Em dois andares e mais de 600 metros quadrados funciona a Hot Hot, uma balada bem animada no centro de São Paulo. Toda a decoração traz um padrão gráfico inspirado nos anos 70. Lounge, bar, chapelaria, camarotes e uma grande pista de dança com mais de 8 mil LEDs no teto, produzindo um efeito bastante imersivo. Às quartas, o rock domina. De quinta à sábado, predominam as batidas eletrônicas.

Avaliar
Salvar
Compartilhar


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

Já fui muitas vezes na Hot Hot. O espaço melhorou muito com os anos, porém as festas que acontecem lá decaíram um pouco. Sempre rola festa com bastante pop das antigas e que toca na rádio, o que atrai um público em sua maioria LGBT. A pista é espaçosa mas quando lota fica um pouco ruim. A casa possui dois andares, sendo somente o segundo da pista, então mesmo sem atingir sua lotação, a pista pode ficar intransitável. Os seguranças são todos legais e te ajudam no que for preciso. O pessoal do bar de cima também é legal, com uma ou outra exceção. O melhor é o teto de led da pista que faz um efeito de luz bem bacana em sincronia com as músicas! Os banheiros são unissex, e possuem cabines nos dois andares. Prefiro ir no do andar da pista, onde sempre há alguém reabastecendo papéis/sabonete e mantendo limpo. Apesar da última vez, três das cinco, cabines estarem sem luz. O banheiro de cima fica mais zoneado (e é mais longe), então mesmo no começo da festa não é bom. Há alguns sofás na laterais para os mais preguiçosos/desanimados. Até o fim da noite eles estão lotados com gente dançando, mas é uma boa para você descansar durante a noite. O ar condicionado é bom, mas já fui em festas que passei calor com tanta gente reunida. Na última em que fui, mês passado, estava com uma boa temperatura.

As bebidas são bem caras. Exemplo: R$15 uma long neck!! Então se não quiser estourar a comanda, é melhor fazer um esquenta antes. A área de fumantes é na rua mesmo. São bastantes caixas e quase sempre todos funcionam, o que não deixa o atendimento tão lento mesmo com muita gente.

O maior ponto negativo é a fila. Você pode ficar mais de uma hora esperando, dependendo do horário que chegar. E quando a casa começa a lotar, eles demoram ainda mais para liberar a entrada. A fila é enorme e se forma cedo, porque a maioria das festas dão vip até meia-noite, então ou você precisa chegar muito antes ou muito depois. Se puder, vá de carro! Para quem estaciona com o valet da casa (R$20), há uma fila exclusiva. Que também começa a lotar depois de 00h30, exatamente por conta desse detalhe.

Até gosto de ir, mas ultimamente só vou se não houver outra opção mesmo.
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

Eu gosto muito dessa balada. Por mais que falem que é "pobrinha", eu gosto do ambiente e da vibe, o misto de músicas, do funk, ao rock, ao pop. Sempre pirei muito. Adoro as bebidas de lá, os bar man's são ótimos e fazem uns drinks maravilhosos. Nada de enjoativo. O preço é ótimo, com 70 reais você curte a noite toda. Só tomem cuidado com a chapelaria de lá, eu não sugiro deixar suas coisas lá, levem o necessário e guardem com vcs.

Já fui muitas vezes na Hot Hot. O espaço melhorou muito com os anos, porém as festas que acontecem lá decaíram um pouco. Sempre rola festa com bastante pop das antigas e que toca na rádio, o que atrai um público em sua maioria LGBT. A pista é espaçosa mas quando lota fica um pouco ruim. A casa possui dois andares, sendo somente o segundo da pista, então mesmo sem atingir sua lotação, a pista pode ficar intransitável. Os seguranças são todos legais e te ajudam no que for preciso. O pessoal do bar de cima também é legal, com uma ou outra exceção. O melhor é o teto de led da pista que faz um efeito de luz bem bacana em sincronia com as músicas! Os banheiros são unissex, e possuem cabines nos dois andares. Prefiro ir no do andar da pista, onde sempre há alguém reabastecendo papéis/sabonete e mantendo limpo. Apesar da última vez, três das cinco, cabines estarem sem luz. O banheiro de cima fica mais zoneado (e é mais longe), então mesmo no começo da festa não é bom. Há alguns sofás na laterais para os mais preguiçosos/desanimados. Até o fim da noite eles estão lotados com gente dançando, mas é uma boa para você descansar durante a noite. O ar condicionado é bom, mas já fui em festas que passei calor com tanta gente reunida. Na última em que fui, mês passado, estava com uma boa temperatura.

As bebidas são bem caras. Exemplo: R$15 uma long neck!! Então se não quiser estourar a comanda, é melhor fazer um esquenta antes. A área de fumantes é na rua mesmo. São bastantes caixas e quase sempre todos funcionam, o que não deixa o atendimento tão lento mesmo com muita gente.

O maior ponto negativo é a fila. Você pode ficar mais de uma hora esperando, dependendo do horário que chegar. E quando a casa começa a lotar, eles demoram ainda mais para liberar a entrada. A fila é enorme e se forma cedo, porque a maioria das festas dão vip até meia-noite, então ou você precisa chegar muito antes ou muito depois. Se puder, vá de carro! Para quem estaciona com o valet da casa (R$20), há uma fila exclusiva. Que também começa a lotar depois de 00h30, exatamente por conta desse detalhe.

Até gosto de ir, mas ultimamente só vou se não houver outra opção mesmo.

Para todo e qualquer tipo de publico. Já fui com meu primo e com amigos algumas vezes e nunca me arrependi. Apesar do lugar sem um pouco pequeno, é perfeito para pessoas que não gostam de andar muito e aproveitar cada espaço sem se perder dos amigos!
A música é boa e assim o acústico da casa.
Sempre que tenho oportunidade vou..
O que a casa tem de bom, o atendimento não é lá essas coisas.
Mas, se quer aproveitar a noite paulistana, se for na Hot hot não rolará decepção.
E a limpeza fica por conta de uma figurassa que não se encontra em qualquer lugar!

via Android

Tequila sunrise, como Vi em outra opinião. Curtição , dance sem parar que a noite vai longe! Não sou gay, mas isso não é e nunca foi pré requisito para curtir a festa! Leve azamiga e caia na night que é sucesso
Foto opinião do Marina Jerez Sant'Ana sobre Hot Hot

Não curti nem um pouco! Fui uma vez pra nunca mais! A balada é toda confusa.. nas fotos ela parece ser bem legal, mas olhando lá dentro não é nada que impressione.. Não curti muito o som! Fora a demora e a fila! Era pra casa abrir onze horas, foi abrir meia noite e meia! Isso porque os Vips das mulheres só duravam até meia noite.. fui conseguir entrar uma e quarenta e cinco da manhã! Não tem lugar pra fumantes, ficam todos amontoados do lado de fora.. Fui uma vez só e não pretendo voltar!

O lugar é bem bacana, tem dois andares, onde o sub solo é a balda em si, e o primeiro o bar e banheiro.O atendimento é meio ruim pois o local onde fica o bar é muito pequeno e sempre fica com muita fila.
Aparece todo tipo de gente, mas principalmente pessoas "alternativas". Muitas vezes toca musicas antigas
O preço é um absurdo, mas vale a pena conhecer pelo menos uma vez
Exibindo 14 opiniões | Total de 29 opiniões
Você conhece o Hot Hot? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: