Bar Z Carniceria

nota 3.7 de 5 em 65 opiniões
|

Bares e Botecos

| Rank: 40º de 1127
Conheça também Patrocinado
Promova seu negócio no Kekanto e deixe-o em destaque entre milhares de estabelecimentos.
saiba como
BECO 203 Na noite da Augusta, Só o Beco Salva!
Dicas rápidas Ver todas as dicas
Opiniões dos consumidores
O bar Z Carniceria foi o primeiro bar do Coxinha Tour que fizemos através do Kekanto em 23/07/2014.
O bar é bem irreverente....diria até meio "filme de terror", meio trash...hehe
Antigamente, aonde hoje é o bar, existia um açougue e matadouro que foi desativado, e ao abrir o bar, a idéia foi manter essa porposta e fazer uma bar "junto" com o açougue e por isso toda a decoração é baseada nessa temática. Há várias peças penduradas nas paredes e espalhadas pelo bar, tais como ganchos, balanças, cabeças de gado, etc.

Quando chegamos ao bar, ainda não havia aberto e o pessoal estava lá organizando...isso por volta das 19h que foi a hora marcada para iniciar. Passado um tempo de espera começamos a adentrar ao bar e nos posicionar nas mesas. O local é bem escuro, o q dá um clima meio carregado, tendo em vista todos akeles artefatos meio sádicos no local.
Particularmente não gosto de lugares tão escuros, mas para a proposta do bar, é interessante.

Logo a coxinha chegou ,um potinho bem bonitinho com 8 mini coxinhas acompanhadas de um molho agridoce apimentado (porção a R$ 23,00). A coxinha vem espetada num palito de dente e parece mais um kibezinho do q uma coxinha.
Adorei....super crocante e fresquinha, com um catupiry tão gostoso que eu achei q fosse cream cheese, já q não sou muito fã de catupiry.
Achei deliciosa, mas prefiro que o "creme" esteja mais misturado ao recheio, pq senão a parte do frango fica meio seca....
Mas se vc comer a coxinha numa bocada só, acho q resolve o problema...rs.
A coxinha é bem pequena então é difícil sentir o sabor do frango, q é um cubinho dentro da coxinha, mas no geral gostei bastante.
Achei um pouco caro o valor da porção pelo tamanho, mas é o preço praticado.



O lugar é muito legal: com muitas coisas penduradas nas paredes (entre enfeites, correntes e bandeiras), além de pinturas temáticas e climão de meia luz, realmente nos lembra o que deveria ser um açougue - o que de fato foi, além de matadouro, nos idos dos anos 50.

O atendimento é atencioso e tive o prazer de provar as coxinhas campeãs do evento Kekanto: crocante e sequinha por fora, cremosa por dentro, vem no tamanho perfeito para devorar em apenas uma dentada - e ficar saboreando tudo por preciosos segundos. Uma delícia! Achei um pouquinho caro: R$23 a porçãozinha com 8 - mas está na média dos bares da área e vale cada centavo.
Um lugar bem bacana e exótico.

Você entra e se depara com uma decoração bem diferente, com objetos rústicos, chifres, tudo que lembra, como o nome do lugar, uma carniceiria.

Iluminação bem baixa, música de fundo rolando um rock'n'roll e blues completam o ambiente, bem descolado.

Experimentamos a coxinha e estava maravilhosa, uma das melhores que já comi. Recomendo!

Não tem estacionamento no local.
Lugar bom para ir com os amigos.

Você sabe o que é caviar? Nunca vi, nem comi eu só ouço falar... pois é, assim como diz a melodia do Zéca Pagodinho, não dá para falar daquilo que não conhecemos bem, então vamos falar da COXINHA... hehehehehehe...

Comecei com o refrão do sambinha matreiro do ilustre representante carioca por que este é um bar de um ilustre paulistano, o Timbira. Já ouviu falar dele? Ele também é proprietário de um outro estabelecimento muito descolado, o Caos e tem um programa no History Channel de nome homônimo.

Bem, voltando ao foco, o Bar Z Carniceria (Carniceria = açougue) como sugere o nome tem uma decoração sugestiva, se é que se pode dizer assim. É um ambiente rústico, cheio de ganchos de açougue pendurados e oxidados, cabeças de boi, machados, facas, facões, cutelos, enfim, tudo o que remete o ambiente sobrio (e porquê não dizer fantasmagórico) de um ambiente como este.

O atendimento deixou a desejar. Informal demais, alguns atendentes davam uma "forçada" em tentar serem íntimos, o que não foi legal e passou uma imagem de despreparo. Também não gostei de ter meus objetos retirados da mesa onde estava com minha noiva e uns amigos para outra próxima, para acomodarem outras pessoas. Achei uma atitude muito deselegante e feita sem nosso consentimento. Timbira, você precisa investir em treinamento de etiqueta de atendimento para o seu pessoal, véi... Pega mal para seu estabelecimento isso, fica a dica!

A casa possui drinks clássicos, como Dry Martini, Manhatan, Mojito, etc... todos na casa dos R$ 27,00. Provei o Manhatan com minha noiva, Vanessa, gostamos muito! E provamos a famosa coxinha da Dona Dadá (que não é o famoso feijão da Vicentina mas, tal qual a música, não precisa ser da Portela para saber que a coisa é divina). A coxinha, servida em porção de 8 unidades de degustação (ou seja, pequenas) tem um custo bem salgado... R$ 23,00 a porção, mas foi de longe a mais saborosa de todas.

Conversei com a cozinheira da casa, a famosa Dona Dadá. Simpatissíssima, agradabilíssima mas, não consegui arrancar dela o segredo de sua coxinha... hehehehehe... para mim, ficou parecida com a conhecida coxa creme (frango villeroy). Penso que não deva ser muito diferente disso. Ao meu ver, a famosa coxinha da Da. Dadá deveria ser maior, pois, de tão saborosa acaba muito rápido.

A coxinha constitui de um pedaço de frango temperado e cozido (provavelmente peito), passado por um molho de tomate, posteriormente por um vistoso molho de queijo/requeijão, então empanado e finalmente frito. Este é o meu palpite!

Achei caro demais, apesar de ser muito gostosa, mas, para valer o preço deveria dobrar o tamanho da porção.

De longe foi a melhor coxinha que provei do evento!

É um lugar diferente de tudo o que eu já frequentei, tem uma atmosfera punk, eu acho. Muito interessante!
O Bar Z Carniceria foi o primeiro local visitado no Coxinha Tour, evento realizado pelo Kekanto para eleger a melhor coxinha da cidade.

Já havia passado na frente do bar diversas vezes e sempre tive receio de entrar (achava assustador e sanguinário, tento em vista o nome e a decoração rústica, com diversos objetos cortantes pendurados e a meia luz vermelha...).

Logo na entrada do bar, fomos recebidos pela simpática Dada, responsável pelas deliciosas coxinhas. O ambiente deixa de ser assustador quando você repara nos detalhes, que cada objeto foi estrategicamente pendurado na parede. Tem até o desenho de um pasto cheio de vaquinhas e em uma delas a cabeça é de pelúcia (linda hahaha). O som ambiente estava bem gostoso, com rock clássico. Na TV estava passando o filme De volta para o futuro!

As coxinhas, motivo da visita ao bar, estavam sensacionais. São diferentes das coxinhas tradicionais que estamos acostumados (cheia de massa, com recheio de frango desfiado e uma miséria de catupiry). Ela era pequena, espetada num palito de dente, com uma fina camada crocante por fora, recheada de catupiry e lá no meio, um pequeno cubo de peito de frango. Elas vieram quentinhas, mas não ao ponto de queimar a língua. Quando terminei a primeira coxinha, já tive certeza que aquela seria, para mim, a melhor coxinha da cidade (pena que o resultado foi diferente =( ).

Dei uma rápida olhada no cardápio e eles possuem muitas outras opções de comidas que se forem feitas com o mesmo carinho que a coxinha, serão igualmente deliciosas.

O bar fica na Rua Augusta, então é bem fácil chegar utilizando ônibus ou metrô (pouco mais de 10 minutos desde a estação Paulista, da linha amarela). Ele não possui estacionamento próprio, mas na região existem várias opções.


Tomando o lugar do que um dia foi o primeiro açougue e matadouro da Augusta, esse bar tem paredes que contam suas histórias. Não apenas as paredes mas todo o ambiente revela quantas histórias existem naquele lugar. Um pouco heavy principalmente para os vegetarianos de plantão, ganchos e cabeças para todos os lados.
Logo na entrada, há um sistema demorado de comandas individuais que irritou algumas pessoas que foram obrigadas a aguardar na fila do lado de fora no frio.
O ambiente é pequeno, escuro com um certo charme. Fomos muito bem atendidas e bem recepcionadas pela querida Cozinheria Dadá. Mestre da cozinha, nos contou toda a sua trajetória e como foi parar ali. Contou todo o processo de aprimoramento da sua coxinha e que garante ter chegado na receita ideal.
A famosa coxinha da Dadá vem em pequenas porções com 08 unidades por R$23,00. Pequena e cremosa, lembra uma mini coxa creme exceto por ser um pedacinho de peito de frango envolto em creme com acentuado sabor de catupiry e fina cobertura crocante. A coxinha é gostosa, mas R$2,90 por coxinha é praticamente um assalto. Mas elas são interessantes e ficam ainda melhores guarnecidas da geleia de pimenta que as acompanha.
Há outras opções de porções como o Bolinho Carniceiro, outra especialidade da Dadá.
O menu é bem completo com boas opções de porções, sanduíches e saladas.
Os drinks são deliciosos, vale a pena experimentar! O Penylane é uma boa escolha, conta com vodka, licor de lichia, purê de abacaxi e angostura. Sucesso! O chopp estava ok.
O cardápio é bem salgado mas muito atrativo. Vale a pensa conhecer o lugar.
O Z Carniceria é um lugar que sempre me chamou a atenção, já pela fachada. É meio assustador, porque há vários utensílios de açougue, uma cor avermelhada, uma coisa meio "carnificina". Logicamente porque este bar era um antigo açougue e a decoração foi inspirada como tal, até no balcão e nas mesas e cadeiras, feitas de fórmica como antigamente. E considerando que um dos donos é o Facundo Guerra, que já tem esta pegada de manter a característica antiga dos lugares (como Riviera e Cine Joia), dá para entender o conceito do Z.

O que curto neste bar é o atendimento bem informal e familiar, fator que algumas pessoas não curtem tanto, preferindo algo mais distante e formal. Para mim, é nota 10! Mas, o ponto forte são os drinks especiais e exclusivos da casa! Um melhor que o outro.

E, para fechar com chave de ouro: a Dadá, a chef de cozinha do Z! Ela é maravilhosa, simpática e cria petiscos perfeito!. O que dizer da porção de coxinhas com molho de pimenta? Crocantes, bem recheadas, INCRÍVEIS! Inclusive, as coxinhas da Dadá são super conhecidas em São Paulo!

O lugar perde uma estrela apenas por cobrar entrada e ter preços elevados. Mas é uma experiência ótima. E também um bom lugar para levar turistas e gringos!
Exibindo de 1 a 7
Total de opiniões: 64
Você conhece o Bar Z Carniceria? Escreva uma opinião! Dê sua nota! Nota geral
Passe o mouse pelas estrelas clique para dar nota

Opinião
Para enviar fotos ou preencher os campos adicionais, faça seu (Você não perderá a opinião escrita)

Quais hotéis em São Paulo estão promoção? Ver hotéis
Baixe grátis o app do Kekanto Escolha sua plataforma: