Mais na região Como chegar

Endereço: Rua Pedroso Alvarenga, 1170, Itaim Bibi - São Paulo , SP - Brasil - 04531-004

Telefone: (11) 3167-0977 (11) 3168-7812

Preço: $$$$  (Mais que R$100)

Cardápio: Ver cardápio

Considerado um símbolo da clássica cozinha francesa, com certificado de excelência, o Freddy está há 80 anos no mercado. Situado em um casarão antigo e classudo, tem como atrativo o lustre de cristal no salão principal. O menu prima por receitas antigas das regiões francesas; entre os pratos mais pedidos está o Chateaubriand.

Avaliar
Salvar
Compartilhar


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque
Ambiente clássico e clean. Diferente de outros restaraurantes, apesar de estar bem lotado, as pessoas conversam em volume baixo (achei isso muito bom, por não precisar elevar a voz para conversar). Tive minha primeira experiência de scargot aqui, UMA DELÍCIA!!!!! Super recomendo! Também adorei a sopa de ostras, tudo muito bom! O que não caiu muito no gosto foi o pato.
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.
MARAVILHOSO!!!
Ambiente. A decoração é super charmosa com objetos antigos. A iluminação é bem penumbra, lembrando luz de velas. A parte externa tem mesas com taças e pequenos arranjos de flores super fofos.
O atendimento foi bom, com eficiência e bastante cortês.
Ambiente clássico e clean. Diferente de outros restaraurantes, apesar de estar bem lotado, as pessoas conversam em volume baixo (achei isso muito bom, por não precisar elevar a voz para conversar). Tive minha primeira experiência de scargot aqui, UMA DELÍCIA!!!!! Super recomendo! Também adorei a sopa de ostras, tudo muito bom! O que não caiu muito no gosto foi o pato.

Sua equipe é formada especialmente por funcionários que ajudaram a contribuir com sua história. Entre eles o antológico cozinheiro Geraldo Rodrigues (Leléu), que esteve à frente da cozinha por quase 50 anos. Não menos, Pedro Santana, atual Chef, faz parte da equipe há mais de 20 anos.

Lugar de gente bonita e de personalidades brasileiras no âmbito político, empresarial e social, a casa tem sempre a comida em primeiro plano. Das entradas às sobremesas, o cardápio prima por receitas antigas das mais remotas regiões francesas. Consegue ser bom no que se propõe, incluindo ingredientes e apresentações comuns da culinária parisiense por excelênci

O Freddy é símbolo da cozinha clássica francesa em São Paulo, desde o ambiente requintado aos moldes da ancienne cousine, passando pelo serviço, atendimento e, sem dúvida, a boa comida. A partir da primazia por antigas receitas francesas, surgem apresentações tradicionais da culinária parisiense. O restaurante abriu suas portas pela primeira vez em janeiro de 1935, no centro da capital paulistana, mais precisamente na Rua Conselheiro Crispiniano, sob a batuta do chef francês que dá nome a casa, Freddy. Após um tempo em Santana, em 1954 transfere-se definitivamente para o bairro do Itaim. Depois de alguns restaurateurs, há treze anos Priscilla Simonsen Biancalana comanda a casa.

Lugar chique e tradicional, comida impecável e bem servida, como é o caso do Chateaubriand e do tartare.
Um ponto forte é que a casa permite levar vinhios sem custo de rolha, o que faz a conta ficar um pouco mais suave e, podemos tomar nossos vinhos com o valor que pagamos nas importadoras.

Clássico há anos, o cardápio lembra o do restaurante do Paul Bocuse. Chateaubriand, magret de canard e salmão com ervas. E um extra: para quem quiser comodidade, o delicioso strogonoff de carnes (que já é quase uma tradição aqui em casa) só está disponível para entrega.

Gourmandisme
www.gourmandisme.com
Primeira opinião do lugar
Já havia lido bons comentários sobre ele mas confesso que nossa impressão sobre a casa superou e muito todas as nossas expecrtativas. O Freddy é um restaurante legitimamente 100% francês que não deve em nada aos bons restaurantes parisienses. Localizado na Rua Pedroso Alvaranga, 1.170 - Itaim. Na verdade, fomos na sorte e não fazia idéia do que encontrariamos no local. A casa é muito antiga, aberta desde 1935!!! 

Consiste num casarâo antigo e classudo, porém não muito grande. Conta com apenas um salão amplo, finamente decorado com um imenso lustre de cristal ao centro. A decoração é clássica e sóbria, sem exageros, de atmosfera requintada, chique e elitista. O atendimento de excelência, maitre e garçons solícitos a todo momento me deixaram até um pouco deslocada no lugar no começo.
O cardápio, extenso e variado, foi o maior menu que já vimos até agora. Conta com uma lista extensa de entradas e de pratos.  As opções interessantes vão desde cassoulet, cigalas ao curry, grenouilles (rã à provençal, vitelo cozido com purê, javali assado com creme de maçã e risoto de açafrão, coelho ensopado, coq au vin ao pato (magret du canard).

O couvert é farto (R$ 14,00 por pessoa), conta com uma cesta de pães, o mais gostoso claro era um mini croissant quentinho e caseiro. Veio também uma travessinha com cenouras, picles, azeitonas e manteiga e outra com patê de fígado que nunca tinha provado e adorei!

Sabiamos que seria exagero mas mesmo assim arriscamos pedir uma entrada. Elas variavam entre R$ 29,00 a R$ 70,00 e como meu desejo era grande pedimos a entrada mais cara do menu, as coquilles Saint Jacques, conchas com vieiras gratinadas com queijo e molho branco, que estavam deliciosas e valeram cada centavo gasto.

Para prato principal, quase pedi o steak de avestruz com poivre vert e batatas gratinadas mas acabei optando por um risoto de frutos do mar ao curry que não lembro o nome de tão diferente que era. O risoto ao curry estava molhadinho na medida certa, leve e suculento, o curry não estava forte, o ristoto veio com uns camarões graúdos, mexilhões e lulas, grelhados deliciosos, acompanhava ainda um chutney de maçã e gengibre, a geléia era doce e apimentada e ficou muito bom com o risoto.

O grego pediu filé chateaubriand au bernaisse. Quando chegou o prato à mesa, arregalei os olhos pois veio um filezão bem alto, moreninho, tostadinho e crocante por fora e supermolhado e suculento por dentro, acompanhava batatas fritas e molho bernaisse. Já tinhamos comido este pratos em muitos outros restaurantes gourmets mas o do Freddy é realmente o melhor e 100% fiel ao tradicional francês, foi o mais bem preparado bernaisse que já provamos.

De sobremesa, pedimos Marjolaine, uma torta típica francesa de chocolate com nozes. Pedimos uma para dividir. O maitre disse que traria já dividida em duas e elegantemente, chegaram dois pratos fartos de sobremesa nem acreditamos que era um só. Veio uma torta mousse de chocolate tricolor, uma camada de chocolate, outra de nozes e outra de creme, geladinha que parecia sorvete, à mesa nos foi servido com calda fervendo de chocolate. Simplemente nota mil!!!

Resumo:Atendimento VIP, comida francesa legítima e tradicional sem inovações e modernidades e de ótima qualidade. Os pratos eram fartos e saimos de lá quadrados e pesados. Difícil era dormir depois. Quero voltar várias e várias vezes lá se o bolso permitir. Pena que o preço de toda essa regalia foi bem salgado. R$ 350,00.
Foto opinião do Fah & Grego Kokkinakis sobre Freddy
Você conhece o Freddy? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: