Lions Nightclub

Balada eletrônica que impressiona pelo ambiente luxuoso e vista da cidade
nota 3.6 de 5 em 39 opiniões
| Rank: 36º de 226 | Baladas e Boates
Conheça também Patrocinado
Promova seu negócio no Kekanto e deixe-o em destaque entre milhares de estabelecimentos.
saiba como
Vila do Samba A melhor casa de samba de São Paulo! Império Bar Os melhores espetinhos da Zona Leste!
Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opiniões dos consumidores

via iPhone

Não gosto muito de lá.
Fui duas vezes nos dias gays, e não curti.
Pista de dança pequena, musica bem ruim, bebidas extremamente caras e o povo que vai lá é muito metido e fica só no carão. Não gostei.
Meus amigos, por outro lado, gostaram. Bom para paquerar.
Meninos, a dica é: vá de camisa xadrez, parece que é o uniforme dos boys que frequentam lá, chega a ser engraçado, todos com o mesmo estilo de look.
A única coisa bacana lá é o fumódromo na varanda/terraço, bem grande e espaçoso, mas ainda assim lota e fica difícil de andar.
Vallet na porta. Banheiros unissex nos dias gays.

A Lions Nightclub entra no TOP 5 das melhores baladas de São Paulo. O ambiente é simplesmente - de tirar o fôlego: lindo, além de ter sido construído em um amplo espaço que dá para circular e dançar.

Muito bem decorada, a boate conta com um bar 360º que agrada todo mundo. A pista de dança é chique, tem o chão construído em madeira escura. Na parte externa, o terraço SEMPRE chama atenção. Além de gigante, possui uma vista estonteante da cidade.

O som é super alto e variado - escolha a noite certa já que elas costumam ser muito diferentes. Público variado: patricinhas, mauricinhos, gays e hipsters frequentam o local (os moderninhos batem ponto constantemente). A CIO e Groovelicious são noites divertidas que acontecem durante a semana. Vale a pena conhecer: a música é boa e a galera (muito) bonita.

Conheci a Lions por causa do Kekanto: uma noitada lá foi oferecida à equipe ganhadora das Olimpíadas! (Dá-lhe Wally!) Daí, fomos num sábado aproveitar nosso prêmio =)
Para chegar, foi quase tranquilo. Como antes estávamos no Bar Blá, bastou percorrer toda a extensão da Brigadeiro. Maaas... quem disse que achávamos? O local não possui placa, nome, nada. Como chegamos antes da fila se formar, não havia nada que indicasse a presença de uma balada ali – só umas grades para a fila, do lado de dentro do prédio, que eu dei a sorte de ver (após 2 voltas no quarteirão). Paramos o carro num estacionamento ali na Brigadeiro mesmo (que foi R$ 25, se não me engano) e fomos!
O local possui 3 ambientes: duas pistas (com músicas diferentes, é claro!) e uma varanda, que funciona como fumódromo. Quando se chega, a entrada dá direto na pista principal. O bar fica bem no meio dela, o que achei bem diferente – e muito interessante! No fundo, há alguns sofás em meia-lua para várias pessoas e a cabine do DJ. Os camarotes ficam nessa pista também, e são muito pouco isolados da pista: o degrau para eles é bem baixinho!
Quanto à decoração: o lugar é simplesmente lindo. Todo chique, com destaque para os lustres.
Ganhamos uma garrafa de Absolut (ae!), só precisávamos de algo para misturar com ela – e aí fomos checar os preços. Um suco de laranja sai R$ 10; um energético, R$ 14. Achei bem caro, mas não poderia esperar menos de um lugar em que, para entrar no sábado, mulher paga R$ 60 seco ou R$ 100 consuma, né? ;)
Com um tanto de vodka na cachola, você repara em algumas outras coisas: por exemplo, que o lugar é ligeiramente “antibêbado”. Como não fica no térreo, é necessário subir um andar, pela escada, para chegar lá... e na saída, é claro, é preciso descer! Não é bem a tarefa mais fácil do mundo, dependendo do seu estado! hehe. Além disso, a porta que leva à outra pista é giratória – tipo uma de banco, mas maior. Potencial para desastres!
A segunda pista só abre às 2h da manhã e me pareceu melhor que a primeira. Uma parede é toda de LEDs, deixando o lugar com uma cara bem diferente da pista principal. E as músicas lá tinham uma pegada mais rocker, o que me agrada mais... fiquei lá até cansar!
Só há um banheiro na casa (pelo menos, que eu tenha visto), o que ocasiona filas surreais. Não espere ficar com muita vontade para ir! O que achei bom é que uma funcionária fica o tempo todo lá dentro, checando se está tudo certo!
No fim das contas, o Kekanto possibilitou que eu fosse num lugar que dificilmente conheceria, principalmente por causa do preço. E valeu bem a pena! Valeu, pessoal! \o/

A Lions recebe públicos diferentes a cada dia da semana. Então a primeira coisa que se deve saber é: qual festa vai rolar no dia em que eu quero ir.
De quarta acontece a festa Cio, onde pode-se ouvir 80's, new electronic, old future, disco, house, electro e techno. O público é misto, geralmente pessoal que já passou dos 25 anos.
As quintas, rola a Groovelicious. Hip hop (de qualidade) para público hétero e jovem.
De sexta tem a Ultralions, voltada para o público gls. Acontece no lounge/pista (uma pena não abrirem a pista 3D) e rola pop/house.
Sábado rola a Forward. Eletrônico nas pick ups para público hétero, jovem e "mauricinho".

Agora falando do local: é lindo, você se sente em um clube exclusivo. Tem diversos animais empalhados e a iluminação baixa dá um ar misterioso ao local. A enorme varanda é ponto alto. Espaço aberto onde se pode fumar, conversar, ir aos dois bares e apreciar a vista.
O que decepciona: os minúsculos banheiros, onde tem muita fila quando a casa está cheia; os preços dos drinks (sua comanda vai fácil para os três dígitos se você não se policiar) e a fila do caixa.

São duas pistas incríveis, a 3d é espelhada, cheia de luzes, dá vontade de ficar lá só olhando as paredes por horas. Já a pista do lounge tem um som diferente e na noite em que fui (08/07) me diverti demais! Pra acrescentar, tem um terraço lindo virado para a Catedral da Sé, dá pra ver meio de longe mas é uma vista muito bonitinha. Infelizmente esta é a área tomada pelos fumantes mal-educados que não te deixam andar até o bar.
Com o nome na lista sai bem em conta, mas em algumas noites héteros tem mulher vip. Mesmo se for pra ficar estirado em uma das poltronas mega confortáveis, diria que é uma balada muito legal de se conhecer, pois o visual é incrível.

Lugar com decoração muito bonita, bem diferente das baladas comuns. Há um terraço grande na parte externa, que costuma estar sempre lotado. O preço das bebidas em geral é caro. De quinta feira acontece a festa Groovelicious no local, com música black e gente bonita. Há duas pistas, porém a pista principal normalmente está sempre muito lotada.

via Android

O espaço é até um pouco apertado para o tanto de pessoas que o recebem. A pista de dança na vdd é pequena, os preços são abusivos, mais que alto padrão, pedi um aperol spirit e me custou R$33,00 um refri custa R$8,00...
Mas a energia da casa é maravilhosa. RECOMENDO.
Os garçons são de tirar o fôlego, vale a pena se jogar na pista...
Exibindo de 1 a 7
Total de opiniões: 39
Você conhece o Lions Nightclub? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: