D-EDGE

Balada Eletrônica referência pela iluminação e som. Pós-balada para alguns pelo horário que fecha.
nota 4.2 de 5 em 108 opiniões
| Melhor em Baladas Eletrônica de São Paulo   Melhor em Baladas Eletrônica de São Paulo

Há mais de 10 anos na estrada, a D.Edge é uma referência em baladas para quem curte música eletrônica. Em um amplo espaço, com diversos ambientes, a casa é iluminada por LEDs coloridas que dão uma sensação 3D ao local. Para quem prefere rock, segunda-feira é o dia. Às sextas, o projeto Freak Chic é dedicado ao público gay.

Avaliar
Salvar
Compartilhar
Oferta

Quer receber ofertas do(a) D-EDGE?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos para todos os seus consumidores.

Baixe grátis nosso aplicativo e confira as ofertas:

Escolha seu celular:      
Conheça também Patrocinado
Promova seu negócio no Kekanto e deixe-o em destaque entre milhares de estabelecimentos.
saiba como
Vila do Samba A melhor casa de samba de São Paulo! Vila do Samba A melhor casa de samba de São Paulo!
Divulgue seu estabelecimento aqui
Saiba como
Dicas rápidas Ver todas as dicas
avaliações recomendadas
Nosso sistema de inteligência artificial recomenda automaticamente as opiniões com maior probabilidade de serem relevantes a você. Ele leva em conta diversos fatores como, por exemplo, a qualidade de texto e fotos, e o histórico de publicações do autor. Apenas as avaliações recomendadas são levadas em conta na avaliação geral do estabelecimento.
   
Selecione uma nota

D-Edge com toda certeza é o melhor club de SP para aqueles que gostam de música Eletrônica alternativa, a casa possui um som incrível, com uma iluminação bem diferenciada e um terraço com uma vista incrível... sou fã e frequento bastante aquele local. Turistas que curtem clubs definitivamente devem visitar o local.
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.
A D-EDGE é uma das baladas de música eletrônica mais bem conceituadas de São Paulo, sendo que é considerada a melhor do Brasil pela popular revista DJ Mag, do cenário eletrônico mundial.
A casa realmente condiz com sua classificação, com qualidade do som de primeira linha, LEDs iluminando todo o espaço de modo sincronizado com as batidas, serviço de bar impecável, limpeza durante toda a festa, organização nos banheiros e público bom - principalmente com vários estrangeiros.
Fui em um dia que tocou Mothership, que é do estilo techno (somente batidas, diferente de EDM). A casa conta com quatro andares, sendo três de acesso livre a todos (duas pistas com 2 DJs diferentes e um terraço) e um que geralmente funciona como camarote.
Soube no site do local que no dia seguinte haveria uma afterparty, com direito a café da manhã. O curioso era ver muita gente chegando as 6 da manhã na balada e ficando até 12h.
O preço de entrada é bom e as bebidas são caras.

A D.Edge reúne o que existe de melhor, no cenário nacional e internacional, em termos de produção músical e mixagem, em festas que reúnem o melhor público de apaixonados por música eletrônica.
Para quem é fã do deep house conceitual, groove, G-house e outras vertentes do eletrônico que foge da modinha EDM, a D-Edge é um verdadeiro templo.
Durante a noite é possível transitar pelas duas pistas principais, além da pista 3D (essa última só se você tiver bons contatos).
Apesar de o gênero principal do clube ser o eletrônico, as segundas feiras rola a On the Rocks, festa dedicada às diversas vertentes do rock, desde o classico até o indie. É possível ouvir Twisted Sister, Rolling Stones e Foster The People na mesma pista.
Aos sábados, além da balada normal, rola o Superafter. No Superafter a festa continua para quem já está lá dentro, e começa as 5:00AM para quem chegar animado de algum outro lugar.
O público é livre e aceita qualquer orientação sexual e figurino. Para quem quer curtir sem ser incomodado a D-Edge é uma ótima opção: lá a maioria está tão preocupada em prestar atenção na música, que poucos são os que lembram de pegação na pista. Mas para quem quer conhecer gente nova também é uma boa, pois o fumódromo amplo cheio de sofás e cadeiras vira um verdadeiro lounge de onde você sai com o networking turbinado.
Para quem tem pique, o nascer do sol visto do enorme terrraço/fumódromo faz o domingo nascer com cara de Berlin, e aí você pode dançar até quando o corpo aguentar (a festa costuma acabar lá pelo meio-dia).
Óculos escuros são itens indispensáveis para o público da D-edge.

Balada super animada. As músicas eletrônicas são ótimas e não tem como ficar parado. Acho um pouco caro as bebidas lá dentro. Mas o ambiente é bem eclético e descontraído. O público é bem diversificado, de heteros à LGBT! A segurança do local é boa, sempre se vê algum segurança por perto. Única coisa de negativo é o valor da bebida.

via Android

Melhor casa de são paulo, elegante e com música de alta qualidade; fritoosss ! ..........................................................................................................................................................................................................................................................

Balada eletrônica em frente ao Memorial da América Latina na Barra Funda.
Fui em um sábado com alguns amigos e achei ok. Há várias opções de estacionamentos na região, visto que deixar na rua não é muito aconselhável. Eles custam em média R$25.
Pegamos uma fila de meia hora para entrar. Entrada nos sábados é R$70 para homem e R$50 para mulher. A balada estava bem cheia, mas conseguimos achar um local no piso superior, próximo ao fumódromo, que estava bem tranquilo e conseguimos aproveitar.
O público é um público jovem e que gosta de música eletrônica. Fui oferecido substâncias ilegais algumas xs nas 4 hs que fiquei lá. Há muitos gringos, visto que é uma das baladas mais famosas da cidade. A carta de drinks é boa e custam em média R$30, ou uma Heineken lata R$15.
Se você gosta de música eletrônica, é uma boa opção. Se não curte muito, há outros lugares mais legais na cidade.

Lugar incrível. Sempre com ótimos Djs e um atendimento primordial. Dependendo o dia, a fila fica grande, então chegue cedo se puder. Para quem vai de transporte publico, o metro barra funda fica do lado.
Na parte de cima, no terraço, há uma area onde se pode ver a cidade. Muito gostoso para ir com amigos ou apenas curtir.

Essa foi uma das primeiras casas noturnas que conheci em São Paulo, quando fui passar a virada do ano em 2013 na cidade. Considerada algumas vezes como a melhor balada eletrônica do Brasil, a casa é simplesmente surpreendente e com certeza o título de melhor club não veio a toa.

Quando fui, cheguei por volta da 01:00h e só consegui entrar depois das 03:30h, pois a fila virava o quarteirão e era gente que não acabava mais. O preço? Paguei mais de R$100,00 com consumação total. Lembro que achei caríssimo, uma verdadeira facada nas costas. Mas pensei: "poxa, é ano novo, vou beber um monte e aproveitar". Ráaaaaaa, que doce ilusão!!!!! Na hora de ir embora, a minha conta tinha dado muito mais que isso, pois os preços lá são absurdos (paguei quase R$40,00 reais em uma caipirinha, que estava horrível por sinal).

Tirando esse contratempo, a casa é simplesmente divina. Conta com 3 andares, mais a área do "fumódromo", que fica no Terraço, te dando uma vista incrível da cidade, e do Memorial da América Latina. Cada andar tem uma decoração mais linda que a outra, e muito LED, mas muito mesmooooo, lembro que não aguentei ficar muito tempo na pista de dança, porque chegou a me dar dor de cabeça.

Não sei dizer se acontece em todas as festas, mas nesse dia rolou um "after", que abria às 06h e ia até o 12h. Muito engraçado sair para ir embora e ver fila de gente chegando para a balada às 07h, com o sol quente já, haha. Só em São Paulo mesmo!!!

Hoje nem tanto, mas ha um tempo atrás, eu passava por lá pelo menos um dia da semana. Sempre foi meu club favorito, mesmo antes da reforma. Então de certa forma eu devo muito ao D-Edge, graças a esse clube eu já experienciei desfilar em uma escola de samba, "Unidos da Alameda Olga", já participei de uma maratona, 'Meia Maratona da Barra Funda". Além de alugar bicicleta e andar até as 14h da tarde. E tudo isso de calça jeans, em outras palavras saindo da balada.

Agora partindo para a estrutura do club, eu não sou a pessoa mais viajada, mas já tive a oportunidade de conhecer alguns clubs famosos do mundo. E o D-Edge nunca ficou atrás, por isso que até hoje é considerado a melhor casa noturna do Brasil e uma das melhores no mundo.

Conta com três pistas, um terraço e um sistema de som que desperta inveja em todos os clubs do mundo! O preço é R$50 de entrada ou R$100 consuma, a bebida é meio cara então eu aconselho a preferir os R$100 consuma.

Recomendo;)

Não se baseie na minha opinião pois não sou fã de música eletrônica e todas as vezes que estive na d edge era musica eletronica.
o ambiente é pequeno e incrível, aquelas luzes no teto, piso e paredes fazem parecer que estamos em outra dimensão.
o lugar é legal se você quer curtir sem conversar pois é impossível conversar com um som alto, é legal para quem quer aproveitar sem hora pra acabar.

Acho que é a melhor estrutura de balada que já conheci.
Com 3 pistas, sendo a 1ª a principal, com a maior estrutura e com o maior bar, onde as luzes piscam no ritmo da música.
A outra pista que conheci (a outra estava fechada na sexta) é menor, mais estreita com a iluminação vermelha (lembrou o interior de uma limousine), onde toca outro dj. Ambas as pistas tem sofás para quem quiser dar uma descansada da agitação. Destaque para a área de fumantes, no deck, que tem uma vista incrível.
A bebida é cara (duas doses de vodca Absolut + energético + refri = 80 reais), como em toda balada, e caso você consiga entrar em alguma lista VIP, você pode conseguir desconto, com a opção de de ser consumo ou não (paguei 80 consumo com nome na lista).
O público é bem misto e bonito, tem pra todos os gostos, desde uma galera alternativa a galera mais "mauricinha"! E o que achei mais legal é que a maioria vai pra curtir a música (não estranhe se você achar pessoas quase em transe no meio da pista).
Atendimento no caixa e na entrada é muito bom, e os barmans são simpáticos.
Pra quem é fã de eletrônico, vai enlouquecer quando conhecer a D-Edge.

Exibindo 14 opiniões | Total de 109 opiniões
9 opiniões não são recomendadas
Você conhece o D-EDGE? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: