Trash 80's
Mais na região Como chegar

Endereço Rua Álvaro de Carvalho, 40 - Próximo a estação de metrô Anhangabaú, Consolação - São Paulo , SP - Brasil - 01050-070

Telefone (11) 326... Clique para ver

Preço por pessoa $$$$  (De R$26 até R$50)

Comemore seu aniversário na Trash 80’s!

Escolha qual dia da festa Trash 80's Centro (sextas ou sábados) e garanta a diversão no seu aniversário! Além de dançarem ao som das músicas mais incríveis dos anos 1980, você e seus convidados ainda têm um monte de vantagens - http://www.trash80s.com.br/aniversario/

Se vai apenas para curtir a festa coloque o seu nome na lista e garanta o seu desconto - http://www.trash80s.com.br/faca-sua-reserva/

Veja a programação de festas do mês - http://www.trash80s.com.br/programacao-completa/

Promoção

Aniversário: Aniversariante + 1 acompanhante entrada VIP, levando 10 convidados ganha 1 garrafa de Espumante + 1 brinde da Casa, convidados ganham descontos. (Com reserva)

Dicas Ver todas as dicas
Já foi nesse lugar? Compartilhe sua experiência! Escrever opinião
Opiniões
É uma balada pra se divertir, dançar, pagar mico e recordar músicas dos anos 80, 90 e inicio dos anos 2000. Aqui você escuta desde Xuxa, Wando, Sidney Magal até Micael Jackson. A cada semana uma temática diferente altera a decoração da casa e as músicas. E kekanteiros têm desconto ao fazer check in pelo aplicativo.

Vale conferir o site oficial da casa pra saber qual é o tema da vez e cair na dança.
O foco é o público LGBT, mas também tem héteros e tudo flui naturalmente. Mas quem tem preconceito, evite ir até lá para não estragar a festa dos outros.

Recomendo ir de metrô. A casa fica a poucos metros da estação Anhangabaú, e os estacionamentos da região não praticam preços atrativos.

A pista não é grande, mas soube que não costuma lotar. Lá em cima, no mezanino, tem banheiro feminino e masculino, além de dark. Os funcionários são gentis.
A Trash 80 foi reformada e me pareceu mais espaçosa com alguns sofazinhos é um amplo camarote, na pista os melhores sucessos dos anos 80 e também os sucessos do brega dessa época.
Bom demais pra ir com os amigos, vc vai dar muita risada e vai ser contagiado pelo clima alegre da casa.
Nome na lista da desconto, procure ir de metrô, mas numa vá sozinho porque a região é bem perigosa, tem até alguns estacionamentos próximos nas acho melhor ir de metrô saída rua formosa.
Aqui estou eu novamente para deixar mais um comentário sobre esse lugar que adoro!!!
Mesmo porque, frequento a casa a alguns anos, e agora eles tiveram uma reforma, então preciso comentar sobre.
Vale ressaltar que, a festa do Kekanto, na última sexta feira 13, foi sensacional, como sempre!
Depois da reforma, a pista ficou mais ampla, porém o mezanino, achei que ficou muito isolado/fechado, o banheiro agora só tem 3 cabines, mas em termos gerais, eu gostei.
O atendimento continua ótimo e as bebidas também, mas os preços......estão bem carinhos.
Uma coisa que me chamou a atenção na divulgação das festas pelo face, é sobre o cartão fidelidade, que eu até havia citado no outro cometário, acho que não estão aceitando mais, pois nos eventos não falam mais sobre o valor a pagar de entrada para quem tem cartão.
Ahhhh, que balada legal! Eu AMO músicas dos anos 80, então me senti em casa, hahah.
Conheci o local por meio de um evento do Kekanto, e gostei muito. Músicas dos anos 80 e 90( algumas não tão trash assim).
Fica a menos de cinco minutos do metrô Anhangabaú.
Os drinks que experimentei estavam bons, bons até demais, que até bebi um pouco além da conta...kkkkk. Mas quero voltar lá para aproveitar mais as músicas e dançar mais. Me diverti muito, hauahau.
Tem um pole dance também, além de algumas fotos de cantores como Elvis e Michael Jackson.
Pra quem adora anos 80, vai adorar, recomendo.
A década de 80 pode ter sido considerada a década perdida, mas com certeza tem um repertório musical sensacional! E nessa pegada trash retrô, que foi minha primeira vez na Trash 80's em plena sexta-feira 13!
A casa recentemente passou por reforma, e tem um espaço de médio porte, com capacidade pra uns 250 pessoas mais ou menos, com dois andares, sendo no 1º andar a pista de dança (+ palco, bar, pole dance, cabine do dj, uns sofás) e no 2º andar um lounge com sofás e mesinhas (+ banheiros, dark room, bar). A decoração é temática, dependendo do dia da festa.
Sobre o bar, eu diria que é simples e atende bem. A carta de drinks é razoável, e são servidos em copos plásticos (trash até nisso rsrsrs). Os preços são bons, bem em conta mesmo (desde a bebida a entrada).
A música é genial! Nada como numa mesma noite você dançar Michael Jackson e Xuxa, e se acabar de dançar com Cindy Lauper! Saudades de um tempo que não vivi!!
O atendimento é ótimo, stafs bem gente boas, assim como o público, que é muito tranquilo e vai pra balada pra curtir a noite e dançar loucamente!
Minha primeira vez participando de um Evento do Kekanto e minha primeira visita a balada Trash 80's.

Fui com um amigo meu e gostamos muito do local, todo tematizado, com a icônica imagem de John Travolta no filme "Os embalos de sábado a noite" e uma barra de pole dance! Que pra quem faz aula percebe que não dá pra fazer vários giros, já que é muito próxima da parede, mas dá pra brincar um pouco!

Algo que é fato em toda balada GLS é a boa música; só isso já é garantia de querer voltar novamente. Mas vá com a carteira preparada: a entrada e as bebidas são um pouco salgadas. Uma Stela long neck custa 11 reais!

Quanto a parte do evento realizado pelo Kekanto não tenho do que reclamar. Bons drinks, gente buoníssima e muita diversão. Quero voltar lá e passar a noite toda jogada no bom e velho anos 80.
Finalmente conheci a Trash 80's!
A oportunidade surgiu através de um evento do Kekanto e foi muito aproveitado. Fomos no Baile do Havaí e já na porta me agradou, pois recebemos um colar havaiano de mimo :-)
O lugar parece pequeno logo de cara, mas quando entramos vira quase um labirinto. São vários ambientes, sendo um melhor do que o outro. Optamos pelo que teria show, já que a festa contaria com show das Paquitas (quer coisa melhor pra relembrar a infância?).
O ambiente é todo decorado e o atendimento nos bares é ótimo! Conta com telão e televisões que passam desenhos antigos e um DJ muito bom.
Curtimos show de banda ao vivo e show das Paquitas, sendo que a galera que frequenta é sempre animada.
Recomendo uma ida para conhecer o local e se deixar contagiar pela energia de todos, mas adianto que o público é GLS.
A Trash 80's é muito legal! Com músicas dos anos 80 (e atuais também) a festa tem essa proposta "trash" mesmo, ou seja: de ser uma coisa meio disco, meio brega, meio pop com bastante diversão e sem julgamentos! Fui para a festa de Halloween com o Kekanto e consegui observar bem o espaço. Não é muito grande. É médio, mas confortável.

Tem vários sofás espalhados, mesinhas. As pessoas entram no clima das festas temáticas mesmo! A balada tem muitos seguranças. E um bom espaço para quem quer fumar ou até mesmo sair para falar ao telefone.

Apesar de ser no centro, perto do metrô Anhangabaú, uma região que muitas vezes nos deixa reticentes de frequentar por acharmos que é perigosa, a Trash 80's acontece numa área com muitos bares ao redor e grande movimento. E como falei: a segurança do local é reforçada. Fora que passam muitos táxis o tempo inteiros.

Vale a pena conhecer essa festa na qual a galera pode subir em cima do palco e fazer coreografias e se soltar de verdade!
A Trash 80's não é uma balada muito grande. É um espaço razoável... se lotar muito, pode ser desconfortável. Fui recepcionada muito bem e não tive problema com funcionários.

Há dois andares, sendo que no primeiro fica o bar, a pista, a entrada, etc. Na parte superior, há algumas mesinhas, sofás e até dark room. E também onde fica o banheiro, que pode ser bem complicado pra quem tem problemas físicos subir a escada. Quando fui, talvez por que não estava cheio, o banheiro estava bem limpinho e sem bagunça.
Se no centro de São Paulo não faltam baladas dos mais diversos gêneros musicais todo fim de semana (pop, rock, sertanejo~pop rural~, funk carioca, etc) para atrair um público mais específico, a ideia de fazer um junto e misturado, conciliando toda a produção musical icônica de um década, é com certeza uma das mais ousadas ideias da cidade.
E não é que, musicalmente falando, a Trash Eighties não é mesmo um sucesso? Dos vocais mais agudos de Madonna aos mais pesados metais do Guns N' Roses, a palylist consegue captar o espírito da época e entregar uma mistura eclética ótima para dançar.
Porém, a Trash também tem um grande problema: o lugar onde as festas funcionam, isto é, o Clube Caravaggio. Mesmo estando bem localizado, próximo ao metrô Anhangabaú, me deparei na última sexta com um estabelecimento sujo e sem água nos banheiros (pois é!).
Pelo menos não é uma balada cara. Justa até! O público é bem mais velho do que aquele que costumamos ver na Augusta ou Vila Madalena, e a carta de drinks é um tanto mais limitada também.
Debutei nos eventos do Kekanto no Trash 80, casa que fica no centro de Sampa próximo ao metrô Anhangabaú toca só musicas dos anos 80, a decoração também tem essa temática, tem uma pista de dança não muito grande e um camarote com sofás que ocupa o mezanino, uma delicia pra recordar, curtir e dançar as musicas mais bregas dos anos 80.
Amo festa e música brega, então antes mesmo do nosso evento na Trash 80's já sabia que ia gostar (mas o fator ambiente conta muito). Logo que chegamos fomos recebidos muito bem pelo pessoal da casa que nos explicou como funcionava os esquemas e tiramos fotos no cantinho reservado aos apetrechos bregas. No térreo há o caixa, um bar e a pista com um palquinho onde fica o DJ (local para os mais ousados ~sensualizarem nas performances). Subindo as escadas, há alguns sofás, outro bar e os banheiros (se são simples, mas estavam limpos pelo menos no início da noite). A decoração, lógico, cheia de luzes e brilhos, bem colorida e brega.

Se você é chatinho e não curte música antiga E brega, não vá! A balada é super nesse estilo, e é esse diferencial que garantiu a minha diversão. Tocou de tudo um pouco: Sidnei Magal, Wando, Rosana, Roberto Carlos, etc. Só senti falta de umas músicas mais dançantes, mas como precisei ir embora cedo creio que elas tenham tocado mais tarde.

Dei uma passada de olho no cardápio do bar e vi que há de tudo um pouco, mas achei os valores meio caro das cervejas e dos refrigerantes. Enfim, balada é balada e é quase impossível achar algo mais barato que isso.

Recomendadíssima para os baladeiros de plantão que querem sair da rotina das baladas moderninhas de Sampa e se jogar na breguice e na nostalgia que a casa proporciona!
Conheci a Trash por meio de um evento organizado pelo Kekanto. Peguei um táxi para chegar até lá. Do bairro do Ipiranga até a Trash custou R$ 35,00.
A entrada para quem usa salto alto é um problema. Haja equilíbrio!! O atendimento dos funcionários foi bom, simpático. Não paguei entrada.
A temática da noite era brega, então ouvimos muuuuita música brega! rs Infelizmente quem chegou cedo ouviu a parte mais chata das músicas, algumas muito lentas e que davam sono. A partir da meia noite as músicas ficaram mais agitadas e animaram mais a galera. Fui embora 1h30 e acho que perdi as melhores músicas! :( As bebidas são muito caras, uma cerveja long neck R$ 10,00 e uma dose de Whisky R$ 25,00. Se tivessem um preço mais acessível com certeza teria consumido mais.
Acho que só há banheiros na parte de cima, pode ser um problema para portadores de deficiência. Duas cabines do banheiro feminino estavam sem tranca.
Foi legal conhecer, mas não sei se voltaria. É fácil conseguir um táxi na porta para ir embora, não se preocupe! ;)
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 97
Você conhece o Trash 80's? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota
Título da opinião

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe o app grátis Veja mais