Espaço das Américas

Casa de shows na Barra Funda com capacidade para receber 8 mil pessoas
nota 3.9 de 5 em 33 opiniões
| Rank: 11º de 25 | Casa de Shows    

PROGRAMAÇÃO

#SOUMINASGERAIS - EDIÇÃO SP

(Tulipa Ruiz, Maria Gadu, Mariana Aydar e Convidados)

21 DE DEZEMBRO

Abertura da casa: 18h00

Início do show: 20h00

ROUPA NOVA

22 DE JANEIRO

Abertura da casa: 20h30

Início do show: 22h30

WIZ KHALIFA

31 DE JANEIRO

Abertura da casa: 19h00

Início do show: 21h00

ZÉ RAMALHO

12 DE MARÇO

Abertura da casa: 20h30

Início do show: 22h30

AVANTASIA

24 DE ABRIL

Abertura da casa: 18h00

Início do show: 20h00

ROBERTO CARLOS

24, 25 E 26 DE JUNHO

Abertura da casa: (24 e 25) 20h00 / (26) 17H00

Início do show: (24 e 25) 22h00 / (26) 19H00

Oferta

Quer receber ofertas do(a) Espaço das Américas?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos para todos os seus consumidores.

Baixe grátis nosso aplicativo e confira as ofertas:

Escolha seu celular:      
Divulgue seu estabelecimento aqui
Saiba como
Dicas rápidas Ver todas as dicas
avaliações recomendadas
Nosso sistema de inteligência artificial recomenda automaticamente as opiniões com maior probabilidade de serem relevantes a você. Ele leva em conta diversos fatores como, por exemplo, a qualidade de texto e fotos, e o histórico de publicações do autor. Apenas as avaliações recomendadas são levadas em conta na avaliação geral do estabelecimento.
   
Selecione uma nota

via iPhone

A primeira vez em que estive no Espaço das Américas foi por um motivo nobre: a minha colação de grau. Embora a emoção acalorada do evento em si pudesse interferir na minha resenha, procurei ser o mais imparcial possível. Levei em conta a estrutura do local em dias de shows e festas. Juro!

Olhando de fora o espaço parece modesto, mas é lá dentro que a gente tem uma noção melhor da casa de show e eventos. Devo ressaltar que a organização do local é eficiente. Os camarins possuem bons tamanhos e estruturas. Há um bar lá dentro com algumas cadeiras à disposição, e a visão que se tem do palco é boa, independentemente de onde você esteja. Quem está no palco também tem visão privilegiada.

Na ocasião, eu estava vestido com beca e senti certo calor incômodo. Conversando com pessoas que já conheciam o local, percebi que a queixa é recorrente. Ou seja, podem melhorar o ar condicionado. A noite estava quente e o calor não era absurdo, mas, se dá pra melhorar, por que não, né?!

Há saídas de emergência por todos os lados, e, na recepção, você passa por uma revista de praxe. Por diversas vezes vi, com uma semana de antecedência, pessoas acampando no entorno da casa para garantir o melhor lugar quando as portas fossem abertas no dia do evento. Loucura!

A acústica é boa, mas, como em qualquer lugar, pode deixar a desejar se não tiver uma equipe bem preparada para tomar conta dos aparelhos. Por aqui já passaram Ivete Sangalo, Diana Ross, Jorge Ben, Alicia Keys, Slash, Queens of the Stone Age, Metal All Stars, Jota Quest e Roberto Carlos.

Nos últimos anos a casa vem recebendo cada vez mais shows e eventos de grande porte. Vale a pena conferir a programação mensal no site oficial.

Há estacionamento no local para poucos carros, mas no entorno tem estacionamentos que fazem esquema especial em dias de evento: cobram um absurdo para você deixar seu carro poucas horas lá. Como o Espaço das Américas fica ao lado do metrô Barra Funda, se possível, vá de transporte público e poupe seu bolso. 😉


Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

via iPhone

A primeira vez que estive no Espaço das Américas foi por um motivo nobre: a minha colação de grau. Embora a emoção acalorada do evento em si pudesse interferir na minha resenha, procurei ser o mais imparcial possível. Levei em conta a estrutura do local em dias de shows e festas. Juro!

Olhando de fora o espaço parece modesto, mas é lá dentro que a gente tem uma noção melhor da casa de show e eventos. Devo ressaltar que a organização do local é eficiente. Os camarins possuem bons tamanhos e estruturas. Há um bar lá dentro com algumas cadeiras à disposição, e a visão que se tem do palco é boa, independentemente de onde você esteja. Quem está no palco também tem visão privilegiada.

Na ocasião, eu estava vestido com beca e senti certo calor incômodo. Conversando com pessoas que já conheciam o local, percebi que a queixa é recorrente. Ou seja, podem melhorar o ar condicionado. A noite estava quente e o calor não era absurdo, mas, se dá pra melhorar, por que não, né?!

Há saídas de emergência por todos os lados, e, na recepção, você passa por uma revista de praxe. Por diversas vezes vi, com uma semana de antecedência, pessoas acampando no entorno da casa para garantir o melhor lugar quando as portas fossem abertas no dia do evento. Loucura!

A acústica é boa, mas, como em qualquer lugar, pode deixar a desejar se não tiver uma equipe bem preparada para tomar conta dos aparelhos. Por aqui já passaram Ivete Sangalo, Diana Ross, Jorge Ben, Alicia Keys, Slash, Queens of the Stone Age, Metal All Stars, Jota Quest e Roberto Carlos.

Nos últimos anos a casa vem recebendo cada vez mais shows e eventos de grande porte. Vale a pena conferir a programação mensal no site oficial.

Há estacionamento no local para poucos carros, mas no entorno tem estacionamentos que fazem esquema especial em dias de evento: cobram um absurdo para você deixar seu carro poucas horas lá. Como o Espaço das Américas fica ao lado do metrô Barra Funda, se possível, vá de transporte público e poupe seu bolso. 😉


Conheci essa casa de shows semana passada (outubro/2014), quando tive a oportunidade de ir no show do 30 Seconds to Mars. Começo dizendo que a localização é simplesmente excelente, bem na frente da Estação Barra Funda (linha vermelha), assim você pode se deslocar tanto de metrô quanto de ônibus, evitando pagar os altos preços de estacionamento do local.

Cheguei por volta da 13h e não consigo nem explicar o tamanho das filas. Mesmo estando separadas, elas viravam quarteirões. Galera embaixo daquele sol de 38ºC morrendo ali sem uma sombra. A sorte é que tinha muito vendedor ambulante vendendo água, cerveja, refrigerante e até vodka com energético, haha.

A casa abriu pontualmente e organizaram muito bem as filas, entrando pouca gente de cada vez, sem tumulto e sem corre corre. Mas mesmo assim achei os seguranças grosseiros. Lá dentro a casa é bem espaçosa, o bar bem grandão e a acústica é excelente.

Mas infelizmente pecaram (E MUITOOOOOOO!) no ar condicionado, ou na falta dele na verdade. Antes do show começar, somente na pista premium eu contei 8 meninas que acabaram desmaiando. Ninguém dos dava água, e até o vocalista da banda no meio do show ficou bravo e gritou: "água para todos", e mesmo assim nada... todo mundo suando em bicas!!!! Acho que poderia muito bem rever essa questão do ar condicionado ai, pois ele não dá conta mesmo!!!

via iPhone

Espaço para eventos e shows situado na Barra Funda, a poucos metros da saída da estação terminal do metrô Palmeiras Barra Funda. Local muito grande, totalmente coberto, com pé direito alto, o que torna o ambiente bastante arejado. Há uma pequena área externa para os frequentadores fumantes. Entrada muito bem organizada, mesmo em dias de chuva. O ar condicionado funciona muito bem. Mesmo com a casa totalmente lotada, os banheiros são amplos e bem cuidados. A decoração privilegia o negro, como na maioria das casas do gênero, facilitando a iluminação do espetáculo. O palco é largo e de qualquer parte da pista tem-se uma ótima visão. Há caixas espalhados por todo o espaço. Os balcões que atendem os pedidos de bebidas são também localizados em pontos estratégicos, assim como o que atende para comidinhas. O que falta é lugar para sentar, mesmo que poucos, especialmente em dias de longos espetáculos, como o Sonar 2015, que durou mais de oito horas. As pessoas acabam se sentando no chão, muitas vezes obstruindo a passagem para eventual necessidade de evacuar o local.

Estive ontem (16/10/2014) no Espaço das Américas, e a experiência deixou bastante a desejar. A começar pelas revistadoras que não permitiram a entrada com água mineral em copo. Como assim? Em todo show a proibição é de entrar com garrafas, que podem virar armas, mas não copos. E olha só, lá dentro a galera estava comprando garrafas de água mineral por R$6,00. Ou seja, estavam impedindo a gente de entrar com água num mega calor só pra gente precisar comprar lá dentro. O que em bom português recebe o nome de velhacaria.

Outra coisa, que bando de gente grosseira colocaram na segurança. Quando eu me dirigia ao banheiro de pessoas com deficiência, a mulher que me barrou foi mega ríspida ao indicar onde ficava o outro. Ainda disse: [sic] "Esse é o de deficiente".

E ainda por cima estavam cortando custo com ar condicionado. Uma das noites mais quentes do ano num lugar lotado, e a administração com medo da conta de energia elétrica. O vocalista da banda que se apresentava precisou pedir pra ligarem o ar, mas mesmo assim não foi suficiente pra tornar o lugar agradável. Eu contei mais de dez pessoas desmaiadas recebendo socorro; tudo pela irresponsabilidade da administração do lugar.

Pra não dizer que não falei nada bom, o banheiro é limpo e amplo. Além disso, a casa é grande e próxima ao metrô Barra Funda, o que já é uma grande vantagem. No passado tive um problema com os seguranças, pois não estavam deixando as pessoas sentarem no chão enquanto aguardavam o início de um show de rock. É algo só um pouquinho ridículo, que felizmente não voltou a acontecer ontem.
Foto opinião do Patty Kirsche sobre Espaço das Américas

Fui apenas uma vez no Espaço das Américas no show do Paramore e gostei bastante. Ambiente bem organizado, limpo, moderno... Uma casa com uma ótima estrutura para receber ótimos shows tanto nacionais quanto internacionais.
Vale lembrar que o local é de super fácil acesso, pois fica ao lado da estação do metrô, da CPTM e do terminal de ônibus da Barra Funda.
Foto opinião do Évelin Karen sobre Espaço das Américas

Conheci o Espaço das Américas em uma ocasião bem diferente de algumas opiniões aqui: fui a uma festa de formatura. O local por si só é bem localizado, perto do metrô e do Memorial da América Latina, não tem como se perder.

No dia do evento a rua estava bem movimentada e só foi possível parar o carro rapidamente para que nós pudéssemos desembarcar. Vi que havia alguns estacionamentos, não sei se vinculados à casa, só percebi que eram caros (lógico).

A entrada foi rápida e a empresa contratada para fazer a festa soube aproveitar os espaços e caprichar na decoração. A iluminação e o som é própria da casa e são legais. Há um palco pequeno, mas espaçoso para as atrações da noite. Ao lado esquerdo há um espaço tipo camarote, com uma ótima vista para toda a festa lá embaixo.

Fomos informados pelo responsável da festa que o buffet de comidas é exclusivo da casa. Os formandos são os responsáveis pela escolha dos pratos e acertaram bem, exceto pelos petiscos agridoces (horríveis). Tanto os canapés quando o jantar estavam quentes e foram servidos no horário; havia três tipos de sobremesa e também um lanchinho da madrugada. Conhecemos a cozinha (que fica embaixo do camarote) que é bem estruturada e organizada, pelo menos no momento em que passamos por lá.

No conjunto a casa me agradou bastante para a ocasião: uma formatura de pequeno porte (cerca de 3000 convidados somente)

Este local é muito bem localizado e de fácil acesso de carro ou transporte público! Possui amplo estacionamento e na falta de vagas, há uma grande variedade de estacionamentos ao redor.
Uma pena não ter sido bem projetado para shows, pois só quem fica bem na frente enxerga alguma coisa. O lugar mais se parece com um enorme e comprido galpão, e justamente por isso a visibilidade de quem fica ao fundo ser tão prejudicada.

É um lugar legal para shows medios ou que vão atrair um público considerável... Mas eles abusam disso.

O lugar é muito pequeno e recebe MUITA GENTE em certos shows, chega a ser meio desagradável (foge do padrão "aceitável" de lotação). Fora que o calor chega a ser insuportável.

Minha colação de grau foi neste local, mas nem de perto se parece com aquele lugar tenebroso de 2009. Na época a aparência era bem feia, e havia aqueles ventiladores com vapor que não resolviam muita coisa. A infraestrutura dos banheiros era deficiente e as lanchonetes também, com comidas ruins e super caras.

Depois da reforma o local ficou maravilhoso! A primeira vez que fui logo após a reforma foi no show do Morrisey e fiquei impressionada: mesmo com a lotação do show esgotada o ar condicionado funcionou perfeitamente. Os banheiros estavam limpos e com a equipe de limpeza a postos para fazer qualquer tipo de serviço que pudesse surgir (água no chão ou alguma louca vomitar em local inapropriado). Vários bares evitavam as tradicionais filas quilométricas em shows...

Desta última vez fui para a confraternização da empresa... fiquei de queixo caído! A iluminação estava muito bonita, o espaço entre as mesas proporcionava uma boa circulação e várias mesas de buffet, que por sinal era também DIVINO e MARAVILHOSO! Os banheiros também estavam limpos e a equipe de limpeza também estava presente desta vez.

O acesso é muito fácil, por ser ao lado da estação terminal Barra Funda do Metrô (a empresa optou por mudar o local da confraternização também pelo acesso, antes sempre realizada no Via Funchal, e no ano passado no Expo Barra Funda).

Só não dou a nota "irretocável" porque a rua alaga quando chove muito, o que acaba prejudicando o acesso... e também porque as filas de grandes shows praticamente dão a volta no quarteirão. Pasmem: trabalho na Uninove (unidade Francisco Matarazzo) e às vezes a fila quase alcança aquela balada Seringueira... o público fecha a entrada do prédio que trabalho e ainda acha ruim quando nós pedimos licença para sair... As filas costumam ser muito mau organizadas, no show do Morrisey nós tomamos o maior toró, porque o final da fila estava lá no Expo Barra Funda, só que tinha gente furando... resultado: fila que nunca tinha fim com muita chuva na cabeça... rsrsrsrs...
Fila do show do Slash (na Avenida Francisco Matarazzo), que chegou quase na porta da balada Seringueira
"Fila do show do Slash (na Avenida Francisco Matarazzo), que chegou quase na porta da balada Seringueira"
Exibindo 14 opiniões | Total de 33 opiniões
Você conhece o Espaço das Américas? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: