João Sexto Bar

nota 4.4 de 5 em 15 opiniões
|

Restaurantes Brasileiro

Este local está fechado
Mais na região Como chegar

Endereço: Rua Conselheiro Saraiva, 37, Centro - Rio de Janeiro , RJ - Brasil - 20091-030

Preço: $$$$  (De R$26 até R$50)

Cardápio: Ver cardápio

Bar e Restaurante no Centro do Rio de Janeiro. Almoço, Happy Hour e Cervejas Especiais!

Avaliar
Salvar
Compartilhar


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

Conheci o João Sexto em um evento do Kekanto.

O bar fica instalado num antigo sobrado, por isso o espaço é estreito e bastante comprido. As mesas do bar são adaptadas para esse estilo de construção sem deixar o ambiente congestionado.

Logo de início dou destaque para a carta de cervejas cuidadosamente elaborada, com sugestões de harmonização, exclusivamente com cervejas artesanais brasileiras e assinada pelo sommelier de cervejas José Raimundo Padilha.

O bar serve vários tipos de petiscos. Provamos seis. Para começar vieram os carros chefes da casa os bolinhos de arroz que dizem ter sido o aperitivo predileto de nossa ilustre figura história que inspira o bar Dom João Sexto. O bolinho de arroz que vieram foram de baião de dois e de frango com milho, desses dois recomendo o segundo. Ambos vinham acompanhado de um molho de pimenta que era para os fortes. Eu gostei.

Depois desses petiscos vieram as tábuas de carne seca com aipim, chamada de tábua do Barão, a tábua Dona Maria, composta de aipim com frango a passarinho e a que ganhou os corações de todos os presentes a tábua Dom Pedro que era servida de carne aipim e queijo derretido por cima.

Enfim o João sexto é uma excelente pedida para comida deliciosa com excelente cervejas para acompanhar o seu happy hour.

Vale mencionar que o local também abre para almoço, mas infelizmente não pude ir lá ainda para averiguar. Se a comida do almoço for tão boa quanto os petiscos deve ser divino!
Foto opinião do Jomar Braga sobre João Sexto Bar

via Android

petiscos do Rei
Casarão com 70 lugares, aberto em Out/14, foi matéria da Veja Rio de 07/01/15 e palco do primeiro evento Kekanto deste ano.
Bem agradável, oferece petiscos criativos como o bolinho de arroz com vários recheios diferenciados (baião de dois, calabresa, carne sêca com catupiry ou abóbora, queijo, legumes e o que eu provei: frango com creme de milho) a 5,00.
Porção de pastéis com 06 unidades a 20,00. Provei de camarão e queijo (delícia!), mas tem também de carne e carne sêca.
Como já dito nas resenhas anteriores, tem uma decoração agradável, banheiros limpos e um atendimento simpático. Ontem, só achei que o ar condicionado estava fraco, mas deve ter sido pontual.
Bebemos cerveja Sulamericana. A casa tem uma cartela extensa de cervejas nacionais (600ml) por volta de 25,00.
Não comi, mas achei o preço bom para o prato que já recebeu ótimas resenhas: 29,00 para a Tábua Dona Maria (frango a passarinho acompanhado de molho de laranja da casa e aipim frito) e a Dom Pedro (carne sêca com aipim gratinado com queijo).
Não abre nos finais de semana. Com exceção de segunda, que fecha às 17h, todos os dias o horário de fechamento é 23h.
Site: www.joaosextobar.com.br

via Android

Começamos 2015 muito bem: João Sexto Bar em nosso 1º evento do ano no Kekanto!
Fomos apreciados com uma comida típica brasileira muito saborosa e chopp bem gelaaado, pois é né...combinação maravilhosa, óh vida difícil! rsrs

A Recepção foi feita pelas simpáticas srta. Suelen, sócia do estabelecimento e sua chef Mara, cozinheira de mão cheia, que aliás, pelo que meu paladar pôde conferir....estão de PARABÉNS!

No cardápio, petiscos como bolinho de arroz "customizados", de baião de dois ou picadinho; simples mas muito apetitosos! a unidade custa R$5, um tira gosto enquanto o principal não vem! rs ...só não me agradaram tanto quanto as tábuas!

Indo ao que interessa, as tábuas oferecidas foram as Dona Maria (Frango à passarinho ao alho assado e aipim), Tábua do Barão (Carne de alcatra, Linguiça calabresa aceboladas e aipim) e o melhor, a viciante Tábua Dom Pedro (carne seca desfiada coberta por molho de queijo gratinado e aipim).
As tábuas estão num preço acessível e compatível com os demais restaurares do centro, são ótimas pedidas para grupos, como guarnição para em torno de 2 ou 3 pessoas. comida de primeira, feita com todo apreço e originalidade.

O bar possui uma carta de cervejas artesanais brasileiras, além de chope Brahma, tirado na pressão e caipirinhas preparadas com cachaça. Para os que participaram do evento, tivemos o prazer de experimentar a cerveja Sul Americana, de puro malte, muito aromática, clara e dourada, com sabor equilibrado, leve no teor alcoólico. Nem muito doce e nem muito amarga, no ponto certo! rsrs

Atendimento show, o garçom está de parabéns, muito solícito!
quanto ao ambiente, pequeno mas agradável, com uma decoração temática muito boa e iluminação de acordo com o charme do local, o único ponto negativo foi a climatização; o ar condicionado não estava dando muita vazão, nada que desagradasse o momento mas em ocasiões que o bar esteja lotado, creio que incomodará um pouco mais!

Fomos informados que no almoço, a casa oferece opções de pratos saudáveis, ao lado das pedidas tradicionais e feijoadas todas as 6ª feiras!

Para encerrar, apreciamos um delicioso bolo de goiaba com creme de leite, muito bom também!

O bar/restaurante está de parabéns, uma nova opção de happy hour no centro, preços acessíveis e ambiente agradável, recomendado para fechar a semana com chave de ouro!

Bolinhos de arroz: 5,00 cada
Tabuas: De 29,00 a 49,00
Pratos executivos: A partir de 24,00
Foto opinião do Tiago Costa sobre João Sexto Bar

O local é aconchegante e o staff é um verdadeiro anfitrião (eles têm "cara de bons amigos"... simpatia!), onde há uma música ambiente agradável!
O local é pequeno e estreito; mas, tem um 2° andar e é acolhedor... A sensação é de extensão do nosso lar. E, parece-me que esta é a intenção, além da "comidinha caseira", que, a meu ver, é um mix de pensionato c/ comida de "boteco".
As porções vêm servidas em quantidades generosas e acompanhadas com aipim frito:
O frango à passarinho (Tábua D. Maria.) vem acompanhado c/ molho de pimenta e laranja. RS$ 29,00;
A carne-seca acebolada com molho de queijo gratinado (Tábua D. Pedro) "é de comer rezando" - foi a minha favorita! RS$ 44,00;
Iscas de alcatra aceboladas e linguiça à calabresa c/ farofa, da casa, ao alho (Tábua do Barão). RS$ 44,00.
Podemos degustar uns bolinhos, maravilhosos, de frango, arroz e milho! huuuuuuuum... Rs$ 5,00. Comi, também, o bolinho "baião de dois"; mas, achei sem gosto e creio que o queijo coalho e a carne-de-sol, passaram longe... RS$ 5,00.
O bolo de goiabada com molho de queijo é criativo - gostoso!
A cerveja Sul Americana, pillsner é puro malte da cevada e aroma de lúpulos especial, dourada e leve (baixa fermentação!); desce redondo! garrafa de 1 l.: RS$ 19,00.
A cerveja e o chopp Brahma são geladíssimos!
É guloseima mesmo!


É sempre ótimo descobrir um tesouro da cidade escondido. O João Sexto é um desses bares/restaurante longe do corre-corre do Centro da cidade, mas muito perto de todos que circulam por ali. Próximo a Praça Mauá e de frente para o prédio da L'Oréal, o ambiente nos remete aos tempos colonias, mas com um ar arrojado. A decoração é maravilhosa e bem diferente do locais ao redor.

Experimentei os bolinhos de arroz de frango com milho e o baião de dois, os dois estavam divinos. O bolinho é grande e custa apenas R$ 5,00 casa. Dois bolinhos desses acompanhado de uma garrafa de Original ou SerraMalte (ambas R$ 9,00), você já se sente satisfeito.

Também petisquei as deliciosas tábuas da casa, entre elas a Dom Pedro (Carne Seca acebolada com Aipim e Queijo) por R$ 44, Dona Maria (Frango a Passarinho acompanhada de molho de laranja e Aipim frito) por 29, e a do Barão (Isca de Alcatra Acebolada, Aipim, Linguiça Calabresa e Farofa) por R$ 44. O bom é que elas servem até quatro pessoas.

As cervejas são sempre servidas geladíssimas e os atendentes, simpáticos e atenciosos. É perfeito para hora do almoço, com pratos executivos (a partir de R$ 20), e para o happy hour mais ainda. O cardápio segue o princípio do que Dom João Sexto comia em terras brasileiras, além disso os bolinhos de arroz são produzidos com a comida não utilizada na hora do almoço, evitando o desperdício de alimento.

via Android

Primeiro evento do ano já começou agradando o paladar. João sexto, uma alternativa para quem aprecia comida simples, porém requintada de brasilidade e sabor marcante, ambiente pequeno, aconchegante e estiloso. Uma ótima alternativa para happy hour com os amigos depois do trabalho, para apreciar os maravilhosos bolinhos de arroz, os salgados, as porções e as cervejas artesanais, também sendo uma opção para o almoço, havendo pratos feitos e escolha de montagem do prato. Indico a porção "João sexto" que é um misto de carne seca, mandioca manteiga, com creme de requeijão e queijo, o sabor é inenarrável de tão bom e para quem aprecia uma cerveja com aroma um pouco suave, aprovará a Sul Americana. Valendo ressaltar que quem vai ao João Sexto não pode deixar de experimentar os famosos bolinhos de arroz que é o diferencial deste local e recomendo com muita ênfase o de milho com queijo, é maravilhoso o sabor intercalado com o molho de pimenta.

via Android

Começamos 2015 com o pé direito.
Conheci o João Sexto Bar através de um evento Kekanto.
Fomos carinhosamente recebidos por Suellen, a socia gerente, que nos falou sobre a história do espaço e seu posicionamento.
A casa inaugurou em outubro de 2014, mas seu pouco tempo de existência é inversamente proporcional a força da sua proposta de mercado.
A ideia é de prender a todos pela barriga, com comidinhas elaboradas sem perder aquele gostinho de comida de mãe e de avó.
A Chef Mara conquistou nosso coração e nosso estomago.
A tábua Dom Pedro (carne seca com aipim gratinada com mussarela ) é de comer de joelhos.
O molho de laranja que acompanha o frango na tábua Dona Maria é um escândalo.
Os bolinhos de arroz são imperdíveis.
O local funciona às segundas das 11.30 às 17h e nas terças ate sextas das 11.30h às 23h. Não abrem no final de semana. Deixando todos com saudades da comida.
Provamos uma cerveja artesanal muito boa devidamente assessorados, nas informações técnicas, pela Suellen.
O espaço é uma ótima opção para o almoço (nesse horário funcionam em dois andares ) ou para a happy hour.
Recomendo. Vale a pena conferir.
Foto opinião do Tania sobre João Sexto Bar

Pra começo de conversa, o 1° evento do Kekanto no ano de 2015 e não poderia ter começado melhor, galera boa demais!!! Me surpreendi com o local, apesar de ser um pouco distante de outros mais conhecidos e a rua não ser muito atrativa (para os medrosos, possui um ponto de táxi ao lado do João rs), o João Sexto da o ar de uma aparência atraente ainda que seja pequeno, porém com dois andares e uma viagem aos tempos antigos de "João VI" rs e um toque do lado brasileiro típico.
Ressaltando uma das coisas que mais percebi, foi a atenção da Suelen, Gerente e sócia do local, que de todas as formas nos tratou super bem e tirou todas as dúvidas possíveis, também não deixando a chef Mara de lado que também é uma simpatia. A ideia principal do local é a comida brasileira e caseira, para aqueles que na correria do dia a dia, não podem almoçar/jantar em casa e não deixa aquele gosto da comida de lado, uma tentativa de deixar a essência caseira e dos nossos pratos favoritos vivos. Reaproveitar alguns pratos também é um diferencial observado, como por exemplo, umas das opções mais pedidas no estabelecimento, o bolinho de arroz de diversos sabores, provamos de frango com milho e baião de dois, confesso que fiquei um pouco decepcionado pela falta de frango e o baião não sentir o feijão, porém isso não frustrou o sabor maravilhoso desses petiscos que realmente são divinos e de comer sem parar, AHHHH, o molho de pimenta como acompanhamento estava no ponto, esses bolinhos foram uns das provas que participaram do evento. Pulando para os principais, ao meu ver, foram servidos três, Tábua Dona Maria (Frango com aipim), Tábua do Barão (Carne, Linguiça (aceboladas) e aipim) e o melhor na minha opinião a Tábua Dom Pedro (Carne seca com aipim com um recheio que ainda não identifiquei rs e gratinado com queijo por cima) claramente este último é o melhor prato servido e por acaso leva o nome de uma das referências do local, será coinscidência?! Rs.
Parabéns ao molho de laranja apimentado que acompanhava o Frango, maravilhoso e dava vontade de comer com todos os alimentos servidos, sem exageros e no final de tudo ainda rolou um bolo de goiabada com creme de queijo, apesar do bolo estar um pouco "seco" o creme de queijo deu um up. Tudo isso aliado a uma cerveja artesanal, "Sulamerica extra malte" que estava geladíssima e dois chopps da Brahma no ponto, parabéns garçom Walter, o sr. é ótimo no atendimento e carisma.
Pra finalizar, parabéns ao João Sexto pelo que se oferece e no que se baseia o estabelecimento, precisamos de mais locais em busca de não desperdício e boa comida brasileira.
OBS: Não sei se repararam, mas achei interessante no azeite, terem as informações de quando foi colocado e a validade, o que mostra a importância que dão aos condimentos para seus clientes (postei foto por isso), rs... uma curiosidade que dificilmente vejo em outros locais.
Foto opinião do Diego Andrade sobre João Sexto Bar

Evento KK.
Esta casa é a antiga "Kombinado".
Houve uma remodelagem e esqueci de perguntar se eles mantiveram o karaokê.
Casa pequena e "comprida", bem iluminada, com decoração simpática e atendimento perfeito. Atenção ao garçon Walter que era a simpatia e boa vontade em pessoa.
A chef Mara está de PARABÉNS!
TUDO o que provei estava delicioso, com ótima apresentação e bem servido.

Os quitutes apresentados foram:
- Bolinho de arroz com recheio de frango e creme de milho.
- Bolinho de arroz com recheio de baião de dois.
Nos dois casos tive a mesma impressão: bolinho delicioso, ótimo tamanho, tempero muuuito bom, e a pimenta que acompanha harmoniza bem (e eu não gosto de pimenta!). Mas, em nenhum dos casos eu achei que o recheio era condizente com o que foi apresentado. Não senti um nadinha de nada de frango e milho no 1º e tenho certeza que não tinha baião de dois no 2º.
- Tábua de frango à passarinho: que delícia!!!! O frango estava em tamanho e tempero ótimos! Acompanha uma geléia de laranja apimentada que era divina!
- Tábua de carne seca com queijo: outra que foi super disputada. Carne seca desfiadinha tb deliciosa e um queijo maravilhoso derretido por cima.
- Tábua de carne, linguiça e aipim frito com farofa acompanhando: poderia dizer que esta já é manjada, mas minha atenção foi voltada para a carne. Bem passada, bem temperada e as tiras de ótimo tamanho.
Para beber, o povo da cerva era só elogios ao chopp servido e a cerveja "Sulamericana".
Como eu não bebo tive o prazer de ser agraciada com uma Citrus da Schweppes.
Esqueci de copiar os valores, mas daqui a pouco os colegas começam a resenhar e dão esta informação.

Fica a minha recomendação: quem estiver indo para o Pier Mauá, não deixe de dar uma passadinha no João Sexto para conferir o cardápio. Os petiscos legitimamente brasileiros devem ficar uma delícia em combinação com a programação do MAR, e com certeza irei passar por lá novamente quando estiver de férias, e resolver "ousar" um pouco mais na distância dos barzinhos que costumo frequentar.

Para falar a verdade, eu não esperava uma recepção tão agradável no lugar em que o João Sexto está, mas ele é todo bonitinho. Como designer, a primeira coisa que me chamou a atenção foi a identidade visual do lugar. Ele é todo puxado para a história do Brasil e Portugal, o que é bem refletido na escolha das imagens e da tipografia. Ainda assim, é bem moderninho nos recortes e cores. O cartão de visita, aliás, é uma graça, com as palavras escritas com grafia da época colonial. Dá para ver que o João Sexto foi muito bem pensado (e contrataram um designer excelente ) A decoração, cardápios, pôsters, etc, servem pra humanizar bastante o ambiente, que graças aos céus é geladinho e limpo e arrumado. Não fui no banheiro, mas eles tem uma bacia para lavar as mãos na parte de fora e parece tudo muito bonitinho. De início, é meio apertado na parte de dentro, mas eles tem um segundo andar e muitas cadeiras e mesas.

O cardápio também está super inteirado na culinária brasileira. Não chegamos a ver o de almoço (ele tem pratos que variam entre 20-30 reais, o que costuma ser mesmo o preço por ali), mas o de petiscos... Hmnnn... que delícia. Achei muito interessante a ideia de reaproveitamento do alimento que não é usado no almoço. Os bolinhos de arroz são muito bem fritos (o molho de pimenta é sensacional também) e não parece que se usa restos. Algumas pessoas comentaram que os bolinhos pareciam levar pouca carne, ou não pareciam do recheio que diziam que era, mas olha, eu achei tão gostoso, eu não sabia nem o que eu estava comendo, só sei que podiam mandar mais uns 10 que eu não ia nem me interessar pelo que devia mesmo estar no recheio. Foi de longe o meu prato favorito, apesar de terem servido também 3 tábuas diversas e um bolo. Achei o bolo de goiabada meio seco, acho que poderia vir com mais calda de queijo (pois estava muito boa). As tábuas estavam maravilhosas... Acho só que podiam ter algumas opções sem aipim. Todas eram de algum tipo de carne com acompanhamento de aipim. Foram: carne seca com queijo (e aipim), frango a passarinho (e aipim) e linguiça com carne acebolada (e aipim). Acho que uma opção com polenta frita ia manter a brasilidade e dar uma variada no tipo de acompanhamento.

O que me chamou MESMO a atenção foram os molhos. Um molho faz toda a diferença num prato, pode salvar ou acabar com ele, e os pratos do João Sexto, que já são bem gostosos, ficaram ainda melhores. As combinações foram excelentes. O frango a passarinho tinha um molho de laranja... E a pimentinha que acompanhava os bolinhos... E o molho de queijo pro bolo de goiabada... Ai estou com saudades só de lembrar.

Não posso comentar muito sobre as cervejas, porque não sou expert no assunto. Mas estavam super geladas! E tinha certa variedade, contando com um cardápio só para as cervejas artesanais, explicando as características de cada uma.

O unico pesar é ser mesmo num local meio distante para mim, se não eu iria voltar lá muito mais vezes.

Conheci o João Sexto ontem, em mais um evento do Kekanto, e simplesmente me encantei com o local, com o atendimento, com a proposta deles.
Bem, vamos lá.
O nome João Sexto tem tudo a ver com o local que serve bolinhos de arroz recheado (mas nao é qualquer bolinho de arroz não), pratos executivos no almoço muito bem abrasileirado como jardineira de legumes, picadinho, entre outros.
Eles funcionam de segunda a sexta, sendo que segunda fecham as cinco da tarde e nos demais dias as 11 da noite.
O ambiente é muito estiloso, cadeiras confortáveis, ambiente climatizado (mas perto da cozinha é mais quente, nem por isso vou tirar uma estrela), tem também um segundo andar e mesas lá fora, que é onde a maioria prefere ficar!
Na porta não há nenhuma indicação do bar, sendo até bastante simples, mas quando você adentra ao local tudo se transforma.
Provamos lá a cerveja sulamericana, muito boa para o meu paladar, e o chopp da Brahma estava no ponto.
Eles possuem uma cartela de cervejas mas na sua maioria brasileira, até porque estamos falando de um bar cuja proposta é servir pratos e petiscos bem brasileiros.
Alias, fazendo um parenteses aqui, a proposta deles que eu achei muito interessante é a de reaproveitamento dos alimentos, os legumes que sobraram da jardineira por exemplo, são usados nos bolinhos, o arroz que sobrou vira bolinho e por ai vai. Gente, super válido né!!!
Mas continuando, o primeiro petisco a ser servido foi um delicioso bolinho de arroz recheado com frango, milho e queijo. Você não ve o recheio mas senti muito bem o sabor de todos eles, junto da cestinha vinha uma pimentinha caseira deliciosa.
Ainda foi servidor 3 tábuas diferentes que levam o nome da realeza, um foi aipim com frango a passarinho e um molho de laranja a parte, outro de aipim com filet e linguiça acebolados, e o que foi eleito o melhor prato da noite, uma cama de aipim frito com carne seca desfiada acebolada gratinada com muito queijo (só de lembrar me deu agua na boca). DIVINO!!!
E ainda o bolinho de arroz recheado com baião de dois, e por ultimo um bolo de goiabada com molho de queijo. Nao é mesmo tudo a cara do Brasil!!!
Adorei o atendimento, desde o garçon, a chefe da cozinha, à gerente do local.
Sem contar as otimas companhias sempre muito agradaveis, como é bom estar com esses novos amigos do Kekanto, ontem revi alguns e fiz novos amigos. Adoro, esse é o meu mundo!!
E pra finalizar uma ideia de preço:
Bolinhos de arroz: 5,00 cada
Tabuas: De 29,00 a 49,00
Pratos executivos: A partir de 24,00
Ainda tem a opção de escolha de um grelhado com acompanhados (ai varia também o valor).
Foto opinião do Cristhiane Rocha sobre João Sexto Bar

Bem, hoje foi meu début nos eventos! E, em primeiro lugar, gostaria de agradecer pela excelente recepção por parte da Letícia Alasse, afinal de contas, chegar em um lugar, sem conhecer ninguém, encontrar todos já conversando e não se sentir deslocado é algo meio difícil de acontecer. Por isso meu agradecimento especial a ela. Sobre o lugar, meu destaque não vai para as comidas servidas, mas sim para a decoração do local e pelo ótimo atendimento prestado pelo garçon lá de Timóteo (MG). Super gente boa mesmo!! Também foi muito bom ter conhecido e conversado com algumas pessoas que estavam no evento. Sobre o restaurante em si, segue uma crítica bastante construtiva: para quem está acostumado a ir a vários bares e/ou pubs, a carta de cervejas não é muito extensa, deixando de fora inúmeras ótimas marcas que são fundamentais, como cervejas alemãs e inglesas, por exemplo, além de outras nacionais como a Baden Baden e a Invicta. Já com relação a cachaças, apenas notei a presença de 2 variedades. No geral, o local cumpre sua função. Por isso, vale a pena uma visita ao João Sexto Bar

via Android

Este foi o primeiro evento do Kekanto que eu participei. No geral, foi muito bom. Quase que não dei as 5 estrelas por conta do as condicionado que não deu vazão. O evento foi tão bom que não levei isso em consideração.

Pra começar foi servida a cerveja Sulamericana que estava trincando e nesse calor desceu maravilhosamente bem. Logo s seguir vieram os bolinhos de arroz de frango com milho muito gostoso e além disso em com um tamanho bem razoável (maior do que muitos por aí).

Posteriormente foram servidas 3 tábuas de petiscos: Dom Pedro (carne seca com aipim com queijo gratinado), Dona Maria (frango a passarinho com aipim e um delicioso molho de laranja) e a tabua do Barão (carne, lingüiça e aimpim).

Durante essa degustação foram servidos 2 chopps da Brahma.

Quando pensávamos que tudo havia terminado ainda vieram bolinhos de baião de dois.

Para encerrar o um delicioso bolo de goiaba com molho de queijo.

O Campeão da noite eleito com 16 votos foi a tábua Dom Pedro. Foi merecido.

Vale comentar que o João Sexto serve comida caseira no horário do almoço.

Mas, o melhor de tudo foi fazer novas amizades com o pessoal que estava lá.
Exibindo 14 opiniões | Total de 15 opiniões
2 opiniões não são recomendadas
Você conhece o João Sexto Bar? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: