Bendito Quindim

nota 4.2 de 5 em 16 opiniões
| Rank: 39º de 1042 | Docerias
Mais na região Como chegar

Como o nome sugere, quindim é a especialidade da casa. Além de contar com o tradicional, há ainda 15 versões desse clássico doce. Aceita cartões de débito e crédito e tem acesso para deficientes físicos.

Avaliar
Salvar
Compartilhar


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

Lugar agradável e limpo, atendimento impecável. Amo quindins, mas aqui é muito sabor para escolher e sem noção nenhuma. Gosto do tradicional e ponto. Daí querem colocar cereja, amêndoa, nozes, pistache... É a mesma coisa de comer batata sabor frango. Pra que estragar o que já é bom ??? Mais uma moda na cidade !!
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

Loja pequena com duas mesinhas na calçada mas super charmosa. O atendimento é muito bom, pessoas super simpáticas e gentis.
A variedade de quindins é muito grande você encontra 15 sabores desde o tradicional até o de pistache, framboesa, avelã, damasco... e outros. O sabor é muito bom, agora se você é daquelas pessoas formiguinhas que não se contentam em comer apenas um, uma má notícia é que o tamanho dos doces é igual aos de docinhos de festa, pequeninos, aí vem o outro inconveniente os preços são meio "salgados" cada docinho em média sai por 3,80.
O brigadeiros também são muito bons, mas na mesma proporção dos quindins, pequeninos e preço salgado.
Mas a qualidade e o sabor são muito bons. Vale a pena dar uma passada lá e provar essas gostosuras. A caixinha para presente é super bacana e vai fazer sucesso, mas lembre-se do preço.

Um absurdo de bom! Os donos sempre simpáticos e disponíveis, bem pertinho da minha casa o que faz com que eu caia em tentação mais do que deveria! Todos os sabores são deliciosamente gostosos. E para levar pra casa embalagens charmosas e um brigadeirão branco com pistache de fazer qualquer um esquecer da dieta!

Parte 2 - Bendito Quindim (Tatuapé)

Sem medo do futuro!

Há clientela consolidada na matriz do Bendito Quindim: mães e pais que de segunda a sexta vêm buscar os filhos na escolinha ao lado da doceria e que não deixam que dois ou três passos os impeçam de comer um quindim e tomar um café; a petizada que corre para lá antes que sejam detidos por seus pais; pessoas a caminho do trabalho ou na volta dele; outras que confessaram não gostarem de quindim, porém, rendidas pelo insistente convite de Cátia, o experimentaram e, convencidas, o incorporaram sem remorso à “dieta”.

Encontrar quem diga que esses são os melhores quindins que já comeu é algo rotineiro, assim como quem se encante ao sentir de fato o sabor que cada quindim diz ter. Várias gerações de uma mesma família se acomodam nas mesinhas da calçada em frente à loja e, sem pressa, experimentam brigadeiros de limão siciliano, de chocolate amargo e de todos os sabores disponíveis.

O roteiro gastronômico da cidade de São Paulo vem incorporando mais e mais opções de casas que oferecem um só tipo de produto, seja salgado ou doce.

O Bendito Quindim, que no início do ano inaugurou a primeira filial, na Vila Olímpia, já faz parte desse roteiro, para alegria de quem mora ou vem visitar a metrópole, e também para celebrar a bem sucedida empreitada de Cátia e sua família. Que tal inserir o Bendito Quindim em seu roteiro, também?

Parte 1 - Bendito Quindim (Tatuapé)

Abençoar alguma coisa ou alguém é fazer com que seja celebrada, próspera, bendita. Na vida de Cátia Farias Fantone e de sua família, um doce feito com esmero tem tornado os seus dias mais venturosos: trata-se do quindim, ou melhor, o Bendito Quindim.

As habilidades culinárias de Cátia surgiram na infância, mas por muitos anos eram demonstradas apenas a um restrito grupo de familiares e amigos que frequentavam sua casa. Num passado recente, já casada e com filhos, o dom de cozinhar muito bem foi evocado para dar vida nova e restabelecer, tijolo por tijolo, todos os bens que a família acabara de perder. Foi assim:

De repente, não havia mais nada…

O que fazer quando a estabilidade de um trabalho de 30 anos se perde do dia para a noite e você se vê diante de alternativas pouco animadoras, como vender todos os bens para arcar com dívidas e ser comunicado de que não, aquela indenização esperada não será depositada em sua conta? Esse foi o cenário em que Cátia se encontrou e que a obrigou a usar as mãos e toda a energia de que dispunha para preparar doces e salgados das 8 da manhã até as 2 ou 3 da madrugada e levá-los a uma atenciosa amiga que se oferecera para vender o que ela produzisse.

Como já fazia quindins há muitos anos, preparou certa quantidade e os levou à amiga, que acabou achando os doces requintados e, portanto, merecedores de uma ocasião especial para serem comercializados. E como acreditava (e ainda acredita) que cada coisa acontece a seu tempo, o bendito tempo do quindim chegou em julho de 2011, quando ela, seu esposo e dois filhos abriram uma charmosa lojinha de 17m² no Tatuapé, com o nome de Bendito Quindim.

O local é um oásis para os apreciadores desse doce de ascendência afro-lusitana que Cátia produz com tanta criatividade, variedade de sabores, delicadeza e arte. O de Amaretto, por exemplo, traz em sua superfície uma pequena lâmina de amêndoa, cuidadosamente inserida sobre a fina camada de glucose que dá brilho aos quindins.

A paixão pela iguaria de açúcar, gemas, manteiga e coco foi o que deu firmeza aos Fantone para que a “massa” do quindim – e da vida – nunca desandasse. E valeu a pena.

(Continua...)

Especialista em Docerias com 18 opiniões na categoria

Quindim é o meu doce preferido.
Por esse motivo não poderia esperar mais pra deixar um comentário aqui depois de tanto tempo sobre os quindins da "Bendito".

Na loja que fica aqui perto de casa no Tatuapé (em breve mais uma loja da bendito será inaugurada no Itaim Bibi, na Rua Gomes de Carvalho) os sabores vendidos são, além do tradicional, o de coco queimado, amaretto, damasco, banana, maracujá, amarena, nozes, passas ao rum, morango, café, pistache, chocolate belga, abacaxi, framboesa e avelã...ufa, quanto sabor né? Os mais puritanos dirão "ahhh mas com todos esses sabores não é quindim!!!" Bem, eu tambem prefiro mil vezes o tradicional, mas apesar de tanta variedade e invenção nos sabores, eles são bem sutis, não tem aquele gosto de corante, de essência mega carregada, é gostoso e vale a pena experimentar.

Quindim que se preza tem uma equação exata para ser divino, ele deve ter uma camada não muito fina de coco por baixo que seja consistente mas não dura e por cima uma camada generosa do creme de ovos (sem gosto de película de gema!!) beeeem cremosa e que se mantenha assim mesmo depois de refrigerado.

Estão longes ainda de serem os melhores quindins de SP, mas eles não se chamam "Divinos Quindins", se chamam "Bendito Quindim", não é mesmo? rs

O preço fica na faixa de 3,50 cada um o que não é barato pois acabam numa bocadinha, eles são minúsculos, tamanho festinha rsrs. A caixa é um charme, fica linda recheada com todos eles parecendo uma caixa de jóia, lindo para presentear.

Vale a pena dar uma passadinha lá. Tem 2 mesinhas na calçada e o atendimento é mega simpático.
Vendem brigadeiros também,

O Rapha descobriu o Bendito Quindim em uma matéria da Folha de São Paulo. Aproveitando o feriado chuvoso no sábado e a pequena distância da minha casa, seguimos até o local com a curiosidade e a vontade de quindim aguçados. Antes, telefonamos para confirmar se estavam abertos (horário de atendimento: terça a domingo, das 13 às 19h).
É um local pequeno e graciosamente decorado. Há 3 mesinhas brancas do lado de fora para quem quiser saborear os doces no local. Os quindins ficam acondicionados em balcão refrigerado, enquanto os brigadeiros ficam em bandejas com tampas transparentes.
O atendimento é bastante atencioso. Explicam cada tipo de doce, forma de armazenamento, que a caixa para viagem é retornável. Na parede, a dona (e confeiteira) Catia Farias em foto com a Ana Maria Braga.
Uma boa variedade de quindins: tradicional, pistache, chocolate belga, maracujá, abacaxi, nozes, avelãs, amaretto. Escolhi um de café e um de abacaxi. Realmente deliciosos e molhadinhos, mas bem pequenos (acabam muito rápido). O sabor da fruta (ou da castanha, chocolate, café) não é muito acentuado, prevalecendo o gosto do ovo com coco dos quindins tradicionais.
Quanto aos brigadeiros, menos opções (pelo menos que estavam disponíveis no dia). Experimentei um de Alpino e gostei. Mas os quindins são melhores!
Cada quindim custa, em média, R$ 3,20. O valor é alto pelo tamanho, mas o sabor compensa. Dá para degustar um quindim depois de um almoço de domingo, vale a pena.

Fiquei sabendo do Bendito Quindim pelo Guia da Folha e prontamente planejei uma visita à casa no fim de semana pra comer meu docinho preferido.

Apesar de já saber de antemão da variedade de sabores diferentes pro doce tradicional é muito difícil escolher. Os diferentes sabores dão uma boa gama de cores pro doce amarelo, indo do rosa vivo do quindim de frutas vermelhas ao marrom escuro do quindim de chocolate. E mais do que ter cores diferentes os doces são muito saborosos, mesclando bem o jeitão do quindim com as novas propostas de sabor. Os preços vão de R$ 3,20 a R$ 3,50.

Outra boa pedida são os brigadeiros, que mesmo não sendo o carro chefe da casa são pequenos mas bem caprichados. O brigadeiro de Alpino era a novidade essa semana.

O atendimento também se destaca. Muito atenciosos, fizeram questão de explicar que a caixa pode ser retornável, evitando gastos que não sejam com os doces, e que guardar o quindim na geladeira deixa mais gostoso e conserva melhor.
Exibindo 14 opiniões | Total de 16 opiniões
1 opiniões não são recomendadas
Você conhece o Bendito Quindim? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: