9 opiniões Nota 4.0 de 5

Chapéu de Couro

Restaurantes Brasileiro

  | Rank: 42º de 230
Chapéu de Couro
Mais na região Como chegar
Já foi nesse lugar? Compartilhe sua experiência! Escrever opinião
Opiniões
Fiquei muito feliz de conhecer um restaurante nordestino tão bom no Méier! Localizado numa rua que frequentei durante anos, e nunca tinha reparado.
Meu irmão está morando bem próximo e queria uma local para comemorar o aniversário. Graças as pesquisas aqui no Kekanto, descobri debaixo do meu nariz um tesourinho valioso!

O ambiente não é muito grande. Conta com uma área externa aproximadamente para umas 25 pessoas, parte interna um pouco menor e mais algumas mesas no segundo andar. Reservei mesa para 6 pessoas em um sábado, às 19h, e o movimento era super tranquilo. Tinha apenas duas mesas pequenas ocupadas.

Enquanto esperávamos, pedimos um Queijo coalho na brasa com melaço (R$ 9,90) para beliscar. Gostoso, mas gosto o melaço deveria vir mais consistente.
Como entrada e petiscos, também tem outras opções como casquinha de siri, bolinho sacana, bolinho caipira, de carne seca, pastel, tripa frita, escondidinho, entre outros. Os preços são super justos! Vai de R$ 8,90 a R$ 29,90. E também os caldinhos (feijão, siri, sururu, camarão, etc) que variam de R$ 6,90 a R$ 12,90.

No prato principal fomos de Genival Lacerda (R$ 79,90) : Baião de dois, acompanha mistura de feijão de corda verde com arroz, carne seca desfiada, queijo coalho, legumes, carne de sol em pedaços. Embora o cardápio informe que 2 pessoas comem MUITO bem, esse prato serve tranquilamente 3 pessoas e dependendo da fome até 4. Como éramos 5 pessoas, acabamos pedindo também um Chapéu de Couro (R$ 69,90) com carne de sol, feijão tropeiro e macaxeira. É um pouquinho menor que o outro prato, mas foi um exagero de comida. Bastava pedir somente alguma porção extra para completar o prato anterior. Sobrou MUITA coisa e levamos para casa. Valeu o custo X benefício!
Já havia passado por esse restaurante uma infinidade de vezes. No último domingo resolvi parar e experimentar. Achei vaga na mesma rua a uns 100 metros. Digo que foi uma bela surpresa.
A especialidade é comida nordestina. O restaurante não é muito grande. Há uma varanda na entrada, e internamente há um salão e o mezanino. Essa parte interna é muito bem climatizada.
Como os espaços são limitados, as mesas ficam muito próximas umas das outras, o que causa algum incômodo.
Adorei a decoração! As paredes simulam uma construção de pau a pique, muito bem feita. Numa das paredes do salão interno há uma grande pintura temática muito bela e com direito a uma caveira de animal pendurada.
Os garçons com uniforme correto e limpo, e todos com chapéu de couro no cabeça. Ágeis.
Seguindo sugestão do garçon, pedimos uma porção de "bolinho sacana" (R$22 a porção com 8) que nada mais é que bolinho de aipim recheado com presunto e catupiry. Massa excelente, sequinho e com recheio na medida certa.
Para o prato principal, pedimos o "Chapeu de Couro" (R$60) que é carne de sol (alcatra) com feijão tropeiro e aipim (frito ou cozido à escolha do cliente). Também estava muito saboroso. A carne gostosa e macia e o feijão tropeiro muito bem preparado, com um tempero delicioso, na dose certa.
Esse prato seria para 2 pessoas, contudo éramos 3 e foi suficiente. Ficamos satisfeitos.
Enfim, o local é muito bom. Ambiente, atendimento e comida satisfatórios a preço justo. Vale uma visita.
Ambiente super agradável e atendimento nota 10. Muita simpatia dos garçons! A decoração é brm forte da realidade. Bem detalhista nos artigos pendurados até uma patina na parede imitando o chão seco. Irado! Olhando de fora parece ate simples, mas por dentro vc percebe a riqueza dos detalhes!

Os pratos sao para 2 pessoas mas servem muito bem três. Fica atento na hora de pedir. Esses variam de 59$ a 85$.

Os petiscos vao desde 4,90$ (pastel) a 29,90$ (churrasco misto). Bem em conta!

Prove o queijo coalho com melaço por 9,90$. Bom para dois de entrada.
Almocei hoje com minha esposa e um casal de amigos neste simpático restaurante e descrevo a seguir minha experiência.
O restaurante tem um aspecto rústico, imagino que no intuito de estabelecer uma temática. Há lugares que se utilizam desse estilo, sem no entanto abrir mão do conforto e da sofisticação. Não é o caso aqui. O que pareceu-me foi que aproveitaram-se dessa "desculpa" para economizar no mobiliário e nos talheres, etc.
Como era um dia de semana, ainda que uma sexta, e já era relativamente tarde (quase 14h), o restaurante estava relativamente vazio. Não sei se seria diferente caso estivesse cheio, mas o fato é que fomos bem atendidos. Nesse quesito o único porém foi que o garçom demorou demais para nos dizer que não tinham sururu pra fazer o caldinho que havíamos pedido de entrada. Houvesse ele sido mais rápido, poderíamos ter escolhido uma outra opção, o que acabamos não fazendo.
Para o prato principal, pedimos um Lampião e um Maria Bonita, aparentemente os carros chefes da casa. Cada um desses pratos custou 80 reais, o que, a meu ver é pelo menos uns 30 reais acima do que me pareceria ser o preço justo. Os pratos são suficientes para duas pessoas comerem bem, mas não acredito que satisfaçam a mais do que isso não.
O meu prato (acho que era o Maria Bonita) consistia de lascas de carne de sol com mandioca frita, queijo coalho e uma linguiça toscana mais acompanhamentos simples. A carne estava macia e todo o resto estava bom também. O prato do casal amigo era quase igual, sendo que em vez de frita, a mandioca vinha sob a forma de purê (que estava muito bom, aliás) e a carne vinha dividida entre lascas de carne de sol e tiras de carne seca (se não me engano). Meu amigo gostou do prato, mas não muito da carne seca, que ele disse ter sido preparada da forma errada.
No geral a experiência foi boa, mas achei os preços bastantes salgados e entendo que eles devam investir mais no conforto do salão.
Para quem gosta de comida nordestina , é um dos melhores restaurantes do RJ , indico até para os curiosos que gostam de experimentar uma culinária nova.
Os pratos são muito bem servidos e saborosos. O atendimento é bem tranquilo e o chopp sai geladinho. O ambiente tem uma decoração super interessante , aconchegante e divertida ,que é ótima pra reunir a galera.
Meus pratos preferidos : Maria Bonita , Batata Frita Nordestina e o Escondidinho de camarão deles ,que apesar de ser um prato mais fácil de encontrar em outros restaurantes fora da temática, é maravilhoso!!
Em certas épocas eles fazem o festival de caranguejo , recomendo ligar para ver se estão na época do bichinho. Pq pra quem gosta , o caranguejo de lá é hummmm que parece que nem estamos no rio de janeiro !!
Primeira opinião do lugar
Na íntegra, a palavra chapéu de couro é mais que um chapéu nordestino. É um tipo de planta medicinal, e que não nasce no nordeste, rs.
Mas com certeza esse não foi o intuito do nome. Originário de Bonsucesso, a rede Chapéu de Coro hoje tem filiais em Jacarepaguá, Freguesia e Méier. Na minha área, é indicado pra quem não tá afim de curtir o calorão e a multidão da Feira de São Cristóvão. Em uma rua conhecida como a Pedro de Carvalho, porém super residencial, o chapéu de couro não fica vazio, e é muito bem estruturado. Com uma decoração rústica e de palha, possui cadeiras de madeira, e pratos e petiscos genuinamente nordestinos. Comida saborosa, cervejinha no gelo, a casa também tem delivery para quem não quer sair de casa.
O meu prato predileto é o Genival Lacerda, que mistura tudo e faz um grude só, adoro. Mas também indico o Lampião pra quem gosta de comer Carne de Sol, e o Maria bonita. Esses pratos são grandes, dá pra dividir para duas pessoas agradavelmente. O garçom pará é a atração da casa, árece o baixinho da Kaiser, rs.
Exibindo de 1 a 9
Total de opiniões: 9
Você conhece o Chapéu de Couro? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)