparentemente abandonado, sem qualquer sinal de verde ou entretenimento para todas as idades. Apesar disso, pode ser considerado um ambiente familiar, tendo em vista a vasta quantidade de "primas" na região.
Há muitas casas de forró e bares, muito com nomes muito curiosos, como o "C... do padre", rs.
Aparenta ser uma região perigosa, então não recomendo passar por ali a noite.

Passei duas ou três vezes pelo Largo da Batata. Uma dessas vezes foi quando estavam reformando por causa da revitalização. Acho que fazia pouco tempo da instalação da Estação Faria Lima do metrô por ali. Estava um caos, sem sinalização nenhuma, muita sujeira.
Depois da 'ajeitada' que tentaram dar no lugar, ele ficou 'menos pior' como costuma dizer por aí...hahahah!
Pela região há muitos bordéis, bares estranhos, então, evite dar bobeira, principalmente a noite, para evitar alguma surpresa desagradável.

Digamos que depois da reforma, o lugar ficou melhorzinho.
Mas o comércio que tem em volta e o povo que tem por ali, não ajudam muito, é de sair correndo....rs
Tem muitos inferninhos, se é que me entendem, e botecos que ficam tocando aquele forró horrível no último volume.
Tiveram que colocar blocos de concreto em volta de todo o largo, pois a noite o povo que frequenta os bares em volta, estacionavam tudo em cima da praça.

Se para ser chamado de praça é necessário ser apenas um espaço grande, então realmente é. Mas só. Eu evito usar esse lugar como ponto de encontro porque não acho muito seguro também. É ponto final de várias linhas de ônibus e também agora é uma das saídas do metrô da Faria Lima.

É bem conhecido também por ser um lugar que abriga intervenções artísticas e também por ser um bom lugar pra juntar pessoas e iniciar alguma passeata.

Evite passar a pé por lá durante a noite depois da hora do rush. Fica bem deserto.
Foto opinião do Nobu Tateoka sobre Largo da Batata

Tradicional acesso ao metrô Faria Lima. Antigamente na década de 30 tinha bondes que iam até o centro da cidade. Mesmo com todo sua historia hoje já não se mantem a segurança de antigamente. Para quem usa esse acesso para os transporte público é recomendado ficar atento nos períodos noturnos.
Exibindo 14 opiniões | Total de 22 opiniões
Você conhece o Largo da Batata? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)