Republic - The Bar

nota 3.7 de 5 em 28 opiniões
Este local está fechado
Oferta

Quer receber ofertas do(a) Republic - The Bar?

No Kekanto os donos de estabelecimentos podem publicar cupons de descontos para todos os seus consumidores.

Baixe grátis nosso aplicativo e confira as ofertas:

Baixar Grátis
Conheça também Patrocinado
Promova seu negócio no Kekanto e deixe-o em destaque entre milhares de estabelecimentos.
saiba como
BECO 203 Na noite da Augusta, Só o Beco Salva! Império Bar Os melhores espetinhos da Zona Leste!
Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opiniões dos consumidores

Conheci o Republic – The Bar na última segunda-feira, véspera de feriado da Proclamação da República.
Cheguei no bar perto das 21h30, e as únicas mesas ocupadas eram as do pessoal (galerinha Kekanto & companhia). O bar só foi ficar cheio na hora em que a banda começou a tocar, lá pelas 23h (acho – é difícil dizer!).
Abri a noite com uma Stella Artois (long neck, R$ 7). Às 22h começava o momento de double caipirinha e double mojito – às 22h01 já estávamos pedindo as nossas! Começamos por uma caipiroska de morango, que estava bem docinha e pouco alcóolica. Depois veio uma de frutas vermelhas, muito boa e já mais “calibrada”. Por fim, mais uma de morango, que pedimos “caprichada” – e ela realmente veio. Cabe dizer que, quando você pede double, as duas vêm juntas – vale bastante a pena dividir com alguém. As duas pedidas juntas devem ter o mesmo álcool, mas não precisam ser da mesma fruta. Ah, sim: o preço da caipirinha é R$ 16, um tanto quanto caro para um momento sem double (ainda mais para a quantidade apresentada).
Quanto às comidas: comi um tanto da porção de batatas fritas e um bolinho de aipim com carne seca. (Aliás, devo estar devendo pra alguém. Dri?) As batatas não eram as melhores que já comi da vida, mas não comprometiam; o bolinho estava muito bom, bem sequinho. Mas podia ter mais carne seca.
O serviço deixou um pouco a desejar – como disse o Rafael, algumas vezes tínhamos que “caçar” o garçom. Mas nada que comprometesse a noite, não.
O banheiro estava bem limpo nas duas vezes em que fui. Ele tem apenas uma cabine, mas isso não se mostrou um problema (eu, pelo menos, não vi fila!).
Apesar de não ter visto o serviço de valet quando cheguei (não havia nenhuma placa na frente), descobri que ele custa R$ 18.
No geral, gostei do lugar. Só achei careiro!

Comecei muito bem no primeiro evento do Kekanto, o Republic The Bar foi uma ótima escolha!

Quando cheguei ao local, fui muito bem recebida por todos kekanteiros. O ambiente também colaborou para que eu me sentisse à vontade durante toda a noite. Conversei com amigos, conheci pessoas novas...

Me encantei muito com o bar, que é todo decorado com tema inglês; achei lindos os quadros que estavam atrás do balcão (eram caricaturas de grandes bandas inglesas). Decidi começar pelas bebidas e pedi uma caipirosca de limão (R$ 16,00) que, além de ser ótima, naquela noite foi double . Os lanches eram absurdamente grandes e apetitosos, todos eram acompanhados por batata frita. A única coisa que me desapontou foram as coxinhas (R$ 21,50 a porção): a aparência era ótima, mas ao comer percebi que, além de não ter catupiry como estava descrita no cardápio, tinha um gosto de velha, azeda, algo do tipo. Finalizei com uma cerveja (Stella, R$ 7,00), que também era em dobro.

Adorei conhecer novas pessoas, num lugar tão descontraído e versátil. Pretendo voltar mais vezes.

Esta noite fui conhecer o republic bar com vários amigos e foi uma bela festa.
Não chega a ser um Pub, mas a decoração é totalmente inglesa, com caricaturas dos mitos musicais do país e flâmulas de times de futebol.
O Bar tem comanda individual e cobra R$ 10,00 a entrada após as 20hs.

O chopp da casa é próprio, artesanal e Pilsen. Achei que faltou um pouco de densidade na espuma mas o sabor estava bom, bem lupulado. Depois fiquei com os clássicos Ingleses Guiness e Abbot Ale.Todas as cervejas importadas são em latão e custam o mesmo valor, R$ 17,00.
As porções da casa são boas e todas muito sequinhas. Provamos a polenta e os bolinhos de mandioca com carne seca, as Elizabeth’s Dried Meat Balls indicadas pela Jana. Achei a porção farta e bem sequinha, mas para mim a carne seca estava sem sabor.
A banda que estava tocando era boa, bem estilo garagem. Escutamos de Britney Spears a Green Day hahaha mas foi bem legal. Como lugar é pequeno a banda fica muito perto das mesas e a integração de todos é inevitável.
Gostei muito do lugar, do ambiente e do atendimento. Aliás o único garçom que fez milagres do bar lotado foi ótimo, mas o bar comporta pelo menos mais uma pessoa no salão.

Já tinha cruzado com a casa algumas vezes, mas confesso que ela nunca me conquistou o suficiente pra me fazer entrar. Foi bom ter tido a oportunidade de conhecê-la, enfim, ao participar do 11º evento do Kekanto. A galera me disse que o ambiente sofreu uma espécie de repaginada antes de o bar mudar de nome, invocando a fama do Republic Pub, na Rua Delfina – não muito distante de lá.

Ficou aquela cara de: o que será que é isto? Um pub ou um barzinho? Não sei dizer. O ambiente é claro (até achei que um pouquinho mais escuro cairia melhor), limpo, com pôsteres que remetem a bandas de rock inglesas. Há bandeiras do Reino Unido e Inglaterra na parede.

É um bar bem devassado. Não há como passar por ali e não reparar no que a galera faz lá dentro. De um lado fica um palco, onde na noite de quinta em que eu estive rolava um músico até muito bom cantando alguns clássicos na guitarra. O volume bem ok permitia ao mesmo tempo acompanhar as músicas e conversar com os amigos.

A equipe da casa foi bastante atenciosa e me sugeriu provar o chope de lá, um artesanal pilsner de uma cervejaria de São Paulo. Para mim foi o ponto alto do bar. Bom chope, desses que se tem prazer de beber por toda noite. Certa hora até que arrisquei uma long-neck de Stela Artois – mas a temperatura não estava das melhores. Voltei para o chope e nele fiquei.

Teria dispensado certamente uma primeira porção que pedi com uns amigos de um bolinho de mandioca (no Rio é costume tratar como aipim) com carne seca. Um troço horrendo, que além de ser uma das coisas mais oleosas e mal fritas que comi nos últimos tempos não tinha gosto de nada e passava longe de ser recheada com algo que se assemelhe a carne seca.

Junto ao maldito também solicitamos uma porção de coxinha de frango. O que posso dizer, depois de provar a do Frangó e a do Veloso, qualquer coisa mais ou menos fica bem ruim. Chegou a ser até humilhação.

Ficamos desconfiados e com medo de seguir provando os comes da casa, mas após avistar outro parceiro devorando com vontade um enorme e belo sanduba, decidimos que aquela seria a nossa última pedida. Desta vez acertamos em cheio ao solicitar o Republic Club (peito de peru, mussarela, bacon, alface americana, tomate e maionese no pão de forma).

É um troço enorme! Quatro fatias gordas de pão de forma lotadas dos complementos descritos acima e mais uma montanha de fritas muito bem preparadas e crocantes. Bom sanduíche. Foi um alívio e compensou, em parte, o fracasso dos petiscos.

Com tantos lugares para conhecer em São Paulo, não sei se eu voltaria ao Republic - The Bar, mas se em outra vez, com certeza me concentrarei no chope da casa, que é bom, e pedir direto um sanduíche que alimenta bem até três pessoas.

Recomendo que a equipe do bar revise os petiscos, pois estavam realmente ruins. Apesar dos deslizes, achei o bar bom. Sem os petiscos, seria ainda melhor.

Mais uma rica experiência em um evento Kekanto. Ambiente muito agradável, atendimento ligeiro e gentil.

Cheguei as 20:00 em uma quinta-feira. O local estava tranquilo e com poucas pessoas, predominavam o Staff do Kekanto e alguns convidados.

O garçom prontamente me disponibilizou o cardápio e explicou sobre as opções Double da noite. Depois de analisar todo o cardápio, optei pelo Chopp da casa (6,50). Pode-se escolher o Double de Choop em uma única caneca ou uma de cada vez. O Chopp Muito gostoso e refrescante.

Depois de conversas e mais conversas com a galerinha sempre alegre, e bem disposta, achei interessante um Drink - Burrito - que minha amiga Míria estava apreciando, logo pedi igual e rapidamente me foi servido. Muito saboroso, e agradável aos olhos, decorado com folhas de hortelã. Achei que perdia o sabor rapidamente, pois o gelo ia derretendo e diluindo o sabor. Esse drink também vinha como Double 16,00.

Depois de mais conversar compartilhei com a Míria uma porção de coxinhas de frango com catupiry, pequeninas, e não surpreenderam em sabor. A porção vem com 10 unidades (18,00).

O atendimento é atencioso, gentil e ligeiro.

O ambiente com iluminação agradável, e decoração de muito bom gosto. Todas as janelas proporcionando vista para a rua, é uma característica predominante.

Ao fechar a conta, tive apenas um contratempo, pois haviam marcado erroneamente 2 porções de coxinha. Eventualidade que foi prontamente corrigida pela moça gentil do caixa.

Gostei muito de ter conhecido o local, e curtido mais uma noite bem agradável com o pessoal do Kekanto.

Recomento muito bem.

Acabei de chegar do evento do Kekanto.Adorei todo mundo,me diverti demais!!!! O lugar é bem legal,com música ao vivo.A idéia da bebida em dobro é ótima..srsrsr. No quesito porções pedi os elogiados bolinhos de macaxeira co carne seca ,mas achei que os anéis de cebol,a estavam melhores...Acho que deveriam prestar mais atenção a limpeza do banheiro.De resto tudo maravilhoso!!!

O bar é bem bonito, bem decorado com caricaturas de bandas e figuras da música. Bandeiras, quadros e cores que nos lembram a adorável Inglaterra. O piso é todo xadrez branco e preto que dá um efeito legal na decoração. A construção fica numa esquina e tem janelas em toda a volta. O que nos deixou ver a melancólica chuva de primavera cair lá fora enquanto nos divertíamos conversando e ouvindo a banda tocar.
Falando em banda... Juliana Murari e banda... eles pareciam que estavam mais a fim de beber e curtir do que tocar. O som era legal, mas a Juliana precisa tirar aquela saia que parece de ir pra igreja e vestir uma mini saia jeans ou shortinho com uma meia furada a la Rock N Roll e precisa encarnar mais na música. De resto ela manda bem. Os outros integrantes pareciam mais encarnados no rock, além de gatinhos...kkk
As caipirinhas deixaram bem a desejar. Puro açúcar com pouco sabor de fruta e pouco álcool. A porção de batatinhas fritas estava tenebrosa. Dura. Parecia coisa re frita. (Aeee André Leiras... é assim que fala?!?!? rsss). Já os bolinhos de mandioca com carne seca achei bem gostosos. Bem sequinhos, sabor suave, carne macia...
A casa possui apenas dois banheiros, um masculino e um feminino. São pequenos e pouco confortáveis. E, no meio da noite já estavam com aquela enorme pilha de papéis sujos no cesto. Algo que, pra mim, queima bem o filme da casa. Pior que batatinhas que voltam para a frigideira...
Havia poucos garçons circulando pelas mesas. Acho que apenas um. Deixando o atendimento bem demorado. Mas era educado. no balcão não tive problemas, nem para pedir nem para pagar.
E o melhor da festa foi estar entre amigos. Para todos os momentos...
"Batatinhas miseráveis. Precisam melhorar nesse quesito."
Exibindo de 1 a 7
Total de opiniões: 28
Você conhece o Republic - The Bar? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: