Bar Kintarô

nota 4.4 de 5 em 8 opiniões
| Rank: 159º de 1191 | Bares e Botecos
Mais na região Como chegar

Endereço: Rua Tomaz Gonzaga, 57 - Liberdade, Liberdade - São Paulo , SP - Brasil - 01506-020

Telefone: 011 3277-9124

Sou dono deste estabelecimento

Aberto em 1993, o Bar Kintarô é um típico boteco japonês. Decorado com imagens de lutadores de sumo, a casa traz em seu cardápio petiscos como o ceviche de salmão, ostra agridoce e o tofu frito. Vale a pena provar também a costela temperada com missô. Tudo bem acompanhado por cervejas em garrafa.

Avaliar
Salvar
Compartilhar


Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opinião em destaque

via iPhone

Aproveitando a imensa do feriado, fui conhecer o bar Kintaro, uma boa surpresa, o bar em si é muito pequeno, mas bem rústico para a temática, o atendimento é feito pelos próprios donos, que são bem atenciosos, e para comer só vai encontrar petiscos com temperos orientais, bem gostoso, cada porção que escolhe de petisco sai por R$10,00 a porção, preço muito justo, para beber cerveja, bem gelada, quem gosta de bebida mais forte, vai ter saque.
É um bar que vale ir conhecer, vou voltar
avaliações recomendadas
   
Selecione uma nota
Fui na hora do almoço aproveitando uma compra na Liberdade. Por resenhas em outros sites, me interessei e fui para experimentar esse boteco. Pedi um pratinho de acepipes (marisco e sardinha marinada crua) e onigiri (bolinho de arroz cozido) pois como nissei, não consigo comer sem gohan (arroz). Para acompanhar, água com gás.

O marisco e a sadinha estavam gostosos, mas o arroz cozido com excesso de água tornou o onigiri empapado (erro que julgo básico: o arroz deveria estar impecável para um izakaya (boteco).

O preço não agradou: deu R$ 31 por isso e por esse valor, daria para comer lámen nos restaurantes da redondeza.

Não sei se retorno pois não apresentou bom custo/benefício
Compartilhar experiências reais é nosso objetivo. São filtradas resenhas spam, ofensivas, que não se refiram ao local ou que sejam/pareçam resultado de conflito de interesse.

via iPhone

Aproveitando a imensa do feriado, fui conhecer o bar Kintaro, uma boa surpresa, o bar em si é muito pequeno, mas bem rústico para a temática, o atendimento é feito pelos próprios donos, que são bem atenciosos, e para comer só vai encontrar petiscos com temperos orientais, bem gostoso, cada porção que escolhe de petisco sai por R$10,00 a porção, preço muito justo, para beber cerveja, bem gelada, quem gosta de bebida mais forte, vai ter saque.
É um bar que vale ir conhecer, vou voltar

Assim ó: caminhando pela Tomaz Gonzaga, cuidado pra não piscar descuidado ao passar por este boteco genial, senão você perde ele de vista! A entrada dele, estreitinha, parece a de um boteco pé-sujo qualquer. Confia em mim: não é. Meu namorado é nissei e sempre me dizia que ia me levar no "bar dos lutadores de sumô de SP, o lugar mais legal do mundo, bar favorito", e minha curiosidade foi aumentando.

Chegamos lá e já me encantei de cara. Balcão extenso, escurinho, o legítimo boteco bacana onde ninguém te julga se você sentar pra tomar uma cerveja às duas da tarde. E foi o que fizemos. Há um mundo de aperitivos, acepipes típicos da culinária japonesa, preparado pela mãe dos dois meninos que lutam sumô e trabalham ali no balão. A mãe, uma simpática japonesa chamada Dona Liria, e seus filhos, William e Wagner, são simpaticíssimos e receptivos.

O preço das porções? Barato! E você ainda pode pedir meia. Tem balcão de opções fritas e balcão de opções quentes, mas... Como eu estava com um habitué, quis ousar e provar um pouco de tudo. Do balcão frio, comemos a porção de lombinho suíno e o polvo com pepino. E vale também o nirá com ovo, o fantástico tamagoyaki com alga, a bardana agradavelmente apimentada, a moelinha de frango com tarê e o quiabo com missô.

Passamos a tarde inteirinha conversando entre uma cerveja e outra e experimentando preciosidades da culinária japonesa. Se você busca por uma experiência nipônica diferente, vá! No melhor estilo izakaya (espécie de pub japonês), o Kintarô vai te acolher e você vai sair apaixonado e disposto à voltar. Sempre.

Botecão na Liberdade especializado em acepipes japoneses, com quase 20 anos de bons serviços. Ambiente pitoresco, tudo lembra sumô – cartazes, fotos de jogadores e tabela do campeonato japonês nas paredes, além de luta de sumô na TV.

O atendimento é feito pelos filhos da matriarca, dois “sumotoris” de verdade. Não tem cardápio – as porções (quentes e frias) ficam dispostas no balcão, e variam diariamente. Para começar, as brazucas mini coxinhas de frango. Do cardápio japonês, kakiague (tempurá de camarão com legumes), carapau (peixe de sabor intenso) com vinagre e cebola, costelinha no missô, polvo com pepino, e bardana (uma planta oriental) com pimenta merecem repeteco de tão boas.

Para acompanhar, garrafas quase trincando de Bohemia, Original e SerraMalte.

Não aceita cartões.

O Viajante Comilão - http://oviajantecomilao.blogspot.com

Texto extraído do post "São Paulo - 10 lugares imperdíveis para happy-hour"
Primeira opinião do lugar

Nã, Não você não está no Japão. Esse é o bar Kintaro, no Bairro da Liberdade. Um legítimo Izakaya.

Pra quem não sabe, Izakaya são os botecos no Japão. Aqui, o Kintaro, representa bem isso. O lance lá é só petisco e uns petiscos classe A.

A família toda toca o boteco, que aliás tem tradição de Lutadores de sumô, arte marcial que também foi fonte de inspiração para o nome do estabelecimento. A Dona Líria é a responsável pelos acepipes e os filhos, tomam conta do atendimento aos clientes.

Acepipes, como ostra agridoce, conserva de bardana, tofu frito e até joelho de porco estão entre as opçãs para acompanhar a cerva, sempre bem gelada.

Se estiver em SP, dê um pulo lá e tome uma ou 9 e trace qualquer acepipe do balcã, que são coisa muito fina!

Saludos,
Guti Oliveira
Você conhece o Bar Kintarô? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: