Choque Cultural

nota 4.0 de 5 em 6 opiniões
| Rank: 35º de 81 | Museus
Oferta

Quer receber ofertas do(a) Choque Cultural?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos para todos os seus consumidores.

Baixe grátis nosso aplicativo e confira as ofertas:

Escolha seu celular:      
Divulgue seu estabelecimento aqui
Saiba como
Dicas rápidas Ver todas as dicas
avaliações recomendadas
Nosso sistema de inteligência artificial recomenda automaticamente as opiniões com maior probabilidade de serem relevantes a você. Ele leva em conta diversos fatores como, por exemplo, a qualidade de texto e fotos, e o histórico de publicações do autor. Apenas as avaliações recomendadas são levadas em conta na avaliação geral do estabelecimento.
   
Selecione uma nota

O nome diz tudo para os acostumados com a arte clássica ou, em outras palavras, mais tradicional. Conheci no roteiro do II Graffiti Tour Kekanto - O PasseiÔ!

A pintura na fachada externa é toda colorida. Ao entrar me deparei com um Fusca com a lataria pintada com pequenos desenhos. E dentro do mesmo, no banco de trás, um boneco simulando uma pessoa dormindo. Um exemplo de arte parecida com aquelas que normalmente observamos na Bienal de Artes Plásticas.

No andar de cima encontramos Eduardo Saretta, argentino, um dos proprietários e artista da maioria das obras expostas. Ele recepcionou o grupo e comentou um pouco do seu trabalho com a guia Manoela Colombo. Aliás, já tinha visto algumas intervenções do artista na Rua Caiubi, no bairro das Perdizes, São Paulo/SP, mas não sabia que ele era o autor.

Outras artes que me chamaram a atenção na galeria foram a granada e a roda do palhaço, que fica feliz ou triste conforme é girada.

A galeria Choque Cultural é um exemplo de fomento das artes plásticas e já apresentou diversos artistas, tanto brasileiros como estrangeiros.
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

Participando do Graffitii Tour do Kekanto, acabeiconhecendo esta galeria de arte urbana. Apesar de ser uma casa pequena, a casa em si já chama bastante atenção por ser multicoloriada!

Ao entrar, alguns quadros na parede de lugares conhecidos de Sampa com intervenções muito legais e que eu nem imaginava que estava lá.

Vimos também um fusca todo decorado e a galeria no andar de cima também com várias esculturas e quadros, além de livros e obras de pessoas que já passaram por essa galeria e hoje já estão em âmbito internacional.

Entrada gratuita, não deixe de visitar se estiver na região

A Choque Cultural é uma galeria de artes bem maneira, e foi a que mais gostei, das que conheci pelo Grafitti Tour.
A loja é bem bacana, e logo na entrada, tem um fusca lindo, todo grafitado, com um boneco de cera dentro, que até parece real, haha.
Subindo as escadas, você vai encontrar um ambiente com vários quadros e algumas esculturas, além de livros. Vale muito a pena conhecer, o ambiente é bem bacana, e tem obras bem interessantes. :)
Foto opinião do Verônica Leme sobre Choque Cultural

Vale muito a pena se programar e conferir essa galeria dedicada a arte urbana e novas linguagens que fica bem localizada na Vila Madá e o com acesso gratuito. Logo de cara, a fachada é ousada e chama a atenção de maneira positiva.
O espaço é dividido em algumas pequenas salas e um "jardim", onde apresentam propostas inovadoras, jovens e dinâmicas. O objetivo é disseminar a arte através das Expos e de atividades institucionais e educativas que ajudam na aprendizagem.
Está sempre aberto para novos colaboradores, desde grafiteiros à designers, entretanto opta por comercializar os trabalhos de nomes consolidados, como um Fusca antigo pintado pelo artista Tec, à venda por apenas 50 mil Dilmas.

Pra quem não sabe a Choque Cultural fez muito pela cena da arte urbana paulista que hoje esta em destaque mundo a fora. Criada pela dupla Baixo Ribeiro e o Eduardo Saretta, com o intuito não só de ser um projeto de galeria comercial, eles envolveram também educação e compromisso sócio-cultural. Eles conseguiram fazer com que a arte de rua paulistana fosse para dentro de uma galeria de arte e posteriormente ganharem o mundo.

Desde a sua fundação, em 2003, o projeto apresentou mais de 200 artistas brasileiros, trouxe para o Brasil mais de 50 artistas internacionais, levou brasileiros para os grandes museus contemporâneos mundiais e editou muitas gravuras e livros.

Se estiver caminhando num sábado a tarde pela Vila Madalena, não deixe de passar por lá. Você terá acesso a muitos livros e a obras dos artistas que eles apoiam. A entrada é gratuita e algumas das obras estão a venda.
Fachada
"Fachada"
Primeira opinião do lugar

A Choque Cultural é uma ótima opção para visitar exposições novas de artistas novos. O foco principal deles é arte urbana, então, tem muita coisa de graffiti, intervenções, etc. Sempre está rolando algo interessante por lá. Ah! E no site deles tem uma lojinha virtual com várias opções lindas para decorar sua casa, escritório, dar de presente, etc etc etc. Fica a dica pessoal
Você conhece o Choque Cultural? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Conteúdo relacionado O que fazer em São Paulo?
Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: