O Velhão
Mais na região Como chegar

Endereço Est Sta Inês, 3000, Mairiporã , SP - Brasil - 07600-000

Telefone 011 4485... Clique para ver

Estabelecimentos neste local

Filtrar: Todos A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z 0-9
Dicas Ver todas as dicas
Já foi nesse lugar? Compartilhe sua experiência! Escrever opinião
Opiniões
Conheci O Velhão numa noite de domingo, então já estava tudo fechado, só a pizzaria aberta. Mas eu me apaixonei pelo lugar, ele é totalmente conservado e te leva pra décadas atrás, com um estilo meio steampunk, faroeste, não sei dizer bem.

O piso é todo de paralelepípedo, as paredes de tijolo e madeira, com as escadas e janelas decoradas com arabescos de ferro. O ambiente num todo iluminado com luzes amareladas e quentes, luz de velas e todo aquele ar antigo, de comida feita no forno a lenha.

E o atendimento da pizzaria foi ótimo, o pedido veio rápido e era notória a preocupação em se fazer um bom atendimento.

Eu simplesmente amei o lugar, recomendo pra qualquer um, porque não tem como não se apaixonar não só pelo cenário diferente, mas também pela pizza que é ótima!

Vi que lá também tem uma boutique e um estabelecimento incrivel, mas não entrei pra conhecer, que era uma escadaria enorme, com uma bola de sinuca no meio, e as portas de madeira bem velhas, mas conservadas, e parecia um bar de apostas de sinuca, poker e essas coisas.
Adoro este lugar! É longe de casa, mas vale a visita.
Na verdade, trata-se de um complexo que atende a todos os gostos, contando com restaurante, pizzaria, lanche, bar com música ao vivo, bar de jogos...muito bom! Sempre que fui fiquei em um dos bares e adorei.
O bar de jogos é bacana, com sinuca, dardo, jogos de tabuleiro, entre outros. É diversão garantida. Já o bar que fica embaixo tem música ao vivo, rock de boa qualidade!
O ambiente é rústico e agradável. Recomendo demais! Perde estrela apenas por não aceitar cartão de crédito.

via iPhone

Recebi um convite para almoçar hoje,okay. Aonde?! O velhão. Nunca nem tinha ouvido falar, e já me assustei o fato de não aceitar nenhum tipo de cartao. Mesmo assim eu fui. Chegando la Fiquei encantada com a arquitetura rústica do lugar,cada espaço aproveitado. Um salão só pra saladas e sobremesas,outro comida caseira e churrasco e por fim, um só de massas. A primeira vista é estranho,vc se sentar em uma mesa seja qual for o ambiente, e mesmo assim poder se servir em qualquer um dos outros. Paga um valor só e come a vontade. Paga somente as bebidas e 9,00 pela sobremesa para se servir a vontade uma única vez se quiser. O restante do complexo vc encontra,pizzaria,sebo,lojinha de antiguidades e um bar muito legal de sinuca. Tudo ao som de uma ótima musica. Vale muito a pena!!
Com uma decoração extremamente chamativa e alegre, o lado rustico e descontraído das peças e a estrutura do local, plantas dão o charme deste local.
Bom para o almoço em familia como para o jantar a dois.
Varias opções no buffet (forno a lenha), como saladas, massas e carnes.
Vale uma visita também ao alambique.
Chegar cedo para evitar uma longa espera
Aceitam cartões e cheques
Uma decepção! Estavamos ha tempos para ir e tomamos coragem em um sábado de Sol. Longe, terrível de chegar. Mas isso é o de menos: despreparo total para receber o cliente. O restaurante tao famoso se dá ao luxo de não aceitar cartões de nenhum tipo. Dizem que é porque não tem sinal, mas todas as outras lojas do complexo aceitam e inclusive comentam que o restaurante não quer pagar os 3% do cartão. Se você tem criança cuidado: a comida é servida em um fogão a lenha pegando fogo de tao quente. Quando meu marido foi se servir a fornalha estava aberta e quase se queimou. Alertei a gerente que me olhou como se eu estivesse falando um absurdo. A comida é simplesmente normal. Nada que chame a atenção. Não é ruim, mas longe de ser um atrativo. O antiquário é uma lojinha pequena e a loja de móveis não é um antiquário. É uma loja bonita de móveis novos. A marcenaria, que no site parece ter várias peças para ver, é simplesmente uma serralheria. Sem atendimento, sem móveis e muita madeira espalhada.Para fechar a recepção, o banheiro do complexo não tem assento em nenhum vaso, nem papel higiiênico disponível. FIca o alerta!
Fui ao Velhão esse ano com minha namorada, o lugar é uma antiga marcenaria , antiguidade e materiais de demolição. Foram construídos vários prédios com tijolos aparentes, bem charmosos. Bom o que vale mesmo é a comida maravilhosa do Velhão, (tipo comida de fazenda) fogão a lenha, você come até estourar....preço justo, uns 50 reais por pessoa, uma delicia. Outros prédios tem variação de comida (pizza) e um bar onde tem um palco onde você assiste um belo show... vale a pena conferir, adorei sim....
Há muito tempo, queria conhecer o tradicional espaço de entretenimento "O Velhão" em Mairiporã. Mas como é longe, sempre ficava com preguiça. Então, lá vai a minha primeira dica: não faça o mesmo que eu, vá correndo visitar esse impressionante complexo.
A história do Velhão é longa e resumidamente é o seguinte: em 1960, o fundador Sr. Moacyr iniciou seu trabalho de restauração em peças de demolição. Transformava tudo em uma arquitetura rústica, imponente e genuína. Desde que faleceu, sua mulher Dona Iracema toma conta do complexo e o aumentou consideravelmente. Hoje, o local conta com o renomado restaurante As Véia, diversas lojas, antiquário, bares, café, pizzaria e capela.
A partir do momento que se entra, começa a real incursão no tempo onde a beleza está nos pequenos detalhes históricos, ou em bom português, na "velharia". Iniciando o bucólico passeio, o Café do Véio com seu chão ladrilhado é uma graça e cativa logo à primeira vista.
Andando mais um pouquinho, encontra-se um Sebo recheado de raridades de artistas consagrados, gibis vintages e lindos produtos antigos. Adorei essa retrospectiva, talvez porque voltei no meu passado. Os discos do Elvis e dos Beatles variam de 50 à 150 reais.
A Conspiração do Jogo é outro estabelecimento interessante. Como o nome diz, o bar é ideal para os jogos. O que mais chamou minha atenção foram os inusitados elementos da decoração como a enorme aranha subindo por um barril.
Caminhando para a parte "chique" do complexo, há o Antiquário. Repleto de movéis da antiguidade, réplicas e obras de arte vindas da Indonésias, o lugar engloba exóticos e caros artigos. Por exemplo, existe uma mesa (feita da madeira demolida do tamarindo) que custa 14.000,00. Outra curiosidade é o abajur composto de mariscos pela bagatela de 890,00.
Ainda existem anexos pitorescos para serem explorados, porém vamos ao que realmente interessa: comida. O restaurante As Véia funciona em um casarão dividido em 8 ambientes decorados de maneira rudimentar e campestre. Bicicletas no teto, banheira de cervejas, flores e componentes rurais se entrelaçam caracterizando uma atmosfera aconchegante.
Com uma cozinha tipicamente brasileira preparada no fogão à lenha, a variedade é grande e "enche o bucho" dignamente. O salão é separado em: massas e peixes, saladas e doces, entradas e antepastos, pratos principais brasileiros e churrasco. Os valores do self-service são R$36/pessoa (aos domingos), R$34 (sábados), R$22 (sextas) e R$20/pessoa (segunda à quinta). As bebidas são servidas à parte e as sobremesas inclusas apenas durante a semana. O preço do buffet da sobremesa (podendo se servir uma única vez) é de R$8. O almoço é servido das 12hs às 16hs. Aos sábados, oferecem jantar (R$32). E nos finais de semana e feriados, possuem café da manhã por R$26 (servido das 9hs às 12hs). Portanto, paguei somente 36 reais e experimentei clássicos pratos como Frango Atropelado, Tutu Mineiro, Leitão à Pururuca.
O atendimento é ótimo, até nos momentos turbulentos. E olha que não são excessões, uma vez que o restaurante está sempre lotado. Cabe aqui, minha segunda dica: chegue cedo (e será fácil de conseguir vagas no estacionamento gratuito). Com estes cuidados, a visitação será prazerosa e dá para conhecer até a cozinha.
Por último, mas não menos importante: os bebes. Pedimos a cerveja uruguaia Norteña e as Caipirinhas de Lima da Pérsia e Banana com Pimenta. Todos alcóolicos apresentaram-se perfeitos, especialmente a Caipirinha de Banana. De sabor equilibrado, o doce da banana contrapunha harmoniozamente com o ácido da pimenta. Para os não adeptos de bebidas alcóolicas, a Limonada Suiça também é boa.
Como nem tudo é tão aprazível assim, houveram aborrecimentos. Uma fotógrafa chegou na mesa e começou a despejar sua cantada nada simpática para nos fotografarmos. Estávamos animados e deixamos. Ela aproveitou para puxar uma conversa sobre times de futebol e acabou irritando meu primo corinthiano. Por fim, compramos os chaveiros com as fotos para ela sair de nossos pés. Já o cantor Michelli Gravina que ecoava canções italianas (apesar de não entender até agora o porquê deste tipo de música em um ambiente sertanejo) foi agradável e adquirimos seu CD de bom grado.
Enfim, usufruimos de um domingo abençoado. O caminho é longo e um tanto turtuoso, só que o esforço é recompensado. Concluindo, segue minha terceira e última dica: acorde em um dia ensolarado, vista uma roupa confortável, rume para o Velhão e faça essa verdadeira odisséia!
"Fachada da demolição"
O Velhão está situado no coração da Serra da Cantareira, a construção é toda em material de demolição reciclado - verdadeira viagem no tempo. É um complexo que abrange lazer, lojinhas, restaurantes, café e bares.

Destaque para o restaurante As Véia, lugar com 8 ambientes, amplo e muito interessante, pois nada segue uma regra, as cadeiras e mesas não possuem um estilo único, dando charme ao lugar.
É servido almoço com comida tradicional brasileira no fogão a lenha em estilo self-service. Além de saladas, petiscos, sobremesas e cachaças. Aos sábados e domingos, o churrasco acompanha o almoço.
Agora se você preferir um café da manhã estilo colonial com bolos caseiros, café no bule, pães quentinhos, frutas, sucos e muito mais, também no fogão a lenha e no estilo self-service não deixe de ir! Aberto aos sábados, domingos e feriados.

Outro destaque: o bar Conspiração do Jogo. Lá, além de 18 diferentes rótulos de cervejas nacionais e importadas para acompanhar deliciosos hot dogs, pastéis e outros petiscos, o ambiente fica ainda mais divertido com a variedade de jogos dos anos 80 e 90 disponíveis aos clientes. Para os amantes de sinuca, dardo, pebolim e fliperama também ficam à disposição. Ótima pedida para fugir das longas esperas, ficar em um ambiente rústico e perto da naturesa, curtir o friozinho da Serra e evitar a "muvuca"
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 41
Nota geral Você conhece o O Velhão? Escreva uma opinião! Dê sua nota!
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota
Título da opinião

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe o app grátis Veja mais