Mais na região Como chegar

O Free Walk POA é um projeto destinado a fazer Tours pela capital de forma totalmente gratuita!

Todos os sábados o passeio acontece pelo Centro Histórico, com início as 11h na Praça XV.

Uma vez por mês o passeio acontece pela Cidade Baixa e pelo bairro Moinhos de Vento.

Avaliar
Salvar
Compartilhar


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

Simplesmente Adorei o 1º Free Walk Noturno aconteceu dia 9 de maio de 2014. Passear pelas ruas do Centro Histórico de Porto Alegre e ouvir histórias sobre nossa cidade na versão sempre bem humorada da galerinha do Free Walk Poa foi demais. Iniciamos o passeio em frente ao Chalé da Praça XV – Largo Jornalista Glênio Perez e terminamos com um delicioso salchipão do pessoal do paleta Cozinha na rua Coronel Fernando Machado. Fiquem atentos às próximas edições do passeio.
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

IRRETOCÁVEL!
Sim, o trabalho realizado pelo pessoal do Free Walk POA é simplesmente demais, pois a partir de uma iniciativa voluntária eles levam portoalegrenses e turistas para conhecer alguns pontos da cidade de Porto Alegre e no caminho contam as histórias/curiosidades da região. Conheci esse projeto na caminhada etílica do bairro Bom Fim aonde eles contaram algumas histórias como do Zé do Passaporte, Araújo Vianna, Zil Vídeo, Ocidente, primeira partida de futebol de Porto Alegre na redenção assim como da própria, comunidade Judaica de Porto Alegre, magros do Bonfa e do Richard Gere, que namorou por um tempo uma gaúcha de Bagé e era presença constante no bairro, enquanto a gente bebia, demais não? Claro, não vou contar detalhes das outras histórias e curiosidade para não perder a graça de fazer o passeio, mas recomendo para todo mundo que desejar conhecer um pouco mais dessa cidade.

Essa turma é simplesmente sensacional, não conhecia o trabalho deles e achei uma ideia muito inovadora, e como não sou de Poa é uma forma divertida de conhecer a cidade e fazer novos amigos, ainda mais junto com o kekanto foi mais legal ainda, os garotos, Guris, são divertidos inteligentes, e muito gente fina, as explicações são sobre coisas que a história não conta , mas que a memória dos moradores lembram, e por isso o diferencial de se ir no museu, ou num ponto turístico, eles falam do que os outros não falam, por isso se destacam, eu e o Rodrigo meu amor, já estamos marcando de ir nos outros passeios e o cache voluntario do fim, torna o trabalho bem valorizado, amei

Minha estréia no Kekanto foi na primeira edição da Caminhada Etílica. Uma ótima surpresa, conheci ao mesmo tempo os guias do Free Walk Poa e o Kekanto. Uma galera super animada, com uma veia humorística bem desenvolvida, apresentando vários espaços e personagens do Bairro Cidade Baixa, desde seu surgimento até os dias atuais. Nos encontramos no Largo Zumbi dos Palmares, antigo Largo da Epatur. Percorremos as ruas João Alfredo, rua da República, Avenida João Pessoa, Avenida Venâncio Aires, rua José do Patrocínio, e a rua João Alfredo. Ouvimos histórias sobre o Bairro Cidade Baixa, a Sorveteria Joia, o Restaurante Fofa, o Parque Farroupilha, o Templo e o pensamento Positivista, a Praça Garibaldi, a Liga da Canela Preta, o Carnaval na Cidade Baixa, a Travessa dos Venezianos, O Tesourinha, Lupicínio Rodrigues, e o Príncipe Custódio. Em meio a tanta informação, algumas paradas para “reabastecer”, cerveja gelada no Nicu’s Bar.

Simplesmente Adorei o 1º Free Walk Noturno aconteceu dia 9 de maio de 2014. Passear pelas ruas do Centro Histórico de Porto Alegre e ouvir histórias sobre nossa cidade na versão sempre bem humorada da galerinha do Free Walk Poa foi demais. Iniciamos o passeio em frente ao Chalé da Praça XV – Largo Jornalista Glênio Perez e terminamos com um delicioso salchipão do pessoal do Paleta Cozinha na rua Coronel Fernando Machado. Fiquem atentos às próximas edições do passeio.
cartaz de divulgação do evento
"cartaz de divulgação do evento"

Adorei, muito legal o projeto... fiz a caminhada etílica pela Cidade Baixa.
Mas fiquei afim de fazer os outros, principalmente pelo Bom Fim (meu bairro).
A gurizada muito gente boa, carisma bacana e conhecem coisas muito interessantes a respeito da cidade e dos passeios, passando de um jeito que fica interessante...
Esse tipo de turismo eu nunca tinha ouvido falar, mas muito legal porque possibilita inclusive que as pessoas que estão na caminhada de alguma forma também interagirem e se conhecerem.
Acho que inclusive daria pra ampliar os horizontes por outros bairros.. Menino Deus, Moinhos... etc
Show de bola!!

Não conhecia o Free Walk, conheci na primeira edição da caminhada etílica e adorei!
Vi um bairro da cidade que eu achava que conhecia, mas que vi de uma forma que nunca tinha imaginado antes e percebi o quão pouco eu sabia sobre aquele lugar.
Nós andamos pelos bairros, sem nunca se preocupar muito com a história, nem o porque das construções e dos lugares.
Adorei a forma como o pessoal do Free Walk apresenta os lugares e como falam sobre a história deles, de uma maneira divertida e inovadora.
Gostei da ideia de colaboração, onde quem souber informações sobre o local que está sendo apresentado, pode acrescentar ao que está sendo dito e assim, contribui com o Free Walk.
Soube que existem mais caminhadas, em outros bairros e quero conhecer essas outras edições.
Parabéns ao criadores e aos organizadores, que estão ajudando às pessoas a conhecerem mais sobre sua cidade.
Outra coisa que é bacana também é que não se cobra nada por isso, é colaboração voluntária.
Além de conhecer melhor a cidade temos a oportunidade de conhecer os bares e também novas culturas, novas tribos. Assim como os organizadores que são alegres, divertidos as pessoas que frequentam o Free Walk são muito legais.

Free Walk
"Free Walk"

Além de história e cultura, o free walk poa é diversão!
Ótima pedida, desses rapazes que viram essa ideia no exterior e perceberam que não tinha algo parecido em Poa e tomaram a atitude de criar algo fabuloso e criativo.
Mais que uma caminhada, é entrar na história da cidade, de uma forma bem descontraída e participativa.
Uma fórmula que deu muito certo e que está conquistando o pessoa de Porto Alegre, e o melhor de tudo, não é cobrado nada por isso, é na base da contribuição voluntária, que ainda bem, funciona bem, pois o pessoal acaba percebendo que a pesquisa e o trabalho feito deve ser retribuído, para que possa ter outros free walks e para que outras pessoas possam ter essa rica experiência também.
Ideal para se ir sozinho, com a família, amigos, crianças, e é algo que deve ser divulgado, quanto mais pessoas frequentarem e participarem do free walk, maior e mais amplo ele irá ficar.
Uma coisa bem legal que acontece no free walk é que ele é aberto, caso se saiba de alguma curiosidade, história ou fato sobre o lugar apresentado, é permitido apresentar essa informação.
Parabéns a equipe do free walk por essa criação e inovação, que o free walk se expanda para mais bairros, na nossa cidade o que não falta são histórias interessantes!
Foto opinião do Tiago Aquines sobre Free Walk Poa

Fiz minha primeira caminhada com o pessoal do Free Walk no sábado passado pela cidade baixa e adorei! A proposta deles é ótima: mostrar os pontos turísticos de forma diferente. Fiquei sabendo de fatos e lugares que, mesmo eu sendo Porto Alegrense e ter vivido sempre aqui, eu não conhecia. Além disso, paramos em 2 barzinhos para "reabastecer", o que também foi muito legal. Recomendo os passeios com os guris do Free Walk, porque, além de conhecer a cidade de uma maneira diferente, os guris que comandam a caminhada são muito simpáticos e tem um ótimo humor! Recomendo e farei mais vezes!

Comandado por um grupo de jovens amigos, cada um com sua profissão e exercendo um trabalho voluntário, o Free Walk Poa é o resultado de uma ideia que "genial" define: mostrar os cantos de Porto Alegre e suas peculiaridades, seja para turistas, moradores ou até mesmo nascidos na capital gaúcha. Digamos que e uma espécie de "linha turismo", mas mais descontraído, interativo e sem tanta formalidade.
São quatro o bairros-rota do grupo: Centro, Bom Fim, Cidade Baixa e Moinhos de Vento. Para o evento Kekanto, onde haveria também a Caminhada Etílica, nada melhor do que o bairro escolhido ser a Cidade Baixa, o mais boêmio da cidade.

Nosso ponto de partida na Cidade Baixa foi o Largo da Epatur/Zumbi dos Palmares, e de lá seguimos para as tradicionais ruas do bairro: da República, Lima e Silva, João Pessoa, Venâncio Aires, José do Patrocínio, Joaquim Nabuco e João Alfredo. Nos foi explicado a respeito da origem do nome de algumas ruas, da fama de lugares como a sorveteria Jóia e o restaurante Fofa, a história da Ponte dos Açorianos, a relação do positivismo em PoA através do Templo Positivista, a relação da Praça Garibaldi e da Travessa dos Venezianos com o Carnaval. Bem que eu gostaria de contar cada detalhe destes pontos explorados no passeio, mas só indo para saber mais detalhes, pois é aí que está a graça de verdade.

Quase uma aula de história da cidade, muito bacana! Tudo de uma maneira divertida, com tiradas engraçadas dos guris, não deixando a caminhada, que durou 1h30, cair na monotonia. Eu que não sou nascida em Porto Alegre, mas eu tão pouco tempo já aprendi a amar essa cidade, adorei essa experiência de poder saber um pouco mais não só do aspecto histórico, mas também de curiosidades, inclusive de lugares que, por vezes, passam desapercebidos na corrida do dia-a-dia. Sem dúvidas estarei junto ao Free Walk Poa em outros roteiros! Vale a pena e é "de grátis"!! GOGOGO!
Exibindo 14 opiniões | Total de 21 opiniões
1 opiniões não são recomendadas
Você conhece o Free Walk Poa? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)