Inaugurado em maio de 2007 no Boulevard dos Restaurantes, um espaço charmoso e isolado da praça de alimentação convencional do Salvador Shopping, o Farid foi conquistando seu público e tem se revelado o melhor restaurante árabe da cidade.



Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque
Primeira opinião do lugar

Nota: 7,5
Considerado por muitos o melhor árabe de Salvador, o Farid precisava fazer parte do Onde Comer em Salvador, especialmente levando em conta a ascendência Abud de Eden. Depois de um dia de semana cansativo que terminou no Salvador Shopping, decidimos que um quibe cru cairia muito bem. Às 21h30 sentamos em um dos sofás do espaço cercado que fica na lateral da praça de alimentação. Veja, então, como foram nossos 40 minutos finais de Farid.

O atendimento: 5,5.
Trabalhar diretamente com o cliente exige, no mínimo, educação. Todo cuidado é pouco. E isso quem está dizendo é uma cliente muito compreensiva, mas o que vimos no Farid… #quedeselegante
Chegamos ao restaurante e não havia ninguém para nos levar a uma mesa (não foi a 1ª vez que isso aconteceu. Da última, decidimos não ficar). Escolhemos um lugar, mas estava sujo, ainda do último cliente. Fomos (ainda sem guia) para outra mesa limpa. Sentamo-nos e olhamos para o relógio esperando quanto tempo levaria para que nossa presença fosse notada. Por dois minutos fomos completamente ignorados (parece pouco, mas para quem está olhando em volta, apenas esperando por isso, é uma eternidade, e fizemos questão de contar no relógio, sem chamar ninguém). Por fim, o gerente nos viu e rapidamente veio perguntar se já tínhamos sido atendidos. Imediatamente, um garçom nos trouxe o cardápio.

O garçom que nos atendeu foi até atencioso e rápido, mas algumas coisas fugiam ao seu controle, como o fato de não ter Iced Tea, não ter Aquarius e não ter Coca-cola Zero (não servia Pepsi). Em certo ponto, até ele ficou sem jeito e falou: “a conversa está difícil, né?“. Ele até foi checar na cozinha, mas pelo grito que ouvimos do lado de lá, a resposta foi negativa. E este foi nosso problema com o atendimento: a comunicação entre os garçons.

Entre algumas palavras mais chulas e ofensas de brincadeira, participamos como ouvintes de conversas sobre carnaval, folga, festas, outros empregados, enfim. Um comportamento que em nada combina com o ambiente, o público e o preço do local.

Tudo chegou bem rápido, fomos bem tratados pelo nosso garçom e pelo gerente (depois da espera inicial) e informados a tempo sobre o horário fechamento da cozinha. Além disso, nossa permanência foi gentilmente estendida até as 22h15. Mas no final, realmente saímos com uma má impressão.

O local: 9.
A praticidade de estar no Shopping é inquestionável, tanto pelas lojas quanto pelo estacionamento. O único problema do Salvador Shopping é o trânsito nas horas do almoço e happy hour, mas eu pessoalmente acho que vale a pena ir um pouco antes ou depois da hora do rush.

O ambiente: 8.
Entre mesas com cadeiras e sofás, o Farid se mostra um lugar aparentemente confortável (não fosse o som ambiente da conversa dos funcionários). O fato de  encontrarmos mesas sujas não ajudou o restaurante. De toda forma, a decoração e iluminação são de bom gosto e, nos detalhes, têm a temática árabe.

A comida: 8,5.
Justiça seja feita: a qualidade é inquestionável. O tamanho das porções, por outro lado, não agradou tanto.
Pedimos um quibe cru (acompanhado cebola, cebolinha e uma cesta de pão sírio), um dos melhores que já comemos, e uma porção de homus (uma pasta de grão de bico, suco de limão, sal, alho e tahine), que também vinha acompanhada de uma cesta de pão sírio. Uma delícia!

Na falta de uma maior variedade de kebabs (só há frango e carne de boi com cordeiro no cardápio, sem possibilidade de fazer sem o cordeiro, que eu detesto), pedimos as tradicionais esfihas de carne, frango e espinafre. A de frango, apesar de bem temperada, não nos surpreendeu. Mas a de carne tinha um gosto bem peculiar de tempero, meio adocicado, que a deixava fantástica. A de espinafre, mais leve, também era gostosa, com pouco sal e algumas sementes de gergelim. As massas são bem macias.

A conta: 6,5.
Por esta refeição, pagamos mais ou menos a mesma coisa que no Boteco, com igual qualidade (de comida), porém quantidade bem menor. O homus custou R$ 18,90, o quibe cru (que não alimenta uma pessoa com apetite normal) foi R$23,90. As esfihas custaram em torno de R$8, cada. Não achamos que o custo-benefício foi tão bom.

A nota: 7,5.
Entre altos e baixos, o Farid passa na nossa avaliação com nota acima da média. Embora tenhamos saído de lá sem muita vontade de voltar, tenho que confessar que corro sério risco de voltar a ser atraída pelo quibe cru.
avaliações recomendadas
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

via iPhone

O Farid é um excelente restaurante árabe.

Além do cardápio maravilhoso, com várias opções de comidas árabes, o atendimento é muitooooo bom!!!!!

Garçons super educados.

O restaurante fica localizado dentro do Salvador Shopping.

O kibe é o melhor de Salvador. Muito crocante, saboroso, e o recheio bem temperado.

Segundo melhor árabe que conheço na cidade. Cardápio variado com opções de lanches e refeições, variedade de bebidas dentro do normal, atendimento rápido e comida com sabor ideal. Só ficou devendo um ambiente mais silencioso e um pouco mais de espaço mas isso se deve a ser localizado na praça de alimentação do Shopping Salvador.

via iPhone

Já fui algumas vezes e o que sempre me impressiona (negativamente) é a qualidade do atendimento.

Na última vez estávamos em duas pessoas e, apesar do cardápio ter informações sobre a quantidade de pessoas que cada prato serve, aconteceu de pedirmos a feijoada árabe que serve duas pessoas (informação esta que não consta no cardápio) e mais um prato individual. Vendo a quantidade de comida pedida para duas pessoas, o garçom não foi capaz de informar que a feijoada servia duas.

De resto, o ambiente é agradável. As porções são generosas (para quem for pedir entrada prato principal) e o preço é condizente).

Nunca paguei os 10% referente ao serviço nesse restaurante, espero que isso mude da próxima vez.

Localizado no Salvador Shopping, à parte do resto da praça de alimentação, onde os restaurantes tem seus próprios ambientes. A comida é deliciosa e com um excelente custo benefício. Pratos lindos e bem servidos são a cara do restaurante.
Seja para um lanche rápido com kibes fritos e esfirras ou para uma refeição completa o Farid é sempre uma boa pedida.

Não conheço outro lugar que serve um cordeiro com arroz marroquino e lascas de amêndoas tão bom quanto o Farid (R$38 - serve bem 2 pessoas). Os quibes e as esfirras são excelentes também! O atendimento foi dentro do esperado, nada de excepcional. Acredito que vale muito a pena em termos de custo x beneficio. O ambiente todos já conhecem bem, praça de alimentação do Salvador Shopping (um pouco menos barulhenta).

Eu e meu esposo já frequentamos o Farid algumas vezes. Gosto muito do lugar, confortável, agradável, o atendimento, pelo menos das vezes que fui estito boa, tava bom. Chopp gelado, comida muito boa, preço salgado. Gosto muito da porção de kibe e esfirras, as esfirras são deliciosas, e o kibe também. O michui misto, acompanhado de cuzcuz marroquinho, delícia. O michui é como se fosse um espetinho de carne de cordeiro, filé ou frango. O misto é de filé e cordeiro, hummmmmmm, a carne de cordeiro derrete na boca, e o cuzcuz, nem falo, delícia. Agora o preço, é meio salgado. O michui misto, R$35,90, vem dois espetos, mas a carne vem em pedaços generosos, dá para duas pessoas que comem normal,rsrsrsrsrs. O cuzcuz marroquino, pedimos uma porção, R$16,90, eu achei caro, mas efim, é muito gostoso! Vale a pena conferir!!!
Primeira opinião do lugar

Nota: 7,5
Considerado por muitos o melhor árabe de Salvador, o Farid precisava fazer parte do Onde Comer em Salvador, especialmente levando em conta a ascendência Abud de Eden. Depois de um dia de semana cansativo que terminou no Salvador Shopping, decidimos que um quibe cru cairia muito bem. Às 21h30 sentamos em um dos sofás do espaço cercado que fica na lateral da Praça de Alimentação. Veja, então, como foram nossos 40 minutos finais de Farid.

O atendimento: 5,5.
Trabalhar diretamente com o cliente exige, no mínimo, educação. Todo cuidado é pouco. E isso quem está dizendo é uma cliente muito compreensiva, mas o que vimos no Farid… #quedeselegante
Chegamos ao restaurante e não havia ninguém para nos levar a uma mesa (não foi a 1ª vez que isso aconteceu. Da última, decidimos não ficar). Escolhemos um lugar, mas estava sujo, ainda do último cliente. Fomos (ainda sem guia) para outra mesa limpa. Sentamo-nos e olhamos para o relógio esperando quanto tempo levaria para que nossa presença fosse notada. Por dois minutos fomos completamente ignorados (parece pouco, mas para quem está olhando em volta, apenas esperando por isso, é uma eternidade, e fizemos questão de contar no relógio, sem chamar ninguém). Por fim, o gerente nos viu e rapidamente veio perguntar se já tínhamos sido atendidos. Imediatamente, um garçom nos trouxe o cardápio.

O garçom que nos atendeu foi até atencioso e rápido, mas algumas coisas fugiam ao seu controle, como o fato de não ter Iced Tea, não ter Aquarius e não ter Coca-cola Zero (não servia Pepsi). Em certo ponto, até ele ficou sem jeito e falou: “a conversa está difícil, né?“. Ele até foi checar na cozinha, mas pelo grito que ouvimos do lado de lá, a resposta foi negativa. E este foi nosso problema com o atendimento: a comunicação entre os garçons.

Entre algumas palavras mais chulas e ofensas de brincadeira, participamos como ouvintes de conversas sobre carnaval, folga, festas, outros empregados, enfim. Um comportamento que em nada combina com o ambiente, o público e o preço do local.

Tudo chegou bem rápido, fomos bem tratados pelo nosso garçom e pelo gerente (depois da espera inicial) e informados a tempo sobre o horário fechamento da cozinha. Além disso, nossa permanência foi gentilmente estendida até as 22h15. Mas no final, realmente saímos com uma má impressão.

O local: 9.
A praticidade de estar no Shopping é inquestionável, tanto pelas lojas quanto pelo estacionamento. O único problema do Salvador Shopping é o trânsito nas horas do almoço e happy hour, mas eu pessoalmente acho que vale a pena ir um pouco antes ou depois da hora do rush.

O ambiente: 8.
Entre mesas com cadeiras e sofás, o Farid se mostra um lugar aparentemente confortável (não fosse o som ambiente da conversa dos funcionários). O fato de  encontrarmos mesas sujas não ajudou o restaurante. De toda forma, a decoração e iluminação são de bom gosto e, nos detalhes, têm a temática árabe.

A comida: 8,5.
Justiça seja feita: a qualidade é inquestionável. O tamanho das porções, por outro lado, não agradou tanto.
Pedimos um quibe cru (acompanhado cebola, cebolinha e uma cesta de pão sírio), um dos melhores que já comemos, e uma porção de homus (uma pasta de grão de bico, suco de limão, sal, alho e tahine), que também vinha acompanhada de uma cesta de pão sírio. Uma delícia!

Na falta de uma maior variedade de kebabs (só há frango e carne de boi com cordeiro no cardápio, sem possibilidade de fazer sem o cordeiro, que eu detesto), pedimos as tradicionais esfihas de carne, frango e espinafre. A de frango, apesar de bem temperada, não nos surpreendeu. Mas a de carne tinha um gosto bem peculiar de tempero, meio adocicado, que a deixava fantástica. A de espinafre, mais leve, também era gostosa, com pouco sal e algumas sementes de gergelim. As massas são bem macias.

A conta: 6,5.
Por esta refeição, pagamos mais ou menos a mesma coisa que no Boteco, com igual qualidade (de comida), porém quantidade bem menor. O homus custou R$ 18,90, o quibe cru (que não alimenta uma pessoa com apetite normal) foi R$23,90. As esfihas custaram em torno de R$8, cada. Não achamos que o custo-benefício foi tão bom.

A nota: 7,5.
Entre altos e baixos, o Farid passa na nossa avaliação com nota acima da média. Embora tenhamos saído de lá sem muita vontade de voltar, tenho que confessar que corro sério risco de voltar a ser atraída pelo quibe cru.
Exibindo 14 opiniões | Total de 14 opiniões
1 opiniões não são recomendadas
Você conhece o Farid Culinária Árabe - Shopping Salvador? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)