Café Galgos Brancos

nota 4.0 de 5 em 5 opiniões
| Rank: 81º de 163 | Bares e Botecos


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

Quem aí conhece a Isadora Andrade? Essa doce menina começou a trabalhar com a gente uns meses atrás nos ajudando em alguns projetos. E ela é boa de garfo também! Tanto que se prontificou a trazer umas dicas pra gente. Portanto, bora aproveitar a “dica dos amigos” de hoje. Conta aí Isa.

Fazia tempo que passávamos em frente ao Galgos Brancos e ficávamos curiosos para entrar naquele bar tão estreitinho. Aproveitamos a temperatura agradável que fazia numa noite dessas para sair e, enfim, conhecer esse pub que fica numa das ruas mais charmosas do bairro Moinhos de Vento, em Porto Alegre.

O nome do lugar, fui descobrir, é em homenagem à equipe gaúcha de carros de competição Scuderia Galgos Brancos, que bombava nos anos 50 e 60. As paredes do bar são repletas de fotos e troféus daquela época.

O ambiente interno é bem pequeno, com apenas três mesas. Uma boa opção é sentar-se no balcão de frente para o janelão de vidro e ficar acompanhando o movimento da rua.  Ou então ficar nas mesinhas da calçada mesmo.

Começando a noite, o Henrique, meu namorado, pediu um chopp da stella artois, que veio bem geladinho.

Vimos que lá eles servem o caldinho de feijão Jambo. O mesmo que tem no nosso trabalho, e que inclusive foi citado pela Lela no épico post chatarra na firma.  Se puro ele já é uma delícia, imagina acompanhado de bacon e pãozinho torrado? Quero uma máquina dessas lá em casa djá!

Depois foi a vez de um sanduíche aberto com lombinho, salame, presunto e berinjela.  Boa pedida para petiscar enquanto se joga conversa fora.

Para finalizar, pedimos um brownie com sorvete de creme. Demoramos um tempinho até localizar o brownie, que estava bem escondidinho debaixo do sorvete. Mas valeu a pena procurar.
Ao final, com as bebidas, essa saidinha agradável no fim de tarde nos custou cerca de 60 reais.
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota

Curti o espaço do Café Galgos Brancos. Parece pequeno, em um pequeno corredor, mais há um espaço atrás, ao subir as escadas, mais "caseiro"; sim, porque parece uma casa (ou um sobrado) atrás do café com área aberta e fechada e um bom espaço para eventos pessoais e encontros.

O ambiente é realmente lindo, e por isso chama a atenção. O nome do lugar está inspirado pela equipe gaúcha de carros de competição Scuderia Galgos Brancos, dos anos 50 e 60. Todo o bar tem esta decoração e fotos que contam a história.

Com fui lá apenas para petiscar, indico as bruschettas: são várias e muito boas!
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

via Android

A feijoada servida em alguns finais de semana é muito boa. É prato feito e não buffet. Mas pode repetir à vontade. É só pedir que trazem mais na mesa. Custo-benefício muito justo ($25). Entretanto, nos fins de semana que não tem feijoada, o almoço é prato feito e o cardápio varia. O porém é que as porções são pequenas e não há reposição. E o preço permanece o mesmo. Assim não me parece valer a pena. Saí de lá com fome. Nesse caso o custo-benefício é ruim.

Melhor chopp de porto alegre: gelado, cremoso e saboroso. Para acompanhar, o clássico sanduíche de carne panela, ou prato-feito de frango com molho de mostarda e cogumelos paris, transformam o local em "lendário", assim como foram os pilotos de carreteras, catharino e julio andreatta que compõe a decoração do espaço do galgos, com fotos e inúmeros troféus de suas conquistas nacionais e internacionais. Vale a pena conferir!

Quem aí conhece a Isadora Andrade? Essa doce menina começou a trabalhar com a gente uns meses atrás nos ajudando em alguns projetos. E ela é boa de garfo também! Tanto que se prontificou a trazer umas dicas pra gente. Portanto, bora aproveitar a “dica dos amigos” de hoje. Conta aí Isa.

Fazia tempo que passávamos em frente ao Galgos Brancos e ficávamos curiosos para entrar naquele bar tão estreitinho. Aproveitamos a temperatura agradável que fazia numa noite dessas para sair e, enfim, conhecer esse pub que fica numa das ruas mais charmosas do bairro Moinhos de Vento, em Porto Alegre.

O nome do lugar, fui descobrir, é em homenagem à equipe gaúcha de carros de competição Scuderia Galgos Brancos, que bombava nos anos 50 e 60. As paredes do bar são repletas de fotos e troféus daquela época.

O ambiente interno é bem pequeno, com apenas três mesas. Uma boa opção é sentar-se no balcão de frente para o janelão de vidro e ficar acompanhando o movimento da rua.  Ou então ficar nas mesinhas da calçada mesmo.

Começando a noite, o Henrique, meu namorado, pediu um chopp da Stella Artois, que veio bem geladinho.

Vimos que lá eles servem o caldinho de feijão Jambo. O mesmo que tem no nosso trabalho, e que inclusive foi citado pela Lela no épico post chatarra na firma.  Se puro ele já é uma delícia, imagina acompanhado de bacon e pãozinho torrado? Quero uma máquina dessas lá em casa djá!

Depois foi a vez de um sanduíche aberto com lombinho, salame, presunto e berinjela.  Boa pedida para petiscar enquanto se joga conversa fora.

Para finalizar, pedimos um brownie com sorvete de creme. Demoramos um tempinho até localizar o brownie, que estava bem escondidinho debaixo do sorvete. Mas valeu a pena procurar.
Ao final, com as bebidas, essa saidinha agradável no fim de tarde nos custou cerca de 60 reais.
Foto opinião do Diego Fabris sobre Café Galgos Brancos
Primeira opinião do lugar

Adorei o Café Galgos Brancos na Dinarte Ribeiro.
O lugar tem dois ambientes. O primeiro, pequeninho mas bem decorado, com fotos e matérias de jornais sobre corridas de Carretera e mesinhas na rua, em cima, uma casa de dois andares , onde no andar de baixo é o café e no andar de cima um ateliê de moda e uma loja de sapatos.
Sentei em uma mesinha na rua, que aliás, é muito charmosa. A calçada em frente ao café remete ao Rio de Janeiro com o chão imitando o calçadão de Copacabana. A garçonete que me atendeu foi muito atenciosa e durante todo o tempo esteve na rua, disponível para quem estava sentado ali.
No cardápio várias opções de sanduíches, escondidinho, mini pizzas e bolinho de bacalhau. Na dúvida entre um sanduíche de carne de panela e o de mortadela, optei pelo de mortadela Ceratti e um chopp Brahma. O Sanduíche demorou em torno de 7 minutos para vir, uma delícia e bem recheado! Para acompanhar, pedi um chopp Brahma que veio bem geladinho.
O astral do café é bem legal e conforme foi chegando o final de tarde, reparei que diversos grupos estavam se reunindo ali no horário do happy hour.
Tomei mais um chopp geladinho e não resisti, antes de ir embora, acabei experimentando o picolé de limão siciliano da marca Diletto que vende no café, com certeza, o melhor picolé de limão que já comi.
Ambiente, localização, chopp bem gelado e comida nota 10.
Exibindo 5 opiniões | Total de 5 opiniões
1 opiniões não são recomendadas
Você conhece o Café Galgos Brancos? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: