Boteco meia8

nota 3.7 de 5 em 12 opiniões
| Rank: 44º de 270 | Bares e Botecos


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque
Primeira opinião do lugar

É meio que o meu refúgio no Largo de Santana. Quando estou cansada de implorar por atendimento em outros bares mais "famosos" ou não estou muito propensa a receber abordagens de pessoas com panfletos/vendendo cds, adesivos e etc, opto pelo Boteco meia8.

Ele fica tão escondido, mas tão escondido, que muita gente nem sabe que ele existe. E aí a vantagem é que enquanto o Largo da Dinha está lotado, lá dentro ainda tem mesas disponíveis e banheiro razoavelmente limpo.

Para chegar lá, você entra em uma portinha espremida entre o Bar Vermelho e um outro boteco sem nome. Basta andar alguns passos pelo corredor para chegar ao salão principal e à varanda (sim, ainda tem área externa!). É quase um portal para uma realidade paralela. Quem vê aquela portinhola da entrada não imagina o tamanho do lugar.

Uma vez lá dentro, hora de escolher a mesa. Gosto de ficar na parte descoberta pq é mais fresca. O atendimento é variável: ora está bom, ora está ruim, pelo número reduzido de garçons em relação à demanda.

Sempre peço espetinho de carne, que vem com farofa e salada. Não sai a mais de R$ 7. Pra completar, refri, claro. :) O cardápio reúne outras opções típicas de boteco, mas nunca experimentei outras coisas.

Querendo ou não, você está no Largo da Dinha, ou seja, não precisa ir arrumado e não vá esperando requinte e sofisticação. Lá só tem mesas de plástico e talheres que chegam embrulhados em guardanapo. O máximo que você encontrará é um televisor passando dvds musicais (pagode e Pablo, da última vez em que estive por lá). No mais, se divirta! :)
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

Nas redondezas do Largo da Dinha, com certeza é o lugar que mais gosto de sentar pra tomar uma cervejinha com os amigos!

O ambiente, dependendo do dia, é bacana. Gosto de sentar logo em frente á entrada, do lado de fora. Dentro do bar o espaço é bom também. O atendimento é regular, médio se comparado a alguns bares da região.

A cerveja vem gelada e tem preço bom. Os petiscos são ótimos. Tem uma carne acebolada com fritas que é uma maravilha! Gosto do bolinhos também, os de queijo e bacalhau são os que com certeza recomendo! Servem uns pasteizinhos saborosos também. O preço dos petiscos também é bom, uma média de R$ 12,00. Vale a pena experimentar!

O boteco é um dos melhores em questão de atendimento , quando se trata do largo de Dinha.

Os preços dos petiscos são muito em conta, uma porção de pastéis sai a r$12,00 com 8 unidades, e esse preço também se refere ao de camarão, a massa é bem gostosinha.

As cervejas saem bastante geladas e com preços bem bacanas, a original sai por R$5,90 e o refrigerante se não engano custou r$3,00 a lata ou menos que isso.

Você tem opção de ficar na área coberta do bar ou na parte descoberta, pois o local possui uma varanda nos fundos, e também pode ficar na praça mesmo.

O atendimento caso você vá em um fim de semana será um pouco desastrado, os garçons tem que atender quem ta dentro e fora do estabelecimento e os pedidos acabam atrasando um pouco, mas, pela semana o local fica mais tranquilo.

É um dos menorzinhos, mas é sem dúvidas o meu bar favorito no Largo da Dinha!

O Boteco Meia 8 é aparentemente pequeno, e fica esmagado no meio dos bares do Largo da Dinha. O atendimento é médio, pzadoderia ser melhor, mas comparado com o atendimento de outros bares na área, o Meia 8 é superior, os garçons são simpáticos e mais dispostos a ajudar que os de outros bares, servem Skol geladinha e tem boas opções de petiscos com preços mais em conta. Gosto muito do mix de bolinhos e da carne do sol com batata frita.

O banheiro é mais limpinho e organizado que o de outros bares da área.

A parte interna é enooooorme, e se você não se importa tanto com o calor e quer mais sossego vale a pena! :)

Meu ponto de encontro favorito no famoso Rio vermelho! Atendimento bom e eficiente (principalmente na parte interna do bar), com opções gastronômicas acessíveis a pessoas individuais e grupo de amigos! Recomendo as opções de arrumadinho e escondidinho de carne do sol, acompanhado de uma Original bem gelada.

Um oásis no largo de dinha, um boteco que tem garços que trabalham, onde você é servido, onde os banheiros funcionam, onde se aceitam cartões de crédito e onde os preços são razoáveis. Em nenhum outro lugar do largo você vai encontrar todos esses fatores em um único estabelecimetno

É meu bar favorito no Largo de Santana (Dinha)! Fui lá com uns amigos pela primeira vez após me irritar com o péssimo atendimento do Santa Maria. E devo dizer que a primeira coisa que me chamou a atenção foi o atendimento excelente. Emanuel, o garçom, foi atencioso, trouxe rápido o cardápio e cerveja.
Como fiquei na parte de fora, não posso opinar sobre a parte de dentro, mas achei o ambiente legal e é maior que eu esperava. Os banheiros são limpos e tem sabão, coisa rar em banheiro de bar.
Gostei de tudo que comi: a porção de calabresa acebolada tava gostosa e a porção é bem legal e o preço justo pra Rio Vermelho (R$19); a porção de filé com fritas valeu a pena, a carne estava macia e as fritas sequinhas. Por fim, pedimos uma porção de batata frita que tinha um tamanho bom e preço condizente à porção (R$10). Eles estão naquela promoção da Ambev, logo a Skol é R$4,50 e a Original R$5,40 (acho).
Outra enorme vantagem é que eles aceitam cartão!! É por essas e outras que não recomendo outro bar em Dinha!

Não sei se pelo atendimento pouco feliz do bar anterior, mas aqui Emanuel foi a salvação da noite! Já tinha ouvido falar do bar aqui no Kekanto mesmo, e por indicação de Savs e Alex, me joguei.

O ambiente interno é grande e tal, tem tv para quem quer ver jogos e UFC, mas como é em pleno Largo de Santana (DInha!), ficamos pela praça mesmo. O garçom, Emanuel, é um paranaense gente boa, divertido, sempre de bom humor. Outros ares, adoramos!

Gente, não quero outra vida! Como estávamos num pique de conhecer o cardápios e comer gostosuras, pedimos primeiro uma porção de calabresa acebolada. Matou a nossa vontade de comer uma farofinha e vinagrete. A porção custou R$19 e comemos bem. Daí que, já que estávamos ali, resolvemos pedir um filet com fritas. O ponto da carne estava macio, o tempero bem gostoso. E R$29 a porção. Para arrematar, mais uma porção de batatas-fritas, pq vimos passando e ela tem um tamanho bom, especialmente em comparação com outras casas. R$10

Recomendadíssimo!

Localizado entre o bar Vermelho e o Santa Maria — que ficam no Largo de Santana mais conhecido como Largo da Dinha — o Meia8 é um bar modesto, de cerveja barata e opções de petiscos limitada. Descobri-o graças a um amigo botequeiro assumido e desde então esse costuma ser o meu destino principal quando penso em "tomar uma" no, carinhosamente chamado por amigos, Red River.

O bar tem mesas na parte do Largo mas, como são poucas, costumam acabar rápido. Então, não resta outra saída senão ficar na parte interna do Meia8. Esse é um dos pontos fracos: a parte interna é abafada, não tem visibilidade do largo, o atendimento é pior que o da área externa — por incrível que pareça — e quando tem fumante na área é um desastre.

O ponto forte e que me faz voltar lá sempre é o preço da cerveja: realmente barato. A cerveja chega até a ter preços de bares pequenos de bairro mais populares. Também conta como aspecto positivo a variedade de opções de cerveja lá. No entanto, a cerveja lá, dependendo do dia, pode vir não tão gelada quanto de costume.

É uma boa opção para quem quer beber cerveja e bater papo.

Lugar bem escondido, com diversos tipos de frequentadores, rockeiros, arrocheiros, kekanteiros (rsrs) e etc. Fica no Largo da Dinha bem escondido, numa porta entre o Bar vermelho e um outro boteco que não sei o nome. Não é um lugar de luxo nem de lixo, mas para quem quer comer uma acarajé naquela área é um bom lugar para sentar se os outros tiverem cheios, sem mesa e cadeira para sentar e você quiser economizar na cerveja e tomar Skol (R$ 4,50), pois a maioria daqueles bares no largo vendem Schin a R$ 5,50 ou 6,00. É um lugar razoavelmente espaçoso e que tem uma are aberta, o atendimento é satisfatório e os garçons são rápidos. Quando fui, não comi nada, pois minha intenção era o acarajé, então, como acabei comendo duas acarajés, não fiquei com vontade de comer outra coisa.
Para quem quer sair para tomar um e reunir os amigos só para jogar conversa fora, é uma boa opção, recomendo.



Primeira opinião do lugar

É meio que o meu refúgio no Largo de Santana. Quando estou cansada de implorar por atendimento em outros bares mais "famosos" ou não estou muito propensa a receber abordagens de pessoas com panfletos/vendendo cds, adesivos e etc, opto pelo Boteco meia8.

Ele fica tão escondido, mas tão escondido, que muita gente nem sabe que ele existe. E aí a vantagem é que enquanto o Largo da Dinha está lotado, lá dentro ainda tem mesas disponíveis e banheiro razoavelmente limpo.

Para chegar lá, você entra em uma portinha espremida entre o Bar Vermelho e um outro boteco sem nome. Basta andar alguns passos pelo corredor para chegar ao salão principal e à varanda (sim, ainda tem área externa!). É quase um portal para uma realidade paralela. Quem vê aquela portinhola da entrada não imagina o tamanho do lugar.

Uma vez lá dentro, hora de escolher a mesa. Gosto de ficar na parte descoberta pq é mais fresca. O atendimento é variável: ora está bom, ora está ruim, pelo número reduzido de garçons em relação à demanda.

Sempre peço espetinho de carne, que vem com farofa e salada. Não sai a mais de R$ 7. Pra completar, refri, claro. :) O cardápio reúne outras opções típicas de boteco, mas nunca experimentei outras coisas.

Querendo ou não, você está no Largo da Dinha, ou seja, não precisa ir arrumado e não vá esperando requinte e sofisticação. Lá só tem mesas de plástico e talheres que chegam embrulhados em guardanapo. O máximo que você encontrará é um televisor passando dvds musicais (pagode e Pablo, da última vez em que estive por lá). No mais, se divirta! :)
Exibindo 11 opiniões | Total de 11 opiniões
1 opiniões não são recomendadas
Você conhece o Boteco meia8? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: