Seu Silva Bar

nota 3.8 de 5 em 18 opiniões
| Rank: 180º de 1193 | Bares e Botecos

Já reparou que os melhores amigos sempre acabam reunidos na cozinha do aniversariante, por mais bonita que seja a sala da casa onde acontece a festa? E cozinha de avó, então? Quem não se lembra do aconchego de esperar os bolinhos de chuva, preparados com carinho para compensar o passeio arruinado pelo mau tempo? Pois é esta intimidade acolhedora que o Dasilva busca, tanto no cardápio quanto na decoração. Repare no filtro de porcelana da porta, no carrinho de feira, no baleiro em forma de repolho. Prove nosso almoço caseiro, ou um de nossos petiscos e sanduíches. Você vai concordar que o Dasilva é o lugar perfeito para festejar com os amigos, tomando um chope no final do dia. E que quando precisar de um reconfortante caldinho de feijão ou um prato de bolinhos de chuva, ele também vai te acolher. Igualzinho a cozinha da sua avó.



Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

Sexta a galera do Kekanto se reuniou outra vez para apreciar mais um dos milhares de bares desta imensa cidade.O escolhido da vez foi o Bar Seu Silva, um dos bares preferidos pelos universitários, também pudera, está localizado em frente ao Mackenzie e cá entre nós, ir ao Seu Silva é diversão garantida.
A começar pelo ambiente, totalmente retrô, uma das paredes é revestida por azulejos, que com certeza você já viu na casa da vó, na outra parede um varal com aqueles famosos suquinhos de feira, hit na década de 1990, dava um ar retrô a uma simples parede branca, e não é só isso não, o cardápio também é totalmente retrô, mais dos bares com "comidinha da vovó".
Os lanches com hamburguer tem divertidíssimos nomes de cantores bregas: Reginaldo Rossi, Wando entre outros, e foi aprovado pela galera, já os lanches no pão baguete leva nome das musas de priscas eras, como Gretchen, Rita Cadillac (este eu provei e aprovei, hehe, delicioso churrasco, com queijo e vinagrete no pão baguete) $15,00, Elke Maravilha e Roberta Close (pão com linguiça (!?) e vinagrete), tamanho foi o borburinho acerca deste lanche, mas no final ninguém provou.
Os pesticos também levam nomes de musas "oitentistas", pedimos o "Mix Mara Maravilha" que acompanha 06 unidades de bolinho de abóbora com carne seca, 06 bolinhos de arroz e 06 mini-coxinhas, todos estavam muito bons.
Mas o melhor, e assumo, o que nos levou a este bar, são os drinks, a começar pelo famoso Sacinga $10,00, que já ganhou até premiações, que consiste em uma dose de pinga com um suquinho de feira submerso, da cor que o cliente quiser, tem vermelho, azul, laranja, roxo, e pode-se observar que a maioria das mesas conta com o drink para animar a galera, há também a opção com vodka $12,00, mas oferece vários outros drinks, alguns com nomes de personagens famosos das telenovelas brasileiras, provamos o "Viúva Porcina" (vodka, suco de tangerina com gomos e tudo, hortelã e gengibre) e o "Odete Hoittman" (vodka, suco de abacaxi, hortelã e Grenadine), ambos exóticos, porém bons, ao custo de $15,00 cada.
Há também várias opções de cervejas, tomamos Heinekken e Serramalte, as preferidas da galera.
O ambiente é tão divertido e alto astral que lá pelas tantas da noite arriscamos até um mini-karaokê, improvisado por nós, com direito a uma viagem pelo túnel do tempo das músicas bragas nacionais, confesso que até Axé rolou, realmente, este é um daqueles bares que fica na memória e fará parte do rol dos preferidos.
avaliações recomendadas

Um dos melhores estabelecimentos para almoçar na região da Consolação/Higienópolis. Ótimo custo-benefício. Na mesa você pede o grelhado do dia ou algum fixo do cardápio e terá direito ao buffet de saladas e legumes , além de misturas quentes, incluindo arroz, feijão, farofinha, fritas etc. Peça o filet de Saint Peter, que sai por R$ 25 reais ( preço aproximado de 4/11/2015 ).
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

Logo que se entra no Seu Silva já bate uma sensação aconchegante de estar na cozinha de algum parente, o ambiente é decorado com mesas de madeira, um papel de parede enfeitado e conta até com um cardápio divertido, onde os pratos tem nomes de pessoas famosas como Beto Barbosa e Roberta Close.

Os preços não são muito altos, os hamburguers são entre R$ 15,00 e R$25,00, as cervejas variam de acordo com a marca, já que o local tem uma grande variedade e conta até com cervejas importadas e copos de chopp de até um litro e meio, mas as nacionais ficam entre R$7,00 e R$13,00.
O que eu recomendaria seria o hamburguer "Reginaldo Rossi" (o mais pedido da casa) que tem cheddar, bacon e vem acompanhado de batatas fritas, e para quem gosta de chopp para acompanhar, o Seu Silva serve um bem em conta de 1200ml por R$15,00, muito bom!

Por ser em frente á Universidade Mackenzie depois das 21 horas o lugar fica lotado, então é recomendado chegar cedo para poder ficar em alguma mesa com os amigos, mas se não tiver a necessidade você pode pegar sua bebida e ficar na frente do bar (que conta com mesas de apoio para quem preferir ficar na rua).

O atendimento é ótimo, os garçons são eficientes, simpáticos, e fazem as pessoas se sentirem á vontade, mas quando tem muita gente pode demorar um pouco.

O único problema é para quem vai de carro, não tem muitos estacionamentos em volta e deixar o carro nos arredores pode ser meio perigoso.

Já fui muitas vezes nesse bar. Na verdade vou muito para almoçar e fui somente poucas vezes em happy hour, nesse bar. O local por fora parece ser bem apertado e pequeno, mas ao entrar, no fundo é possível enxergar que existem mais mesas.

O atendimento é bem simples, porém muitas vezes é necessário contar com o humor dos garçons, que quando estão bem, atendem muito bem, mas sem nenhuma regalia, agora quando estão de mau humor, o atendimento é péssimo, e já foi reclamado algumas vezes a gerência, e esse fato tem diminuído.

A comida, tem aquele gosto caseiro de verdade, não somente pela escolha dos pratos, mas também a forma como são elaborados, trazendo um pouco daquela sensação de estar comendo a comida de casa mesmo.

O preço agrada, considerando que é uma região bacana, não existe que tenha um preço exorbitante.

Bar simpático com decoração kitch retrô. À noite tem boas bebidas e um cardápio bem humorado de comidas, petiscos e sanduíches. Durante o dia dá para almoçar comida boa vcom um bom custo benefício.
Bastante animado e barulhento.
Tem bolinho de chuva.

Conheço o Seu Silva desde que abriu, sempre passava por lá após as aulas do Mackenzie. Entre os bares da região, este é o melhor para comer e beber bem, sem contar que a decoração peculiar do local da uma ótima sensação acolhedora. É um lugar que eu já passei horas com amigos bebendo, comendo e discutindo desde política, filosofia e religião até Chaves e Chapolin.

Durante a semana o bar esta sempre bem movimentado devido ao Mackenzie, porém não sei dizer como é o movimento durante fins de semana.

Ao passar pela Rua Maria Antonia por volta as 20h é possível ver as calçadas cheias de estudantes que se encontram na frente dos vários bares da rua, entre um destes bares está o Seu Silva, a entrada não é nada modesta e mesmo se não fosse o grande movimento de estudantes na porta, o bar não passaria despercebido. A decoração chama muita atenção, logo na entrada se vê várias calotas antigas de fusca dispostas na parede entre outros itens que dão a impressão de se estar na Grande Família.

As bebidas são ótimas, sempre chegamos e pedimos uma Heineken ou Original, mas ainda existe uma variedade considerável de cervejas no cardápio. Eventualmente peço uma cachaça Boazinha ou uma Seleta para esquentar a noite. E não poderia deixar de falar da Caipirinha (cachaça, açucar, limão e gelo. Nada de vodka ou sake), muito bem feita e bem servida, tudo sem miséria.

As comidas deste bar são ótimas, desde a simples porção de fritas até as iscas de carne em molho roth, sem falar dos sanduíches que nomes de mulheres famosas, como o Rita Cadillac ou Roberta Close (pão com linguiça, hahaha genial) e dos hamburgueres com nome de personagens épicos das novelas, como Roque Santeiro e o Odorico Paraguaçu. Tudo muito caprichado e bem servido. O cozinheiro está de parabéns.

Corrigindo: Roque Santeiro, Odorico Paraguaçu, Sassá Mutema, entre outros, são os drinks do bar. Os hamburgueres tem nomes de cantores como Reginaldo Rossi, Wando, Biafra...

A equipe toda do bar está de parabéns, todos os garçons sempre atendendo muito bem. Aproveito para deixar aqui um abraço para a Inês e a Ge que sempre nos atenderam super bem!

Mais uma coisinha, a uns meses atras (talvez a um ano) nas TVs passavam as antigas pornochanchadas brasileiras e por algum motivo, sabe-se lá qual, tiraram. Aproveito para pedir que voltem as pornochanchadas do Seu Silva!

Da Silva só no nome, porque do lado de fora, não vi placa. Os cardápios continuam exibindo o "Seu Silva". Sim, tenho fotos provando; afinal, nem tinha começado a beber. Quando cheguei, parte do pessoal do Kekanto já estava indo embora -- dei início à fase dois.

Trata-se de um boteco arrumadinho, com decoração retrô, bem do lado do Mackenzie. O público é composto de gente na faixa dos 20 aos 30 anos, compatível com a localização.

As porções giram em torno de R$30,00. Mais em conta, a de bolinhos de abóbora recheados com carne seca (R$21,00) é totalmente dispensável. Muito sem graça, carne seca pura.

Melhor pedida são os sanduíches. Optei por um Wando (hambúrguer, mussarela de búfala, tomate seco e rúcula (R$16,00 acompanhado de batata frita)) e não me arrependi.

Como todo bom boteco de faculdade, tem cerveja de garrafa. Só tome cuidado de pedir pra alguém anotar o que foi consumido. Ou leve o Gabu a tiracolo -- certamente ele não vai recusar o convite.

Fui apenas uma vez no Da Silva Bar e foi no dia que alguns amigos usuários do Kekanto estavam presentes!
Curti muito este barzinho. Apesar de ser em frente à faculdade Mackenzie, achei que não estava tão lotado, afinal era uma sexta-feira e o tempo estava ótimo para tomar uma cerveja geladinha.
Pra mim foi surpreendente também o fato de um bar localizado tão próximo à uma faculdade ser tão bem planejado ao ponto de contar com um tema, que agrada aos saudosos que viveram os anos 80 e 90...
Tudo que você olha na casa te traz alguma recordação dessa época. Aqueles suquinhos de feira dão uma ótima sensação, me fez voltar à infância, onde sempre ganhava um a cada visita à feira com minha mãe. E eu adorava. No final misturei a infância com a vida adulta, provando a saciroska (suquinho misturado com vodka)! Eu gostei, o segredo é ir apertando o suquinho pra ir misturando com o destilado.
O nome dos lanches também são bem diferentes, todos nomes de astros (bregas) da época. Se eram talentosos ou não, isso não importa no Da Silva, o que importa é relembrar provando os deliciosos lanches.
E a cerveja apesar de não fazer nenhuma alusão às décadas de 80 e 90, também são um ponto forte do bar. A casa conta com cervejas premium (Heineken, Serramalte, Norteña), as comuns e o chope Bamberg, que na minha opinião todos os bares de SP deveriam comercializar!!! Ví que eles vendiam enormes canecas de chope, mas não me recordo se era de 500ml ou de 1 litro. Voltarei para confirmar! :-)
Enfim, Da Silva é um bar super agradável, daqueles que faz a gente se sentir em casa e não querer mais ir embora!!!

O Da Silva tem cara de cozinha de vó, mesinhas de madeira e decoração retrô.
Não tem como não se encantar antes mesmo de ver o cardápio recheado de historinhas, lanches e bebidas com nomes engraçadinhos como Reginaldo Rossi, Sidney Magal, Elke Maravilha entre outros.

Provamos tudo isso com a galerinha do Kekanto. As sacingas (suquinho de feira + pinga, R$ 10,00) foram as estrelas da noite e a Saciroska (suquinho de feira + vodka, R$12,00).

A princípio pode parecer estranho mas é bem gostosinho. O segredo é apertar o suquinho pra ir misturando com o destilado.

Logo que cheguei como não poderia deixar de ser, pedi uma porção de bolinho de arroz (R$ 15,oo) que tinha gostinho de comida de mãe, muiiito bom.

Mais tarde pedimos o lanche Wando que é um hamburguer com mussarela de búfala, tomate seco e rúcula (R$ 16,00). Excelente pedida. Estava delicioso

O cardápio de cervejas é bem variado também, com Norteña, Bauhaus, Heineken, Colorado além de chope Bamberg Pilsen e Weiss. Ficamos com as Heineken e Serra Malte (R$ 6,50).

O público no geral é formado por jovens estudantes, por estar situado em frente ao Mackenzie. É um bar para esquecer da vida, papear e tomar uns bons drinks com a galera.

Também conheci o Da Silva (ou Seu Silva, como queiram) num mini encontro do Kekanto.
É um lugar que cumpre muito bem o que promete. Um bar muito simpático que fica bem próximo à faculdade Mackenzie. O ambiente é todo retrô com calotas de fusca penduradas na parede, suquinhos de feira em formato de arma, celular, etc. e um incrível papel de parede fazendo uma imitação de azulejo antigo, bem convincente. Depois de umas cervejas, ficou difícil perceber que não era real rs.

O tema do bar é o brega, então todos os lanches tinham nomes excêntricos, tais como Rita Cadillac, Luis Caldas, o comentadíssimo lanche Roberta Close (de lingüiça) e outros. Nessa noite não provei nenhum, mas os companheiros do Kekanto comeram e aprovaram.

As porções estavam muito boas, os bolinhos de arroz, as coxinhas (na verdade fetos de coxinhas, pois eram do tamanho de uma azeitona) e os bolinhos de abóbora com carne seca estavam perfeitos. Ou quase perfeitos, pq o preço não condizia com o tamanho e fartura dos acepipes.

Agora o show da noite quem deu foi a Sacinga, uma caipirinha misturada com suco de feira por míseros R$ 10. Na verdade o suco de feira não dá gosto de nada ao drink, mas valeu pela diversão.
Depois de muita cerveja e diversas "Sacingas" cantamos muito brega num karaokê à capela que parou o bar rsrsrs

Achei um bar muito animado e excelente para quem estuda no Mackenzie ou mora nas proximidades.
Foto opinião do Francisco Cantão sobre Seu Silva Bar

Da Silva, Seu Silva... Fiquei um pouco confusa! Mas lá dentro tudo é Da Silva.
O bar fica em frente ao Mackenzie e é obviamente frequentado pelos estudantes (ou melhor, por quem cabula aula para ir ao bar) e alguns perdidos como nosso grupinho do Kekanto.
A atmosfera é de bar de faculdade: bastante barulhento e com muita gente 'alegre'. Talvez porque eu tenha chegado às 21h e pego o povo já calibrado.
A casa é estranhamente decorada com cestos de plásticos, objetos antigos, garrafas de pinga e um varal com os inusitados suquinhos de feira, aqueles em embalagem plástica em formato de jacaré, carrinho, arma. Há até drinks feitos com esse suco (com cachaça ou com caipirinha). Mas o gosto não é bom.
Servem cervejas de garrafa, no balde ou com capinha de isopor. Outra coisa legal: copo lagoinha, pra nao deixar a cerveja esquentar.
Os nomes dos petiscos e lanches são divertidos. Eu comi um Reginaldo Rossi (hambúrguer com chedar e cebola caramelizada). Estava realmente uma delicia! A carne estava com um tempero forte, mas muito saboroso. O Rapha comeu o Luis Caldas (hambúrguer, mussarela, bacon e catupiry).
Quase coloquei 4 estrelas, mas no final da noite (final não, era 1h) o garçom acabou com a nota boa. Primeiro quase negou nossas Serramaltes saideiras, alegando que poderia ter acabado, o que nao era verdade. Em seguida, trouxe uma conta errada e ficou bem irritado quando eu e Gabú fizemos a auditoria. Conseguimos retirar os itens nao consumidos e, com muito custo, conseguimos 2 suquinhos de feira pra levar.
Esse foi nosso mini-encontro Kekanto. Num bar onde, sinceramente, não sei se voltaria. Ele combina mais com o pessoal do Mackenzie que falta na aula pra beber.

Sexta não é o meu dia da semana preferido para dar uns bordejos, bebericar uma cerveja, mas como se tratava de um encontro com os amigos do Kekanto, fui sem pensar duas vezes.

Cheguei ao Da Siva por volta das 20h, depois de enfrentar um super trânsito da Av. Paulista até a Maria Antônia, na Consolação. Afinal, era sexta-feira. Ao entrar no bar logo avistei a mesa dos amigos. E após me acomodar, dei uma boa analisada no ambiente, que era bem estilo boteco, simples e com um toque retrô.

Suquinhos de feira em formato de avião, celular e motos decoram de uma maneira tosca as paredes do bar. Próxima ao banheiro, variadas garrafas de cerveja, um televisor do tempo do Êpa e outras "tranqueiras" recheavam uma parateleira de madeira.

Da cozinha saiam sanduíches com nomes de figuras famosas como Roberta Close, Reginaldo Rossi, Beto Barbosa. O Elvio foi de Wando - Hamburguer, mussarela de búfala, tomate seco e rúcula -Provei e super aprovei!

Como gosto de porções para acompnhar a minha boa e velha Serramalte(R$ 6,50), fui de bolinho de abóbora com carne seca(R$ 16). Quase do tamanho de uma bola de tênis, era pura carne seca. Achei que a abóbora fez muita falta. Provei também uma micro coxinha de frango, não era ruim, mas bem longe de ser boa.

Ah, e não podia deixar de falar do "sucesso etílico" da galera, a Sacinga - inusitado drink com o tal suquinho de feira, que é mergulhado com embalagem e tudo no copo de vodka ou cachaça. Nada atraente, visualmente falando. Em relação ao sabor, esqueça! Do suco você não sentirá sabor algum, pois ele não tem gosto de nada, independente da sua cor.

Já o público parece ser todo proviniente do Mackenzie, jovens que apenas assinam a lista de chamada, e correm sedentos e em massa para os diversos barzinhos em frente a faculdade.

O Da Silva se mostrou um bar simpático e sem frescura. Um bom lugar para se tomar uma cerveja ou chopp com preço honesto, comer um hamburguer saboroso e bem temperado. De resto, não tem nada demais, nenhum grande atrativo. Apenas um lugar simples, para um dia igualmente simples.

Sexta a galera do Kekanto se reuniou outra vez para apreciar mais um dos milhares de bares desta imensa cidade.O escolhido da vez foi o Bar Seu Silva, um dos bares preferidos pelos universitários, também pudera, está localizado em frente ao Mackenzie e cá entre nós, ir ao Seu Silva é diversão garantida.
A começar pelo ambiente, totalmente retrô, uma das paredes é revestida por azulejos, que com certeza você já viu na casa da vó, na outra parede um varal com aqueles famosos suquinhos de feira, hit na década de 1990, dava um ar retrô a uma simples parede branca, e não é só isso não, o cardápio também é totalmente retrô, mais dos bares com "comidinha da vovó".
Os lanches com hamburguer tem divertidíssimos nomes de cantores bregas: Reginaldo Rossi, Wando entre outros, e foi aprovado pela galera, já os lanches no pão baguete leva nome das musas de priscas eras, como Gretchen, Rita Cadillac (este eu provei e aprovei, hehe, delicioso churrasco, com queijo e vinagrete no pão baguete) $15,00, Elke Maravilha e Roberta Close (pão com linguiça (!?) e vinagrete), tamanho foi o borburinho acerca deste lanche, mas no final ninguém provou.
Os pesticos também levam nomes de musas "oitentistas", pedimos o "Mix Mara Maravilha" que acompanha 06 unidades de bolinho de abóbora com carne seca, 06 bolinhos de arroz e 06 mini-coxinhas, todos estavam muito bons.
Mas o melhor, e assumo, o que nos levou a este bar, são os drinks, a começar pelo famoso Sacinga $10,00, que já ganhou até premiações, que consiste em uma dose de pinga com um suquinho de feira submerso, da cor que o cliente quiser, tem vermelho, azul, laranja, roxo, e pode-se observar que a maioria das mesas conta com o drink para animar a galera, há também a opção com vodka $12,00, mas oferece vários outros drinks, alguns com nomes de personagens famosos das telenovelas brasileiras, provamos o "Viúva Porcina" (vodka, suco de tangerina com gomos e tudo, hortelã e gengibre) e o "Odete Hoittman" (vodka, suco de abacaxi, hortelã e Grenadine), ambos exóticos, porém bons, ao custo de $15,00 cada.
Há também várias opções de cervejas, tomamos Heinekken e Serramalte, as preferidas da galera.
O ambiente é tão divertido e alto astral que lá pelas tantas da noite arriscamos até um mini-karaokê, improvisado por nós, com direito a uma viagem pelo túnel do tempo das músicas bragas nacionais, confesso que até Axé rolou, realmente, este é um daqueles bares que fica na memória e fará parte do rol dos preferidos.
ambiente descontraído
"ambiente descontraído"
Exibindo 14 opiniões | Total de 18 opiniões
Você conhece o Seu Silva Bar? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)