Gillan's Inn English Rock Bar

nota 4.4 de 5 em 17 opiniões
| Rank: 13º de 73 | Pubs
Mais na região Como chegar

O nome refere-se a um álbum em homenagem a Ian Gillan vocalista da banda Deep Purple, em uma das fases mais aclamada da banda, considerado como o melhor vocalista da década de 70. O leão? Um ícone de bravura e um antigo símbolo dos brasões de armas inglesas, muito comuns nas tradições européias medievais.

Avaliar
Salvar
Compartilhar


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

Pesquisando o que poderíamos fazer numa sexta à noite, dentre as várias alternativas em São Paulo, topamos, por puro acaso, com a informação de que teria um show do Blaze Bayley no Gillan's Inn English Rock Bar (24 de janeiro de 2014).

Não tínhamos ideia de como era o pub, nem sabíamos como era a sistemática por lá, mas fomos mesmo assim.

Chegamos e de cara já fomos super bem atendidos. Não sabíamos que era possível reservar mesas, então fomos conduzidos por uma funcionária SUPER agradável até encontrarmos uma mesa bacana (ficamos ao lado do palco, escondidinhos no fundo da casa, quase de cara para o baterista da banda) dentre as que não estava ocupadas, que eram pouquíssimas.

A entrada custou R$35 e R$25, homem e mulher, respectivamente.

Parece que a casa está sempre cheia.

Pedimos chopps Heineken, que vieram logo e estavam em temperatura bacana, não muito gelados, mas também não estavam quentes ou em temperatura ambiente.

E daí olhei a casa com mais atenção.

Pois bem, o pub é o típico inglês: aconchegante, escurinho, com rock tocando em uma altura bem agradável aos roqueiros: alto o suficiente para apreciar a música, mas o bastante para permitir uma boa conversa. Há dois tipos de mesas: aquelas altas, com bancos mais altos, e as comuns. Mesas e cadeiras em madeira de lei, sendo essas últimas todas com assento em couro vermelho. Todo o local é em madeira de lei.

Ao longo da noite, ainda pedimos mais duas cervejas: a Faxe (latão de um litro) e a AC/DC. Muito boas e geladinhas.

O que me obriga a falar sobre o atendimento. Quando pedimos o chopp, estávamos na mesa e o atendimento foi super legal e tal. Depois, tudo que pedimos já estávamos em pé, assistindo ao show, e sempre tinha um garçom à vista. Ele ia e trazia a bebida super rápido. Com uma educação e atenção incríveis. Fiquei apaixonada pelo atendimento da casa.

O show

Som muito bom; tudo muito bem equilibrado. A altura do palco é ótima, o que permitiu que todo mundo assistisse ao show sem apertos. Fora que a casa não permitiu a entrada de mais gente que a capacidade; achei isso fenomenal, especialmente em relação à segurança.

As reservas das mesas também só imperaram até às 23h30. Depois, tava liberado pra quem quisesse sentar.

A única ressalva é que o local é bem quente, apesar dos ventiladores instalados e ligados a todo tempo.

Não comemos por lá, mas vi que os pratos pedidos pelo pessoal vinham em porções bem generosas.

Enfim...

Gostei bastante do Pub. Na verdade, amo pubs em geral, mas esse é mais minha cara porque o clima rock'n'roll me atraiu demais.

Em função do calor (que eu detesto), acho que só voltarei por lá quando as temperaturas estiverem mais amenas. A não ser que tenha outro show bacana...
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

Quando eu penso num English Bar penso em Pub, e, automaticamente penso numa carta enooooooooorme de cervejas bacanas. E foi com essa ideia que sentei no Gillian's.
Daí, com pouco mais de 20 rótulos de cervejas e um monte de drinks e destilados, fiquei meio decepcionada.
Apesar disso, o som ambiente tava incrível e a banda muito boa. Para aproveitar os R$10 pagos na entrada, optei pela inglesa Abbot Reserve.
Na parte de petiscos, outra decepção: somente frituras (exceto duas opções). Provei a bruschetta e achei fuén.
Enfim, o Gillian's merece a visita porque a música é muito muito boa, o ambiente é escuro sem ser o "breu" dos bares tipo pub, dá pra tomar umas cervejinhas básicas (heineken, guiness, erdinger, stella são algumas das opções mais baratex) e algumas com nomes de bandas.

Pesquisando o que poderíamos fazer numa sexta à noite, dentre as várias alternativas em São Paulo, topamos, por puro acaso, com a informação de que teria um show do Blaze Bayley no Gillan's Inn English Rock Bar (24 de janeiro de 2014).

Não tínhamos ideia de como era o pub, nem sabíamos como era a sistemática por lá, mas fomos mesmo assim.

Chegamos e de cara já fomos super bem atendidos. Não sabíamos que era possível reservar mesas, então fomos conduzidos por uma funcionária SUPER agradável até encontrarmos uma mesa bacana (ficamos ao lado do palco, escondidinhos no fundo da casa, quase de cara para o baterista da banda) dentre as que não estava ocupadas, que eram pouquíssimas.

A entrada custou R$35 e R$25, homem e mulher, respectivamente.

Parece que a casa está sempre cheia.

Pedimos chopps Heineken, que vieram logo e estavam em temperatura bacana, não muito gelados, mas também não estavam quentes ou em temperatura ambiente.

E daí olhei a casa com mais atenção.

Pois bem, o pub é o típico inglês: aconchegante, escurinho, com rock tocando em uma altura bem agradável aos roqueiros: alto o suficiente para apreciar a música, mas o bastante para permitir uma boa conversa. Há dois tipos de mesas: aquelas altas, com bancos mais altos, e as comuns. Mesas e cadeiras em madeira de lei, sendo essas últimas todas com assento em couro vermelho. Todo o local é em madeira de lei.

Ao longo da noite, ainda pedimos mais duas cervejas: a Faxe (latão de um litro) e a AC/DC. Muito boas e geladinhas.

O que me obriga a falar sobre o atendimento. Quando pedimos o chopp, estávamos na mesa e o atendimento foi super legal e tal. Depois, tudo que pedimos já estávamos em pé, assistindo ao show, e sempre tinha um garçom à vista. Ele ia e trazia a bebida super rápido. Com uma educação e atenção incríveis. Fiquei apaixonada pelo atendimento da casa.

O show

Som muito bom; tudo muito bem equilibrado. A altura do palco é ótima, o que permitiu que todo mundo assistisse ao show sem apertos. Fora que a casa não permitiu a entrada de mais gente que a capacidade; achei isso fenomenal, especialmente em relação à segurança.

As reservas das mesas também só imperaram até às 23h30. Depois, tava liberado pra quem quisesse sentar.

A única ressalva é que o local é bem quente, apesar dos ventiladores instalados e ligados a todo tempo.

Não comemos por lá, mas vi que os pratos pedidos pelo pessoal vinham em porções bem generosas.

Enfim...

Gostei bastante do Pub. Na verdade, amo pubs em geral, mas esse é mais minha cara porque o clima rock'n'roll me atraiu demais.

Em função do calor (que eu detesto), acho que só voltarei por lá quando as temperaturas estiverem mais amenas. A não ser que tenha outro show bacana...

É um pub pequeno e simpático com uma pegada medieval na decoração. Gostei do lugar e do atendimento. O fish and chips estava bom e não oleoso (o prato dá para duas pessoas) e a cerveja que comprei era só vagamente mais cara do que a que compro no mercado, o que me surpreendeu muito.
No dia em que fui tocou só rock, adorei. Não é caro para entrar.

Eu que sempre fui "roqueiro" nunca tinha ido em um bar rock'n'roll, e para minha sorte, estreei no Gillan's Inn English Rock Bar.

O tratamento é diferenciado logo na entrada, fomos super bem recebidos, e como não tinha reserva, arrumaram uma mesa de prontidão. Homens pagam 20, mulheres pagam 10.

Dei uma olhada no cardápio, as porções tem preço justo, optamos por uma porção de pastéis (R$25), vem 12 nos sabores de palmito, queijo e carne + molho e vinagrete, gostei bastante.

Resolvi experimentar o famoso latão (1L) da cerveja dinamarquesa Faxe, apresenta 10% de Alcool e custava R$18. Acabei não resistindo e tomando mais um.

Minha namorada tomou o drink Robert Plant, muito bem servido, com capuccino, sorvete de creme e chantili.

O atendimento dos atendentes é impecável e atencioso, você chama eles por meio de um botão na mesa, o que evita barulho desnecessário.

Esse sábado rolou a banda Absolute Pink Floyd, que não decepcionaram, fizeram uma adaptação muito legal das músicas da banda e apresentaram o Dark Side of the Moon na integra.

Recomendo e vou voltar mais vezes!

Maravilhoso (começando pelo nome, Gillan's Inn English Rock Bar, uma homenagem ao Ian Gillan, do Deep Purple), especialmente pela boa música. Algumas bandas covers de altíssimo nível que tocam classic rock e blues fazem parte do cast do pub, além de rolar jam sessions toda semana se não me engano. Tão bom quanto a variedade de cervejas e drinks é o cardápio. Experimentei o salmão gourmet e a famosa Gillan's onion e Chopp Erdinger (tem Weihenstephaner também!!). A casa não estava cheia das vezes em que fui, mas imagino que seja legal ligar e reservar lugar se fizer questão de assistir às bandas e curtir o som de perto. Considero os preços muito bons para um pub. Sozinho, contando a entrada, dá pra beber/comer e gastar R$50,00 sem excessos.

Ótima opção!! Muito bem localizado, fácil acesso até de transporte público, comidas e bebidas grandes e preço muito bom, entrada com preço ótimo e só bandas top tocam lá. O banheiro é tão limpo quanto o da minha casa, perfeito, clientes educados, quem vai uma vez quer voltar.
Exibindo 14 opiniões | Total de 17 opiniões
Você conhece o Gillan's Inn English Rock Bar? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: