Capim Santo
Mais na região Como chegar

Endereço: Al Min. Rocha Azevedo, 471, Jardim Paulista - São Paulo , SP - Brasil - 01410-001

Telefone: 11 3089 9500

Preço: $$$$  (De R$51 até R$100)

Comandado pela chef Morena Leite, o Capim Santo é um restaurante de comida brasileira que mistura a técnica francesa com ingredientes do nosso país. A casa oferece um elegante espaço interno, mas o charme é sentar-se nas mesas posicionadas em um belo jardim externo. No almoço, é servido um grande buffet com muita variedade de alimentos (grãos, massas e tapiocas, por exemplo). No jantar, um menu à la carte apresenta alguns clássicos do local, como a Moqueca e o Picadinho de Filé Mignon.

Oferta

Promoção

Sobremesa cortesia para os aniversariantes do dia.

Conheça também Patrocinado
Promova seu negócio no Kekanto e deixe-o em destaque entre milhares de estabelecimentos.
saiba como
HANNOVER A fondue mais famosa de São Paulo Pizzaria Tonelli Frango Frito A melhor pizzaria do Campo Limpo!
Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opiniões dos consumidores
Visitamos o Capim Santo durante o Restaurant Week e fizemos uma das melhores refeições da vida por lá. Tudo estava delicioso, a começar pelo couvert (R$18,50 por pessoa, fora da promoção) com pãozinho de capim santo (diferente, levinho demais) com manteiga, pães de mandioquinha e chips de batata doce com catupiry, ceviche e sorbet de cajá.
Em relação aos pratos do evento, pedimos primeiro os ótimos churros de tapioca recheados com vatapá de frutos do mar. Na sequência, escolhemos o pirão de leite com carne seca acebolada (sensacional) e o arroz da roça com galinha caipira, maxixe, palmito, banana da terra e abóbora. Para terminar, pedimos o igualmente delicioso manjar de milho branco com coco.
Ja fui uma vez no buffet, onde encontrei uma variedade enorme de comidas diferentes, bem brasileiras. Você também pode se servir do buffet de sobremesas ao final...recomendo o brigadeiro de capim santo, que leva o nome da casa.
Na minha opinião, prefiro o serviço a la carte, onde os pratos são preparados com mais capricho, todos muito bons. O cafezinho acompanha colheres com brigadeiros sortidos.
A nota não foi completa apenas pelo atendimento, que deixa a desejar. Os garçons são atrapalhados e o serviço demorado.
Recomendo, mas faça reservas.

via iPhone

O lugar tem um ambiente extremamente agradável! Lindo mesmo.

Mas vamos ao que interessa: atendimento e comida.

Atendimento maravilhoso! Cordial e gentil.
O único problema foi a Hostess que ao chegarmos para almoçar nos informou que todas as mesas na parte do fundo estavam reservadas e então sentamos na frente do restaurante. Até aí tudo bem, quando escutamos um grupo de 3 senhores chegar, pedir mesa e ao serem questionados sobre reservas os mesmos disseram que não tinham e que preferiam sentar nos fundos. Para minha surpresa a recepcionista levou os senhores até os fundos do restaurante. Mas não estava tudo reservado????

Hmmm eu não devo ter cara de rica :(

Comida: saladas maravilhosas, mas os pratos quentes deixam a desejar.
Picadinho de mignon,sem gosto! Muqueca, só tinha gosto de coco e nada mais . Tapioca, feita com a farinha mais estranha que já comi até hoje. Suco de laranja: 70% água.
Desta forma, não vale pagar R$ 68 no buffet a vontade, quando a única coisa boa são as saladas.
Péssimo custo benefício.
Fui no Capim Santo por conta do Restaurant Week, o ambiente é impecável, o atendimento achei bom. Mas nem todos estavam muito dispostos a atender como se deve.

Como fui pelo Restaurant Week, tínhamos algumas opções especificas, e confesso que o que mais gostei foi o ceviche e sorbet de cajá =). Meu Deus que delicia... O Prato em si achei ok escolhi a costela desfiada e a sobremesa pra finalizar um brigadeiro de Capim Santo hummmmmmmmm

Em geral o lugar tem um ótimo atendimento, e o espaço é super legal para quem vai acompanhado.

Vale a pena uma boa opção a dois...
Esse restaurante, além de famoso, é indicado por varias pessoas que eu conheço quando digo que vou jantar fora com alguem.

Quando fui, pedimos uma entrada que eu não vou lembrar qual era. Mais eu lembro que era tão boa que pedimos mais uma vez. Rsrs.

O prato foi um filé mignon com queijo coalho derretido por cima e um spaguetti feito de palmito de pupunha que estava delicioso. Eu sou apaixonada por palmito e essa foi a primeira vez que vi um spaguetti feito de palmito. A combinação estava deliciosas. Tudo muito bom e o filé mignon estava quentinho no ponto sabe?

Pedimos uma garrafa de um vinho espanhol, cabernet, suave e que equilibrava a refeição.

Pra finalizar, comi um brigadeiro de capim santo que todos falavam pra eu provar. E realmente muito bom.

Sentamos na parte de fora, que é preenchido com uma área verde, com varias flores e folhas. Um ambinete super agradável, principalmente porque fomos em um dia de muito calor. Uma delicia de lugar.

O atendimento muito bom, não tenho do que reclamar. Foram muito rápidos na hora de trazer as bebidas e os pratos. Adorei e com muita certeza vou voltar.
Aproveitei o Restaurant Week para conhecer esse tão falado restaurante!

O local é muito bonito, cheio de coqueiros e plantas, com ar bem "natureza". E como todo local com muitas plantas, tinham uns pernilongos para completar o cenário.

O segurança na porta foi extremamente simpático e a hostess idem!

Os garçons, um era super simpático e atencioso e o outro parecia que só queria se livrar o mais rápido possível da gente, e olha que a noite só estava começando!

De entrada tinha Mix de folhas ou Pastel de catupiry. Com medo de o pastel ser enjoativo, acabei optando pela salada e foi uma péssima escolha! Parecia aquelas saladas que vc lava em casa e não coloca nada para temperar. Totalmente sem sabor, sem molho nenhum: sem graça. Arrependimento bateu forte.
Experimentei um pastel da minha amiga e estava super suave, pequeninho e fino, sem muito recheio. Na medida certa para não se tornar enjoativo.

Pedi um suco de abacaxi com capim santo. Veio quente, sem gelo. O sabor, nada demais.

Para o prato principal, escolhi o Tucunaré com vinagrete de pupunha. O tempero do Tucunaré estava bem suave e a carne bem macia. O vinagrete de pupunha estava espetacular! Nunca comi algo com esse sabor! Tinha pedacinhos de pupunha, tomate, cebola roxa, abacaxi e sagu (juro!).
Mas eu gosto de um tempero mais forte, então pedi uma pimentinha para colocar no peixe.

De sobremesa: brigadeiro de capim santo ou queijadinha de abacaxi com sorbet de abacaxi.
Escolhi a segunda opção e degustei cada colherada! Que doce gostoso!
O sorbet quebrava o doce da queijadinha, que era super cremosa.

Meu amigo pediu um café e veio acompanhado de 3 mini brigadeiros. Muito legal!

O público da casa é mais arrumado (leia-se ryco). Me senti meio pobre e com medo que as pessoas escondessem a bolsa quando eu passasse. Mas faz parte! =P

Gostei muito e voltaria mais vezes para experimentar outros pratos!
Fui com o meu marido e como compartilhamos da mesma opinião, falarei na primeira pessoa do plural! :)

Primeira vez que fomos ao Capim Santo e ao evento Restaurant Week. O famoso restaurante de comida brasileira da Chef Morena Leite fazia parte do Restaurant Week, então resolvemos conhecê-lo e fizemos uma reserva.

Vou contar primeiro as coisas boas! Chegamos com 30 minutos de antecedência e fomos encaminhados diretamente para a mesa. Pedimos 2 drinques muito bons, um feito com capim santo e o outro com maracujá.O couvert da casa com pães de mandioquinha e capim santo estavam ótimos! Acompanhava um potinho com requeijão, um potinho com manteiga, duas colheres com ceviche e duas conheres com sorbet de cajá. Achei o ceviche um pouco forte.

O cardápio do jantar a R$ 47,90 por pessoa era o seguinte:

Entrada: salada de trigo com castanhas brasileiras ou bolinho de aipim com queijo Canastra da Serra.

Prato principal: Saint Pierre ao molho de limão cravo acompanhado de ratatouille brasileiro ou costela desfiada na cia de canjiquinha com requeijão do norte ou nhoque de banana da terra com carne seca ao molho de ervas.

Sobremesa: galette de tapioca com coco servida em sorvete de cupuaçu ou brigadeiro de capim santo.

Escolhemos pratos diferentes para poder experimentar um do outro. As entradas estavam gostosas, mas achamos que veio muita salada de trigo, não comemos tudo pois o trigo começou a nos dar sensação de saciedade. O Alvaro pediu o Saint Pierre de prato principal e eu o nhoque de banana da terra. Também estavam bons, achamos a posta de peixe bem pequena, já o prato de nhoque veio com uma boa porção, acabamos não comendo tudo. Consideramos as sobremesas a melhor parte da refeição! Sorvete muito saboroso e o brigadeiro uma delícia!

Nossa conta: R$ 178,00, já com o serviço.

Agora vamos para a parte ruim!

Infelizmente nos colocaram em uma mesa que estava em um lugar horrível, na porta do estabelecimento, junto com a espera de todos os clientes, parecia ter sido colocada ali para suprir a demanda do evento. Todo mundo que chegava ao estabelecimento passava por nossa mesa, muitas vezes esbarravam nas cadeiras e o barulho estava muito alto, não conseguimos ter um jantar agradável. O local em que estávamos estava tão escuro que nem deu para tirar fotos! Pedi para trocar de mesa, mas me disseram que não era possível.

Os garçons estavam morrendo de pressa em servir as refeições e te mandar embora para o próximo cliente sentar. Nunca comi tão rápido, fomos embora em 1 hora! Assim que sentamos, o garçom perguntou o que queríamos beber sem nem mesmo apresentar o cardápio e quando perguntamos por ele, fez uma cara de poucos amigos e foi buscar. Escolhemos 2 drinques, água e os pratos que seriam servidos. Nesse momento chegou o couvert de pães que prontamente aceitamos e para a nossa surpresa a entrada foi servida 1 minuto depois! Como assim? Pedimos para atrasar os pedidos, pois nem os drinques e água haviam chegado à mesa e já estavam nos servindo a entrada!?

Ficamos decepcionados. A idéia era aproveitar o evento Restaurant Week para conhecer o Capim Santo e parece que foi a pior coisa que fizemos. Se Restaurant Week é sinônimo de desprezo ao cliente, é melhor o restaurante Capim Santo não fazer parte dele. Se o restaurante está lotado, não faça mais reservas e não crie mesas em lugares absurdos deixando os seus clientes sem graça e insatisfeitos.

Ao sair, fiz uma reclamação para a hostess e chegando em casa fiz uma reclamação no site do restaurante, vamos ver se retornam.
Exibindo de 1 a 7
Total de opiniões: 75
Você conhece o Capim Santo? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Quais hotéis em São Paulo estão promoção? Ver hotéis
Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: