Novo Madalosso
Mais na região Como chegar

Endereço Av Manoel Ribas , 5875, Santa Felicidade - Curitiba , PR - Brasil - 82020-000

Telefone (41) 337... Clique para ver

Preço por pessoa $$$$  (De R$26 até R$50)

Dicas Ver todas as dicas
Já foi nesse lugar? Compartilhe sua experiência! Escrever opinião
Opiniões
Foi o lugar escolhido para a tão sonhada festa de formatura. Valor por pessoa: R$ 44,00, contemplando um jantar divino, vinho da casa, água, refrigerante e suco. Eu e todos os meus convidados rasgamos sedas de elogios. Foi minha primeira visita ao lugar e fiquei encantada com a organização e a qualidade. O menu contemplava risoto, polenta, salada, galeto, rondelli, um macarrão ao alho e óleo divino .. e não me recordo mais, estava muito nervosa no dia (por causa da grande noite)
Ficamos com o salão Nápoli, bem próximo a um hall lindo e um banheiro encantador, limpinho e que em momento algum faltou alguma coisa.
O Madalosso oferece um pequeno parquinho para as crianças, mas é preciso acompanhá-las pois não tem serviço de "sisters" para cuidar dos pequenos.
O estacionamento é bem amplo, e o restaurante é fácil de encontrar e tem capacidade para bastante gente e eventos simultâneos, pois dispõe de um bom número de salões.
Espero ter oportunidade de retornar e conhecer o que há mais de bom que a casa tem à oferecer.

via Android

Especialista em Restaurantes Italianos com 18 opiniões

É considerado o maior restaurante da América Latina.
Vem muitos turistas de fora para conhecer o restaurante e sua comida típica italiana,com polentas fritas ,frangos fritos e grelhados ,risostos de frango ,massas,saladas de escarola com vinho e bacon,etc.
Sobremesas nem se fala,adoro tudo que tem sorvete!!!
Tem vários salões que eles alugam para festas,que podem ser para casamentos,formaturas,aniversários,eventos politicos, de empresas etc.
Estacionamento enorme também.
Tem lojas que vendem artigos de lembranças de Curitiba .
Atendimento normal.

Especialista em Restaurantes Italianos com 30 opiniões

O Madalosso é um dos restaurantes mais tradicionais de Curitiba e o maior da América Latina. Famoso por seu rodízio de comida típica italiana, oferece 14 pratos tradicionais como risoto, nhoque, polenta, lasanha, espaguete, rondelli e canelone, entre outros. Como opções de sobremesa estão tortas, profiteroles, salada de frutas, pudins e creme de papaia com licor de cassis. Para eventos, o restaurante dispõe de cardápios exclusivos para bufê.
Você sabia que esse lugar cabe mais de 3 mil pessoas? Sentadas? Pois é. O negócio é gigantesco. Separados por vários salões, o novo Madalosso (porque na frente há o antigo) é tradicionalíssimo em Curitiba. Coisa de assim, mais de 35 anos pelo menos. Eu sei porque meu pai começa contar histórias de época de antes de minha irmã nascer de lá. Então imagina! rs.
O restaurante oferece rodízio de massas e alguns tipos de carnes. O negócio lá é bruto. Há sempre gente servido, garçons colocando refrigerantes, água, vinho na mesa. Você tem que prestar atenção por que se não, já serviu. rs. É até engraçado.
O fator negativo é que tem alguns chefes de garçon brigando com eles na sua frente. Isso não é legal. Ainda mais que acho que para excursões ganham sorvete. E aí eu toda feliz que o homem serviu sorvete pra mim, mas eu nao era da excursão! Voce acredita que o chefe dele tirou da minha mão? Que coisa sem graça! Ficamos tirando sarro depois que meu pai ia comprar um bem grande pra mim... kkkk
O que pecou foi o chefe dos garçons, porque os próprios garçons são muito simpáticos. Apesar disso, adorei ter conhecido.
O Madalosso é o restaurante mais tradicional de cozinha italiana em Santa Felicidade.
Ele é dividido em grandes salões que comportam bastante pessoas, quando você chega já da pra perceber pois o estacionamento é gigantesco e gratuíto.
O sistema que eles trabalham é o rodízio que conta com diversas variedades típica italiana:
NA MESA ELES SERVEM - Risoto de Frango, Polenta, Moela, Maionese, Salada verde com Bacon, asinha de frango frita com alho (que por sinal é o que mais como, quando vou) uma delícia e coxa de frango.
SERVINDO NA MESA - Macarrão alho e óleo, rondelli, nhoque, peito de frango prensado entre outros.
O atendimento é bem eficiente e agilizado, quando vai acabando os itens que eles servem na mesa eles já vão repondo com outros.
Para quem gosta de vinho tinto suave, eles tem fabricação própria, vale a pena experimentar.
Pois é. Inicialmente tenho que reconhecer o esforço, a manutenção, o apoio e principalmente a administração do restaurante pela Dna Flora. A qualidade e padrão das refeições tem o selo de qualidade e inspeção dela própria.

Tirando essa admiração, o restaurante nada mais é do que a ideia de comida simples feito por polacos imigrantes; polenta, frango, massas e salada de raditch. Só isso. "Rodizio" de maminha não considero.

Basicamente, um dos maiores restaurante das américas, e referencia para turistas em gastronomia, tenho que expor minha opinião sobre o que eu acho do local. Eu respondo que mediano. Claro que reconheço que é um belíssimo restaurante, mega estrutura. Estrutura essa pronta para atender diversos eventos ao mesmo tempo.
Mas sou obrigado a dizer que a comida é MEGA simples pelo preço que se cobra.
Paciência, estamos praticamente falando de uma grife, e devido sua fama eu recomendo sim quem vem a cidade e quer conhece-lo.
Segundo a história (contada no próprio site) o Novo Madalosso surgiu da necessidade de expandir o restaurante devido à grande procura de clientes pela casa aberta em 1963, por uma família italiana que morava na capital do Paraná. O Velho Madalosso fica em frente, ainda aberto, mas a fama recai sobre o "novo". Assim, ano após ano, o Novo Madalosso foi crescendo, em espaço e prestígio entre clientes que moram ou visitam a cidade de Curitiba.

Já visitei a cidade inúmeras vezes e confesso que, apenas na última delas, consegui comer no Novo Madalosso, isso porque ele vive lotado. O estacionamento é enorme e gratuito; nele já se percebe o quanto de gente vai ao local: encontrar uma vaga não é impossível, mas pode-se precisar dar algumas voltas se não quiser andar muito a pé por ele.

O restaurante conta com mais de quatro mil assentos, divididos em cinco salões nomeados como cidades italianas (Roma, Verona, Firenze, Milano e Nápoli), com entradas "individuais". O esquema é o seguinte: assim que o cliente chega, escolhe um dos salões e dá seu nome na entrada (o Nápoli é o maior, portanto a fila anda mais rápido) e assim que uma mesa desocupa, os nomes vão sendo anunciados. Quem conhece melhor o local, já sabe que o esquema é dar o nome nos dois salões mais próximos, onde desocupar antes, senta para comer.

Demoramos entender este esquema de dar o nome em dois salões e acabamos por escolher o Verona (um dos menores) e a fila tardou cerca de 40 minutos; há alguns sofás e também serviço de licores gratuitos para os clientes enquanto aguardam. Aproveitei para "conhecer" o banheiro que é um pequeno luxo a parte. Desde a decoração, ao tamanho. São várias cabines, algumas até com pia própria. Aliás, tudo é muito bem decorado, tanto do lado de fora do restaurante, quanto de dentro dos salões. Há várias pinturas imitando os tetos das capelas famosas da Itália.
Eu, marido e sogra fomos acomodados em uma mesa e notei que o espaço entre elas é beeem apertado; meu vizinho de mesa ainda brincou comigo "quase dá para a gente trocar pratos, né?", exagero nosso a parte, só há espaço para circulação dos garçons (e entrada/saída dos clientes). O parmesão ralado e um vidrinho de azeite já ficam sobre as mesas; achei um pouco estranho, não sei explicar, ms preferiria receber uma porção visualmente nova do queijo.
A casa trabalha no esquema rodízio de massas, com muita fartura. E põe fartura nesta história! Mal havíamos sentado e a mesa foi forrada de pratos de diferentes tipos: a tradicional e inigualável polenta frita (sério, por mim, não precisava mais nada), salada de folhas com bacon, salada de batata com maionese, risoto, berinjela (ou caponata), figado frito e frango a passarinho (em dois cortes: peito e coxinha de asa). Ufa! Os garçons não podiam ver uma travessa vazia que já era reposta - a ponto de pedirmos para retirar, evitando o desperdício.

O rodízio é simples. Sim, isso mesmo, já fui em rodízios de massas dignos de UAU! No Madalosso é digno de nota: são sete tipos de massas, apenas uma diferentona - conchiglione de figo, não gosto da fruta, não experimentei. As seis restantes dividiam-se em lasanha bolonhesa, nhoque branco ao sugo, nhoque de rúcula ao molho de tomate seco, canelone de frango, rondeli de espinafre ao molho ranco, espagueti alho e óleo e espagueti a bolonhesa. Além disso, alguns cortes de carnes também eram servidas, como bifes de alcatra assados ou grelhados (não cheguei a experimentar também).
Eu esperava muito mais pela fama do local, macarrão por macarrão existem várias cantinas espalhadas por aí que fazem muito bem feito, por menos tempo de espera e um valor talvez mais razoável: no Madalosso calculamos 39,90$ por pessoa (Junho/2013), fora as bebidas - refrigerantes, sucos naturais, cervejas e vinhos, o forte da casa.

Obviamente, tudo estava gostoso, com pouco sal para meu gosto pessoal, mas bem servido pelos garçons. Aliás, o atendimento foi muito bom: não havia cara feia, se pedia pouco era pouco, se muito, a porção era bem generosa.

Não sobrou espaço para a sobremesa (o vizinho pediu e parecia bem apetitosa), mas não pude dispensar o café. Não sou dada a ele, mas achei tão linda a xícara enfeitada de espuma de chantilly que fui obrigada!

Recomendo a visita ao Novo Madalosso, por ser praticamente um ponto turístico de Curitiba. Vá com fome, pois tem comida a vontade, mas não espere a maior experiência gastronômica de sua vida!
"Irresistível"
O Madalosso é ponto turístico máximo da culinária de Curitiba. Tradição, qualidade e fidelidade são os adjetivos que mais qualificam o restaurante. Eu, pessoalmente, não gosto de frango, que é o prato principal da casa. Mas, consigo me virar bem com as massas que são servidas. Mas, não espere nada fenomenal! De fenomenal lá, só o tamanho da casa! Parabéns, também, pela presteza dos garçons e organização. Deixa a desejar a bebida servida (os refrigerantes chegam com pouco gás). Eu recomendaria o Madalosso por uma razão: você tem que conhecer pois é um ponto turístico e muitos amam. Mas, não recomendaria pela comida, pois está longe de ser maravilhosa. Do meu ponto de vista, é uma comida bem normalzinha (risoto, uma lasanha na manteiga, espaguetes, frangos, salada, polenta e, dependendo, alcatra). Então, o preço é mais pelo ambiente e tradição do que pelo que serve. Vou apenas em eventos, nunca é um lugar que eu escolho para ir com amigos....
Já fui diversas vezes no Madalosso, na verdade nem pela comida mas porque fui em aniversários, casamentos, ou mesmo em jantar politico. Bom, o atendimento se vc tiver sorte é bom hahaha, vá num fds e com uma turma de conhecidos ou com família etc...Quando fui no jantar politico como tinha muita gente os garçons praticamente jogavam os pratos e vi muita gente se sujando de molho , já em aniversários, ou jantares ou mesmo festa da empresa foi outra coisa ... bem melhor mais calmo.
Quanto ao preço eu acho até justo pelo que servem o lugar é bem legal bem lindo tem vários salões!
A comida é a aquela padrão dos restaurantes ali da região de Sta Felicidade, como a maioria são massas, frangos diversos tipos, saladas, risoto e vinho. Não vejo graça vou mais pelo lugar pq é ponto turístico e até que acho ali o mais baratinho perto dos concorrentes.
Mas sinceramente acho a comida sem graça as massas secas, mas se pedir a la carte é outra coisa, é muito melhor sem comparação.
O Madalosso é aquele típico restaurante de "passeio turístico". Se você, assim como eu, vai a Curitiba a passeio, para conhecer a cidade e seus encantos, o Madalosso pode entrar na lista de atrações simplesmente por ser "o maior restaurante". Mas a verdade é que a comida não é nada superior a outros restaurantes italianos da região e o rodízio deles não é isso tudo. Explico: para manter a fama de restaurante que atende milhares de pessoas ao mesmo tempo o sistema é encher cada mesa que chega com frango a passarinho, polenta frita, batata e mais um bocado de coisas que vão te encher e te dar a sensação de estar comendo muito. E as massas? Passam esporadicamente, sempre as mesmas três ou quatro opções.
No final do almoço eu tive a sensação que paguei caro para comer petiscos e que as massas foram só um pano de fundo.
Deixo claro que o sabor da comida é excepcional. Tudo muito bem preparado e temperado. Mas se você está procurando a experiência de uma autêntica cozinha italiana e não simplesmente um programa "default" que todos fazem, procure o Velho Madalosso ou qualquer outro restaurante da região.
Com o passar dos anos pouca coisa mudou. Quando eu era criança achava o máximo esse restaurante, pois meus pais ficavam um tempão e eu podia me divertir a vontade na área infantil. Hoje em dia já sei que o lugar oferece a mesma coisa que os outros da região. Para quem é de fora pode até ser que seja uma visita válida. O suco de laranja parece ser de caixinha, muito ruim. A simpatia mandou lembranças para a maioria dos garçons. Meu amigo pediu de sobremesa creme de papaya e pediu para trocar o licor de cassis por vinho do porto. O garçon foi enfático: não. Depois disse que trocaria mas cobraria a parte. Mas foram muito estúpidos pro meu gosto. Outra coisa. A lasanha é muito pesada e o petit gâteau passou do ponto. Se puderem escapar, escapem!
Exibindo de 1 a 14
Total de opiniões: 167
Você conhece o Novo Madalosso? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe o app grátis Veja mais